8 de maio de 2012

CONTA-GOTAS...Notícias

EXCLUSIVO ---- Partido "dispensa" pré-candidatos a prefeito através de notícias na imprensa. Falta de educação não poupa sequer o vice-prefeito 
ALELUIA! ---- Oposição começa a se organizar
PELEJA --- Acirram-se os ânimos no PMDB
CURIOSIDADE HISTÓRICA ---- Confiram os ex-presidentes da OAB/Uberaba e seu gosto pela política
QUEM NÃO COMUNICA... Posse do novo arcebispo inspira poses políticas


PRAZO FINAL
(Atenção, eleitores!)
Termina neste dia 9 de maio, quarta-feira, o prazo de alistamento eleitoral e transferência de títulos para quem vai votar em outubro de 2012. Também nesta data acaba o prazo para que os eleitores com dificuldade de locomoção, como idosos e pessoas com deficiência, peçam a transferência do título para uma seção especial de fácil acesso.
DOCUMENTOS --- Para solicitar a primeira via do título, o eleitor deve apresentar documento de identidade com foto e comprovante de endereço (conta recente de luz, água, telefone). Homens entre 18 e 45 anos devem apresentar também comprovante de quitação do serviço militar. Para transferência de domicílio eleitoral, exigem-se documento de identidade com foto, comprovante de residência há no mínimo três meses no novo endereço e título de eleitor, se ainda o possuir.

PRAZO FATAL
(Atenção, partidos!)
Vem aí, um dos períodos mais importantes do calendário eleitoral. Dia 10 de junho começa o prazo para as convenções municipais que vão escolher/homologar as candidaturas a prefeito, vice-prefeito e vereadores, e ainda, definir/homologar as alianças partidárias. As legendas têm até 30 de junho para a conclusão deste processo.


OCTOGENÁRIA
14ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil – presidida atualmente por Helder Silva Batista, está em festa. Comemora o 80º aniversário com uma série de atividades, incluindo o I Congresso de Direito Comercial do Triângulo Mineiro – aberto oficialmente pelo presidente da OAB/MG, Luís Cláudio Chaves. Também foi lançado o Expresso OAB Uberaba - serviço que oferece transporte gratuito a advogados e estagiários nas diversas unidades da Justiça.
CASA NOVA --- Aliás, a diretoria da OAB/Uberaba tem motivo pra lá de especial, pra comemorar nestes 80 anos.  É que as obras da nova sede da 14ª Subseção estão em fase adiantada, e sua inauguração deve acontecer no início de julho. Edificação está sendo erguida ao lado do prédio do fórum da Justiça, na avenida Maranhão, bairro Santa Marta. (Foto: Divulgação)

Foto de autoria de Enerson Cleiton (Jornal de Uberaba e Prefeitura)
mostra os dois mais novos arqui-inimigos da política de Uberaba,
Anderson Adauto, em destaque, e Paulo Piau, ao fundo, durante
a posse de dom Paulo Mendes
IMAGENS ----- Esta edição de Conta-Gotas entra na onda da repercussão fotográfica-política da posse do novo arcebispo de Uberaba, dom Paulo Mendes Peixoto, ocorrida no feriado de 1º de maio – Dia do Trabalhador e de São José Operário, no ginásio do Colégio Marista Diocesano. Ao longo da coluna  o leitor/leitora/eleitor/eleitora vai deparar com fotos que estão circulando pelas redes sociais, e que nas últimas horas, passaram, inclusive, a abrir a página do PT/Uberaba no Facebook. Que diga-se de passagem, tem dado um show na divulgação de fotos políticas.
SUPRAPARTIDARISMO
As fotos, por sinal, vão dar uma ideia da mobilização política que está acontecendo em Uberaba. Vários pré-candidatos a prefeito e a vereador marcaram presença nas primeiras filas do evento, alguns protagonizando cenas inéditas e imagens dignas de grandes fotógrafos.

-----------------------
Antagonista 1
PAULO PIAU DIZ QUE ANDERSON ADAUTO 
QUER DESTRUIR O PMDB/UBERABA
QUASE LÁ...
Deputado federal e pré-candidato a prefeito de Uberaba pelo PMDB, Paulo Piau, quase tirou nota máxima em entrevista concedida à jornalista Renata Gomide, e publicada pelo Jornal da Manhã na edição de 6 de maio, domingo. Geralmente dono de um discurso morno, sem atrativo, o deputado conseguiu expor suas opiniões sem meios-termos sobre os assuntos mais polêmicos que andam agitando os bastidores políticos de Uberaba e além-fronteiras.
FALTOU POUCO ---- Porém, perdeu tempo, saliva – e alguns votinhos, ao tachar os jornalistas de “despreparados” no que se refere ao Código Florestal – aquele mesmo, que está sendo defendido pelos ruralistas e duramente criticado pelos ambientalistas, inclusive os que passam a vida inteira por conta do assunto, e portanto, podem ser considerados “doutores” em meio ambiente. É claro que os jornalistas “despreparados” são aqueles que deram espaço para os ambientalistas, e muitos até, se posicionando contra o relatório de Paulo Piau, que subsidiou o Código Florestal.

 ----------------------------
CONFIRA TRECHOS DA ENTREVISTA 
PUBLICADA PELO JM

CÓDIGO FLORESTAL
(Paulo Piau foi o relator do projeto aprovado pela Câmara dos Deputados)
 _Ganhei muita experiência com a grande imprensa nacional e faço a seguinte observação: nossos jornalistas, para determinados temas, estão despreparados. Entre o que estava escrito no Código e o que aparecia na grande imprensa era um disparate; tinha hora que dava vontade de rir, de tanta discrepância. Esse lado ambiental, os editoriais com viés muito ideológico, para não dizer às vezes até dogmático, isso atrapalhou muito a discussão sobre o Código.
_Agora, o produto está nas mãos da presidente Dilma para que faça uma análise. O que a gente espera é que a análise técnica, a informação correta possa chegar até ela para tomar uma decisão madura, consciente em função dos interesses maiores do Brasil e não apenas baseando-se nos interesses internacionais ou até mesmo na opinião pública, porque este é um tema que o brasileiro ainda não entendeu.
 _Existe alguma anistia nesse processo, sim, mas não como a grande mídia retratou. Eu só admito a anistia na chamada área de expansão do território brasileiro, um pedaço do Centro-Oeste e o Norte do País. Mas isso é exceção.
 _ Eu não posso aceitar a generalização desse termo para o Nordeste, a maior parte do Centro-Oeste, Sudeste e Sul. São regiões onde o homem está há séculos, desde o descobrimento do Brasil.
 _A regra que eles dizem que é anistia aos desmatadores envolve as pessoas que vieram do litoral pegando doença, maleita, tifo, abrindo o território brasileiro. O único meio de transporte eram os rios, não tinha estrada, portanto, a beira dos rios, e isso é um fato do mundo, foi a primeira a ser aberta para produzir o sustento, portanto, o que vem sendo feito há 500 anos pelo pai, o avô, o bisavô, o tataravô das pessoas que estão aqui, hoje, nas propriedades agrícolas. É isso que estão chamando de anistia.

A GUERRILHA
(Usando um termo usado por Conta-Gotas na edição de 4 de maio, em que a coluna chamou a disputa de Guerra de Guerrilha)
_Então, numa tática de guerrilha do ambientalismo contra o setor produtivo, falar que houve anistia a desmatadores, generalizando o Brasil inteiro, não contribui com a boa informação. Eu asseguro, como técnico, que não ficará, conforme está no relatório, nenhum metro quadrado desse País, que precise de proteção, sem proteção.
 _E outra coisa que o Brasil não quis entender, porque a desconstrução da verdadeira informação foi absurda, é que não precisa ter faixa de proteção na beira dos rios para que ela aconteça, porque o programa de regularização ambiental é exatamente para isso: vai ser protegido o que tecnicamente for recomendado por universidades, institutos de pesquisa. Esse programa é aprovado por um órgão do Sistema Nacional do Meio Ambiente, então, quero contestar a palavra anistia como forma generalizada.

OLHAR MUNICIPAL
(Pré-candidato a prefeito, Paulo Piau falou abertamente sobre os entreveros envolvendo seu partido – o PMDB, que está sob a mira de um pedido de intervenção)
_Pelo menos já entregamos o relatório [do Código], agora (...) aguardando a sanção da presidente. (...) A preocupação se volta para Uberaba, para ver se a gente consegue harmonizar o PMDB.
 _Essa é a nossa preocupação maior, porque um partido que foi amarrado, peado, que está inerte no processo de articulação, tem que resolver essa questão sob pena de ser isolado, por inércia, incompetência ou por terceiras intenções.
 _A gente não sabe muito bem discernir o que está acontecendo com o PMDB hoje. Na verdade, é o partido que está no governo e assim deveria permanecer, mas tudo indica que forças outras, ocultas, interesses ocultos estão marcando essa confusão que está no PMDB hoje.
 _Todo partido tem a instância primeira, que é no município, a estadual e a federal. Quando um partido não tem capacidade para resolver o seu problema local, busca um apoio, e esse apoio nós estamos buscando desde novembro do ano passado, para que a Executiva Estadual possa ajudar nesse entendimento.

O DONO
(Paulo Piau se refere ao prefeito Anderson Adauto, que tenta aprovar a pré-candidatura do secretário de Governo, Rodrigo Mateus, e conta com a vantagem de ter maioria no diretório municipal, a quem cabe fazer a escolha no período de convenções)
 _O PMDB hoje tem um dono, que se chama prefeito Anderson Adauto, que quer manipular as coisas do partido, portanto, o PMDB Uberaba, grande e forte, não pode ter dono. 

AS PRÉVIAS
(O PMDB decidiu realizar prévias – em três etapas, para escolher o candidato. Rodrigo Mateus venceu o primeiro round e deveria disputar a fase seguinte com o vereador Tony Carlos, que se recusou a participar)
_Embora muita gente não tenha se manifestado publicamente, o número de descontentes com essa situação é grande, é expressivo, e, portanto, a gente fica assistindo a esse circo montado chamado prévias, e ainda tem gente que acredita que isso é democracia. Primeiro porque as prévias não têm validade, deveriam ser autorizadas, e aqui foi simplesmente um palanque montado para fazer movimento.

O ABISMO
_ (...) Uma pessoa que diz “o meu candidato”, que nunca disse o nosso candidato, o qual foi, na primeira hora, rejeitado pelos próprios colegas de prefeitura, por todos os partidos da base aliada, e que a rejeição cresce mais do que a aceitação perante a comunidade, continua insistindo... e agora querendo jogar por tapetão de prévia.
 _O partido necessita de intervenção porque está à beira do abismo.
 _O pedido foi feito legitimamente e eu concordo, porque não é dissolução do diretório, é para colocar o partido no rumo, para trazer a democracia de volta, para que as pessoas tenham liberdade de escolher o candidato que melhor lhe convier.
 _ (...) O PMDB está ficando fora. Está ficando absolutamente morto. Estão matando o PMDB. Em todo lugar, onde um partido tem dono, vai à ruína, e é isto que o prefeito está fazendo com o PMDB de Uberaba. 
_ (...) Ele está no PMDB, mas não é PMDB. Digo isso por palavras dele comigo, “que eu não acredito no PMDB”, essa foi a expressão e ainda: “O PMDB não vai ter governador de Estado, não vai ter presidente da República, o PT ficará no poder por 20 anos ainda”, portanto, ele está usando o PMDB de Uberaba
 _ (...) Mas quero deixar claro que sou contra a intervenção. Sempre me manifestei contra a dissolução de diretórios, é o meu comportamento na Executiva Estadual. Segundo registros, o PMDB já fez aproximadamente 180 dissoluções e eu sempre me manifestei contrário, a não ser em casos de extrema necessidade, como Uberaba.
 _Conceitualmente, sou radicalmente contra essa medida dura, mas, pela situação local de imobilidade, inércia, não ter ninguém... sempre repito: eu, como deputado federal, não tenho legitimidade para comandar as ações do PMDB, o prefeito também não, mas é isso que ele está fazendo hoje. Quem sabe Belo Horizonte ou Brasília ainda consiga o diálogo? Tudo é possível.
 _Agora, o jogo, eu sei, está muito pesado. O fato dentro do PMDB é grave, mas ainda há tempo para resgatar.
 _A base rachou lá em outubro, com o lançamento do pré-candidato do Anderson. Quando ele surpreendentemente saiu com o escolhido logo após a definição das filiações partidárias, aquilo sim foi um golpe, um golpe nos próprios companheiros de trabalho dele, na base aliada, tanto é que houve reação do PMDB, do PR, do PT e do PCdoB contra essa medida truculenta, embora ninguém tire o direito do Anderson de ter sua preferência.
 _ (...) O Anderson está querendo anular o PMDB do processo ou então tem alguma coisa muito estranha que não dá nem para a gente auferir por trás do comportamento dele. Isso é anormal na política brasileira, é anormal no comportamento político-eleitoral.
 _ (...) Quero dizer, principalmente aos peemedebistas, que não é de hoje que o prefeito Anderson Adauto desconstrói o meu nome como pré-candidato do PMDB.
 _ (...) Posso ser convencido, excluído do processo não. Já estou no meu quinto mandato, já estou com experiência bastante para não ser mandado. Comando eu aceito, mando não.
 _ (...) Não sei a sua verdadeira intenção, o que está por trás, o medo que ele tem da possibilidade de eu ganhar como prefeito. Aliás, eu até desconfio que seja de superá-lo administrativamente, superá-lo como prefeito, fazer Uberaba crescer e desenvolver mais e quem sabe agradar até mais. Só posso entender que o Anderson tem medo, porque debaixo da gameleira dele nunca nasceu nada.
 _ (...) Ele não tem seguidor, nunca fez ninguém e quem tentou eleger, não conseguiu. Um prefeito que não dá conta de eleger um deputado estadual, por duas vezes, é porque não teve o interesse devido. O Anderson é uma pessoa egocêntrica, diria um doente político e, portanto, não posso conviver com coisas assim, dessa natureza.

-------------------------------
Antatonista 2
ANDERSON ADAUTO DIZ QUE NÃO 
TEM MAIS ACORDO COM PAULO PIAU
SEM ACORDO
Na edição de 5 de maio, sábado - e portanto, um dia antes das declarações de Paulo Piau ao JM, o Jornal de Uberaba publicou entrevista do prefeito Anderson Adauto concedida à jornalista Luciana Rodrigues. Disse, com todas as letras, que não tem mais diálogo com o deputado federal.
----------------------------

CONFIRA TRECHOS DA ENTREVISTA 
PUBLICADA PELO JU

INTERVENÇÃO
_A partir do momento em que detectei, não somente o dedo, mas a palma inteira do deputado Paulo Piau na intervenção, porque ele será o grande beneficiado desse processo, chequei à conclusão de que não tem como fazer nenhum acordo.
 _Ele teria que ter pensando antes, se ele queria ser mesmo o candidato do PMDB, pois tinha que respeitar o partido. Como isso não ocorreu, não existe possibilidade de entendimento.
 _ O pedido de intervenção é a mesma coisa que dar um golpe no diretório municipal e não se pode compactuar com essa atitude, mesmo com ele estar vivendo um momento brilhante com a aprovação do novo Código Florestal.

TRAMITAÇÃO
 _Sei que sou criticado muitas vezes pelo meu jeito, mas não gosto de pessoas que não assumem os seus atos. Então, disse ao Toninho (presidente estadual do PMDB, deputado federal Antônio Andrade) que isso nos magoou muito e que colocaram o PMDB para sangrar. Na mesma oportunidade, pedi que fosse agilizada a decisão em Belo Horizonte.

O PEDIDO
(Anderson Adauto fala sobre os três membros do diretório municipal do PMDB que pediram a intervenção: o reitor da Uniube, Marcelo Palmério, o empresário da comunicação, Fuad Miguel Hueb, e o secretário geral do partido, João Caldas)
_ (...) Esse posicionamento não significa um rompimento decisivo com o partido e sim uma reação firme a um pedido idiota. Um diretório devidamente constituído não merecia passar por isso porque um reitor brilhante fez um papelão desses.

LEMBRANÇAS
(O prefeito se refere aqui, ao apoio que Palmério deu à candidatura de Fahim Sawan, do PSDB, em eleição municipal anterior)
 _As pessoas se esquecem que ele praticou um ato de infidelidade partidária, quando financiou a campanha de um concorrente, e que, por isso, não tem moral para apresentar um pedido desse.
 _Já Fuedinho disse que estava satisfeito com os encaminhamentos do partido e vê a possibilidade de retirar o pedido. Quanto ao João Caldas, eu não tenho sua posição, mas reconheço que parece ter vocação política.
 -----------------------------

FORA DO AR --- E a partir de 10 de junho as emissoras de rádio e TV estão proibidas de transmitir programas apresentados por candidato escolhido em convenção. Um dos casos que se encaixam nesta exigência, em Uberaba, envolve o vereador/radialista Almir Silva, até prova em contrário, pré-candidato único a prefeito pelo PR.

Regado a café e pão-de-queijo, encontro reuniu dez legendas que estão se aliando para
conquistar a cadeira mais ambicionada de Uberaba: a de prefeito (Foto: Divulgação)
ALIANÇA ---- E falando em PR/Uberaba, a legenda presidida pelo deputado federal Aelton Freitas fechou questão com o PSD/Uberaba – presidido pelo deputado federal Marcos Montes, e outros oito partidos políticos aliados do PSD, com vistas às eleições de 2012. E mais: assegura que vai trabalhar para atrair outras sete legendas aliadas do PR.
DIVULGAÇÃO
A informação foi divulgada, em conjunto, nesta segunda-feira, 7 de maio, pelas duas principais lideranças do PR e do PSD.
À MESA ---- Desta forma, o grupo inicial de dez legendas tem mais um nome oficialmente colocado à mesa para avaliação. “Somos um grande grupo que está construindo alternativas... e agora o PR senta-se à mesa apresentando um candidato de nome – o vereador Almir Silva, com grande respaldo popular na cidade”, destacou Marcos Montes.
FRENTE DE OPOSIÇÃO ....... Além do PR e do PSD, também fecharam questão o DEM, PSDB, PSB, PDT, PTB, PP, PMN e PSDC. “Vamos buscar outros sete partidos, e continuarmos as negociações em condição de igual para igual, já que outras legendas também têm pré-candidatos a prefeito” – reforçou Aelton Freitas. O grupo – segundo ele, vai estipular critérios para chegar a um único nome para a disputa majoritária, e convidar depois, o candidato a vice.

NAMORO ANTIGO
Só pra lembrar... Na edição de 17 de fevereiro, Conta-Gotas revelou informação de uma fonte fidedigna sobre um namoro político do vereador e radialista Almir Silva com a ex-primeira-dama Marília Cordeiro, e que ele teria, inclusive, feito o convite pra ela ser sua candidata a vice-prefeita.
MEIO-TERMO ---- Na edição de 21 de fevereiro de Conta-Gotas saiu a reação de Marília – que ainda está filiada ao DEM, antiga legenda do marido Marcos Montes. Ela garantiu que não é candidata, mas confirmou que o nome de Almir agrada ao grupo liderado por MM.

A ESCOLHA ---- Sobre a demora em tomar uma decisão sobre o lado ao qual se aliaria, o presidente do PR/Uberaba explicou que a legenda cumpriu várias etapas, e que a primeira delas foi tentar permanecer no grupo da situação. “Mas, o prefeito tem o candidato dele e não somos de acordo com este nome”, destacou Aelton Freitas, nesta segunda-feira de anúncios.
OFERTAS ---- De acordo com ele, desde outubro de 2011 o PR manifestou seu descontentamento ao prefeito Anderson Adauto, e ofereceu alternativas do próprio PR, entre elas, o vice-prefeito Paulo Mesquita e o engenheiro Samir Cecílio Filho. “Decidimos, finalmente, pelo nome do Almir Silva, seja para disputar sozinho ou para buscar um grupo”, afirma.

Marcos Montes e Lerin - um dos nomes colocados à
mesa de negociações da oposição, posam com
o arcebispo, para as lentes do fotógrafo Luiz Adolfo
OS NOMES
Os dez partidos que já fecharam questão em torno de Marcos Montes e Aelton Freitas têm os seguintes nomes colocados para avaliação do grupo:
*PSDB - Fahim Sawan
*PR - Almir Silva
*PSB - Antônio dos Reis Lerin
*DEM - Itamar Ribeiro, Marcelo Borges
*PMN – Antônio Carlos da Silva
*PDT - João Franco

RESPEITO É BOM...
Alheio à falta de educação do PR/Uberaba, o vice-prefeito
Paulo Mesquita cumprimenta o novo arcebispo, ao lado dos
filhos - o médico Luiz Flávio e a secretária de Meio Ambiente,
Renata Mesquita (Foto: Facebook PT Uberaba)
As articulações do PR poderiam ser consideradas naturais numa pré-campanha eleitoral, caso não existisse um SENÃO. O deputado Aelton Freitas, que se esmerou no anúncio das pré-candidaturas de Almir Silva, Paulo Mesquita e Samir Cecílio Filho, simplesmente não teve o mesmo cuidado em comunicar ao vice-prefeito e ao ex-presidente da Cohagra que a legenda decidiu pela pré-candidatura única de Almir Silva.
PELA IMPRENSA ---- Fonte segura de Conta-Gotas garante que Mesquita e Cecílio ficaram sabendo da decisão através de notícias na imprensa. “Está certo que o doutor Paulo Mesquita não tem a menor intenção de se candidatar, e que concordou com o lançamento atendendo a pedido do presidente do PR, que pretendia com isso, valorizar o partido, e, por isso mesmo, ele merecia um pouco de consideração” – desabafa um revoltado amigo do vice-prefeito.

ALERTA ---- Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais enviou aos diretórios estaduais dos partidos políticos, na semana passada, ofício-circular com orientações sobre os procedimentos iniciais para arrecadação e aplicação de recursos em campanha, especialmente no que se refere ao fundo partidário e aos recursos arrecadados em anos anteriores ao das eleições. Além disso, a Secretaria de Controle Interno e Auditoria do TRE colocou, no site do Tribunal, na internet, informações detalhadas que podem ser consultadas pelo www.tre-mg.jus.br, dentro de eleições\eleições 2012\contas de campanha.
POSES PETISTAS - Josimar Rocha, pré-candidato a vereador, e Adelo Carneiro Leão, pré-candidato
a prefeito estão entre os vários petistas que marcaram presença na festa católica, e, de quebra,
posam para os equipamentos fotográficos (Fotos: Facebook PT Uberaba)
 -----------------------------------
CURIOSIDADE HISTÓRICA
(OAB/Uberaba Oitentona)
Após duas edições homenageando a Expozebu em Conta-Gotas/Curiosidade Histórica, quero dedicar este espaço aos 80 anos da 14ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil – a OAB/Uberaba, sem dúvida uma instituição que merece tratamento especial.
Mais do que representar uma categoria, a OAB – apesar dos pesares de um certo silêncio nos últimos tempos, sempre foi tida e havida como porta-voz dos que lutam por ética e por uma sociedade mais justa e humana.
Prevalece, pois, a melhor parte que cabe a esta quase centenária entidade.
Infelizmente, Curiosidade Histórica não estará sequer aos pés do que merece a OAB/Uberaba, devido à grande dificuldade que enfrentei para localizar fatos e fotos do passado.
Ainda assim, vale ressaltar que a 14ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil nasceu em 1932 – mesmo ano em que foi criada a Seccional Mineira.
Por sinal, entre as atividades da celebração dos 80 anos, a atual diretoria da OAB/Uberaba não deixou por menos, e homenageou os ex-presidentes da entidade – alguns ainda vivos, mas grande parte deles, já falecidos, e portanto, através de familiares.

DIREITO NA POLÍTICA
Um detalhe localizado por mim ao longo da busca por informações do passado comprova a relação direta entre os ativistas da OAB/Uberaba e o gosto pela política.
Entre os ex-presidentes da entidade, pelo menos seis ocuparam cadeiras na Câmara de Vereadores, a começar pelos dois co-fundadores e primeiros ocupantes do cargo: Sebastião Fleury e Victor de Carvalho Ramos. O primeiro presidiu a OAB/Uberaba de 1932 a 1935, e o segundo, de 1935 a 1937.
Também foram vereadores o 11º presidente da OAB, Homero Vieira de Freitas; o 14º presidente, Satyro Benedicto de Oliveira (presidiu a Câmara em 1960/1961); o 17º presidente, João Fatureto Júnior; o 18º presidente, Aluízio Ignácio de Oliveira.
ESPECIAL
A presidência da OAB/Uberaba também se destacou nas mãos de um político que não chegou a ocupar cargo eletivo, mas que teve participação ativa na história política da cidade. Mais do que isso: escreveu a história de Uberaba.
O historiador, jornalista, professor, escritor e crítico literário José Mendonça foi co-fundador da OAB/Uberaba, e desde 1932 - ano de criação da entidade, fez parte da diretoria da Subseção, tendo ocupado todos os seus cargos, inclusive o de presidente por três vezes (1937/1939 – 1947/1949 – 1953/1955).
Fontes
*Câmara de Uberaba
Projeto Memória Viva
*OAB/Uberaba
Galeria dos Ex-Presidentes
Assessoria de Imprensa
OBSERVAÇÃO: Informações históricas sobre a OAB/Uberaba serão bem-vindas
E-mail: giseldacampos@gmail.com

--------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário