9 de setembro de 2012

CONTA-GOTAS...Notícias

Disco anexo ao registro do instituto MDA
inclui o nome de Rodrigo Mateus
OUTRO INSTITUTO DE PESQUISA...
E O MESMO ERRO
------------------
REPETECO ---- Ainda sob o impacto da suspensão de recente pesquisa feita em Uberaba pelo instituto Veritá, de Uberlândia, eis que novo levantamento é registrado na Justiça Eleitoral – mantendo o mesmo erro que gerou a suspensão da pesquisa anterior. Desta vez, quem assina é o instituto MDA/Pesquisa de Opinião Pública e Consultoria Estatística, que, segundo consta, tem base em Lavras/MG.
O EX-CANDIDATO ---- O juiz diretor do Foro Eleitoral/276ª Zona de Uberaba, Fabiano Rubinger, suspendeu a divulgação da pesquisa do instituto Veritá, porque foi incluído o nome do ex-candidato a prefeito Rodrigo Mateus, do PMDB. Além de ter anunciado o afastamento através de entrevistas à imprensa, o indeferimento do registro transitou em julgado na Justiça Eleitoral, não cabendo mais recursos.
A DISPUTA ----- A suspensão da pesquisa anterior foi solicitada pela coligação “Uberaba Merece Mais”, alegando que a inclusão do nome de Rodrigo Mateus visou a confundir o eleitorado, uma vez que ele e o candidato da coligação, deputado federal Paulo Piau, passaram meses disputando, na Justiça, o direito de ser o prefeitável do PMDB.

O NOVO REGISTRO ---- O instituto MDA registrou a nova pesquisa dia 7 de setembro – dois dias depois da suspensão da pesquisa do Veritá. O registro, MG-00407/2012, informa que a divulgação será feita dia 12 de setembro; custou R$ 3,5 mil; seria realizada nos dias 7 e 8; ouviria 500 eleitores de Uberaba (com margem de erro de 4,4 pontos).
 ------------------------
Paulo Piau atrai grande público aos seus comícios, e para dar dinâmica ao evento
político - que agora não pode apresentar shows, está abrindo o microfone para o povo manifestar.
Outros candidatos também estão investindo em comícios   (Foto: Divulgação)
ÀS ANTIGAS ----- Sumiram os shows grandiosos – que passaram a ser proibidos, e, junto com eles, sumiram os eleitores dos comícios. Isso, até as eleições municipais de 2012. Apesar de as pesquisas indicarem um certo desânimo com a campanha, os eleitores de Uberaba estão voltando aos comícios. Enfim, estão voltando aos comícios à moda antiga, quando partidos e candidatos não gastavam fortunas em showmícios.
 ---------------------
José Carlos disputa o bronze com o paratleta da Noruega
(Foto: Divulgação/Comitê Paralímpico Brasileiro)
UBERABA FAZ HISTÓRIA ---- O atleta da Associação dos Deficientes Físicos de Uberaba – Adefu, José Carlos Chagas de Oliveira, não subiu no pódio das Paralimpíadas de Londres, mas fez bonito. Participando pela primeira vez de uma paralimpíada, ele ficou em quarto lugar na disputa individual de bocha, na classe BC1, modalidade para atletas com paralisia cerebral e que podem receber auxílio de ajudantes.
LINHA DO TEMPO --- Ele perdeu o bronze para o norueguês Roger Aandalen, por 6 a 4, depois de vencer por 4 a 2 o eslovênio Najub Nagy; empatar nas oitavas de final com o sul-coreano Kwang-Min Ji, em 3 a 3; vencer o sul-coreano Myeong-Su Kim por 7 a 1, e perder na semifinal, por 5 a 2, para o tailandês Pattaya Tadtong - um dos melhores jogadores de bocha do mundo.
 ----------------------
SEM MEIOS TERMOS
Quero fazer um agradecimento especial a todos que compareceram hoje 
ao Grande Encontro 13, no Sírio Libanês, para demonstrar seu apoio à 
campanha de Adelmo e Luciene Fachinelli  para a Prefeitura de Uberaba. 
Foi uma demonstração de que a nossa população quer que a cidade continue avançando, 
continue recebendo os importantes investimentos do governo federal e continue 
vivendo este bom momento econômico. 
O evento contou com a participação do coordenador do PAC, Maurício Muniz, 
que fez questão de manifestar o seu apoio ao nosso candidato. Vote Adelmo PT.
_ Anderson Adauto, em seu mural no Facebook, se referindo ao evento com a presença do coordenador do 
Programa de Aceleração do Crescimento
 ----------------------
COLHEITA ---- Câmara de Uberaba  passa ilesa pelas críticas dos sindicatos que representam os servidores públicos municipais, no que se refere ao reajuste de 16% aprovado para os salários dos próximos vereadores (legislatura 2013/2016). Explicação é simples: a mesa diretora, presidida por Luiz Dutra (PDT), concedeu todas as reivindicações dos sindicalistas, incluindo reajuste salarial digno, aumento real no tíquete-alimentação e abono de Natal. E já garantiu o abono dos servidores da Câmara para 2012, além de ter dado apoio amplo e irrestrito às reivindicações feitas ao prefeito, para os servidores da prefeitura.
MORAL DE HISTÓRIA --- Inconformados e indignados com o que tacham de “fracasso nas negociações”, os sindicalistas se movimentaram para impedir o reajuste no salário do sucessor de Anderson Adauto. Conseguiram barrar o aumento na votação da Câmara e ainda estão falando mal do salário do atual prefeito.
--------------------------
O comunista Lourival dos Santos é o
único que ainda não pôs a mão
no bolso  (Foto: Divulgação)
MÃO NO BOLSO ---- E por falar em vereadores, sem a contribuição de empresários  para suas campanhas – com raras exceções, o jeito é enfiar a mão no bolso. Até 2 de setembro – prazo final para a segunda prestação de contas das eleições 2012, os 13 vereadores que disputam reeleição em Uberaba colocaram em suas campanhas R$ 181 mil 581.
A grande maioria deste volume de recursos saiu do próprio bolso, a segunda maior participação veio de parentes e amigos, e portanto, de pessoas físicas, e um pequeno valor foi destinado pela respectiva campanha majoritária (de prefeito/vice).
CANDIDATO A VICE ---- Único vereador que não busca vaga na legislatura 2013/2016 é Almir Silva, do PR, candidato a vice-prefeito na chapa liderada pelo candidato do PMDB, Paulo Piau.
MAIORES ARRECADAÇÕES --- Maior arrecadação até agora, é do vereador Samuel Pereira (PR), que, entre dinheiro do bolso, de pessoas físicas e colaboração da campanha majoritária, somou R$ 33 mil 913. Marcelo Borges (DEM) aparece logo atrás, com R$ 31 mil 702, seguido por Afrânio Lara Resende (PP) com R$ 29 mil. O atual presidente da Câmara, Luiz Dutra, arrecadou R$ 28 mil 250 mil.
COLUNA DO MEIO ---- Em seguida aparece Tony Carlos (PMDB), com R$ 20 mil 750. O vereador João Gilberto Ripposati (PSDB) arrecadou R$ 8 mil 015, e  Itamar Ribeiro (DEM) arrecadou R$ 7 mil 177. Em seguida está Carlos Alberto Godoy (PTB), que arrecadou R$ 5 mil 790. O vereador Cléber Humberto Ramos (PMDB) arrecadou R$ 5 mil 706.
OS LANTERNINHAS ---- Em 10º lugar aparece Jorge Ferreira (PMN) com R$ 4 mil 189. Vereador Francisco de Assis (PR) arrecadou R$ 3 mil 447 até dia 2 de setembro. E José Severino (PT) arrecadou R$ 3 mil 062, seguido pelo lanterninha Lourival dos Santos (PCdoB), que juntou R$ 577,17 – dinheiro 100% vindo da campanha majoritária.

OS SALÁRIOS ---- Os 14 vereadores da legislatura 2013/2016 vão receber salário mensal, cada um, de R$ R$ 9 mil 818,16, representando 16% do valor atual, que é de R$ R$ 8 mil 463,93. O reajuste foi fixado em sessão plenária da Câmara Municipal, a quem cabe definir os subsídios para a legislatura seguinte. O primeiro presidente, a ser empossado logo no início da legislatura, vai receber um salário de R$ 16 mil 363,59. Hoje, o presidente recebe R$ 14 mil 106,54  – um terço a mais do salário de vereador.
 -----------------------
CONTAS MAJORITÁRIAS ---- Os seis candidatos a prefeito de Uberaba arrecadaram juntos, até dia 2 de setembro, R$ 1 milhão 203 mil 097,96. As informações sobre a segunda prestação de contas parciais estão disponibilizadas no site do Tribunal Superior Eleitoral – TSE, para consulta pública.
GASTOS EXTRAS ---- Os relatórios enviados pelos candidatos de Uberaba à Justiça Eleitoral apresentam uma diferença, para mais, nas despesas. Juntos, os seis homens que disputam o cargo de prefeito investiram R$ 1 milhão 355 mil 751,44 em suas campanhas – representando R$ 152 mil 653,48 a mais do que arrecadaram. Um deles não apresentou o relatório de despesas.
PRAZO PARA ACERTOS ---- Estes detalhes ainda têm prazo para serem acertados. Os candidatos têm até dia 6 de setembro para apresentar as contas finais na Justiça Eleitoral.
 ----------------------
Entre as funções do cabo eleitoral está a de acompanhar o candidato - como neste caso, em que
o prefeitável Antônio Lerin, do PSB, foi ao camelódromo  (Foto: Divulgação)
MERCADO ELEITORAL ---- A menos de um mês das eleições do primeiro turno – que acontecem dia 7 de outubro, cerca de 1.500 uberabenses estão comemorando a conquista de um rendimento extra. O número é baseado em levantamentos extraoficiais, se refere apenas às candidaturas de prefeito, e ainda deve crescer na medida em que as campanhas se intensificarem.
RENDA EXTRA ---- O certo é que, em época de eleições – principalmente municipais, em que são eleitos, prefeito, vice-prefeito e vereadores, abre-se um importante mercado de trabalho temporário. Uma renda extra para quem ganha pouco, e, em muitos casos, única renda para quem está sem emprego.
MÃO DE OBRA ----- Os candidatos precisam de mão de obra para uma série de funções na campanha eleitoral, desde a manutenção do comitê, passando pela coordenação da campanha, até os imprescindíveis distribuidores de santinhos nas ruas. Destacam-se: cabos eleitorais; atendente de comitê; motorista; assessor de imprensa; assessor jurídico; porteiro; responsável pelo agendamento de atividades; responsável pelos murais nas redes sociais, entre vários outros.
RESPEITO É BOM ---- Sem vínculo empregatício e sem uma fiscalização oficial, o trabalho temporário dos assessores e cabos eleitorais fica à mercê da sensibilidade, ou não, do candidato contratante dos serviços. Não é raro que, passadas as eleições, sobram queixas de trabalhadores que não receberam o combinado.
....E TODO MUNDO GOSTA ---- Também é importante lembrar, no caso dos cabos eleitorais, que eles geralmente trabalham nas ruas, distribuindo santinhos e folhetos, tremulando bandeiras, sob sol e sob chuva, e merecem ser tratados com respeito. Precisam de água e alimentação adequadas, além de tempo para descanso.

A PAGA ELEITORAL --- Os quatro primeiros colocados nas pesquisas eleitorais divulgadas até agora, sobre os candidatos a prefeito de Uberaba, investem uma boa parte de suas respectivas arrecadações na contratação de pessoal temporário.  Até dia 2 de setembro, último prazo para a segunda prestação de contas parciais à Justiça Eleitoral, estes quatro candidatos investiram, juntos, R$ 165 mil em pessoal.
INVESTIMENTOS ---- O maior volume destes recursos sai da campanha do deputado federal Paulo Piau (PMDB). Em seus relatórios, disponibilizados para consulta pública no site do Tribunal Superior Eleitoral – TSE, ele informa que investiu cerca de R$ 130 mil na contratação de pessoal.
INVESTIMENTOS 2 ----- O deputado estadual Antônio Lerin (PSB) diz que já aplicou cerca de R$ 20,5 mil com pessoal, enquanto o também deputado estadual Adelmo Leão (PT) gastou algo em torno de R$ 10,5 mil. O candidato do PSDB, médico, empresário ex-deputado estadual Fahim Sawan, informou investimentos na ordem de R$ 2,5 mil com pessoal.

MAIS VAGAS ---- Se cada um dos 241 candidatos a vereador considerados aptos pela Justiça Eleitoral contratasse três cabos eleitorais, seriam 723 trabalhadores temporários extras na campanha 2012 de Uberaba. Somados aos 1.500 que já estão distribuídos entre os candidatos a prefeito, o número subiria, portanto, para 2.223. Um número expressivo de uberabenses sendo beneficiados com uma renda extra nas eleições municipais.
 ------------------------
José Luiz contrata auditoria no Codau
(Foto: Divulgação)
AUDITORIA ----- Às voltas com investimento de recursos internacionais no projeto Água Viva, e aguardando o resultado de seu julgamento no mensalão, o presidente do Centro Operacional de Desenvolvimento e Saneamento de Uberaba – Codau, José Luiz Alves, se movimenta para colocar a casa em dia. Abriu licitação para contratar auditoria na autarquia, que é responsável pelos serviços de captação, tratamento, reservação, distribuição de água potável, coleta, tratamento e neutralização de esgotos sanitários.
PREGÃO ----- Na modalidade pregão presencial, a licitação prevê contratação de uma empresa especializada para prestação de serviço de auditoria externa independente contábil, financeira, patrimonial e de processos licitatórios, referentes aos exercícios de 2009 a 2012. A disputa será dia 20 de setembro, às 9h, e o valor de referência é R$ 137,8 mil.
*Local para aquisição do edital, entrega da documentação e proposta de preços, bem como abertura dos respectivos envelopes e julgamento da referida licitação: Avenida da Saudade, 755-A – Bairro Santa Marta.

Roberto Pagliuso no plenário do Supremo,
dia 15 de agosto   (Foto: Divulgação/STF)
A DEFESA ---- Sob o argumento de que “não há elementos que possam amparar a acusação do crime de lavagem de dinheiro” contra José Luiz Alves, então chefe de gabinete do ex-ministro dos Transportes, Anderson Adauto (ex-PL), e um dos 38 réus da Ação Penal 470, o advogado Roberto Pagliuso pediu, dia 15 de agosto, no plenário do Supremo Tribunal Federal - STF, a absolvição do seu cliente.
A ACUSAÇÃO --- De acordo com a denúncia da Procuradoria-Geral da República, teria cabido a José Luiz Alves a missão de arrecadar valores junto ao Banco Rural, nos dias que antecederam à votação da Reforma Tributária. Segundo Gurgel, estaria provado que o então ministro dos Transportes ,Anderson Adauto recebeu, entre 2003 e 2004, a quantia total de R$ 950 mil do empresário Marcos Valério Fernandes de Souza, e que tais recursos teriam chegado a Adauto por intermédio de José Luiz Alves.
OS DETALHES ---- O advogado confirmou que, a mando de Anderson Adauto, José Luiz Alves efetuou saques de dinheiro na agência do Banco Rural em Brasília. Mas, segundo ele, foram apenas quatro saques, no valor total de R$ 200 mil, com recibos e apresentação de RG na hora do recebimento. Segundo o dvogado, não há como supor que José Luiz Alves soubesse de uma suposta origem ilícita do dinheiro, até porque ele não tinha nem condição para isso.
CUMPRINDO ORDENS ---- De acordo com Pagliuso, apenas lhe foi pedido por Anderson Adauto que efetuasse os saques, ele os fez e repassou os recursos para pagamento de dívidas de campanha. E essa tarefa lhe foi atribuída, segundo a defesa, porque ele conhecia tais débitos, pois fora o coordenador da campanha em que Anderson Adauto se elegeu deputado federal pelo PL (hoje PR) de Minas Gerais.

RESPIRA FUNDO ----- Assim como José Luiz, o prefeito Anderson Adauto (agora sem partido) será julgado nas próximas semanas. Sempre que questionado sobre o assunto, não se furta a responder, e sempre assegurando que está tranquilo quanto ao resultado. Também defendido por Pagliuso – que fez a sustentação oral no STF dia 14 de agosto, o prefeito admite ter recebido dinheiro do PT para pagar dívidas de campanha.
---------------------------

VIRADA CULTURAL ---- Estão abertas – até 5 de outubro, as inscrições para a 3ª edição da Virada Cultural do Triângulo, que em 2012 vai acontecer dias 10 e 11 de novembro. Serão 24 horas de eventos ininterruptos, com diversas manifestações artísticas e culturais. Vale lembrar que na edição de 2011 nada menos do que 700 artistas de Uberaba e de outras cidades se apresentaram. Em 2012 haverá premiação para as obras, apresentações e performances que se destacarem. Escolha será feita através de votação online. A Virada Cultural do Triângulo é realizada pela União dos Artistas Uberabenses e União dos Jovens Estudantes do Brasil.
Clique e veja edital e ficha de inscrição: (http://www.uniaodosartistas.com.br/viradatriangulo/inscricao.htm).
  ---------------------
DESAFIANDO SÃO PEDRO E A SORTE
“ ...Como disse hoje no programa eleitoral do candidato Adelmo eu torço para que 
Uberaba tenha logo uma chuva forte para testar a qualidade do trabalho executado 
pela equipe do projeto Água Viva. E claro, uma boa chuva também vai ajudar a melhorar este calor!”
_ Prefeito Anderson Adauto, reforçando no seu mural 
do Facebook, o que foi divulgado na 
edição anterior de Conta-Gotas
 -------------------------
Vânia Célia (Foto: Divulgação)
NOVELA ---- Dizem as más línguas – e as boas também, que lá pelos lados do PSDB/Uberaba andam defendendo que se recorra o máximo possível do indeferimento do registro da candidata a vice-prefeita, sob a alegação de que, enquanto isso, a campanha fica em evidência nos veículos de comunicação.
NÃO CONVENCE ---- O certo é que até agora, o registro da professora Vânia Célia levou bomba em Uberaba, e duas vezes no Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais – TRE/MG, fazendo com que a chapa liderada pelo prefeitável Fahim Sawan (PSDB) permaneça barrada. Entendimento é de que ela não se desincompatibilizou em tempo hábil do cargo de superintendente de Ensino de Uberaba.
A ÚLTIMA QUE MORRE ----- Entretanto, novo recurso especial já está tramitando na Justiça Eleitoral. Desta vez, o Ministério Público Eleitoral de Minas Gerais/Procuradoria Regional Eleitoral se absteve de apresentar contestação ao recurso. Clima de suspense.
-----------------------

GLOSSÁRIO ELEITORAL --- Ao longo da campanha eleitoral nos acostumamos a ler e ouvir algumas palavras e ou expressões, geralmente termos técnicos usados pela Justiça Eleitoral que acabam se popularizando. Nem sempre, entretanto, sabemos o que estamos ouvindo, lendo ou falando. Confira alguns destes termos e seus significados – segundo o Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais.
ACÓRDÃO ---- Recebe a denominação de acórdão o resultado de um julgamento proferido por Tribunais. Decisão proferida em colegiado, por mais de um juiz. Assunto que tomou conta de grande parte da campanha eleitoral de Uberaba.
CORRUPÇÃO ELEITORAL --- Utilização ilegal do poder político e financeiro. Constitui crime de corrupção Eleitoral: dar, oferecer, prometer, solicitar ou receber, para si ou para outrem, dinheiro, dádiva, ou qualquer outra vantagem, para obter ou dar voto e para conseguir ou prometer abstenção, ainda que a oferta não seja aceita.
CRIMES ELEITORAIS/DIA DAS ELEIÇÕES ---- Constituem crimes, no dia da eleição, puníveis com detenção de seis meses a um ano e pena de multa no valor de cinco mil a quinze mil UFIRs: o uso de alto-falantes e amplificadores de som; comício; carreata; propaganda de boca-de-urna; distribuição de material de propaganda política tendente a influir na vontade do eleitor.
ELEIÇÃO MAJORITÁRIA ---- É eleição majoritária aquela em que são escolhidos o presidente e o vice-presidente da República; governador e vice-governador; senador e seus dois suplentes; prefeito e vice-prefeito. A chapa é única e indivisível.
ELEIÇÃO PROPORCIONAL ---- Por meio da eleição proporcional, são escolhidos os deputados federais, estaduais e distritais, e os vereadores.
Diferentemente do sistema majoritário, na representação proporcional nem sempre o candidato mais votado será eleito. É necessário que seu partido (ou coligação) receba da população um mínimo de apoio manifestado pelo voto.
Esse mínimo de apoio popular é verificado por meio do quociente eleitoral, que é a divisão de todos os votos válidos (votos nominais + votos de legenda) pelo número de vagas a serem preenchidas.
Só poderão concorrer à distribuição dos lugares os partidos e coligações cuja soma dos votos válidos tiver alcançado o quociente eleitoral.
IDADE MÍNIMA ---- A idade mínima para elegibilidade é de:
- 35 anos para presidente e vice-presidente da República e senador;
- 30 anos para governador e vice-governador de Estado e do Distrito
Federal;
- 21 anos para deputado federal, deputado estadual ou deputado distrital,
prefeito e vice-prefeito;
- 18 anos para vereador.
* A idade mínima é verificada tendo por referência a data da posse

SEGUNDO TURNO ---- Acontece em cidades com mais de 200 mil eleitores, quando, entre os dois candidatos mais votados, nenhum deles tenha alcança a maioria absoluta dos votos válidos no primeiro turno.
MAIORIA ABSOLUTA ---- É a quantidade formada por 50% mais um dos votos.
----------------------------
LOGO ALI ---- E vem aí, nova chiadeira de motoristas e comerciantes. Em consequência das obras do projeto Água Viva, será fechada nos próximos dias, a confluência entre as  avenidas Leopoldino de Oliveira e Guilherme Ferreira. É a etapa da duplicação dos canais.
No local será construída uma caixa de interligação, nos moldes da executada no cruzamento entre as avenidas Leopoldino de Oliveira e Santos Dumont.
-----------------------------

DEBATE SSPMU ---- E está tudo pronto para o debate que o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Uberaba – SSPMU, promove entre os candidatos a prefeito, dia 13 de setembro, quinta-feira, em parceria com a Rádio Sete Colinas e a TV Câmara/Canal 5. “É com grande alegria que participamos de eventos que visam a contribuir com o processo democrático”, afirma o diretor-presidente da rádio, Fuad Hueb.
PRESENÇAS ---- Evento, que já tem a confirmação da presença dos seis candidatos a prefeito, vai acontecer no plenário da Câmara Municipal, e será veiculado, ao vivo, pela TV Câmara, pelo site da Câmara na Internet, e pela Rádio Sete Colinas – das 15h30 às 17h30.
VIVA VOZ ---- Queremos saber o que os homens que disputam o cargo de prefeito para o mandato 2013/2016 pretendem fazer em benefício dos servidores, que são aqueles que, verdadeiramente fazem a administração pública funcionar” – acrescenta o presidente do SSPMU, Luís Carlos dos Santos.
ISENÇÃO ---- Luís Carlos faz questão de ressaltar que o debate será totalmente isento, baseado em regras aprovadas pelos assessores dos candidatos, com o objetivo de oferecer, aos servidores e ao público em geral, um evento realmente compromissado com a ética.
Por sinal, de acordo com ele, enquanto entidade, o SSPMU não assumiu nenhuma candidatura. “Cada diretor tem sua preferência, e age de acordo com sua consciência” – afirma Luís Carlos.

DEBATE BAND ---- Já no dia 15 de setembro, sábado, os seis candidatos a prefeito de Uberaba voltam a ficar frente a frente em debate promovido pela TV BandTriângulo.
--------------------------

TEMPO DE POESIA ----- Praça Rui Barbosa vai sediar em 21 de setembro – Dia da Árvore, o  projeto ‘Um poema em cada árvore’, idealizado por Marcelo Rocha, de Governador Valadares/MG, que tem o objetivo de incentivar a leitura de maneira prática e eficiente. O projeto consiste em pendurar poemas de autores desconhecidos em árvores de praças públicas para apreciação e acesso gratuito à leitura e arte.
--------------------
LUTO ---- Universidade de Uberaba – Uniube, chora a morte de uma de suas mais antigas colaboradoras - Marilda do Rosário Dias. Gerente do Departamento Financeiro havia 30 anos, ela morreu e foi sepultada dia 8, sábado. A foto – enviada por amigos em comum a Conta-Gotas, registra o cumprimento no aniversário do reitor Marcelo Palmério.
---------------------------

-----------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário