11 de maio de 2012

CONTA-GOTAS...Notícias


EXCLUSIVO ---- Empresário que arrematou imóvel do extinto jornal Lavoura e Comércio concede entrevista a Conta-Gotas
FILIADOS 2012 ---- PSB/Uberaba dá um show à parte
ATENÇÃO, PRÉ-CANDIDATOS! ---- Justiça Eleitoral divulga lista das filiações partidárias
XÔ, ESTACIONAMENTOS ---- Água Viva fecha estacionamentos do centro de Uberaba. Confira o mapa e os detalhes
AJUDA DE CUSTO ---- Vereadores garantem 13º salário, enquanto senadores e deputados federais estão prestes a perder o 14º e o 15º
SOLIDARIEDADE ---- Arrecadação dos Inconsequentes beneficia 19 entidades
CURIOSIDADE HISTÓRICA ---- O auge do PMDB/Uberaba
MERCADO ----- Codau prepara concurso público
----------------------


VIGÍLIA
Fim de semana de insônia pra muita gente – opositores, apoiadores, e jornalistas, é claro. Está marcada para dia 14 de maio, segunda-feira, a audiência, em Belo Horizonte, em que o diretório mineiro do PMDB pretende ouvir os envolvidos no pedido de intervenção no PMDB/Uberaba e dar o resultado da pendenga.
Antônio Andrade
_Muita calma nessa hora
BOLSAS DE APOSTAS --- O certo é que nesta história toda de pedido de intervenção, as bolsas de apostas estão indo às alturas nas últimas horas, com forte tendência a explosões antes da segunda-feira. Uma delas diz respeito à decisão do PMDB mineiro, presidido pelo deputado federal Antônio Andrade – que nesta altura do campeonato queria mesmo é estar de férias.
ESTRATÉGIAS ---- Também não faltam especulações sobre as estratégias a serem adotadas nas alegações que serão feitas, oralmente, pelas partes envolvidas. Dizem as más línguas, por exemplo, que apesar de terem enviado as defesas quilométricas e detalhistas por escrito, o prefeito Anderson Adauto e o presidente da legenda, Eduardo Palmério, teriam planejado pedir vistas do processo.
NOVES FORA ---- E como o próprio prefeito já havia antecipado em entrevistas aqui e acolá, o empresário da comunicação e membro do diretório do PMDB/Uberaba, Fuad Miguel Hueb – Fuedinho, retirou sua assinatura do pedido de intervenção. Permanecem, portanto, os requerentes e insistentes dois outros membros do diretório: Marcelo Palmério e João Caldas.
OS SUBSTITUTOS --- Até o PMDB estadual já teria programado uma estratégia. Caso a intervenção seja aprovada pelo comando mineiro, em vez de dissolver o diretório de Uberaba, ele seria apenas suspenso até o final das eleições municipais de 2012. Para administrar o processo seria designada uma comissão interventora.
Obs.: A validade do atual diretório termina exatamente no final de outubro, mês das eleições.
A INTERVENÇÃO ---- Autores do pedido querem evitar que o prefeito Anderson Adauto leve vantagem na escolha do candidato à sua sucessão - o secretário de Governo, Rodrigo Mateus. Ocorre que a formação atual do diretório de Uberaba (a quem cabe escolher o candidato) é favorável ao prefeito. Dizem que os descontentes preferem o deputado federal Paulo Piau.
-------------------
NAS ENTRELINHAS
Abertura de documento postado pela direção do PMDB de Minas Gerais, em seu site na Internet, neste dia 11 de maio de 2012, às 14h58
_A convenção para escolha dos(as) candidato(as) será realizada de 10 a 30 de junho deste ano. Nosso partido foi o principal instrumento de luta popular contra o regime autoritário de 1964 e o principal caminho para a transição democrática.
Com a participação dos companheiros, das companheiras, da juventude, dos trabalhadores e de toda a sociedade, o PMDB continuará contribuindo para o Brasil, na construção de nosso futuro.
De acordo com a Resolução nº 03 de 12 de setembro da 2011 da Comissão Executiva Estadual, os Diretórios Municipais deverão lançar candidaturas próprias a Prefeito(a) e chapa completa de vereadores.
Nos municípios onde o PMDB não tiver candidatura própria, todas as composições e coligações para as eleições municipais de 2012, deverão ser previamente submetidas à análise da Comissão Executiva Estadual (...)
--------------------------
OS FILIADOS DE 2012
Algumas pequenas mudanças ainda podem acontecer, mas, de um modo geral, já estão devidamente oficializadas as filiações em partidos políticos, inclusive dos eleitores que vão disputar cargo eletivo em outubro de 2012.
OS CANDIDATOS --- Estas filiações – que acabam de ser disponibilizadas pela Justiça Eleitoral para pesquisa, são as que valem para duas constatações: se o candidato está filiado há pelo menos um ano e se ele não tem filiação em duplicidade.
OS PRAZOS ---- Terminou dia 16 de abril o prazo para que as legendas enviassem suas relações, via internet, por meio do sistema Filiaweb, ao Tribunal Superior Eleitoral, e entre os dias 17 e 22 de abril a Corregedoria-Geral Eleitoral do TSE fez a identificação das duplicidades. A partir daí, os partidos e filiados tiveram prazo para sanarem os casos de filiação dupla – em mais de uma legenda.
VALIDADE --- Cabe ressaltar que, segundo a legislação eleitoral, se a relação não foi enviada até 16 de abril, permanece inalterada a filiação constante da relação remetida anteriormente (feita em outubro de 2011).
DESFILIAÇÃO
Para desligar-se de um partido, o filiado deve fazer uma comunicação escrita ao órgão de direção municipal ou ao juiz eleitoral da zona em que for inscrito. Quem se filia a outro partido terá até o dia seguinte ao da nova filiação para fazer a comunicação à Justiça Eleitoral da desfiliação ao partido anterior. Se assim não proceder, ficará configurada dupla filiação, sendo ambas consideradas nulas para todos os efeitos.

CRESCIMENTO...
Entre filiações inéditas, desfiliações e mudanças de partido, a nova lista de filiados de Uberaba indica 424 inscritos a mais do que as estatísticas anteriores. Agora, são 24.886 filiados nas 28 legendas que possuem inscritos na cidade. Antes, eram 24.462 filiados.
...DE UM SÓ
Chama a atenção, porém, o fato de a quase totalidade deste aumento ter ocorrido em uma única legenda: o PSB. São nada menos do que 418 novos inscritos no partido. O PSB tinha 1.328 filiados, que aumentaram para 1.746. Com isso, saltou da oitava colocação para a sexta – superando PT e PTB. Muito distante, em segundo lugar em termos de crescimento, aparece o PT, com 26 filiados a mais.
SIAMEZES --- O PSD surge em terceiro lugar com quatro filiados a mais. A legenda recém-criada e presidida pelo ex-prefeito e deputado federal Marcos Montes tem agora, nove inscritos. Desde o início seu presidente anunciou que só fará campanha para novas filiações ao PSD após as eleições de 2012. Objetivo é não tirar filiados do seu antigo partido – o DEM, que, ainda assim, perdeu cinco inscritos. O que não faz diferença para o DEM, que ocupa a primeira colocação na lista dos filiados, com quase 5.000 pessoas.
Veja a tabela acima.
O CAMPEÃO --- O PSB é comandado por uma comissão executiva provisória de sete membros – com validade até 30 de maio de 2012, e é presidido por Irizon Amaral.

PROJETOS CULTURAIS --- Fundação Cultural de Uberaba informa que estão abertas - até 15 de junho, as inscrições para a seleção pública de projetos culturais da Caixa Cultural. Este ano a Caixa Econômica Federal abriu inscrições para quatro programas de apoio a projetos culturais, que serão realizados ao longo de 2013. As inscrições podem ser feitas, exclusivamente, via formulário eletrônico, disponível na página www.programasculturaiscaixa.com.br. O resultado será divulgado até 5 de novembro.
OS PROGRAMAS ---- Os programas disponíveis são o de Ocupação dos Espaços da Caixa Cultural, de Apoio ao Artesanato Brasileiro, Apoio a Festivais de Teatro e de Dança e Apoio ao Patrimônio Cultural Brasileiro.
 ---------------------------
XÔ, ESTACIONAMENTOS ---- Prefeito Anderson Adauto anunciou em entrevista coletiva à imprensa, a suspensão de estacionamentos nos dois lados de várias ruas da região central. Objetivo – segundo ele , é dar mais fluidez ao trânsito durante a nova etapa de obras do projeto Água Viva, quando a avenida Leopoldino de Oliveira será fechada entre as ruas Jaime Bilharinho e Segismundo Mendes.
FUNCIONAMENTO --- De acordo com o prefeito, as mudanças acontecem a partir de 14 de maio, segunda-feira. Entretanto, após as 14h dos sábados e durante os domingos os estacionamentos serão liberados. Expectativa é de que as coisas voltem ao normal em agosto. “Uma opção para os motoristas serão os bolsões de estacionamento que serão criados na área central”, afirmou Anderson Adauto.
OS LOCAIS --- Entre as vias que ficarão sem estacionamento estão as ruas Governador Valadares, Segismundo Mendes, Senador Pena, Manoel Borges, Major Eustáquio, São Sebastião, Afonso Rato, além da praça Rui Barbosa. Alguns locais terão a mão invertida, como é o caso da rua Governador Valadares, no trecho compreendido entre a Gabriela Castro Cunha e a Segismundo Mendes.
Foto/mapa: Divulgação

A OPOSIÇÃO
Poucas horas após o prefeito Anderson Adauto anunciar o “fechamento” dos estacionamentos do centro da cidade, o vereador oposicionista e vice-presidente da Câmara, Itamar Ribeiro (DEM), divulgava sua contrariedade. Em pronunciamento no plenário, Itamar se disse indignado, e informou que foi procurado por vários comerciantes da região central, que estão preocupados com suas vendas. “Fico impressionado com a incapacidade do Codau em não criar mecanismos, alternativas que tragam menos prejuízo aos comerciantes”, se queixou o democrata.
Obs.: O projeto Água Viva é administrado pelo Centro Operacional de Desenvolvimento e Saneamento de Uberaba – Codau.

CONCURSO
Enquanto isso, o Codau prepara para realizar concurso público. Edição do Porta-Voz – jornal oficial do município, divulgada neste dia 11 de maio, sexta-feira, traz portaria assinada pelo presidente José Luiz Alves, criando uma comissão para cuidar do assunto.

E POR FALAR NISSO...
Ao reclamar da supressão dos estacionamentos, o vereador Itamar Ribeiro disse que não mandaria requerimentos ao governo municipal, porque – segundo ele, “raramente o Executivo responde a uma demanda da Casa”. De acordo com ele, levar as discussões ao plenário é uma das funções do vereador.
Obs.: O problema é que, segundo quem acompanhava a reunião, a queixa do democrata passou em branco, já que os colegas vereadores preferiram silenciar sobre o assunto.
                       ---------------------------

SEM CORTES
E por falar na Câmara Municipal, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais – TJMG, acaba de confirmar sentença da juíza de Uberaba, Régia Ferreira de Lima, garantindo o acesso dos vereadores da cidade ao 13º salário. A mesma juíza chegou a anular o benefício, mas revogou a liminar e autorizou o recebimento.
COM CORTES --- Senado Federal aprovou na noite de 9 de maio, quarta-feira, o fim da ajuda de custo aos deputados e senadores. Com a medida, eles deixam de receber os chamados 14º e 15º salários, pagos no início e no fim do ano legislativo. O decreto legislativo – cujo texto é da senadora licenciada Gleisi Hoffmann, atualmente ministra-chefe da Casa Civil, seguiu para ser votado na Câmara dos Deputados.

A VIDA EM 1º LUGAR
Está por um triz o fim da exigência de cheque-caução como condição para atendimento médico-hospitalar de urgência – medida adotada pela quase totalidade dos hospitais brasileiros. Matéria, que tinha sido aprovada pela Câmara dos Deputados, também passou pelo Senado, e agora só depende de sanção da presidente Dilma Rousseff.
PUNIÇÕES---- O projeto pune com detenção de três meses a um ano, mais multa, quem exigir cheque-caução, nota promissória ou qualquer outro tipo de garantia do paciente de emergência. A pena estabelecida pelo projeto ainda poderá ser dobrada se a recusa de atendimento resultar em lesão corporal de natureza grave, e triplicada, se levar à morte do paciente.
---------------------
PROJETO ENCOMENDADO
Terreno onde funcionou o Lavoura e Comércio
(Foto: ArtJovem Cartões e Panfletos)
Imóvel da rua Vigário Silva que abrigou o jornal Lavoura e Comércio por 104 anos vai receber nova edificação, já com futuro ocupante definido. Declaração é do empresário uberlandense, Carlos Sabbag, em entrevista exclusiva concedida a Conta-Gotas, por telefone, neste dia 11 de maio, sexta-feira. Segundo ele, os projetos do novo prédio foram encomendados, e assim que estiverem prontos serão protocolados na Prefeitura de Uberaba.
PRESERVAÇÃO
O empresário diz que já foi informado  sobre a conclusão dos serviços de demolição do prédio que abrigou o jornal Lavoura e Comércio, e confirmou que a fachada do antigo edifício – mais precisamente, o portal da entrada, será mantida intacta. Sabbag explica que fez um acordo com o Conselho do Patrimônio Histórico e Artístico de Uberaba – CONPHAU, para preservar o portal.
 -------------------
Fui procurado pelo Conselho e achei que a reivindicação para preservar o portal do antigo jornal era muito justa. É uma ótima ideia, levando em conta a importância do jornal para a história de Uberaba”.
--------------------------
Prédio que abrigou o jornal Lavoura e Comércio - clicado pelo repórter-fotográfico
Enerson Cleiton poucos dias antes da demolição
QUEM DEU MAIS ---- O imóvel – incluindo o prédio centenário, foi arrematado, através de leilão, em agosto de 2011, pelo empresário Carlos Sabbag, por R$ 1,7 milhão. O prédio tinha oito cômodos, onde funcionaram as oficinas e redação do jornal, e segundo o inventário feito pelo CONPHAU em 1987, o estilo da construção era “eclético”. O edifício não chegou a ser tombado, o que permitiu sua venda. Vale lembrar que o resultado da venda visava ao pagamento de dívidas, principalmente com os ex-funcionários.
MISTÉRIOS
Justificando que tem um acordo de sigilo com a empresa, Carlos Sabbag não informou o nome da futura ocupante do edifício que será construído no local. Por outro lado, apesar de não ter confirmado, também não negou que o local será ocupado por uma unidade das Lojas Americanas – como tem sido ventilado em Uberaba e foi assunto de Conta-Gotas na edição de 23 de abril.

PING-PONG
Empresário Carlos Sabbag
(Foto: Coluna Dannilo Camargos/Jornal Correio Uberlândia)
CONTA-GOTAS ---- O senhor tem datas previstas para início e conclusão das obras do novo edifício?
CARLOS SABBAG --- Ainda não. Estou esperando a conclusão do projeto que encomendamos para termos uma noção de tempo.
CONTA-GOTAS --- Mas, o senhor deve ter feito com compromisso com a futura ocupante do imóvel sobre quando vai entregar a obra pronta..
CARLOS SABBAG --- É provável que sim, mas não posso adiantar.
CONTA-GOTAS ---- Quem vai construir o novo prédio? A sua construtora?
CARLOS SABBAG --- Estamos justamente avaliando qual a melhor alternativa: se cuidaremos diretamente da obra ou se vamos empreitá-la.
CONTA-GOTAS ---- Pelo menos me diga se os comentários sobre as Lojas Americanas têm algum fundamento...
CARLOS SABBAG ----Nossa! Já falei demais com você! Até além do que devia...Ainda não está bom?!
CONTA-GOTAS --- É... E por falar nisso, onde posso localizar, na internet, uma foto sua pra ilustrar as notas da coluna?
CARLOS SABBAG (Pela primeira vez, na entrevista, solta uma risadinha tímida) --- Em lugar nenhum. Não tiro fotos.
------------------
Nossa! Já falei demais com você! 
Até além do que devia...Ainda não está bom?!
----------------------------------

INVENTÁRIO
Uberaba tem hoje, mais de 200 bens inventariados pelo CONPHAU e pela Fundação Cultural, e portanto na fila para tombamento. Na lista, consta grande parte do acervo (edições impressas e digitalizadas) do extinto jornal Lavoura e Comércio. Fundado dia 6 de julho de 1899, o jornal circulou quase que ininterruptamente – com raras exceções, até 27 de outubro de 2003.
TOMBAMENTO --- Último tombamento da cidade foi decretado pelo prefeito Anderson Adauto em março de 2012, segundo publicação no Porta-Voz – jornal oficial do município, e revelado na edição de 8 de março de Conta-Gotas. Construído em 1942, no estilo neocolonial, trata-se de residência pertencente à família Gilberto Salomão, localizada na rua Coronel Manoel Borges esquina com a rua Afonso Rato, no centro de Uberaba.
NO VOTO --- Vale lembrar que a escolha da casa se deu através de votação – realizada no site da Prefeitura de Uberaba durante o mês de setembro de 2010.  O CONPHAU - seguindo os critérios de valor histórico, arquitetônico e o estado de conservação, apresentou 13 alternativas para a disputa. A casa da rua Manoel Borges recebeu 390 votos.
Representantes das entidades recebem os alimentos arrecadados pelo rodeio
(Foto: Divulgação/Janaína Isidoro)
SOLIDARIEDADE --- Alimentos arrecadados na 20ª edição do Rodeio Os Inconsequentes - realizado no Jockey Park/Uberaba, em abril, beneficiam 19 instituições assistenciais de Uberaba e de Conceição das Alagoas. As candidatas ao título de Rainha do Rodeio – que pela primeira vez teve participação de concorrentes de outras cidades, arrecadaram boa parte dos donativos. A ação contava pontos na média geral do concurso. O restante veio com a  troca dos ingressos para assistir a final do rodeio. Nesta edição, foi batido o recorde com a arrecadação de  24 toneladas de alimentos, uma a mais do que no ano passado.
AS INSTITUIÇÕES --- Conceição das Alagoas teve uma forte candidata na arrecadação de alimentos, e em função deste empenho, a organização do evento considerou justo beneficiar as instituições daquele município. As selecionadas foram o Centro Espírita Joanna D'arc e o Centro Espírita Maria de Nazaré. 
Em Uberaba foram beneficiadas: Associação dos Voluntários de Combate ao Câncer (Vencer), Lar da Caridade (Hospital do Pênfigo), Lar Santo Antônio, Lar São Vicente de Paulo, Instituto dos Cegos do Brasil Central (ICBC), Casa Espírita Eurípedes Barsanulfo, Paróquia da Ressurreição (Creche Ricardo Misson), Casa de Caridade da Zoé, Sopão do Lourenço, Comunidade Terapêutica Nova Jerusalém, Instituto Boa Fé, Igreja Santa Maria Mãe da Igreja (Paróquia Nossa Senhora da Aparecida), Grupo Espírita Irmã Lurdinha, Instituto Santo Eduardo,Lar do Idoso Lição de Vida, Projeto Menino Seguro e Organização dos Amigos Solidários à Infância e à Saúde (Oásis).

-------------------------------

CURIOSIDADE HISTÓRICA
Os caminhos do PMDB
(Tancredo Neves e o PMDB/Uberaba)
Médico e ex-prefeito (1960/1963),
Jorge Furtado foi o fundador e o
1º presidente do MDB/Uberaba,
em 1966
(Acervo: Arquivo Público)
 Oficialmente o PMDB, que nasceu MDB, teve sua fundação em 24 de março de 1966 com o registro na Justiça Eleitoral. Era um dos resultados da extinção dos partidos imposta pelo AI-2 e a instalação do bipartidarismo logo em seguida. Uma tentativa de imitar a bipolaridade norte-americana, democratas versus republicanos.
A diferença, que se evidenciou antes mesmo do registro do MDB, é que o papel destinado pelos militares à oposição se resumia a isto: o de opositor, mas inofensivo ao poder.
E muito menos que ambicionasse ao poder.
Na verdade, o Movimento Democrático Brasileiro constitui-se informalmente em 4 de dezembro de 1965, como oposição a Arena.
Quem o batizou foi Tancredo Neves.
Venceu ali a primeira queda de braço com o deputado Ulysses Guimarães, que preferia o termo Ação a Movimento.
Nesse mesmo ano, quando ocorreram eleições diretas para governador em 11 estados, os militares já haviam demonstrado quais eram os limites da oposição evitando, através de “oportunas” mudanças nas regras do jogo, que dois oposicionistas – Hélio de Almeida, ex-ministro de Goulart, e Sebastião Pais de Almeida, ex-ministro de JK – disputassem os governos da Guanabara e de Minas Gerais. Eram francos favoritos.
JK e Goulart estavam no exílio.
Permitiram Negrão de Lima, ligado ao PSP de Adhemar de Barros, e Israel Pinheiro, pessedista próximo a JK. Dois oposicionistas pouco ortodoxos que rapidamente aderiram ao poder central. Mesmo assim, essas duas vitórias provocaram sobressaltos nos meios militares que desaguariam no AI-2.
Além de obrigar o País ao bipartidarismo, tornaram as eleições indiretas nos o­nze estados restantes.
De qualquer maneira, o então presidente Castelo Branco garantiu a posse dos eleitos, o que lhe valeu um desgaste definitivo entre os colegas de caserna. Ele não faria o sucessor.
O FEITIÇO
O jogo virava lenta e persistentemente. De 1970 a 1974, o MDB havia dobrado sua representação na Câmara: de 87 para 165 deputados. No pleito seguinte cresceu para 189. As eleições estavam se transformando em verdadeiros plebiscitos.
Embalado pelo sucesso eleitoral e pelas movimentações nas ruas, o MDB resolve dar sua cartada mais ousada e concorrer com candidatura própria à Presidência da República dentro do Colégio Eleitoral.
Como se evidenciavam algumas divisões entre os militares, o partido foi buscar no general Euler Bentes o seu candidato, que faria dobradinha com o senador Paulo Brossard, do Rio Grande do Sul, jurista respeitado pela oratória.
Na V Convenção Extraordinária do MDB, o líder do partido na Câmara, deputado Tancredo Neves saudou o general: “O MDB a partir de hoje é uma legião de homens livres sob o seu comando. Aponte o caminho e nós o seguiremos”.
Ele não indica caminho algum e sua candidatura murcha.
O general Figueiredo, candidato do regime, é eleito. Na posse, ele faz um apelo à conciliação nacional.
Reeleito líder na Câmara, Tancredo reagiu com simpatia: “O MDB, visceralmente democrático, não pode ser insensível ao apelo do general Figueiredo”.
ABERTURA
A abertura lenta e gradual, o caldeirão político alimentado pela crise econômica e a pressão política promoveram o retorno dos exilados. Recrudesceram também as pressões sociais com um sindicalismo cada vez mais atuante, pulsando principalmente no ABC paulista.
A estratégia de manter o poder, ou de promover a abertura lenta e gradual, levaria o Governo central a argumentar que a democracia que se avizinhava não suportaria as duas amarras políticas do bipartidarismo, a Arena de um lado, que também possuía os seus rebeldes de ocasião, e o MDB, com os autênticos, de vários matizes, e os moderados, normalmente circulando em torno de Tancredo Neves.
Mas desenhava-se sobretudo a estratégia de abrir espaço para grande trunfo civil do governo na época: Petrônio Portella - piauiense com bom trânsito em todas as correntes - alçado ao Ministério da Justiça.
FIM DO BIPARTIDARISMO
Promoveu-se a reforma política através do Congresso extinguindo o bipartidarismo.
Os núcleos do MDB, transformado em PMDB, e Arena, com o nome de PDS, foram mantidos.
Mas a mudança que mais agitou os meios políticos foi a criação de um novo partido o PP, com Tancredo Neves à frente - o que esvaziava o PMDB e apresentava uma saída possível para o regime.
Ele deveria abrigar a provável candidatura Petrônio Portella, alternativa civil do regime.
Em torno desses três, orbitariam dois outros partidos criados para abrigar os trabalhistas, que mal se continham dentro do MDB com o retorno de Leonel Brizola - do histórico PTB, depois repartido em PDT - e os sindicalistas do Sul e Sudeste liderados pelos líderes sindicais do ABC paulista, o PT.
Como se esperava, outros partidos que possuíam alguma história antes do regime militar como PSD, UDN e PDC, preferiram ficar sob o guarda chuva do PMDB ou PDS.
O PP se aglutinou rapidamente em torno de 90 deputados, quase retirando a maioria do PDS.
Mas a morte de Petrônio Portella fez o partido refluir para menos de 70 deputados.
O PMDB também perdeu quase metade de sua bancada, mesmo acomodando uma tendência social democrata que ganhou força com a volta dos exilados.
Com a morte de Petrônio, o governo João Baptista Figueiredo tratou de proteger o PDS.
As novas normas eleitorais traziam o voto vinculado e a proibição de coligações para evitar que o partido de sustentação do governo perdesse a maioria.
Com isto o PP se inviabilizou. Parte retornou ao ninho peemedebista.
Fonte: 
Site do PMDB nacional

REFLEXOS EM UBERABA
Apoiado por Tancredo Neves, o
engenheiro Wagner do Nascimento
foi o 1º prefeito do PMDB
(Acervo: Arquivo Público)
Em 1982 o PMDB conquistou nove estados, elegendo, entre outros, Tancredo Neves, em Minas Gerais, Franco Montoro, em São Paulo, e José Richa, no Paraná.
Ao mesmo tempo, também foram eleitos os prefeitos – para um mandato de seis anos.
Os históricos do MDB/Uberaba, agora PMDB, ganharam reforços importantes e chegaram à prefeitura através do recém-filiado Wagner do Nascimento, que ocupou o cargo de 1983 a 1988.
Depois dele, o PMDB retornaria ao cargo só em 2005 com Anderson Adauto, por sinal, ex-secretário e homem forte do governo Wagner. Ele se reelegeu em 2008 para o mandato 2009/2012.
A disputa interna que chama a atenção de Uberaba e respinga fora da cidade tem a ver com a vontade do PMDB de não deixar uma das prefeituras mais importantes de Minas Gerais, e portanto, de preservar o poder, que só foi reconquistado 16 anos após o primeiro peemedebista ter ocupado o cargo.
Depois de Wagner, só a oposição ao PMDB teve chance: Hugo Rodrigues da Cunha (1989/1992), Luiz Neto (1993/1996), Marcos Montes (1997/2000 e 2001 até o segundo semestre de 2004).

PESO PESADO
Candidato a governador, o então senador Tancredo Neves se tornou um dos portos seguros da estruturação do PMDB de Uberaba.
Fazia questão, inclusive, de assinar pessoalmente fichas de novos filiados ao partido em Uberaba – já naquela época base importante para uma candidatura ao Palácio da Liberdade.
O poderoso Tancredo Neves não faltava às reuniões para as quais era convidado, e chegou mesmo a participar de uma posse no centro acadêmico do curso de Direito para atender ao pedido do então presidente do PMDB/Uberaba, João Adalberto de Andrade. 
O empossado no centro acadêmico era o então estudante Alexandre Pires – que anos depois chegou à presidência do partido, e ainda hoje integra o diretório municipal.

RESULTADOS
As articulações de Tancredo Neves em favor dos companheiros de Uberaba não deram outra. O PMDB foi a bola da vez.
Além de eleger o prefeito, também ocupou nada menos do que 12 cadeiras na Câmara de Vereadores. Eram 19 cadeiras na época.
-----------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário