9 de março de 2012

CONTA-GOTAS...Notícias



INTIMAÇÕES AOS MONTES
Useira e vezeira em piques de energia elétrica, a Cemig – Companhia Energética de Minas Gerais, foi acionada pela Prefeitura de Uberaba para pavimentar os passeios de seis imóveis que ocupa na cidade e ainda promover a limpeza de um deles. A poderosa companhia, em vez de cumprir a determinação, simplesmente recorreu.
PERDA TOTAL ---  Edital de intimação da Jarp - Junta Administrativa de Recursos e Posturas da Prefeitura, foi publicado no Porta-Voz, informando o indeferimento dos sete recursos, e portanto, confirmando que os passeios e a limpeza têm que ser providenciados.
MÃO NA MASSA --- Os endereços são os seguintes: rua Fernando Rodrigues Vilela, 290; avenida Reinaldo Boareto, 1.192; avenida João Toamin, 480; rua Pedro Delfino dos Reis, 103; rua Domingos Pousa Garcia, e rua Vicente Paulo Cardoso, 305 (passeio e limpeza do imóvel).

ENTREVISTA COLETIVA
Waldemar Pamplona
(Foto: Rádio JM)
Presidente do PT de Uberaba, Waldemar Pamplona, é o entrevistado do programa Entrevista Coletiva - Band Triângulo/Canal 7, que será exibido neste dia 10 de março, sábado, a partir das 18h45. Sob o comando do jornalista Orlei Moreira, o programa tem passeado pelas articulações partidárias rumo às eleições de outubro.
NA MIRA ---- Por ali, já passaram, entre outros, os presidentes Eduardo Palmério – do PMDB do prefeito Anderson Adauto, e Eclair Gonçalves – do DEM, partido de oposição ao governo municipal.
A HORA DE RETRIBUIR ---- Entre as várias declarações pra lá de interessantes, Pamplona diz, por exemplo, que está na hora de o PMDB e o atual prefeito retribuírem o que o PT fez e está fazendo pela administração de Uberaba. E não se faz de rogado, ao defender que o PMDB indique o candidato a vice-prefeito numa chapa liderada pelo PT. Vale conferir a entrevista.

MIMO ESPECIAL ---- Partido da República aproveita estes tempos de homenagens pelo Dia Internacional da Mulher – comemorado em 8 de março, pra empossar a executiva do PR Mulher de Uberaba. Evento acontece neste dia 10, sábado, a partir das 8h30, com um mimo especial: um café da manhã. Também toma posse a executiva do PR Jovem de Uberaba.

ROSA CHOQUE
E por falar no Dia Internacional da Mulher, domingo, dia 11,  tem assinatura de manifesto no Mercadão. O documento – que reivindica políticas públicas em defesa das mulheres, é uma iniciativa do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Mulher e da Coordenadoria de Políticas Públicas para Mulheres de Uberaba, e já passou por outros pontos estratégicos da cidade.
SEM DESCANSO --- À frente do movimento – de magafone em punho, está a ex-vereadora Marilda Ribeiro Resende, presidente e coordenadora das duas entidades, respectivamente.

AGENDA FUNDAÇÃO CULTURAL
MARÇO 2012
(Eventos abertos ao público)

Cine OAB
Dia 10 – 19h30
Filme:  A Rede Social 
OAB – Rua Lauro Borges, 82 - Centro
Aberto ao Público
Classificação: 14 Anos
Obs.: Após a exibição, debate com o moderador Gil Mayeron Duarte, professor da Fazu
Promoção: Instituto Triangulino de Cultura, Associação dos Geógrafos Brasileiros, Fazu, Sociedade Salamandra, Arquivo Público de Uberaba

Espetáculo Geografia da Palavra - Cia. Rogê
(Foto: Kate Árabe)
Domingo Cultural
Dia 11 – 10h
Musical
Mercado Municipal 
Aberto ao Público 
Classificação: Livre

Cia. Rogê
Dia 28 – 20h
Geografia da Palavra - Teatro
Baseado em livro de Jorge Alberto Nabut
Teatro Sesiminas
Aberto ao público
Classificação: Livre

CADÊ A COLETA?
Enquete realizada pelo site da Câmara Municipal de Uberaba revela que os uberabenses não estão nada satisfeitos com a coleta seletiva realizada na cidade. Resultado foi divulgado neste dia 9 de março, sexta-feira, pela assessoria de imprensa, revelando que 2.925 pessoas votaram.
INEFICIÊNCIA ---- Do total de votos, cerca de 75,5% afirmaram que o trabalho é ineficiente, ou seja, 2.206 pessoas. Outros 526 participantes afirmaram que a coleta seletiva pode melhorar, enquanto só 193 afirmaram que o serviço é satisfatório, representando, apenas 6,6%.
NOVA ENQUETE DO SITE ---- “Você concorda com a nova revisão da data do aniversário de Uberaba?”
CAMPANHA
E nem bem a enquete foi colocada no ar e já tem gente fazendo campanha contra a revisão. Aliás, as pessoas em questão nem estão preocupadas em disfarçar a ação premeditada. Até o fechamento desta edição de Conta-Gotas, 175 tinham votado, sendo que 172 votaram contra. A diferença é grande demais pra tão pouco tempo de exposição.


QUAL A DATA?
Não é por acaso que a nova enquete do site da Câmara de Vereadores quer saber a opinião dos internautas sobre o aniversário de Uberaba. Circula na Casa de Leis a possibilidade de o assunto virar projeto.
DOIS COELHOS --- A polêmica é tão complexa que em 2006, o prefeito Anderson Adauto determinou que seu governo organizasse duas comemorações: uma no dia 2 de março, data que está valendo oficialmente desde 1996, e a outra no dia 2 de maio – data válida até 1995.
ESPECIAL ---- Acontece que, levando em conta o aniversário de 2 de maio – elevação à condição de cidade (fato ocorrido em 1856), Uberaba faria 150 anos em 2006. Pressionado por todos os lados, o prefeito não teve dúvida em ficar no muro. Os habitantes de Uberaba comemoraram assim, dois aniversários no mesmo ano. Com direito a uma extensa agenda de eventos.
FÊNIX ... E agora, como que, ressurgindo das cinzas, eis que o assunto volta à tona, e por iniciativa do mais incisivo defensor do 2 de maio: o vereador Tony Carlos (PMDB), que ganhou um apoiador de peso – o atual presidente da Câmara, Luiz Dutra (PDT). Levando em conta o aniversário de 2 de março, Uberaba acaba de comemorar 192 anos de elevação à condição de freguesia.
A MUDANÇA ---- Alteração de 2 de maio para 2 de março foi resultado de pesquisa realizada pelo Arquivo Público no governo Luiz Guaritá.
VERSÃO OFICIAL ----Oficialmente, o Arquivo anunciou que a elevação do povoado a freguesia implicava na ascensão econômica e social, com a criação do cartório eclesiástico, por exemplo. O decreto real – segundo o Arquivo, constituiu um grande avanço para a comunidade, e significou a emancipação e gerência própria em assuntos de ordem civil, militar e religiosa.
NA BOCA DO POVO ---- Nos bastidores, o que se comentava é que Guaritá – pressionado pelo empresariado local, buscou uma saída honrosa para tirar o aniversário do dia 2 de maio. É que o feriado, mais a Expozebu e outros eventos do período, provocavam altíssimos prejuízos econômicos ao município.
NEM UM NEM OUTRO
E a celeuma não acaba por aqui. Corre por fora uma terceira corrente que defende a data de 22 de fevereiro. É que neste dia – em 1836, Uberaba foi elevada à condição de vila, o que, para muitos historiadores, significa realmente a independência de uma localidade.

 --------------------------------------
FOTO ---- Data: 1837 - Fotógrafo: Não identificado -
Restauração: Paulo Lemos - Fonte: Arquivo Público
(Ano da inauguração e da posse dos primeiros vereadores)

CURIOSIDADE HISTÓRICA
A Câmara Municipal 
de Uberaba
"O 1º prédio da Câmara Municipal de Uberaba foi construído pelo Capitão Domingos da Silva e Oliveira às custas da população, em 1836, e inaugurado, em 1837, para sediar o Governo Municipal.
O sobrado passou por várias reformas, preservando suas características, tais como: proporção, número de pavimentos, estruturas e decoração interna. 
FOTO ----- Data: 1900 -
Fotógrafo: Marcellino Guimarães -
Fonte: Arquivo Público

As reformas datam de 1888, 1893, 1918, sendo que o prédio atual foi reinaugurado em julho de 1920. O arquiteto Luís Dorça modificou a antiga forma das edificações portuguesas para um estilo mais moderno. 
A planta do prédio é de autoria do engenheiro e arquiteto W. Brosenius.
O construtor foi Santos Guido, que introduziu as ordens civis modernas. 
No 1º prédio funcionaram as sessões da Câmara, do Júri, Juntas Municipais, de qualificações e outras de caráter público. 
Reuniam-se no seu salão os Colégios Eleitorais. Todas as autoridades judiciárias nele davam suas audiências. Em seu andar superior funcionava a Cadeia Pública."
(Fonte: Arquivo Público de Uberaba

"Em julho de 1902, escreveu Antônio Borges Sampaio:
'Está situado este edifício, de dois pavimentos, no Largo da Matriz (hoje Praça Rui Barbosa), canto da Rua Municipal (Manuel Borges, atualmente), ao lado esquerdo do Jardim Público. 
FOTO ---- Data: 1929 - Fotógrafo: Não identificado -
Fonte: Arquivo Público de Uberaba 
Foi construído em 1837 às expensas dos povos, sob a administração do Capitão Domingos da Silva e Oliveira; reconstruiu-se em 1888 e deu-se-lhe a ornamentação exterior, que atualmente tem, em 1893. 
Nele funcionou o Júri e celebraram-se as audiências do foro até 1888, servindo o pavimento inferior até então de prisões dos réus e detenções policiais. 
Atualmente serve para a Câmara Municipal celebrar suas sessões, ter sua secretaria e arquivos; servindo também para atos de ordem política, festividades históricas e literárias; muitas vezes se exibem nele concertos artísticos, reuniões populares etc. 
É vasto, modestamente bem ornado, o seu salão nobre. 
No pavimento térreo está estabelecida a sub-administração dos correios, desde 6 de dezembro de 1894'
FOTO ---- Data: 1940 - Fotógrafo: Marcellino Guimarães -
Fonte: Arquivo Público de Uberaba
O velho Paço Municipal foi demolido, em 1918, na administração do Dr. Silvino Pacheco de Araújo. 
Ergueu-se, em seu lugar, o atual Palácio Municipal, construído em 1918-1919 por Santos Guido, arquiteto ilustre, homem a quem Uberaba deve uma soma imensa de serviços e de benefícios. 
O projeto primitivo é de autoria do Dr. Pujol, arquiteto paulista. Toda a construção, inclusive o belíssimo e artístico forro do salão nobre, foi realizada por Santos Guido."
(MENDONÇA, 1974, p. 70)

Referências Bibliográficas
ARQUIVO PÚBLICO DE UBERABA. Documento fotográfico. Folha 24, 2001.
MENDONÇA, José. História de Uberaba. Edição Academia de Letras do Triângulo Mineiro, 1974

O PODER
(Nepotismo e força econômica) 
O povoamento de Uberaba remonta à segunda década de 1800, e teve sua elevação à categoria de Freguesia em 1820.
Em poucos anos sua população cresceu e passou a exigir um governo local, chegando a encaminhar um abaixo-assinado ao governo Provincial, em 1832.
A 22 de fevereiro de 1836 este pedido foi atendido, sendo o Arraial de Santo Antônio e São Sebastião elevado à condição de Vila passando assim a ser independente.
Para a votação de escolha dos primeiros vereadores foram alistados os fazendeiros e comerciantes prósperos, que elegeram para a primeira legislatura os seguintes vereadores:
_Capitão Domingos da Silva Oliveira, fazendeiro e juiz de órfãos. Irmão do fundador do Arraial,o Major Eustáquio.
_Alexandre José da Silva (futuro Barão de Ituberaba), fazendeiro e construtor de muitos prédios da Vila.
_João Joaquim da Silva Guimarães, poeta e prosador, irmão do Vigário Silva e pai do escritor Bernardo Guimarães, e que chegou a ser Ministro do Supremo Tribunal de Justiça do Império.
_Miguel Eugênio de Araújo, fazendeiro.
_Joaquim Pereira Urzedo, fazendeiro.
_Padre Francisco Ferreira da Rocha, homem de muito saber e chefe do garimpo de diamantes do rio Uberaba.
_Manoel Rodrigues da Cunha, fazendeiro
*A festa de instalação desta nossa primeira Câmara, presidida pelo Capitão Domingos, se deu no dia 7 de janeiro de 1837, como previa a praxe regimental.
Fonte: Câmara Municipal de Uberaba


 --------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário