5 de abril de 2012

CONTA-GOTAS...Notícias


MENINAS DA PAZ ---- A foto do Stúdio Bruno Rabelo expõe a beleza e a graça das meninas que participaram do baile coletivo de debutantes no UTC - Uberaba Tênis Clube. Evento encerrou com chave de ouro o projeto Mulheres da Paz em Uberaba. Nada menos do que 42 adolescentes dos bairros Jardim Maracanã, Residencial 2000, Abadia, Mercês e Boa Vista – muitas delas, residentes em áreas de risco e com vulnerabilidade social, participaram quatro meses de uma ampla agenda de atividades sociais, comunitárias, ambientais, com orientações sobre trabalho e até etiqueta.
MULHERES DA PAZ
Com duração de um ano, o Mulheres da Paz integra o Pronasci - Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania, do Ministério da Justiça, e, em Uberaba, foi gerido pela Secretaria de Desenvolvimento Social. Seu principal objetivo é incentivar mulheres, por meio de transferência direta de recursos, a construir e fortalecer redes sociais de prevenção e enfrentamento às violências que envolvem jovens expostos à violência.
PROJETO LOCAL --- Em Uberaba 100 mulheres foram selecionadas e receberam uma bolsa mensal no valor de R$ 190. Elas trabalharam nos seus bairros, fazendo visitas, conversando, detectando situações de conflitos e aprendendo junto com equipe técnica multidisciplinar, a realizar palestras e dinâmicas e a serem mediadoras das políticas públicas sociais.
PRA ELES TAMBÉM.... Adolescentes do sexo masculino também receberam orientações das Mulheres da Paz. São alunos de escolas municipais, orientados sobre violência, dependência química, a importância da vida mais saudável pela educação e esporte, entre outros. A culminância desta proposta foi um treinamento no Corpo de Bombeiros.
Luiz Neto
(Foto: Mural do Facebook)
NO COMANDO --- Projeto foi coordenado pela psicóloga Adacely Ferreira, e orientado pela equipe técnica multidisciplinar, integrada pela advogada Patricia Alves, a auxiliar-administrativo Silvania Cândida,  a psicóloga Josiane Souza e a assistente social Josiane Costa. A jornalista Evacira Coraspe fez assessoria voluntária.

CAIU NA REDE --- E a novidade política do Facebook fica por conta do empresário e ex-prefeito Luiz Neto. Candidato dos sonhos da oposição para tentar “bater” o candidato da situação, Luiz Neto – segundo as boas e as más línguas, anda escorregando mais do que quiabo. Porém, contudo, todavia não resistiu à rede social, o que provoca um leve suspense na agitada pré-campanha de Uberaba.

CARA (+ ou -) NOVA
Governo municipal de Uberaba amanheceu na quinta-feira, 5 de abril, com algumas novidades – nem tão novas, mas diferentes. Porta-Voz – jornal oficial virtual divulgado na noite de quarta-feira, trouxe as exonerações, a pedido, de três ocupantes de cargos de primeiro escalão. Todos eles estão no mercado de cotações para as eleições municipais (prefeito, vice, vereadores) de 2012.
SOLUÇÕES CASEIRAS ----- As desincompatibilizações com vistas à disputa eleitoral envolveram os secretários Carlos Dalberto de Oliveira (Esporte e Lazer) e José Vandir de Oliveira (Educação e Cultural). O primeiro já foi oficialmente substituído pelo então subsecretário Roberto Carlos Fernandes, e o segundo, pela então subsecretária Mara Denisa Paschoaline Bóscolo.
Samir Cecílio - O sonho de ser prefeito
(Foto: Enerson Cleiton)
NA ATA --- Já Samir Cecílio Filho oficializou seu pedido de exoneração do cargo de presidente, no dia 3 de abril, durante reunião dos conselheiros da Cohagra – Companhia Habitacional do Vale do Rio Grande. Ata da reunião, publicada no Porta-Voz, confirma que Samir “pretende ser candidato a prefeito da cidade”.
SUBSTITUTO ---- Na Cohagra, a solução também foi caseira. Na mesma reunião com os conselheiros, Samir anunciou que o prefeito Anderson Adauto indicara, para a presidência da Cohagra, o então diretor-executivo Paulo Fernando Rocha Ventura. O pedido de exoneração e o substituto foram aprovados por unanimidade.
OS PRÉ-CANDIDATOS --- Dos três que se desincompatibilizaram, apenas Samir Cecílio fala em candidatura a prefeito. Seu partido – o PR, lançou, além dele, outros três concorrentes ao mesmo cargo: o vice-prefeito Paulo Mesquita e os vereadores Almir Silva e Samuel Pereira. Já Belzinho e Zé Vandir - do PMDB, deixaram as secretarias de esportes e educação, respectivamente, para tentarem cadeiras na Câmara de Vereadores.
VEM MAIS POR AÍ --- São esperadas mudanças em pelo menos dois outros cargos de primeiro escalão. Pré-candidatos a prefeito pelo PMDB, podem desincompatibilizar-se ainda, o secretário de Governo, Rodrigo Mateus – que tem o apoio de Anderson Adauto, e o presidente da Codiub – Companhia de Desenvolvimento de Informática de Uberaba, Luiz Humberto Borges, que vem a ser, também, presidente do USC – Uberaba Sport Clube.

#DESINCOMPATIBILIZAÇÕES
Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais - TRE/MG, está disponibilizando em seu site na Internet, publicação com os principais prazos de desincompatibilização para fins de candidatura às eleições municipais de 2012. Para consultar a publicação, de mais de 100 páginas, basta acessar o link “jurisprudência” do www.tre-mg.jus.br. 
EXEMPLOS --- Baseado em pesquisas de jurisprudências do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), do TRE/MG e de outros Tribunais Regionais, o trabalho traz um resumo sobre os prazos para os ocupantes de cargos eletivos e os cargos pretendidos.
*Para presidente, superintendente, diretor de autarquias, empresas públicas, sociedades de economia mista, fundações públicas e as mantidas pelo poder público, o prazo de afastamento para concorrer a prefeito e vice-prefeito é de quatro meses, e a vereador, é de seis meses antes do pleito.
*Um secretário municipal tem que se desincompatibilizar 4 meses antes para disputar o cargo de prefeito ou de vice-prefeito, e seis meses antes, para o cargo de vereador.
*Um prefeito que queira se candidatar a vereador deve se afastar de suas funções até seis meses antes do pleito (que será realizado no dia 7 de outubro, em primeiro turno, e 28 de outubro, se houver segundo turno).
*Um vice-prefeito (desde que não tenha sucedido ou substituído o titular nos seis meses anteriores ao pleito) que queira se candidatar à reeleição ou aos cargos de prefeito e vereador, não há necessidade da desincompatibilização.
*Deputado estadual ou federal ou presidente de Câmara Municipal, que vai disputar vaga para prefeito ou vereador, também não precisa se afastar do cargo.
*No caso de radialistas, eles não precisam desincompatibilizar-se, mas, a partir do resultado da convenção, é vedado, às emissoras, transmitir programa apresentado ou comentado por candidato escolhido em convenção.
 #Desincompatibilização é o ato pelo qual o candidato é obrigado a se afastar de certas funções, cargos ou empregos, na administração pública, direta ou indireta, com vistas à disputa eleitoral.


Promotor José Carlos Fernandes
(Foto: Mural do Facebook)
 
IMAGEM --- E não dá pra ignorar a estreia do promotor José Carlos Fernandes (Defesa do Patrimônio Público e Eleitoral), e seu esforço em mostrar-se livre, leve e solto na rede social.
HOMENAGEM --- A lista ainda deve ser divulgada nas próximas horas, mas é certo que José Carlos Fernandes está entre os homenageados com a Medalha da Inconfidência 2012, que o governador Antonio Anastasia entrega dia 21 de abril em Ouro Preto.

OS BLOGUEIROS ---- E por falar em Internet, o blog tudo!Uberaba – que divulga informações sobre o site TudoUberaba, abriu manchete para divulgar os blogueiros da cidade. “Uberaba tem se destacado quanto a esse tipo de mídia” – justifica o espaço especializado em indicar o melhor de Uberaba em todas as áreas. Entre os blogs destacados em Blogueiros de Uberaba está Conta-Gotas.


GREVE
(Movimento da paz)
Pai Nosso de mãos dadas
(Foto: Enerson Cleiton)
E falando em paz, tem sido assim a movimentação dos servidores da Prefeitura de Uberaba na batalha por melhoria salarial – e de vida. A concentração realizada dia 4 de abril, na porta do Centro Administrativo, foi barulhenta – com foguetes, panelaço, cantorias, discursos, mas foi também marcada por momentos de emoção, entre eles, quando todos, de mãos dadas, rezaram o Pai Nosso, a oração universal.
CONTROVÉRSIAS --- A paralisação de um dia – 4 de abril, considerada um marco histórico pela participação em massa de servidores, pode se transformar em greve por tempo indeterminado a partir do dia 9 de abril, segunda-feira. É que assembleia realizada na concentração do dia 4 rejeitou a oferta de reajuste parcelado em três vezes.
AÇÃO CONJUNTA ----Os servidores nem quiseram discutir a oferta, decisão que os sindicatos apoiaram plenamente, visto que a contraproposta não chega aos pés do que estamos reivindicando na pauta de 2012” – afirma Luís Carlos dos Santos, presidente do sindicato dos servidores, que organiza o movimento em parceria com o sindicato dos educadores.
AVALIAÇÃO ---- O movimento – segundo Luís Carlos, foi um exemplo de ordem, paz e legalidade. “Não existe uma brecha que seja para críticas ao evento desta quarta-feira” – ressalta ele.

------------------------------------
Ângelo Guilherme
(Foto: Divulgação)
“Agora, mesmo que não consigamos o nosso objetivo de melhores salários - já que o nosso prefeito é intransigente e fazedor de birras e pirraças, mudamos definitivamente a visão que todos tinham de nós. Os próprios servidores começaram a entender a força que têm, e, sem sombra de dúvida, serão mais respeitados a partir de agora”.
Ângelo Guilherme da Rocha Borges – Diretor-executivo do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Uberaba, comemorando a força do movimento

 “Àqueles que não puderam comparecer à concentração e não paralisação as atividades dia 4 de abril, porque foram assediados moralmente, ou por qualquer outro motivo, peço, sinceramente, que avaliem todo o movimento e suas conseqüências, e cheguem à conclusão de que deveriam ter estado lá conosco”.
Ângelo Guilherme – Lamentando as ausências

“Apesar das ausências, não tenho palavras para descrever o que aconteceu na porta do Centro Administrativo dia 4 de abril. Os 1.100 servidores que se reuniram em busca do fortalecimento da categoria escreveram uma página mais que especial em nossa história”.
Ângelo Guilherme – Prevendo novos tempos
---------------------------------------

INFLUÊNCIAS
Assessoria de imprensa da Uniube – Universidade de Uberaba, informa que a professora do curso de Psicologia da escola, Leila Venceslau Rodrigues da Cunha, é a convidada especial do MGTV 1ª edição, Integração/Globo, desta sexta-feira, 6 de abril, para falar, entre outros temas, sobre as consequências – positivas e negativas, de uma carreira profissional iniciada bem cedo por influência, incentivo e tradição dos pais, família e amigos.
SABE O QUE FALA --- Graduada em Psicologia pela Uniube, mestre em Psicologia Clínica pela PUC/SP, com atuação clínica desde 1992, Leila atua nas áreas de desenvolvimento humano e adolescência, entre outras.

HIP-HOP
(Batalha da paz)
Fundação Cultural de Uberaba apoia a nova edição da Batalha do Calçadão – Hip-Hop, marcada para 13 de abril, sexta-feira, na rua Artur Machado. Evento será aberto ao público e ainda há tempo para inscrições.
Informações
Realização: Coletivo Firma

-------------------------------------
CURIOSIDADE HISTÓRICA
Denominação de ruas
(Dos idos de 1800 a 2012)
Não é de hoje que a Câmara Municipal de Uberaba tem “carinho” especial pela denominação de vias públicas – uma atividade altamente lucrativa em termos de valorização dos autores dos projetos, e, consequentemente, em votos nas eleições.
Lá pelos idos de 1800 o assunto já agitava os vereadores da cidade.
E quem deu o pontapé inicial nas ações que se seguiriam foi o português – nascido na freguesia de Valença do Douro, em 1827, Antonio Borges Sampaio.
O PERFIL
Ele veio para o Brasil em 1844, atrás de trabalho, instalou-se em Santos (SP), empregou-se como caixeiro num estabelecimento que comercializava sal grosso, e posteriormente foi enviado para Uberaba como gerente de uma casa de sal.
Em 1849 fundou a Eloy & Sampaio.
Em 1851, naturalizou-se brasileiro e, no ano seguinte, mudou-se para a rua Arthur Machado, esquina com a praça Rui Barbosa, endereço da primeira casa de Uberaba, construída por Major Eustáquio.
Foi agente do correio, farmacêutico, advogado, promotor, subdelegado de polícia, jornalista, historiador e diretor de Instrução do Distrito de Uberaba.
E, claro, com tanta disposição, se tornou vereador, cargo que ocupou durante 30 anos, entre 1853 a 1883.
Ah, sim! Para se tornar tenente-coronel foi só questão de tempo.
VOLUNTÁRIOS
Em 1855 – achando que já estava passando da hora de morar em uma CIDADE – em vez de VILA, o tenente-coronel português juntou-se ao seu colega vereador e também tenente-coronel Manoel Garcia da Rosa Terra, uberabense de nascimento, e os dois percorreram Uberaba para fazer um recenseamento.
O resultado foi acatado pela Câmara, que o encaminhou à assembleia legislativa provincial requerendo a elevação de Uberaba.
A vitória veio em 2 de maio de 1856.
NOVA EMPREITADA
O recenseamento – apesar de ter resultado na elevação da Vila a Cidade, provocou outra angústia no tenente-coronel e vereador de Uberaba nascido em Portugal. Ele percebeu que Uberaba tinha poucas vias públicas com denominação, o que não condizia com a nova condição de Cidade.
Em artigo escrito e publicado 25 anos depois, Borges Sampaio contou que, em 1855 Uberaba tinha algo em torno de 20 ruas devidamente denominadas.
Inicialmente chamada de Rua Direita ou Grande, tornou-se
rua Vigário Silva na nomenclatura "desenhada" por Borges Sampaio
(Foto: Acervo do Arquivo Público de Uberaba)
(Autoria desconhecida) 
*Entre elas:
_ Rua do Commercio
_ Rua do Mamede
_ Rua dos Bois
_ Rua Direita ou Grande
_ Rua de Santo Antonio
_ Rua da Alegria
_ Rua do Collegio
_ Rua do Padre Antonio
_ Rua do Pedro
_ Rua de Manoel Antonio
_ Rua de Santa Rita
_ Largo da Matriz Nova
_ Rua do Rancho
Em seu artigo – de 49 páginas, escrito em 1880 e publicado em 1886, Borges Sampaio se queixou de que, até 1879, a Câmara não tinha tomado providências para regularizar a nomenclatura de Uberaba, o que provocava transtornos para a população, especialmente para os comerciantes – como ele, por exemplo, que não tinham uma identificação de endereço.
Mas em 18 de dezembro de 1879 o tenente-coronel parece ter levado uma “rasteira”.
RASTEIRA
Ressalte-se que, em momento algum Borges Sampaio reclama dos companheiros, mas fica evidente, pelo histórico do seu artigo, que a Câmara ignorou sua luta, e aprovou requerimento do vereador alferes Joaquim Rodrigues de Barcellos, criando uma comissão para “o mais breve possível, denominar todas as ruas da cidade e numerar as casas respectivas”.
Na sessão de 24 de fevereiro de 1880 a Câmara instalou a comissão especial formada pelos vereadores alferes Joaquim Rodrigues (autor do requerimento), capitão José Bento do Valle e Quirino Rodrigues de Miranda “para assentar-se sobre as respectivas denominações das ruas”.
Quatro dias depois, como era de se esperar, Borges Sampaio apresentou um extenso trabalho sobre nomenclatura de ruas e pediu para fazer parte da comissão.
Pedido – de acordo com ele mesmo, foi aprovado por unanimidade.
SEM SAÍDA
Pouco tempo depois, Borges Sampaio apresentou um trabalho extremamente detalhado, incluindo estudos historiográficos, biografia dos principais personagens uberabenses da época, pesquisas referentes ao clima e observações meteorológicas.
Quando o tenente-coronel morreu em 1908, seu projeto já tinha sido aprovado por unanimidade pela Câmara – definindo a “nomenclatura das ruas, travessas, becos, colinas, templos e edificios publicos da cidade de Uberaba, provincia de Minas Geraes; precidida de um breve historico do começo, situação, dimensões e hydrologia desta povoação; razões que justificão a nomenclatura”.
NOVA MOMENCLATURA
Só de ruas eram mais de 60, e, claro, com homenagens a todos os coronéis de antes e durante o período em que o projeto foi aprovado, além de todos os santos.
Borges Sampaio não esqueceu ninguém, e nem faltou via pública pra tantas homenagens.
Foram denominados ainda, os becos, as travessas e os largos.
*Alguns exemplos:
_ Rua do Major Eustachio
_ Rua do Vigario Silva
_ Rua do Capitão Domingos
_ Rua do Padre Zeferino
_ Rua do Bispo
_ Rua da Imperatriz
_ Rua do Imperador
_ Rua da Princeza
_ Rua Major Barcellos
_ Rua Santo Antonio
_ Rua São Jose
_ Rua Santa Rita
_ Rua São Miguel
_ Rua São Joaquim



Fonte 1
Revista do Arquivo Público Mineiro
Volume: 1
Páginas: 289-338
Ano da publicação: 1896
Título do artigo: Nomenclatura das ruas, travessas, becos, colinas,
templos e edificios publicos da cidade de Uberaba,
provincia de Minas Geraes; precidida de um breve historico do começo, situação, dimensões e hydrologia desta povoação; razões que justificão a nomenclatura.
Autor: SAMPAIO, Antonio Borges
Edição: Imprensa Oficial de Minas Gerais
Local de Publicação: Ouro Preto-MG
Fonte 2
Projeto Memória Vida
Câmara de Uberaba
Sobre Antonio Borges Sampaio
Foto Antonio Borges Sampaio
----------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário