9 de fevereiro de 2012

CONTA-GOTAS...Notícias


REBELDIA ... Vereador ameaça passar trator por cima de obras do trânsito
CONTROLE VIRTUAL .... Novo presidente do TRE/MG espera resolução do Tribunal Superior Eleitoral sobre o uso das redes sociais na campanha eleitoral de 2012
MANIFESTAÇÃO CULTURAL ... Encontro de Folias de Reis tem 60 companhias inscritas

SEM RUÍDOS
O clima é de total silêncio entre os mais de 80 servidores municipais de Uberaba que acabam de ser beneficiados com decisão da Corte Superior do Tribunal de Justiça de Minas Gerais. Conforme antecipado em primeiríssima mão, aqui, em Conta-Gotas, a Corte entendeu que, para apostilar no cargo de confiança, e portanto, com salário de chefe, o servidor pode contar o tempo em que trabalhou na prefeitura antes de ser aprovado em concurso. Detalhes estão em Conta-Gotas – edição 7 de fevereiro.

PROMESSA
Brandão Teixeira - posse e promessa de fiscalização acirrada
Desembargador Brandão Teixeira tomou posse na presidência do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais - TRE/MG, neste dia 8 de fevereiro, quinta-feira,  garantindo que a Justiça Eleitoral mineira vai combater, sem descanso, a corrupção eleitoral, o caixa dois de campanha, a improbidade eleitoral, além de exercer severa vigilância sobre a propaganda eleitoral irregular e intempestiva, o uso das mídias sociais e as agressões ao meio ambiente.
REDES SOCIAIS --- Especificamente sobre as redes sociais, o novo presidente do TRE-MG considerou um dos principais desafios para as eleições de 2012. “Creio que até o período das eleições, o Tribunal Superior Eleitoral terá provido alguma medida ou determinação sobre o uso dessas ferramentas” – disse ele.
OPINIÃO --- Vale lembrar que, em dezembro de 2011, durante evento em Natal, RN, o presidente do TSE, ministro Ricardo Lewandowski, falou pela primeira vez sobre o assunto, em entrevista que repercutiu durante várias semanas. “A internet é um espaço livre, deve ser livre, inclusive em função da liberdade de expressão que é garantida na Constituição a todos os cidadãos” – defendeu.

RESPINGANDO
PRA CIMA
A peleja interna do PDT de Uberaba - dividido entre dois pólos de comando, pode, a qualquer momento, desaguar na direção estadual da legenda. No que se pode literalmente chamar de ação “debaixo pra cima”, uma das alas de Uberaba estaria articulando a queda do atual comando mineiro do PDT.
PROVISÓRIAS --- Com comissões executivas provisórias, o PDT de Uberaba e o PDT estadual ficam à mercê das movimentações de bastidores, ao contrário dos partidos que possuem diretórios, já que estes são eleitos pelos filiados em convenções fiscalizadas pela Justiça Eleitoral.
DESACORDOS --- Apesar da intermediação do deputado federal Zé Silva – principal liderança regional da legenda, parece difícil um acordo em Uberaba. De um lado está João Franco, ex-homem forte e agora adversário do prefeito Anderson Adauto (PMDB), e de outro, o presidente da Câmara Municipal, Luiz Dutra.
PDT HOJE --- Ainda sobre Uberaba, a atual comissão executiva provisória é aliada de João Franco, que, por sinal, anda entusiasmado com a ideia de se candidatar a prefeito. João, aliás, é o vice da executiva,que é presidida por Luiz Henrique Borges. Mandato desta executiva termina dia 14 de abril, muito antes de se fechar as candidaturas de 2012.
PDT AMANHÃ --- Com mandato até 25 de abril, a executiva mineira terá chance, portanto, de promover alterações na comissão municipal de Uberaba. E consta que o presidente Mário Heringer estaria propenso a dar uma mexidinha daqui e dali, para incluir também a ala de Luiz Dutra no comando de Uberaba.
SEM SAÍDA --- O grupo de João Franco até que planeja trocar a executiva provisória por um diretório. O problema – para o grupo em questão, é que a eleição do diretório segue regras rigorosas. Tem prazo pra apresentação de chapas, prazo pra recurso, e quem decide é o universo de filiados. Obviamente as duas alas podem até disputar forças (ou votos), mas não há como barrar a participação do grupo de Luiz Dutra.
A FORÇA --- Se a decisão ficar nas mãos dos filiados, ressalte-se que o PDT tem hoje, 1.916 inscritos na legenda. É o quarto colocado em Uberaba, só perdendo para o DEM, PMDB e PP.

UM TEMPO
PRA FESTA
Já o PT de Uberaba dá um tempinho nos entreveros internos pra comemorar os 32 anos de fundação do partido. Encontro será realizado dia 11 de fevereiro de 2012, sábado, a partir das 18h, no restaurante Tia Chica, na avenida Joaquim de Oliveira Prata nº 996, bairro São Benedito.
ADESÃO --- Convite para os filiados é assinado pelo presidente Waldemar Pamplona, o deputado estadual e pré-candidato a prefeito, Adelmo Carneiro Leão, e o vereador José Severino Rosa. Adesão: R$ 11. Bebidas à parte.

ARTICULAÇÕES
COMUNISTAS
Plenário da Câmara de Uberaba promoveu um avanço importante nas leis municipais, aprovando a consolidação das normas relacionadas ao calendário de eventos culturais da cidade. Projeto de lei de autoria do vereador, professor e presidente da Comissão de Educação e Cultura da Casa, Carlos Alberto de Godoy (PTB), teve a participação decisiva da diretora do Departamento de Documentação e Pesquisa da Câmara, Sumayra de Oliveira – que vem a ser a articulada presidente do PCdoB de Uberaba. 
ESPAÇOS --- Sem medo de dividir espaços com outras lideranças, Godoy fez questão, e chegou a insistir para que Sumayra falasse em plenário. “Consolidando as leis, temos uma aplicabilidade mais rápida e um entendimento melhor”, explicou ela, pregando que a Câmara faça a mesma coisa em relação a outros segmentos.
 ---------------------------------------------------------
Tony Carlos - visita à obra em questão
“Vou passar com o trator em cima daquela porcaria que a Prefeitura de Uberaba está fazendo na praça da Exposição. Já fiz isso antes, quando desmanchei obra semelhante feita pelo ex-prefeito Marcos Montes na avenida Fernando Costa. A população de Uberaba não merece essa lambança que estão fazendo numa das entradas mais importantes da cidade”
Vereador e radialista Tony Carlos – do PMDB do prefeito de Uberaba, 
desabafando na tribuna do plenário da Câmara Municipal, sobre obra de trânsito
 ---------------------------------------------------------

CULTURA
PARA TODOS
E por falar em cultura de qualidade,  Uberaba disse presente no Encontro de Gestores das Redes Estaduais e Municipais dos Pontos de Cultura realizado em Porto Alegre, RS, pela Secretaria Nacional de Cidadania e Diversidade Cultural. O diretor de Relações Institucionais da Fundação Cultural de Uberaba, Wellington Félix Cornélio, o Zuzu, apoiou e comemorou a decisão tirada no encontro em favor da descentralização e democratização das diretrizes das ações do Plano Nacional de Cultura.

OPORTUNIDADES
Uberaba está oferecendo 355 vagas para o Pronatec – Programa Nacional de Acesso à Escola Técnica, idealizado pelo Ministério do Desenvolvimento Social para realizar cursos profissionalizantes para beneficiários e dependentes do Bolsa-Família. A coordenação local está a cargo da Prefeitura de Uberaba, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social.
ESCOLHAS --- A secretária Maria Thereza Rodrigues da Cunha revela que, junto com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, ela pode discutir e escolher os cursos a serem oferecidos, focando na situação do município. “São cursos que poderão ser absorvidos pelo mercado de trabalho, tendo em vista o gasoduto, a planta de amônia e uréia, e áreas que estão em falta de mão-de-obra na cidade, como padeiro”, explica Tetê.
INSCRIÇÕES --- Os interessados podem inscrever-se até dia 27 de fevereiro – na Secretaria de Desenvolvimento Social, na Feti – Fundação de Ensino Técnico Intensivo, e em todos os Cras - Centros de Referência de Assistência Social. Os cursos terão início imediato.
UNIVERSO --- Em 2011, o governo federal investiu R$ 5,367 milhões em Bolsa-Família, em Uberaba, beneficiando 6.459 famílias. Informação é do Portal da Transparência da Presidência da República.

LIRISMO
BRASILEIRO
Cantora lírica Isabela Santos, que interpreta obras  de Waldemar Henrique, Villa-Lobos e Chiquinha Gonzaga, faz recital em Uberaba, neste dia 10 de fevereiro, sexta-feira, às 19h, no Centro Cultural Cecília Palmério, no campus Centro da Universidade de Uberaba – Uniube. Participam como co-repetidores Cláudia Falconi e Mateus Schwetter.


FORÇA
EXTERNA
Diretoria  de Comunicação da Câmara de Vereadores distribuiu nota, neste dia 9 de fevereiro, quinta-feira, negando que o plenário tenha aprovado projeto de lei que exige das lojas que trabalham com caixa eletrônico a contratação de segurança. A informação “partiu de dirigente de entidade classista, não tendo respaldo do Legislativo” – resume o jornalismo da Casa.
O CARRO NA FRENTE DOS BOIS --- O projeto em questão – segundo a nota, é de autoria do vereador Lourival dos Santos (PCdoB), trata da obrigatoriedade de segurança armada em estabelecimentos que contenham caixas eletrônicos, e entrou para tramitação dia 6 de fevereiro. “Não há data para a apreciação do projeto”, conclui a nota.

SEM EDITAL
Ao contrário do que estava previsto, não foi na edição do Porta-Voz de quarta-feira, 8 de fevereiro, que saiu a publicação do edital de abertura do novo concurso público da Prefeitura de Uberaba. Expectativa é de que a publicação aconteça no Porta-Voz de sexta-feira, 10 de fevereiro.

FOLIAS
Mais de 60 companhias confirmaram participação no 53º Encontro de Folias de Reis de Uberaba, que acontece dia 12 de fevereiro, domingo, a partir das 8h30, no Circo do Povo, que está instalado entre o bairro Boa Vista e o conjunto Morada do Sol, na esquina da rua João Pinheiro com avenida Maria Machado dos Santos.
VIZINHOS --- Estão inscritos seis grupos de Uberlândia, cinco de Sacramento, dois de Nova Ponte e os demais de Uberaba. Tudo regado a almoço típico da cozinha mineira, além da distribuição de instrumentos musicais para os participantes (cavaquinhos, violas, bandolins, surdos completos e pandeiros).
PRA POSTERIDADE --- Evento vai acontecer durante todo o dia, e serão gravados um documentário em DVD e um CD que ficarão à disposição do público em bibliotecas e escolas.

 ---------------------------------------------------------
Toninho e Marieta - pose ao lado de foliões
CURIOSIDADE HISTÓRICA
As folias em Uberaba
 


Desde 31 de dezembro de 1952, com a estreia do programa A Hora do Fazendeiro, na Rádio Sociedade do Triângulo (a PRE-5) -  a Folia de Reis deixou de ser apenas um aprendizado familiar e religioso em Uberaba. Sob o comando da famosa dupla sertaneja Toninho e Marieta, o programa promoveu a manifestação cultural e atraiu o interesse dos meios de comunicação de massa.
Em 1958, já com a Folia de Reis ganhando impulso, inclusive na região, a dupla investiu em outra iniciativa: criou o troféu Rei Mago para premiar a melhor companhia de folia, eleita por seu desempenho, na avaliação de jurados de vários bairros da cidade.
Em 1962, o encontro passou a acontecer na praça da Igreja Santa Rita, durante o período de Natal. Os grupos chegavam a se apresentar para  público de até 25 mil pessoas.
O número de companhias ampliou, e nos anos de 1980 foram criados programas de TV sobre o tema, popularizando ainda mais a manifestação.
Dia 12 de fevereiro, domingo, acontece o 53ª encontro.

A origem da Folia de Reis
 A Folia de Reis é uma festa de origem portuguesa que chegou ao Brasil como uma dança com características de ritual religioso.
Seus participantes são uma mistura de raças: brancos, mulatos, negros, e os ritmos e ritos se incorporam às dramatizações litúrgicas da igreja católica. Assim a folia ganhou espaços no Brasil.
Simbolizando os três reis magos - Gaspar, Baltazar e Belchior, na busca do caminho para o Menino Jesus, as companhias de reis, no período de 24 de dezembro a 6 de janeiro, percorrem as cidades e a zona rural, cantando de casa em casa em busca de oferendas.
O que é arrecadado é utilizado no Dia de Reis, considerado o “dia da gratidão”.
Essa peregrinação representa a distância percorrida pelos reis magos de seus países até o local do nascimento de Jesus.

A formação da folia
Na formação de uma companhia de reis não existe uma regra definida para a quantidade de membros, mas o grupo costuma ser composto por oito a 12 pessoas.
Cada folião tem seu lugar e ocupa uma hierarquia na qual o capitão é o líder, que organiza e se responsabiliza pelo conjunto.
O alferes têm por função carregar a bandeira e receber contribuições durante as jornadas, enquanto os foliões - com seus instrumentos (sanfona, reco-reco, caixa, pandeiro, chocalho, viola, violão, entre outros), compõem a orquestra das folias.
Em algumas companhias existe palhaço que, segundo a lenda, tem por função proteger o Menino Jesus, confundindo os soldados do rei da Galiléia, Herodes, o Grande, que pretendiam matá-lo.

A bandeira
Os foliões fazem longas caminhadas, levando a bandeira em um estandarte de madeira ornado com motivos religiosos ao qual tributam especial respeito.
Conta a mitologia que após a adoração ao Menino Jesus, os magos receberam um manto azul de presente da Virgem Maria.
Ao abrirem o manto depararam com uma linda imagem deles próprios: os três reis ajoelhados aos pés de Jesus, adorando-o, ofertando seus presentes.
Para a companhia, a bandeira representa a estrela guia. Sob a liderança do capitão, a folia segue com reverência os passos da bandeira, cumprindo rituais tradicionais de inquestionável beleza e riqueza cultural.

A cantoria
A cantoria é a oração da folia e seus versos religiosos narram a viagem dos magos, a chegada da bandeira e a história de Cristo.
Inicialmente, o capitão tira os versos que são repetidos pelo coro.
A segunda e a terceira vozes realizam a primeira resposta integral da cantoria, também conhecida como contrato; a quarta e quinta vozes entram na metade dos versos cantando uma oitava acima, e no final, entra a sexta ou requinta voz, num grito agudo também chamado tala.

As fitas
As fitas não são economizadas na hora de enfeitar os instrumentos. As flores no violão e as rosas representam a bênção de Deus. Os foliões levam sobre os ombros uma toalha branca. Essa peça tradicional de seus vestuários é como uma farda para ser reconhecida durante as andanças e revela a missão que eles têm a cumprir.

A alvorada
A alvorada é o cortejo final da jornada da Folia de Reis - é o dia da festa e encerramento das funções. Uma ala de pastorinhas busca os festeiros em suas casas, enquanto a procissão segue com seus andores, um para cada rei mago enfeitado nas cores verde, amarela e vermelha.
É comum os participantes levarem outros andores como os de São Sebastião, São Benedito, Nossa Senhora Aparecida, entre outros, conforme a devoção.
Ao chegar ao local onde vai se realizar a festa, a cantoria é encerrada, anunciando a reza do terço, que é todo cantado.
A seguir inicia-se a coroação dos festeiros do próximo ano. Ao comando do canto pelo capitão e foliões, a madrinha promove a retirada da capa e da coroa da cabeça dos atuais festeiros e passa para os do ano seguinte.
Após o término da cerimônia, é servido o jantar com doces tradicionais. Finalmente, realiza-se o baile de Santos Reis, que vai até a madrugada.

Fontes: 

---------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário