15 de agosto de 2012

OLIMPÍADA ELEITORAL 
(Mountain Bike)
Vereador José Severino, do PT, é do tipo incansável: vende rapaduras na feira d`Abadia, todo domingo, e ainda se anima a pedalar na campanha pela reeleição, levando ele próprio, seu cartaz de propaganda. E 100% FICHA LIMPA – segundo ostenta no cartaz, todo orgulhoso. A foto de Enerson Cleiton é um brinde à campanha eleitoral de Uberaba.
 ---------------------------
CARDÁPIO SOLIDÁRIO --- E mudando de rapadura pra macarrão, eis uma ótima oportunidade pra quem gosta de uma boa massa, e, ao mesmo tempo, é chegado numa ação solidária. Dia 25 de agosto, às 20h, tem Noite de Massas na Escola para Surdos “Dulce de Oliveira” (rua Espir Nicolau Bichuetti, 230). Convite: só R$ 10. Cerveja gelada, refrigerante e sorvete serão cobrados à parte. No mais, bom proveito: trufas, quatro tipos de massa e quatro tipos de molho. Sem contar o pula-pula e a piscina de bolinhas para as mães de plantão aproveitarem bem a noite enquanto as crianças curtem pra danar. Mais informações: 3336-5319.

ENCRENQUEIROS – Mineirim político que se preza articula nos bastidores, mas também não leva desaforo pra casa: leva pra Justiça Eleitoral. Estatísticas doTribunal Superior Eleitoral – TSE, indicam que existem atualmente, em tramitação no Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais – TRE/MG, nada menos do que 1.463 processos. Os mineiros são líderes absolutos. O TRE/MG tem mais processos tramitando do que todos os demais TRE´s, inclusive os de São Paulo, Distrito Federal, e por aí afora.
SEMPRE MINAS – E ainda de acordo com o TSE, já estão tramitando por lá, 26 recursos contra decisões dos tribunais regionais eleitorais sobre pedidos de registros de candidaturas de 2012.  Minas Gerais também lidera a lista de recursos já encaminhados ao TSE.

PELA LÓGICA --- E antes que alguém pergunte: “E Uberaba?” – vale ressaltar que é uma das mais movimentadas de Minas Gerais. Segundo dados de quarta-feira, 15 de agosto, tramitam atualmente, nas quatro zonas eleitorais da cidade – que incluem ainda, outros quatro pequenos municípios da região, nada menos do que 595 processos.
QUE SUFOCO! --- Deste total, cerca de 72% estão na 276ª Zona, o Foro Eleitoral de Uberaba, presidido pelo juiz Fabiano Rubinger, e responsável ainda, pelos poucos casos de Delta. São 407 procedimentos que colocam a 276ª Zona Eleitoral de Uberaba na 17ª colocação no ranking de todo o Estado. Dos 407 procedimentos da 276ª Zona, a maioria – 355, referem-se a procedimentos relacionados a registros de candidatura
MAIS PROCESSOS ---- Ainda de acordo com as informações do Sistema de Acompanhamento de Documentos e Processos do Tribunal Superior Eleitoral, cujos dados são atualizados diariamente, outros 107 processos tramitam na 277ª Zona Eleitoral, que abrange Uberaba e Veríssimo. Na 326ª Zona Eleitoral (Uberaba e Campo Florido), tramitam 37 procedimentos, e na 347ª Zona (Uberaba e Água Comprida), estão registrados 44 procedimentos.
Ministros do Supremo ouviram advogados de 38 réus do mensalão: agora chegou a hora de julgar
(Foto: Carlos Humberto/STF)
E NO SUPREMO --- Prefeito Anderson Adauto acompanhou em Uberaba, pela TV Justiça, a performance do seu advogado Roberto Garcia Lopes Pagliuso em duas sessões do Supremo Tribunal Federal – STF. Na primeira delas, terça-feira, 14 de agosto, o advogado fez a sustentação oral em defesa do próprio Anderson, acusado de corrupção ativa e lavagem de dinheiro, na Ação Penal 470 – que todo mundo conhece como mensalão. No dia seguinte, o advogado voltou à tribuna da mais alta Corte do país para defender o presidente do PSL e do Centro Operacional de Desenvolvimento e Saneamento de Uberaba – Codau, José Luiz Alves, acusado de lavagem de dinheiro. Os dois integram uma lista de 38 réus denunciados pela Procuradoria-Geral da República, por participação num esquema de compra de parlamentares para votarem a favor de projetos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).  
AS ACUSAÇÕES ---- Ministro dos Transportes em 2003/2004, Anderson Adauto é acusado de ter intermediado o apoio do PTB, e ainda, de receber R$ 1 milhão do publicitário Marcos Valério – apontado como um dos operadores do suposto esquema. De acordo com a denúncia, ele teria utilizado seu então chefe de Gabinete, José Luiz Alves, como intermediário para receber os recursos.
O JULGAMENTO ---- Encerradas as sustentações orais de todos os réus, os ministros estão agora, na fase de voto.

Roberto Pagliuso: dose dupla no Supremo (Foto: Carlos Humberto/STF)
Roberto Pagliuso sobre 
Anderson Adauto

ELEIÇÕES 2008
No caso do meu cliente, ele foi duramente atacado pelos adversários políticos, mas, o povo de Uberaba não deu crédito às acusações. Anderson foi eleito prefeito no primeiro turno em 2008, quando o assunto ocupava as primeiras páginas da imprensa.
IMPACTO
Este processo é particularmente doloroso. Foram cunhadas expressão desairosas, como mensalão e mensaleiro. Nesta dimensão, inclusive, é utilizado o substantivo réu como se fosse sinônimo de culpado. 
CAIXA 2
O ex-ministro não teve a menor dúvida em usar o dinheiro do PT para pagar suas dívidas de campanha, uma vez que vinha do PT... E o PT gozava ainda de mais credibilidade antes da fumaça lançada pelo Ministério Público contra o partido. 
TESTEMUNHAS
"O decreto de falência dessa denúncia veio com as alegações finais da própria Procuradoria-Geral da República. É a melhor peça de defesa para Anderson Adauto, pois não houve uma mínima demonstração de que ele tivesse a mínima ideia dos delitos descritos na denúncia. Sem contar que os delitos nunca existiram. E mais: analisei, minuciosamente, cada um dos 41 depoimentos colhidos pelo Ministério Público, e em nenhum deles vi qualquer acusação contra o Anderson.

Roberto Pagliuso sobre 
José Luiz Alves

ANGÚSTIA
Hoje (15 de agosto) é aniversário do José Luiz, e, em vez de ele estar comemorando com a família, está lá, em Uberaba, na frente da televisão, angustiado, apreensivo, sem saber como será a receptividade do Supremo à sua defesa." 
EXPECTATIVA
Finalmente o José Luiz vai ser libertado da condição de réu, porque agora sim, ele terá um julgamento técnico.
 IGNORADO
O procurador-geral, em suas alegações finais, não destinou um minuto que fosse, para falar do José Luiz. Só posso imaginar que é porque a denúncia foi um equívoco.
 DÍVIDAS
Além de ser chefe de Gabinete, o José Luiz foi coordenador da campanha de Anderson Adauto, e portanto, sabia que existiam dívidas. Por isso, pegou o dinheiro oferecido pelo PT e foi logo pagar as dívidas com postos de combustíveis, com trio elétrico, material publicitário. As testemunhas confirmaram que receberam os pagamentos."
 IDENTIFICADO
Ele não sacou dinheiro seis vezes ou 16 vezes no Banco Rural. Foram quatro vezes, e somaram R$ 200 mil. Toda vez, ele apresentou o RG e assinou o recibo.

7 ANOS ATRÁS ---- Em depoimento à CPI do Mensalão, 
em 2005, Anderson Adauto admitiu ter pago dívidas de campanha 
sem oficializar o TSE. Admitiu, portanto, o crime eleitoral de Caixa 2. 
Que, diga-se de passagem, está prescrito.
 ----------------------------

RIR É TUDO DE BOM ---- Toda quinta-feira tem show no Casquerado Cupim Bar – na avenida Odilon Fernandes, 605, a partir das 21h. Por R$ 5 você curte mágicas, rodada de piadas sobre as notícias da semana e mais dois minutos de texto novo de cada comediante!
FALAR SÉRIO TAMBÉM ---- Noite de bingo em prol dos animais abandonados de Uberaba. Pra se divertir e concorrer a vários prêmios! O convite custa só R$10 e vale a cartela da rodada principal, que terá como prêmios um Tablet e um aparelho de DVD. Dia 18 de agosto, a partir das 19h30, na sede da UAI – na avenida Leopoldino de Oliveira, 1254. Promoção: Sociedade Uberabense de Proteção ao Animal - Supra.

 ---------------------------

RECURSOS EXTRAS
(Horário eleitoral)
Duas decisões recentes da diretora do Fórum Melo Viana e juíza eleitoral Régia Ferreira de Lima provocaram recursos ao Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais. As coligações “O Povo Quer O Povo Pode” – da candidatura de Fahim Sawan (PSDB) a prefeito, e “Uberaba Não Pode Parar” – de Adelmo Leão (PT), recorreram contra a inclusão do candidato Paulo Piau (PMDB) no horário eleitoral gratuito. Os adversários lembram que ele está com a candidatura indeferida pela própria Justiça Eleitoral.
(Debate na telinha)
E a TV Integração/Globo recorreu da determinação para dar tratamento igual a todos os candidatos a prefeito de Uberaba. Lembrando que a legislação eleitoral exige igualdade de tratamento, a juíza não aceitou o fato de a TV estar preparando debate só com os quatro melhores colocados em pesquisas. No recurso, a TV alega que a realização de um debate com grande quantidade de participantes revela-se absolutamente inviável do ponto de vista técnico e jornalístico.
-------------------------
Adelmo Leão, Luciene Fachinelli e Anderson Adauto: carreata após anúncio de desfiliação 
 (Foto: Enerson Cleiton)
LEITOR/LEITORA DE 
CONTA-GOTAS TEM PRIVILÉGIO
Enfim, está confirmado oficialmente o que antecipou Contas-Gotas, com exclusividade, na edição de 12 de junho. O prefeito Anderson Adauto anunciou que está de corpo e alma na campanha do deputado estadual Adelmo Leão. Uniu o útil ao agradável (não necessariamente nesta ordem): está se desfiliando do PMDB e ingressando na campanha do PT, por enquanto, permanecendo sem partido. O anúncio foi feito em entrevista coletiva à imprensa, em pleno feriado de quarta-feira, 15 de agosto – Dia de Nossa Senhora da Abadia.
--------------------
*Confira abaixo a íntegra do que foi publicado 
na edição de 12 de junho de Conta-Gotas

EXCLUSIVO
PT marca convenção para dia 22
e deve confirmar apoio do prefeito 
APOIO PESO-PESADO --- Pré-candidato a prefeito pelo PT/Uberaba, deputado estadual Adelmo Carneiro Leão, deve contar com um apoio peso-pesado na sua campanha. É praticamente certo que o prefeito Anderson Adauto vai assumir sua candidatura de corpo e alma – segundo fonte do governo municipal, lembrando que, junto com Anderson estará toda a estrutura de confiança na administração.
NOVES FORA --- Derrotado pela intervenção no PMDB - o que lhe tirou a chance de aprovar um candidato de sua preferência, o prefeito já havia antecipado que não apoiaria uma candidatura definida nesse contexto. Assim, já estava descartado o apoio ao pré-candidato que será homologado pelo PMDB dia 17 de junho: do deputado federal Paulo Piau.
TÔ QUASE DENTRO ---- A fonte de Conta-Gotas garante que antes de viajar no feriado de Corpus Christi, Anderson Adauto conversou com lideranças do PT, adiantando a possibilidade da adesão, mas pedindo que os petistas se empenhassem na conquista do apoio do seu secretariado. Pedido foi cumprido à risca, e o que não falou nos últimos dias foi reunião de petista com ocupantes de cargo de primeiro escalão no governo municipal.
TÔ DENTRO --- Ainda segundo a fonte, nesta quarta-feira, 13 de junho, o prefeito começou a fazer a mesma trajetória dos petistas para saber, de seu secretariado, qual a impressão sobre o apoio ao PT. “Consta que as reações têm sido positivas” – avalia a fonte.
EXPECTATIVA --- O PT/Uberaba está agora, na expectativa de o prefeito anunciar a desfiliação do PMDB para se tornar um petista de carteirinha.
--------------------------
ANTES, PORÉM ---  Na edição de 9 de maio Conta-Gotas revelava uma conversa entre o jornalista Orlei Moreira – âncora do programa Entrevista Coletiva da BandTriângulo, com Adelmo Leão. Na oportunidade, questionado sobre um possível apoio do prefeito, Adelmo manifestou surpresa com o vazamento da informação, e confirmou o acordo, ressaltando apenas que o fechamento de questão dependia da decisão do PMDB sobre o pedido de intervenção. Na época, a informação foi negada por pessoas ligadas a Anderson Adauto.
DETALHE --- A intervenção do PMDB de Minas no PMDB de Uberaba aconteceu poucos dias depois.
-----------------------
O SUBSTITUTO ---- E nesta história de apoio ao PT, o vice-prefeito Paulo Mesquita (PR) pode assumir o comando do governo municipal antes do final do mandato. É que o prefeito Anderson Adauto admite se afastar do cargo para fazer campanha. Diz que tudo vai depender da conversa que pretende ter, nas próximas horas, com sua equipe de trabalho. (Foto: Divulgação)
-------------------------
DESFECHO COERENTE  ---- Através da assessoria do deputado Paulo Piau, o presidente do diretório do PMDB/Uberaba, Eduardo Palmério, afirmou que não recebeu formalmente a comunicação de desfiliação do prefeito, lamentou a saída, mas avaliou que se trata de um  desfecho  natural, “diante da franca hostilidade que ele adotou nos últimos meses, contra o candidato a prefeito do PMDB.” O presidente do diretório considerou a atitude “coerente com seus atos, em face do anúncio de apoio ao candidato do PT.”
------------------------
Fonte: Tribunal Superior Eleitoral

OS SOLTEIROS... Estatísticas do TSE indicam que, dos 213.388 eleitores de Uberaba, 4.928 são viúvos, enquanto 4.660 são divorciados e outros 3.776 são separados judicialmente. Mas, os solteiros lideram, com 130.732 pessoas, contra 69.028 casados. Segundo o TSE, 264 não informaram o estado civil.
AS VIÚVAS ---- As mulheres lideram entre os que ocultaram o estado civil. Elas são 123 contra 97 homens. Apesar de o eleitorado feminino ser maior, chama a atenção a grande diferença na viuvez. São 4.151 viúvas contra apenas 764 viúvos.
AS SEPARADAS ---- Do total de solteiros, 66.517 eleitores de Uberaba são do sexo masculino, e 64.160 são mulheres. A situação inverte entre os casados: 38.841 são do sexo feminino, enquanto 30.084 são homens. As mulheres lideram também, entre os divorciados (3.315 contra 1.341 homens) e entre os separados judicialmente (2.576 contra 1.194 do sexo masculino). Do total de eleitores da cidade, 113.166 são mulheres e 99.997 são homens.
--------------------------
DEVOÇÃO --- Prefeitável Paulo Piau expôs, sem qualquer constrangimento, suas
manifestações de fé em Nossa Senhora da Abadia. Além de subir de joelhos as
escadarias da Igreja de Romaria, ele participou - literalmente falando, da
cavalgada em homenagem à padroeira de Uberaba
---------------------------

ESTREIA NA REDE ---- Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais adere ao Facebook para divulgar o projeto “Sujeira Não é Legal” (www.facebook.com/sujeiranaoelegal). Com esse novo canal de comunicação, o TRE/MG diz que pretende estimular uma campanha eleitoral mais limpa, segura e transparente.
ORIENTAÇÕES ---- De acordo com o assessor de comunicação do TRE, Rogério Tavares, “na maior rede social do mundo, a campanha `Sujeira Não é Legal´ vai fornecer informações sobre o que pode e o que não pode na propaganda eleitoral, publicar orientações para que haja uma maior transparência nas contas de campanha e, principalmente, divulgar aos eleitores a importância de se votar em candidatos que respeitam os cidadãos e não sujam as cidades.
------------------------
A foto de Enerson Cleiton mostra a avenida Leopoldino de Oliveira com trecho ainda aberto,
mas a previsão de entrega é 10 de setembro. A data até provocou um pequeno embate de
comunicação. O candidato a prefeito Fahim Sawan, do PSDB, esteve por lá, ficou sabendo da
data e divulgou pra imprensa. Pouco depois, o prefeito Anderson Adauto tratou de chamar uma
entrevista coletiva para fazer o anúncio.  Pois é...candidato também dá furo de reportagem
--------------------
NOVO CONTROLLER ---- Prefeito de Uberaba não perdeu tempo e foi logo nomeando o novo controller do município, em substituição ao advogado Otoniel Sobrinho, membro do diretório municipal do PMDB, que largou de mão do cargo de primeiro escalão pra assessorar a candidatura do prefeitável Paulo Piau – o mais novo inimigo público número 1 de Anderson Adauto. Assumiu o cargo de Controlador-Geral, o advogado Paulo Emílio Derenusson, que era o subprocurador-geral.
---------------------
Antônio Lerin ri de orelha a orelha: governo do Estado marca presença na sua campanha
(Foto: Enerson Cleiton)
APOIOS PESOS-PESADOS ---- Vice-governador Alberto Pinto Coelho (PP) fez voo rasante em Uberaba para o lançamento oficial da candidatura do deputado estadual Antônio Lerin, do PSB, a prefeito. Presenças do governador Antonio Anastasia e do senador Aécio Neves, ambos do PSDB, fica pra uma data estratégica, segundo o coordenador político da campanha, deputado federal Marcos Montes, do PSD.
--------------------

CURIOSIDADE HISTÓRICA
Rua Tristão de Castro
Localizada do lado direito da praça Rui Barbosa/Igreja Matriz, a rua Tristão de Castro
foi motivo de uma ação judicial sem precedentes para o período em que aconteceu
(Foto: Marcellino Guimarães/Ano: 1908/Acervo: Arquivo Público de Uberaba)
Conta o historiador Hildebrando Pontes (1879/1940) – em sua História de Uberaba e o Brasil Central, que a rua localizada na colina da Matriz, formou-se antes de 1880, e era conhecida pelo nome de rua do “Azagaia”, ou simplesmente, do “Zagaia”, nome este, derivado da semelhança do terreno em que essa via se desenvolveu, com os campos do conhecido “Chapadão do Zagaia”, ao sul do arraial do Desemboque.
Ainda segundo Pontes, a comissão recenseadora de 1880 deu-lhe o nome de rua de “São Miguel”, que o tenente- coronel Borges Sampaio depois mudou para “Tristão de Castro”, em homenagem a Tristão de Castro Guimarães, doador do patrimônio do “Arraial da Capelinha”, nas cabeceiras do Lajeado dos Ribeiros.
Tristão de Castro provocou, com esta doação, “a maior ação civil ajuizada no Brasil Central” – segundo José Mendonça, em sua História de Uberaba

AÇÃO JUDICIAL - Igreja e Câmara disputam a
“rua Tristão de Castro”; Câmara sai vitoriosa
Tristão de Castro Guimarães nasceu em Vila Rica, hoje Ouro Preto (MG), por volta de 1745 e faleceu em 1825. Casado com Ana Gomes da Silva em primeiras núpcias, e Frutuosa Rodrigues Pires, em segundas núpcias, ele chegou à região antes de 1806, estabelecendo-se com propriedade rural às margens do Lajeado dos Ribeiros, a cerca de dez quilômetros a nordeste da Uberaba atual, onde dedicou-se ao cultivo da terra e à criação de gado.
Até aí, sua importância para Uberaba é a mesma de todos que, como ele, pioneiramente aqui se estabeleceram, desenvolvendo a cidade e a região.
Contudo, o papel de Tristão de Castro na história de Uberaba ultrapassa de muito essa circunstância, mesmo que à sua revelia.
É que nos meados da década de 1830, o fundador do primeiro núcleo populacional nas terras do município, às margens do Lajeado dos Ribeiros, o sertanista e rábula (advogado prático) José Francisco de Azevedo apresentou documento supostamente de autoria de Tristão de Castro e de sua segunda esposa doando a Santo Antônio e São Sebastião, “para patrimônio de sua igreja”, “uma légua de terras em quadra”, que atingiria a área da cidade.
Daí, originou-se a maior polêmica histórica de Uberaba, que desaguou em ações judiciais, uma delas no início do século XX, que, como afirma José Mendonça, constituiu a maior ação civel já ajuizada no Brasil Central, tendo como partes demandantes a Fábrica da Matriz e a Câmara Municipal e, como objeto, a propriedade da zona urbana da cidade, ação esta vencida pela Câmara.
Além de ter agitado importantes questões históricas, dessa ação resultaram livros de autoria de Antônio Garcia Adjuto, José Felício Buarque de Macedo, Alexandre de Sousa Barbosa e Silvério José Bernardes, cujas reedições tornam-se necessárias.
*Texto: Guido Bilharinho, no extinto jornal Lavoura e Comércio
*Fonte: José Mendonça, na obra História de Uberaba
--------------------------


Nenhum comentário:

Postar um comentário