21 de agosto de 2012

CONTA-GOTAS...Notícias


A CHINA É LOGO ALI ---- Capitaneado pelo prefeito Anderson Adauto, encontro dos mais agitados reuniu, em Uberaba, nesta terça-feira, 21 de agosto, executivos de empresas chinesas com diretores de empresas brasileiras, incluindo a Vale Fertilizantes. E ainda, o embaixador da China no Brasil, Wang Qingyuan, e os presidentes da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Uberaba - Aciu, Manoel Rodrigues Neto, e da Câmara de Dirigentes Lojistas de Uberaba - CDL, Fúlvio Ferreira. No centro da mistura linguística, a tentativa de se viabilizar a instalação de uma fábrica de cimento na cidade. Resultado da viagem de Anderson Adauto à China, em junho de 2011. Agora, esta foto porreta de chique é resultado do olhar esperto de Enerson Cleiton.
 ------------------------
PRA ANOTAR NA AGENDA  ---- E pai e mãe adotivos que se prezam ficam de olho na caderneta de vacina dos seus filhinhos de estimação. Apesar de mais de 35 mil animais já terem sido vacinados até agora, a campanha de vacinação antirrábica foi prorrogada até 31 de agosto. A estratégia permanece a mesma: postos volantes serão instalados nos bairros da cidade conforme programação prévia. O atendimento será das 8h às 17h.
ATENDIMENTOS
Programação para quinta-feira (dia 23): as equipes vão atender nos bairros Alfredo Freire, Volta Grande, Vila Planalto, Parque das Américas e Tutunas, com postos nas Unidades Básicas de Saúde George Chirré, no Alfredo Freire, e Luiz Meneguelo, no Volta Grande. Na Vila Planalto, dois pontos serão montados na avenida Maria Rodrigues da Cunha. No Parque das Américas, haverá uma equipe na rua Luiz Próspero, e outra na avenida João XXIII. Para o bairro Tutunas, o ponto de referência nesta quinta-feira será o Centro de Controle de Zoonoses.
Programação para sexta-feira (dia 24): os postos serão instalados nos bairros Santa Marta, São Cristóvão, Recreio dos Bandeirantes, São Geraldo e Tutunas.
As pessoas que trabalham poderão levar os animais para vacinação no fim de semana, visto que equipes já estão preparadas para trabalhar no sábado (25) e domingo (26). A meta é vacinar 40 mil animais.

SAI A GUERRA JURÍDICA.... Prefeito Anderson Adauto e seu ex-futuro secretário de Governo, advogado Rodrigo Mateus, desistiram de todos os recursos relacionados ao pedido de registro de Rodrigo como candidato a prefeito pelo PMDB. Os dois fizeram o anúncio na terça-feira, 21 de agosto. “Estou fora" – disse o ex-candidato, completando: “Ficarei muito feliz se a divulgação deste comunicado for a derradeira notícia a meu respeito como partícipe dessas eleições.”
ENTRA A GUERRA POLÍTICA ---- Já o prefeito anunciou a volta de Rodrigo Mateus ao comando da Secretaria de Governo, de onde ele se desincompatibilizou para se candidatar. E deixou claro o que vem por aí: “Agora a discussão é no campo político.” Anderson Adauto deixou o PMDB para ser cabo eleitoral do candidato do PT, deputado estadual Adelmo Leão.

“Agradeço a forma respeitosa, democrática e imparcial com que a imprensa tem me tratado, mesmo depois da intervenção no PMDB e estando minha candidatura sub judice, permitindo que eu tivesse os mesmos espaços dos demais candidatos.”
_Rodrigo Mateus
 -------------------
NO CAPRICHO ---- Iniciada neste 21 de agosto, terça-feira - com final definido para 4 de outubro (três dias antes da eleição), a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão promete poucas e boas ao longo de sua exibição. Cenários cinematográficos, depoimentos de personalidades de todas as cores políticas, muito bate-boca, muita diversão e muita raiva. Em outras palavras, eis a melhor parte da campanha eleitoral.
VEICULAÇÃO --- Duas emissoras de TV exibem a propaganda de Uberaba: BandTriângulo (Canal 7) e Universitária (Canal 5), além das emissoras de rádio da cidade.
Os candidatos a prefeito e vice-prefeito dão seu recado às segundas, quartas e sextas-feiras: das 7h às 7h30 e das 12h às 12h30, no rádio; das 13h às 13h30 e das 20h30 às 21h, na televisão. Os candidatos a vereador fazem seu “comercial” às terças, quintas-feiras e sábados: das 7h às 7h30 e das 12h às 12h30, no rádio; das 13h às 13h30 e das 20h30 às 21h, na televisão.
-------------------------
Os prefeitáveis Wagner Júnior (PTC) e Paulo Piau (PMDB) ficaram lado a lado
no encontro em que se discutiu modelos de gestão para NÃO serem adotados
no hospital regional de Uberaba (Foto: Enerson Cleiton)
QUERER,TODO MUNDO QUER ---- 1 º Encontro sobre Modelos de Gestão para o Hospital Regional de Uberaba – realizado terça-feira, 21 de agosto, reuniu mais de 100 pessoas no anfiteatro do Centro Administrativo da Prefeitura. Destaque para os candidatos a prefeito que marcaram presença, e para o discurso do prefeito Anderson Adauto, ressaltando que é necessário analisar os modelos de gestão existentes para escolher o formato que permitirá o melhor uso dos recursos.
PODER É PRA QUEM PODE ---- Acontece que tudo quanto foi palpite dado até agora, sobre o hospital regional, ficou só nisso: no palpite. As sugestões começaram logo que se definiu que o hospital sairia do papel. Os quase 300 mil habitantes da cidade acharam super esquisito a construção em frente ao cemitério, mas qual o quê!!! Ficou lá mesmo e ai dos que reclamaram! E a diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Uberaba – SSPMU, sugeriu que a gestão incluísse concurso público para contratar o pessoal. Qual o quê!!! Foi um Deus nos acuda!!!
 --------------------
SECURA ----- Candidato a prefeito pelo PMDB, deputado federal Paulo Piau, quase cai das pernas nas suas andanças pelos bairros de Uberaba. É que falta muito pouco pro abastecimento de água se tornar o líder absoluto no ranking dos maiores problemas da cidade. Se continuar do jeito que está, vai superar a atual líder – saúde, além da segurança pública, educação, e por aí afora.
SOFRIMENTO ---- O certo é que, com raríssimas exceções, os moradores dos bairros sofrem horrores – preço alto e falta d´água. E parece urucubaca: marcou pra receber visita no fim de semana, pode esperar, que lá vem secura na torneira. Foram tantas as queixas, que o prefeitável do PMDB não teve dúvida: mandou sua assessoria reforçar ainda mais, o assunto em seu programa de governo. E olha que já era prioridade!
------------------
Luciene Fachinelli (PSL) e Adelmo Leão (PT) atacam o sopão do centro espírita
(Foto: Rúbio Marra)
CAMPANHA DÁ FOME ---- Não é por acaso que, terminadas as eleições, os candidatos e as candidatas correm pro spa.  Basta dar uma conferida na visita feita pelo candidato a prefeito do PT, deputado estadual Adelmo Leão, e sua vice, Luciene Fachinelli, do PSL, ao Centro Espírita Apostulado de Cristo. Na ocasião, eles ouviram palavras do Evangelho Espírita, receberam a bênção, e comeram muito...muito mesmo!
E PÕE FOME NISSO! ----- Também foi destaque a presença de Adelmo e Luciene em almoço oferecido aos candidatos a vereador da coligação “Uberaba Não Pode Parar”, composta pelo PT, PSL, PRB e PRTB. O objetivo era promover uma aproximação maior entre todos e ressaltar “a importância do vereador para que um governo seja bem sucedido e possa implementar todos os seus projetos.” E também, comer muito...muito mesmo!
 ------------------------
ALTA ANSIEDADE ---- As eleições majoritárias de Uberaba colocam dois deputados estaduais – Antônio Lerin (PSB) e Adelmo Leão (PT), em clima máximo de ansiedade, já que sonham em transferir-se de Belo Horizonte para o interior. Estão, neste caso, com todos os sentidos voltados para a Prefeitura Municipal. Em contrapartida, outros dois uberabenses vivem um mesmo nível de ansiedade, só que, aguardam o resultado de outubro para fazerem o caminho inverso: de Uberaba para a capital de Minas Gerais.
ALTA SUPLÊNCIA ---- O vereador Tony Carlos (PMDB) – candidato à reeleição, e o presidente do Centro Operacional de Desenvolvimento e Saneamento de Uberaba (Codau), José Luiz Alves (PSL), são suplentes da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, e, dependendo dos resultados das urnas em 2012, podem ainda tornar-se deputados estaduais por dois anos (2003/2004). Acontece que um grande número de parlamentares está na disputa pelo cargo de prefeito ou vice-prefeito em suas respectivas cidades, muitos deles com possibilidade de vitória. 
EXPECTATIVA---- Tony Carlos é o 4º suplente do PMDB, com 34.724 votos. Só pra exemplificar, pelo menos dois deputados estaduais peemedebistas estão com registro deferido na Justiça Eleitoral: Bruno Siqueira na briga pela Prefeitura de Juiz de Fora, e Antônio Júlio em Pará de Minas. Ambos com chance de vencer. E José Luiz é o 3º suplente da coligação “Unidos Por Minas” (PSL/PMN), com 32.272 votos. Basta que PSL e PMN elejam dois candidatos a prefeito e ou vice-prefeito em outubro de 2012 para José Luiz se tornar deputado estadual.
EDIÇÃO EXTRA ---- E tem ainda, o médico e ex-deputado estadual Fahim Sawan (PSDB) – candidato a prefeito. No seu caso,  pode ser ou pode não ser... É suplente da coligação PSDB/DEM/PP, com 45.792 votos. Fora os deputados que foram chamados pra ocupar cargos no governo de Antonio Anastasia, do PSDB, ainda tem a turma que está na disputa municipal de 2012.

DE NOVO NÃO ---- E por falar em funcionários, já tem ocupante de cargo de confiança se queixando de “pressões” pra votar nos candidatos do prefeito – agora cabo eleitoral do petista Adelmo Leão. Se o cargo é de confiança...precisa dizer mais?!

AS COLIGAÇÕES DOS MINEIROS --- Assim como as palavras “trabalho”, “progresso”, “união” e “povo” são as preferidas de um modo geral, “União e Trabalho” e “O Progresso Continua” lideram com folga o ranking das denominações dadas às coligações majoritárias em Minas Gerais. O certo é que, passear pelo DivulgaCand2012, do Tribunal Superior Eleitoral, pode não ser lá, o melhor programa do mundo, mas, sem dúvida, em época de campanha eleitoral, é um dos mais divertidos.
NADA SE CRIA ---- Algumas parcerias são mais espertas que outras, como, por exemplo, a coligação “Água Boa Para Todos”, que sustenta a candidatura de um médico na cidade de Água Boa. A maioria, porém, investe em “Trabalhando Para o Povo”; “Fidelidade e Trabalho”; “Renovação, Igualdade e Justiça Social Para Todos”; “E o Progresso Continua”; “O Progresso Não Pode Parar”; “Unidos Para o Progresso”; “A Força do Povo”; “Do Povo Para o Povo”; “O Progresso Continua”; “União do Povo Para o Povo”; “Frente União, Trabalho e Transparência”; “União Progresso, Experiência e Força Jovem”; “Amor ao Trabalho e Respeito às Leis”; “Democracia e Trabalho”; “Frente Renovadora Para o Progresso” ......

LANCHE DA SOLIDARIEDADE ---- Vem aí, o McDia Feliz 2012. Será neste sábado, dia 25, das 10h às 23h, no restaurante McDonald's, do Shopping Uberaba. O empenho da Oasis e seus voluntários, bem como da direção e funcionários do Shopping Uberaba, da Associação dos Lojistas do Shopping Uberaba, do franqueado McDonald's, Erich Maretto e da JPL Estacionamentos é fazer com que a associação consiga o maior êxito possível na realização do evento. Promovido pelo Instituto Ronald McDonald, o McDia Feliz 2012 terá renda total destinada à Unidade de Transplante de Medula Óssea de Uberaba, em fase de implantação, no Hospital de Clínicas, da UFTM (Universidade Federal do Triângulo Mineiro).

Juíza Alice Birchal
RECURSOS ---- Com prazo até 23 de agosto para julgar e publicar todos os recursos, o Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais faz esforço concentrado para cumprir a determinação. Sessões dos dias 17 e 20 de agosto, por exemplo, movimentaram recursos polêmicos de Uberaba – nem todos com final feliz.

PAULO PIAU E CIA ---- Relatados pela juíza Alice de Souza Birchal, foram deferidos no julgamento de 17 de agosto, pelo Colegiado do TRE/MG, a reinclusão do PMDB nas coligações “Uberaba Merece Mais” (prefeito e vice) e “Uberaba no Rumo Certo” (vereadores); e os pedidos de registro das candidaturas de Paulo Piau a prefeito, do vereador/radialista Almir Silva (PR) a vice-prefeito, dos dois vereadores, Tony Carlos e Cléber Ramos, que disputam a reeleição; e dos candidatos a vereador Leonízia Lopes, Maurício Magalhães e Claide Paniágua.

Juiz Maurício Ferreira
FAHIM SAWAN E CIA --- Relatados pelo juiz Maurício Pinto Ferreira, os recursos relacionados à coligação “O Povo Quer O Povo Pode” ainda vão dar trabalho. Colegiado do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais deferiu a candidatura a prefeito do médico Fahim Sawan. Entretanto, indeferiu o pedido da candidata a vice, Vânia Célia Ferreira –sob o entendimento de que ela não se desincompatibilizou em tempo hábil do cargo de superintendente de Ensino de Uberaba. Diante disso, o TRE/MG barrou a chapa de tucanos, justificando que ela é composta por duas pessoas: prefeito e vice. O PSDB recorreu contra a decisão.

DÁ LÁ ---- E por falar em Paulo Piau e Fahim Sawan, o candidato do PSDB recorreu da decisão da juíza da 347 ª Zona Eleitoral de Uberaba, Régia Ferreira de Lima, que incluiu Paulo Piau no tempo do PMDB no horário eleitoral. A coligação “O Povo Quer O Povo Pode” alegou que Piau estava com o registro indeferido – e estava mesmo, mas com recurso, que veio a cair no TRE. A juíza indeferiu o recurso.
DETALHES ---- A coligação “O Povo Quer O Povo Pode” dá sustentação política à candidatura de Fahim Sawan a prefeito, e é formada por PSDB/PV/PDT/PRP/PHS/PTB.
Candidato pela coligação “Uberaba Merece Mais”, Paulo Piau tem sua base partidária formada por PMDB/PP/PCdoB/DEM/PSC/PMN/PR. Ele ficou com o maior tempo do horário eleitoral – mais de dez minutos e meio. Já Fahim Sawan terá seis minutos e 38 segundos.
TOMA CÁ.... Pois agora, a coligação “Uberaba Merece Mais” ajuizou representação com pedido de liminar contra a coligação “O povo Quer o Povo Pode”. Resumindo: a coligação do Paulo Piau entrou na Justiça Eleitoral contra a coligação de Fahim Sawan. A turma de Piau acusa Fahim de estar tentando burlar a legislação eleitoral, utilizando material publicitário em tamanho maior do que o permitido, inclusive um conjunto de placas justapostas sobre um muro azul, em um imóvel localizado na Avenida Nenê Sabino, onde o efeito visual excede a metragem permitida.
-------------------------

PRA NÃO PERDER --- Promovido pelo policial rodoviário federal José William Guimarães, acontece de 24 a 26 de agosto, o 10º Encontro de Veículos Antigos e Exóticos de Uberaba. Entrada e inscrição gratuitas, e muita diversão pra quem curte veículos antigos e exóticos (carros, caminhões, motos, bicicletas e assim por diante).
 ------------------------
PRA NÃO BOTAR DEFEITO --- E pra quem acha que o encontro de veículos antigos e exóticos não agita o suficiente, que tal  a 2ª edição da Festa Literária de Uberaba?! São quatro dias de movimentação pra todos os gostos – sem perder de rumo os destaques da festa: a presença de dois grandes nomes da literatura brasileira, Rubem Alves e Adélia Prado, e da prata da casa - Eliana Barbosa, que está fazendo sucesso no Brasil e no exterior. E mais o uberabense Tiago de Melo Andrade e Rogério Andrade Barbosa, que vão fazer a festa da garotada. Literatura, música, teatro, dança, cinema e muitas oficinas gratuitas. Retire seu convite (máximo dois por pessoa) na Livraria Alternativa Cultural (rua Major Eustáquio, 500) ou no Sesiminas. É necessário inscrever-se previamente para as oficinas na Livraria Alternativa Cultural. Realizada e patrocinada pela Editora Melhoramentos, a festa pode ser conferida através dos vários convites que seguem abaixo...
Fonte: http://festaliterariadeuberaba.blogspot.com.br/p/programacao.html

PROGRAMAÇÃO
Quarta-feira (22/08)
Teatro Sesiminas
20h – Abertura: “Procura-se uma rosa”, baseado na obra de Vinícius de Moraes. Com alunos do curso de teatro do SESI
Censura Livre
*A delicada procura pelo amor.
Assim é a vida de Lino que após perder sua amada vive uma solitária busca pela sua felicidade. A história se passa num distrito policial, onde a rotina transforma a busca pela justiça algo banal e desacreditado. Peça teatral baseada na obra de Vinícius de Moraes.
Direção: Rodrigo Chagas
Elenco (ALUNOS DO CURSO DE TEATRO):
Alan Fernando
Luzia Maria do Nascimento
Augusta de Sousa Furtado
Guilherme Bevilaqua
Walter Jr.
Mario Cortes
José Carlos Gonçalves
Marcela Campos
Evelyn Rodrigues
Sarah Ferreira
Gabriela Barbosa
Emmanuel Dias

Quinta-feira (23/08)
Teatro Sesiminas
10h – Musical “Beatles das Crianças”, com Cia Rogê
Censura livre
*Uma menina sem coração, mas apaixonada pelo seu amigo imaginário, e como pano de fundo para esta pequena fábula, vinte canções de uma das maiores bandas que já existiu – os Beatles. Mais atuais e revisitados do que nunca, eles são o tema central do novo espetáculo que a Cia. Rogê estreia em agosto, durante a Festa Literária de Uberaba. Depois do sucesso de espetáculos como Liberdade, Brazil com Z e Geografia da Palavra, o grupo se volta para o universo e o público infantil. Não é cronológico e não é biográfico. O espetáculo tem uma narrativa própria e as músicas estão estruturadas dentro desta história. Então as músicas escolhidas estão adequadas ao roteiro e às personagens, mas é claro que clássicos como All you need is love e Lucy in the sky with diamonds, não poderiam faltar.

14h - "Histórias de África", com Rogério Andrade Barbosa
Censura livre
*Rogério é professor, escritor, contador de histórias e ex-voluntário das Nações Unidas na Guiné-Bissau. Graduou-se em Letras na UFF (RJ) e fez Pós-Graduação em Literatura Infantil Brasileira na UFRJ. Trabalha na área de Literatura Afro-Brasileira e programas de incentivo à leitura, proferindo palestras e dinamizando oficinas

20h – “Leituras Poéticas”, com Adélia Prado
Censura livre
*“A obra poética de Adélia Prado é prova de que a poesia não precisa nascer somente do solo duro do eixo Rio-São Paulo. Como poucas, ela sabe resgatar para o seu leitor toda trama cultural e social do piccolo mondo das cidades do interior brasileiro. Pequenas histórias familiares, dramas do dia a dia, tudo isso filtrado pelo seu olhar arguto, resulta numa poesia extremamente refinada e bela. É aquela famosa história de que ao tratar de sua aldeia, o poeta está sendo universal. Morando em Divinópolis, Minas Gerais, onde nasceu em 1935, Adélia Prado é uma das mais importantes poetas brasileiras. E não descuida do verso, nem tampouco da prosa. Para esta escritora que vem colocando sua cidade, no oeste de Minas, dentro do mapa da poesia brasileira, a poesia está entranhada na experiência e resulta do garimpo diário das palavras”.
Texto: Heitor Ferraz, Revista Cult


Quinta-feira (23/08)
Programação Espaços de Ideias

10h – Oficina “Autorretrato”, com Raquel Pereira Alves.
No Casarão: Sala “Artes & manhas”
Público-alvo: a partir de 18 anos - Quantidade de participantes: 25
*A oficina propõe a leitura de autorretratos de vários artistas em várias épocas da história, como aquecimento para o trabalho a ser feito. Segue uma reflexão sobre os elementos que foram mobilizados para a realização da leitura: o que eu tenho em mim – conhecimentos, crenças, valores - que me levam a fazer a leitura desta forma. Após leituras, reflexões e trocas entre participante, vem o trabalho individual da realização do autorretrato. Etapa seguinte, cada um faz a leitura da sua própria obra, realiza uma escrita sobre a leitura que fez e é convidado a compartilhar uma síntese com o grupo.

10h – Oficina "Desencaixa-prepara daqui, eis que obra acolá: o processo da edição de livros", com Carolina Brandão Piva.
No Casarão: Sala “Voos Literários”
*Leitores, apreciadores de livros, até mesmo muitos profissionais do texto por vezes não imaginam a complexidade e as inúmeras tarefas que a edição de textos (literários ou não) demanda para que, enfim, uma obra chegue a mãos leitoras. A proposta da oficina é, portanto, trazer à cena e o desenrolar do processo de edição de livros – processo “de bastidores”, de inúmeras idas e vindas à obra, de conversa e intercâmbio com autores e, propriamente no tocante ao trabalho com os originais, de preparação, projeção gráfica, revis(ões), diagramação e acompanhamento editorial até o momento final de impressão. Também conversaremos sobre os inúmeros profissionais envolvidos nesse processo e sobre os problemas e as perspectivas do trabalho de editoração hoje no Brasil.

14h - Oficina literária “Quem conta um conto aumenta um ponto”, sob a coordenação do Ponto de Cultura Livro em Cena.
No Casarão: Mezanino
Público-alvo: de 6 a 10 anos - Quantidade de participantes: 15
*Contação de histórias. O projeto "Livro em Cena" está voltado para a dinamização da leitura em espaços comunitários como locus de interação, construção de conhecimentos e produção de cultura. São oferecidas várias oficinas de incentivo à leitura para a comunidade. As ações estão concentradas no bairro Uberaba I e na Biblioteca Municipal de Uberaba.

16h - Oficina “A cultura uberabense em fotos”, sob a coordenação do Cine Foto Clube Cartier Bresson e Ponto de Cultura Livro em Cena.
No Casarão: Sala “Olhar sedutor”
Público-alvo: de 12 a 16 anos - Quantidade de participantes: 10
*Técnicas de fotografia para iniciantes. Coordenador: Lúcio Flavio Barbosa - Fundador e Presidente do Foto Cine Clube Cartier Bresson - Uberaba/MG. Entidade esta que tem por finalidade divulgar a emocionante arte da fotografia em nossa cidade e, com isto, despertar paixões.

19h - Coral Infantil da Escola Municipal Monteiro Lobato.
Na Galeria
Censura livre
*O Coral Infantil da Escola Municipal Monteiro Lobato iniciou suas atividades no ano de 2006, através do Projeto Jovens Músicos da rede municipal de ensino. Trabalho coordenado pelas educadoras Rosana Caetano e Cristina Arruda.
Repertório: músicas folclóricas e populares brasileiras


Sexta-feira (24/08)
Teatro Sesiminas
10h – Musical “Beatles das Crianças”, com Cia Rogê

14h - “Literatura e diversão”, com Tiago de Melo Andrade
Censura livre
*Nesse bate-papo, o escritor uberabense Tiago de Melo Andrade, ganhador do prêmio Jabuti 2001 como Autor Revelação, brinca com as nossas crenças sobre o livro e a leitura. Crenças que muitas vezes afastam as pessoas dos livros, pois os relacionam apenas com estudo, o trabalho, as obrigações intelectuais... Pois ler é divertido também! Leitura é prazer, é lazer! Como jogar bola ou ir ao cinema. É sobre esse resgate do prazer da leitura que Tiago falará.

16h – “Faz de Conta!”, peça teatral com Grupo Todo-Um de Teatro
Censura livre
*Espetáculo que une teatro e música ao vivo. Dinâmico, ágil, engraçado e emocionante!
Um convite irrecusável à brincadeira e à leitura. O espectador é levado a perceber o mundo de emoções e novas descobertas contidas em um livro. A literatura recebe o tratamento atraente e deliciosamente alegre que merece. A plateia é incentivada, de forma gostosa, poética e engraçada, a descobrir o Faz de Conta presente no dia a dia e também nos livros.

20h – “Seja o Herói da sua História”, com Eliana Barbosa
Censura livre
*Que história você tem vivido? Que tipo de crenças internas tem governado sua vida – limitantes ou libertadoras? Que histórias lhe foram contadas em sua infância que ainda o afetam?
Que tipo de script você ouviu ao longo de sua existência e tem repetido a si próprio como um roteiro de vida, até hoje? Existem momentos em sua vida que você se sente um mero coadjuvante ou mesmo um figurante de sua própria história? Qual é a história de vida que você quer viver?
“Seja o herói de sua história” é um livro especialmente preparado para lhe mostrar que você é o autor e o protagonista de sua história, você é o herói de sua vida!

Programação Espaços de Ideias
10h – Oficina: "Scrapbook: Fotos e versos - o registro da arte de viver" com Santusa Carvalho. 
No Casarão: Sala “Artes & manhas”.
Público-alvo: a partir de 15 anos – Quantidade de participantes: 20
*O scrapbook é a arte de registrar os momentos importantes da vida, unindo fotos, papéis coloridos, acessórios e o texto escrito com muita criatividade e liberdade. É uma forma de registrar a história de vida de cada um.
Esta oficina pretende mostrar como podemos aliar os versos e as fotos, compondo com simplicidade e harmonia o registro de um momento importante da sua vida.

16h – Cine Cultura “O Leitor”.
No Casarão: Sala “Olhar sedutor”
Público-alvo: a partir de 16 anos
Filme: O Leitor
Diretor: Stephen Daldry
Moderador: Professor da Uniube, Valter Machado da Fonseca, graduado em Geografia; doutorando em Educação.
*Sinopse: Hanna foi uma mulher solitária durante grande parte da vida. Quando se envolve amorosamente com o adolescente Michael não imagina que um caso de verão irá marcar suas vidas para sempre. O filme retrata uma situação simples de um amor vivido por um adolescente com uma mulher madura (Kate Winslet). O amor vivido pelo casal quebra as regras da ética e da estética convencionais ao dar asas a um amor puro e descompromissado. Para o jovem muito mais que uma experiência amorosa de adolescente, a relação foi uma marca contundente em sua vida. O drama retrata ainda situações vividas na Segunda Grande Guerra Mundial, na qual a protagonista em questão (Kate Winslet) é envolvida sob acusação de torturadora em um campo de concentração nazista. Em meio a este conflito o ex-adolescente (agora adulto) revive a volta das lembranças do amor de juventude que retorna nas cenas do tribunal. A película tem um desfecho memorável e surpreendente. Enfim, o filme retrata uma história de amor cativante e original em meio às cenas da Segunda Guerra Mundial.
Realização: OAB/Uberaba
Organização:
André Luís Oliveira
Maria dos Anjos Pereira Rodrigues
Apoio:
AGB/Uberaba
Centro Cultural da UFTM
Instituto Triangulino de Cultura
FAZU
Sociedade Salamandra

17h – Oficina: “Literatura em Rimas”, sob a coordenação do Cultura Roulets e Ponto de Cultura Livro em Cena.
No Casarão: Sala “Voos literários”
Público-alvo: de 12 a 16 anos - Quantidade de participantes: 15
*Música: Hip Hop - como se constrói uma rima. Coordenação de Puf Capitão Caverna, natural de Uberaba – MG teve seu primeiro contato com o Hip Hop no final dos anos 80, através de filmes como “Beat Street” e “Break Dance”, entre outros. O artista já ministrou workshops, palestras e oficinas em escolas públicas e instituições de assistência social. Oficineiro do Ponto de Cultura Livro em Cena.

19h - Coral “Canta Marista”.
Na Galeria
Censura livre
*O coral Canta Marista é formado por pais de alunos, professores e funcionários do Colégio Marista Diocesano. O trabalho vocal se iniciou em fevereiro de 2010 com a proposta de valorizar por meio do canto em coro a integração existente entre as pessoas que fazem parte da família Marista. Faz parte das atividades do SEAC- Serviço de Arte e Cultura nos Colégios Maristas. Já se apresentou em vários eventos e comemorações dentro e fora da escola.
Repertório: música erudita e popular brasileira

Prefeito Anderson Adauto não resistiu à agitação no Cine Vera Cruz e entrou
na festa literária - literalmente falando. Ganhou um livro e ainda produziu um desenho,
tudo para a filha, que a primeira-dama Angela Mairink e ele estão esperando  (Foto: Enerson Cleiton)
Sábado (25/08)
Teatro Sesiminas
11h – “Histórias... muitas histórias”, com Grupo Fluistória
Censura livre
Narração de histórias num entrelace de linguagens: oral, gestual e musical.

15h - “Álbum de retratos: histórias de um velho”, com Rubem Alves
Censura livre
*“Sou psicanalista, embora heterodoxo. Minha heterodoxia está no fato de que acredito que no mais profundo do inconsciente mora a beleza. Com o que concordam Sócrates, Nietzsche e Fernando Pessoa. Exerço a arte com prazer. Minhas conversas com meus pacientes são a maior fonte de inspiração que tenho para minhas crônicas.
Já tive medo de morrer. Não tenho mais. Tenho tristeza. A vida é muito boa. Mas a Morte é minha companheira. Sempre conversamos e aprendo com ela. Quem não se torna sábio ouvindo o que a Morte tem a dizer está condenado a ser tolo a vida inteira."


Sábado (25/08)
Programação Espaços de Ideias
9h – Palestra e aplicação de tratamento, com o Grupo “Mãos sem Fronteiras”.
No Casarão: Sala “Voos literários”.
Público-alvo: a partir de 18 anos 
*Mãos sem Fronteiras é uma organização internacional com sede no Brasil, situada em Curitiba, PR, tendo representantes e voluntários em diversos estados. Dedica-se a transmitir e difundir a técnica chamada Estimulação Neural. É uma técnica natural, que faz parte das terapias complementares à medicina natural. Atua nos Sistemas Nervoso, Imunológico e Sanguíneo. Utiliza a energia bioeletromagnética que produz o corpo, através de um estímulo consciente das mãos, em alguns pontos vitais localizados sobre a coluna vertebral, mantendo o sistema nervoso estável, o que é vital para o desenvolvimento saudável da pessoa. Cinco minutos diários de autoaplicação são suficientes para contribuir com sua saúde mental, física e emocional. Proporciona excelentes resultados em disfunções orgânicas como estresse, depressão e enfermidades que são produzidas por alteração do Sistema Nervoso e Imunológico. Os resultados são rápidos e benéficos.
Não tem vínculos religiosos e qualquer pessoa maior de 18 anos pode aprender a técnica para autoaplicação ou aplicá-la em outras pessoas.


Sábado (25/08)
10h – “Vem pra roda...”, danças circulares com Maristela Ramos e Lize de Block.
Na Galeria
Censura livre
*As Danças Circulares são, em sua maioria, danças folclóricas de diversos povos e culturas. São consideradas uma meditação em movimento e têm diferentes objetivos, tanto terapêuticos (com benefícios mentais e físicos), quanto como atividade de relaxamento, diversão e integração de grupos. As Danças Circulares também estimulam atitudes cooperativas, a liderança participativa e o respeito às diferenças.
 _Espaço dos Livros: estará aberto aos leitores para divulgação e venda de livros, especialmente os dos escritores convidados e dos temas abordados. 
Local: Centro de Cultura José Maria Barra
(Praça Frei Eugênio, 231 / Bairro São Benedito / Uberaba – MG)


-----------------------------

CURIOSIDADE HISTÓRICA
MÁRIO PALMÉRIO
(A Personalidade)
_1916-1996
Mário Palmério - A principal personalidade de Uberaba, antes e hoje
(Fotos: Divulgação)

Vem aí, um presente à altura da história de Uberaba: o livro “A construção do mito Mário Palmério”, obra do professor e jornalista André Azevedo da Fonseca, baseada na tese de doutorado em História, concluída por ele com louvor na Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" – Unesp.
André Azevedo
Ex-diretor do Curso de Jornalismo da Universidade de Uberaba – Uniube, André está hoje, no cargo de professor-adjunto do Departamento de Jornalismo do Centro de Educação, Comunicação e Artes da Universidade Estadual de Londrina (UEL), no Paraná.
E só aguarda o sinal verde da Editora Unesp para marcar o lançamento oficial da obra, que Uberaba vai sediar em primeira mão.
Creio de dentro de três ou quatro semanas terei um retorno da editora” – revelou ele a Conta-Gotas.

TEXTO DA CONTRACAPA
_Antes de publicar Vila dos Confins e Chapadão do Bugre – obras seminais da literatura brasileira – Mário Palmério já era considerado um mito no interior de Minas Gerais. Contrariando as expectativas em uma região atormentada por diversas crises, o jovem e ambicioso professor assumiu riscos, tornou-se um empresário bem-sucedido e aprendeu a manipular os símbolos mais preciosos de sua sociedade.
Palmério desenvolveu uma percepção aguçada sobre a dimensão teatral da vida social e empregou uma série de procedimentos dramatúrgicos para supervalorizar o seu papel e conquistar a adoração dos conterrâneos.
Na campanha eleitoral de 1950, ao atuar como um guerreiro sagrado capaz de conduzir o seu povo à terra prometida, Palmério elegeu-se deputado federal e consagrou-se como um mito político.
Resultado de pesquisa de doutorado, o livro explica essa trajetória na perspectiva da História Cultural. 
TEASER
A obra ainda não foi lançada, mas o autor já promove nas redes sociais algumas discussões sobre “A construção do mito Mário Palmério”.  Conheça um pouco da incrível história do homem que criou uma universidade a partir de um pequeno curso supletivo nos anos 1940 e aprendeu a cuidar da própria imagem até se tornar um verdadeiro mito na cultura política do interior mineiro. Os leitores já podem degustar alguns trechos no blog www.mitomariopalmerio.com e na fanpage www.facebook.com/mitomariopalmerio.

TEMPO DE ELEIÇÕES
Santinho de 1950:
Getúlio Vargas e Palmério
_Mário Palmério fazia propaganda eleitoral pelo menos desde maio de 1950, antes mesmo da indicação oficial de sua candidatura. Aquela fotografia mágica de Palmério com Getúlio Vargas foi certamente a peça mais memorável da vitoriosa campanha do professor à Câmara Federal. 
Não é difícil imaginar a impressão que os contemporâneos tiveram ao se deparar com a imagem do jovem conterrâneo posando sorridente ao lado de Getúlio Vargas, de botas e bombachas, iluminado pelo sol no pátio da lendária estância Santos Reis. E é claro que essa foi uma das principais imagens empregadas nos panfletos e sobretudo no santinho político que passou a ser distribuído em toda região. 
Milhares de reproduções chegaram às mãos do eleitorado, trazendo no verso as indicações de voto a Antonio Próspero para a prefeitura de Uberaba, a Ovídio de Vito para Assembléia Estadual e a Mário Palmério para a Câmara Federal. Uma curiosa caricatura invocando a imagem do velho Getúlio, de perfil e mãos nos bolsos, completava o verso do santinho político. Mário Palmério costumava autografar as fotos com uma dedicatória do tipo: “Ao prezado companheiro, João Batista Camargo, oferece o Mário Palmério. Uberaba, 21-5-1950.”
*Texto e foto: “A Construção do Mito Mário Palmério”

A TESE
Título: A consagração do mito Mário Palmério no cenário político do Triângulo Mineiro (1940-1950)
Autor: André Azevedo da Fonseca
Institutição/programa: UNESP/FR/HISTÓRIA
Área de conhecimento: História
Nível: Doutorado
Ano da tese: 2010
Resumo da tese: Na década de 1950 o professor Mário Palmério (1916-1996), futuro autor de Vila dos Confins (1956), foi representado pela imprensa do Triângulo Mineiro como um verdadeiro mito da cultura política regional.
Neste período, como candidato a deputado federal, ele irrompeu como uma espécie de herói salvador nas lutas de representações que procuravam impor um conjunto de ideias para responder às crises sociais, políticas, econômicas e identitárias dessa região historicamente agitada por movimentos separatistas.
Para isso, tal como um personagem de si mesmo, o jovem professor atuou conscientemente durante mais de dez anos para teatralizar uma imagem pública, conquistar distinção social, acumular prestígio e consagrar o seu nome no cenário regional.
Novato na vida partidária, este ator social interpretou os anseios de seu tempo, mobilizou os circuitos de opinião das elites e promoveu uma autopropaganda intensiva para afirmar a vinculação de sua figura a uma série de valores profundamente enraizados na cultura local. Neste período, as crises que perturbavam aquela sociedade fermentavam um campo muito propício para a elaboração de mitologias.
Por tudo isso, em seu discurso, ao invocar o poder das forças históricas em nome da união de seu povo, ao apontar com firmeza o caminho "certo" e "seguro" para a superação das crises, e ao anunciar com entusiasmo a iminente conquista da civilização, da cultura e da prosperidade em sua região, o guerreiro messiânico encenado de modo espetacular pelo candidato Mário Palmério correspondeu à ansiedade dos eleitores por um signo de modernidade capaz de suplantar o monopólio da economia agrária que, naquele momento de instabilidade, parecia definitivamente condenada à bancarrota.
A presente pesquisa procura compreender a ascensão profissional, social e política de Mário Palmério, relacionando as aspirações da cultura regional com a simbologia que este personagem operou naquela sociedade para encenar uma representação sagrada e heróica de sua imagem e de sua trajetória.
------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário