18 de novembro de 2012

CONTA-GOTAS...Notícias


Exclusivo
PERDAS --- Uberaba perdeu 584 eleitores após a campanha municipal (prefeito, vice e vereadores) de 2012. Números quentíssimos, divulgados domingo, 18 de novembro, às 11h32, pelo Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais – TRE/MG, indicam que a cidade tem agora, 212.804 eleitores. Quando foi às urnas dia 7 de outubro (1º turno) e 28 de outubro (2º turno), Uberaba tinha 213.388 eleitores aptos ao voto.

---------------------
1ª MÃO
PREFEITO ELEITO INICIA PELO PMDB E PELO PR AS 
CONVERSAS SOBRE SUA FUTURA EQUIPE DE GOVERNO
Ao mesmo tempo em que atendia às solicitações do neto Tiago – que queria um pedaço de papel, o prefeito eleito conversava, com exclusividade, com a colunista de Conta-Gotas


PMDB – seu partido, e PR – partido do vice-prefeito eleito, vereador Almir Silva, encabeçam a lista das legendas aliadas com as quais o prefeito eleito de Uberaba, Paulo Piau, pretende conversar para formatar sua equipe de trabalho.
Foi o que ele próprio disse na noite de sábado, 17 de novembro, pelo telefone, à colunista de Conta-Gotas, revelando que, inclusive, já teve uma rodada de conversas com o PMDB.
SINAL VERDE ---Dei o sinal verde para que o presidente Eduardo Palmério ouça os companheiros, enfim, que ele articule a questão internamente” – ressaltou Piau.
Quanto ao PR, ele diz que já está programando uma reunião com o presidente do partido, o deputado federal Aelton Freitas.
QUANDO DEZEMBRO CHEGAR
De acordo com Piau, só a partir dos primeiros dias de dezembro é que ele pretende tomar decisões sobre nomes, e neste caso, com base nas conversas que estão apenas iniciando.
A formatação da equipe de assessores mais próximos costuma vir acompanhada de muita expectativa e de disputas acirradas nos bastidores.

O PR de Aelton Freitas (à esq.) e Almir Silva (centro)
é o 2º da lista de Paulo Piau
SOBRE OS ALIADOS
Paulo Piau recebeu apoio de dez legendas ao longo de sua campanha.
No 1º turno, sua candidatura foi politicamente sustentada pela coligação PMDB/PR/PP/PCdoB/DEM/PSC/PMN, e no 2º turno a aliança foi reforçada com o ingresso do PT, PPS e PTC.
Além disso, é bom ressaltar que o prefeito eleito também recebeu apoios isolados, entre eles, do empresário, médico e ex-deputado estadual Fahim Sawan, candidato a prefeito no 1º turno, e que se desfiliou do PSDB após as eleições.
PESOS PESADOS
Sem contar os apoios pesos pesados que o acompanharam desde o início – e até antes, da campanha. Destacam-se, aqui, dois nomes, um deles, do reitor da Universidade de Uberaba – Uniube, Marcelo Palmério, signatário do pedido de intervenção no PMDB/Uberaba, que fez a diferença na escolha de Piau como candidato da legenda.
Outro nome em destaque é o do engenheiro e ex-prefeito Luiz Guaritá Neto, coordenador de marketing da campanha.
INFLUÊNCIAS ---- Palmério e Guaritá são nomes que ocupariam cargos no governo, sem qualquer dúvida, mas que, dificilmente aceitariam a incumbência. Entretanto, terão o que dizer na temporada de formatação da futura equipe de 1º escalão.

SOBRE OS CARGOS
Ao todo, a Prefeitura Municipal de Uberaba oferece 995 cargos comissionados (de confiança) para serem preenchidos. 
Os 995 cargos estão distribuídos em três modalidades – segundo os números divulgados pelo Portal da Transparência da Prefeitura de Uberaba. São 601 cargos na administração direta; 249 na administração indireta e outros 145 em projetos e programas subordinados à administração direta.
1º ESCALÃO ---- Deste total, 17 formam o primeiro escalão na administração direta, incluindo a gestão do Projeto Água Viva.
Entretanto, a administração indireta possui pelo menos outros cinco cargos de 1º escalão – um deles, merecedor de tratamento especial. Trata-se da presidência do Centro Operacional de Desenvolvimento e Saneamento de Uberaba – Codau, cujo comando atual pertence ao PSL, que está fora da base aliada do prefeito eleito.
SALÁRIOS ---- O salário mensal do presidente do Codau é de R$ 14,052 mil. Só perde para o salário do prefeito, que é de R$ 19.704 mil. O vice-prefeito ganha R$ 13,108 mil, enquanto um secretário municipal recebe R$ 8,940 mil.

PAULO PIAU PREGA UNIDADE NO PMDB, MAS 
GARANTE QUE NÃO VAI IMPOR SUAS OPINIÕES
Eduardo Palmério: o 1º da lista nas
conversas sobre secretariado
1º vice-presidente do diretório municipal do PMDB, o prefeito eleito disse a Conta-Gotas que, no encontro com Eduardo Palmério, sugeriu que se busque a unidade.
O ideal seria que os conflitos internos ficassem pra trás, e isso, pelo que percebo, é a vontade de todos” – destacou.
Entretanto, segundo Piau, ele não pretende repetir atos do passado: “Não quero impor nada; o presidente é o Eduardo Palmério, e cabe a ele, junto com sua executiva, definir os rumos da legenda.” 

SOBRE OS CONFLITOS NO PMDB
Em vigência até 25 de novembro, o atual diretório municipal do PMDB, presidido pelo professor Eduardo Palmério, provocou agitações a torto e a direito durante a campanha eleitoral. A legenda se viu dividida entre uma maioria aliada de Anderson Adauto e uma minoria favorável a Paulo Piau.
A corda, porém, arrebentou do lado da maioria, enquanto a minoria apoiava a intervenção no partido, que, por sua vez, aprovou a candidatura vitoriosa de Piau.
TODOS JUNTOS
Passadas as eleições, tem gente defendendo chapa única para disputar o novo comando. Na verdade, antes de qualquer coisa, é preciso que a executiva atual seja convencida a convocar uma convenção para se eleger o próximo comando.
Um dos principais defensores da chapa única e pré-candidato a presidente, o advogado Alexandre Pires integra a ala que era aliada de Anderson Adauto e contra a intervenção.
Ele teme que o PMDB – do qual já foi presidente, perca força se o diretório virar uma executiva provisória.
PROVISÓRIA ---- Caso o atual comando municipal não convoque convenção para eleger novo diretório, o PMDB de Uberaba pode entrar na lista dos provisórios. A direção mineira – que foi a responsável pela intervenção, terá a incumbência de nomear uma comissão executiva municipal provisória.

OS DIRETÓRIOS --- Oito partidos de Uberaba possuem diretórios municipais eleitos em convenção. São eles: PMDB; DEM; PCdoB; PSDB; PSL; PSTU; PT; PTC. Só mesmo forças extremas são capazes de interferir nos diretórios eleitos – que, no geral, possuem autonomia e decidem na base do voto dos seus membros.
OS COMANDOS ---- Uberaba tem atualmente 27 partidos com comandos em vigência. Destes, 19 – e portanto, mais de 70%, são dirigidos por comissões executivas provisórias, que, na sua grande maioria, ficam submetidas a interesses periódicos e de grupos. Cabe ao comando estadual de cada partido dar a palavra final e confirmar a executiva provisória municipal. As exceções existem, mas são poucas, e dependem da força política de quem gerencia a comissão provisória.

MESA DIRETORA DA CÂMARA TOMOU A DIANTEIRA
Sucessão da atual mesa diretora (centro) está
deixando os futuros vereadores agoniados
O futuro prefeito não confessou qual seu candidato preferido, mas admitiu que iniciou suas conversas a respeito de cargos, pela formação da mesa diretora da Câmara – que toma posse dia 1º de janeiro.
Os vereadores estão ansiosos com o assunto”, diz Paulo Piau.
Segundo ele, dos 14 vereadores eleitos e reeleitos só falta conversar com dois.
A exemplo do PMDB, também no caso da mesa diretora eu tenho emitido minha opinião, mas sempre deixando claro que a decisão é da Câmara e que vou respeitar seja qual for ela” – assegura.
AGONIA ---- Piau lembra que tem 18 anos de vida parlamentar – deputado estadual e deputado federal, e que sabe a agonia que provocam estes momentos de escolha de mesa diretora. “O que tenho pedido pra todos os vereadores é que a Câmara seja comprometida com Uberaba” – destaca.

SOBRE A DISPUTA NA CÂMARA
Pelo menos cinco vereadores eleitos e reeleitos já manifestaram a vontade de assumir a presidência do Poder Legislativo: o atual presidente Luiz Dutra (PDT), o eleito mais votado Samir Cecílio (PR), e os reeleitos Samuel Pereira (PR), Tony Carlos (PMDB), e João Gilberto Ripposati (PSDB).

EQUIPE DA TRANSIÇÃO É PRIORIDADE 
NO MOMENTO ATUAL
A comissão de transição de governo – indicada por ele para saber a quantas anda a situação na Prefeitura de Uberaba, é a prioridade do prefeito eleito neste momento, segundo afirmou ele à coluna Conta-Gotas.
Já na segunda-feira, 19 de novembro, ele espera reunir-se com a equipe para receber as primeiras informações.
Eles são meus olhos e ouvidos na transição de governo, e por isso minha expectativa é grande quanto ao que vão me dizer” – revela Paulo Piau.
O prefeito eleito diz que está tranquilo quanto ao trabalho da comissão, seja pela confiança que deposita em cada um dos seus integrantes, seja pelo fato de ser formada por técnicos experientes e competentes.

AÇÕES POLÊMICAS VÃO DESAGUAR 
NO FUTURO GOVERNO
Apesar da tentativa de parecer tranquilo, Paulo Piau não consegue esconder uma certa preocupação com alguns acontecimentos atuais – que vão desaguar no seu governo.
Até admite que a comissão de transição indicada por ele está acompanhando estas questões com uma atenção especial.
Entre estes acontecimentos está, por exemplo, o projeto do prefeito Anderson Adauto (sem partido) de antecipar o funcionamento do Hospital Regional de Uberaba (foto acima), sem aguardar a finalização das obras.
Ouvi muitas pessoas entendidas no assunto e, no geral, elas entendem que os organismos responsáveis não emitirão alvarás para o funcionamento prematuro” – diz.
Ainda assim, o prefeito eleito demonstra estar com um pé atrás. Particularmente, ele é contra a antecipação do cronograma.
ANTECIPAÇÕES
Outro assunto que deve merecer atenção especial da equipe de transição é a abertura de concorrência pública, pelo atual prefeito, para contratar instituição financeira para prestar serviços bancários de processamento da folha de pagamento dos servidores públicos municipais. O contrato deverá entrar em vigor quando Paulo Piau já tiver tomado posse.
A Caixa Econômica Federal – CEF, é a atual prestadora de serviços, mas sua contratação, sem concorrência, está sendo questionada na Justiça Federal.
Também é certo que o prefeito eleito anda com a pulga atrás da orelha em relação ao projeto Água Viva, e caberá à equipe de transição se inteirar dos detalhes de novo pedido de recursos feito pelo atual governo ao Banco Mundial.
 
SOBRE A TRANSIÇÃO
Anderson Adauto e Rodrigo Mateus
A Comissão de Transição Governamental – formada por duas equipes, uma indicada pelo atual prefeito Anderson Adauto, e a outra indicada por Paulo Piau, está oficialmente instalada. Decreto 5.418, de 14 de novembro, assinado pelo prefeito, foi publicado no Porta-Voz – jornal oficial/virtual do município, e dá o sinal verde para o início dos trabalhos.
De acordo com o decreto, a comissão tem o objetivo de verificar “o funcionamento dos órgãos e entidades que compõem a administração pública municipal, mediante apresentação de demonstrativos e documentos sobre a situação financeira, orçamentária, contábil, operacional e patrimonial.”
A EQUIPE DO ATUAL PREFEITO
O grupo definido pelo atual prefeito é integrado pelos secretários municipais Rodrigo Mateus (Governo); Rômulo Figueiredo (Administração); Edvar Pereira (Fazenda); Sérgio Tiveron (Procuradoria-Geral); Jorge Cardoso Macedo (Assessoria Geral de Orçamento), além da assessora de Gabinete do prefeito, Rosélia Alves Vieira.
Alaor Vilela
O decreto não especifica, mas a coordenação desta equipe estaria a cargo do titular da Secretaria Municipal de Governo, advogado Rodrigo Mateus, que disputou, com Paulo Piau, o direito à vaga de candidato pelo PMDB.
A EQUIPE DO FUTURO PREFEITO
Já a equipe indicada por Paulo Piau é coordenada, segundo confirma o decreto, por Alaor Antônio Rodrigues Vilela.
Ele é superintendente da Sociedade Educacional Uberabense, mantenedora da Universidade de Uberaba – Uniube, e, portanto, homem de confiança do reitor Marcelo Palmério, signatário do pedido que resultou na intervenção do PMDB mineiro no PMDB de Uberaba, o que desaguou na escolha de Paulo Piau como candidato a prefeito pela legenda. Alaor também é sócio-administrativo da RN Metropolitan – que coordena o plano de saúde dos servidores da Prefeitura de Uberaba.
A comissão é integrada, também, pelo presidente da Regional/Vale do Rio Grande da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais – Fiemg, Altamir Roso; pela pedagoga e coordenadora do programa de governo do prefeito eleito, Silvana Elias; o ex-assessor Geral de Orçamento do governo Anderson Adauto, advogado Mauro Umberto Alves; e, ainda, pelo advogado Carlos Bracarense, que, durante a campanha defendeu a coligação que deu sustentação política a Piau; e os membros da comissão interventora do PMDB: Maurides Dutra (presidente) e Fernando Carlos de Menezes Hueb.
Também estão na equipe de Piau: Antônio Cláudio Mendes Ribeiro, Fernando Souza Duarte, João Batista, Maria Paula Meneghello, Osmar Ribeiro de Morais, Renato Alves Pereira e Lina Aparecida Ferreira.

Paulo Piau: reflexões
DESAFIOS VÃO DESDE O LIXO NAS 
RUAS ATÉ A FALTA D´ÁGUA
Na entrevista exclusiva a Conta-Gotas, o prefeito eleito enumerou uma série de desafios que terá que enfrentar logo no início do governo. Entre eles, citou o problema da falta de água – assunto que dominou grande parte da campanha eleitoral de 2012.
Paulo Piau também está assustado com a quantidade de lixo espalhado pela cidade e com as reclamações contra a saúde pública de Uberaba.
Tem muito trabalho nos esperando, mas, estou otimista quanto aos resultados que iremos alcançar” – ressaltou.

 -----------------------
A POSSE NO JUDICIÁRIO ---- Perto de completar dez anos no Supremo Tribunal Federal - STF, o ministro Joaquim Barbosa (foto), relator da Ação Penal 470/Mensalão, o caso mais rumoroso da Justiça brasileira nos últimos tempos, vai  assumir a presidência da Corte dia 22 de novembro, quinta-feira. Barbosa será o chefe da mais alta instância do Judiciário pelos próximos dois anos. Interino já a partir de segunda-feira, dia 19, com a aposentadoria do ex-presidente, Ayres Brito, o novo presidente será empossado pelo decano da Corte, o ministro Celso de Mello.
------------------
A FESTA DEMOCRÁTICA
Equipe do Cerimonial da Câmara de Vereadores de Uberaba – dirigida pela mestre de cerimônias Léya Lorenzo, já trabalha nos preparativos de dois importantes eventos políticos: a diplomação e a posse dos eleitos em 2012.
A DIPLOMAÇÃO
Sob o comando do juiz presidente do Foro Eleitoral/276ª Zona, Fabiano Rubinger, a diplomação acontece dia 19 de dezembro, último dia previsto pela Justiça Eleitoral.
O evento será realizado a partir das 19h, no Teatro Municipal Vera Cuz, quando receberão o diploma os prefeitos, vices e vereadores eleitos em 2012 em todos os municípios da comarca de Uberaba, e portanto, incluindo Água Comprida, Delta, Campo Florido e Veríssimo.
De Uberaba, portanto, 16 políticos serão diplomados: o prefeito eleito Paulo Piau (PMDB), o vice-prefeito eleito Almir Silva (PR), e os 14 vereadores eleitos e reeleitos.
Os suplentes – de acordo com decisão do juiz, vão receber seus diplomas em cartório.
A cerimônia formal de distribuição dos diplomas para os eleitos e seus eventuais suplentes é condição para que os eleitos se tornem aptos a tomar posse nos respectivos cargos.
Com a diplomação, encerra-se também o período para que sejam ajuizadas ações contra o candidato no âmbito da Justiça Eleitoral.
A POSSE
Já a posse dos eleitos vai acontecer dia 1º de janeiro de 2013, a partir das 17h, no Centro de Eventos da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu – ABCZ. Neste caso, o comando direto da solenidade é da Câmara Municipal.
 --------------------
DEVASTAÇÃO DE ÁRVORES FLAMBOYANT TEM VÁRIOS DESDOBRAMENTOS
Biólogo Juarez Antônio – apontado pela Prefeitura de Uberaba como responsável pelo laudo que garantiu a devastação de árvores no imóvel da antiga fábrica da Botinas Zebus, terá que se explicar ao Conselho Regional de Biologia.
Pelo menos é o que pretende a Associação de Moradores do bairro São Benedito, que está reunindo documentos – inclusive fotos, para ingressar com o pedido de explicações junto ao órgão representativo.
ASSUNTO NACIONAL
A associação de moradores solicita, inclusive, que o Conselho Regional de Biologia encaminhe o assunto ao Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis – Ibama, com sede em Brasília.
A decisão foi tomada ontem, após a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Turismo de Uberaba divulgar nota, em que o subsecretário Rodrigo Barros anunciou o encaminhamento, à Promotoria de Meio Ambiente, da justificativa para a derrubada de dezenas de árvores das espécies Flamboyant e Eucaliptos - no bairro São Benedito, onde funcionou a fábrica de botinas.
A DEFESA
De acordo com o subsecretário, o corte foi motivado “por risco de queda causado por cupins.” Ele revelou, ainda, que um laudo técnico, atestando o comprometimento e risco das árvores, foi emitido após vistoria do biólogo Juarez Antônio. Além disso – segundo ele, cópia de Boletim de Ocorrência anexada ao processo administrativo mostra que “um motociclista foi atingido e ferido por árvore que caiu naquele local, o que demonstrava o perigo de novos acidentes.”
Ainda de acordo com o subsecretário, o proprietário do imóvel assinou um termo de compromisso com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Turismo, em que garante o “replantio de 66 mudas de árvores, para substituição compensatória.”
Ele defendeu o atual governo municipal, garantindo que o corte e poda de árvores tem acontecido “com critério, sempre exigindo-se a substituição compensatória.”
A ACUSAÇÃO
A devastação das árvores provocou duas denúncias ao Ministério Público do Meio Ambiente. Uma delas foi formalizada pelo odontólogo uberabense Carlos Recife, na Ouvidoria do Minitério Público de Minas Gerais – que, por sua vez, encaminhou o assunto para a Promotoria do Meio Ambiente de Uberaba. Carlos Recife reside em Belo Horizonte.
A segundo denúncia foi feita diretamente à promotora de Meio Ambiente de Uberaba, Claudine Lara Aurélio Bettarello, pelo engenheiro, perito e ambientalista João Eurípedes Sabino. Ele pede a instauração de inquérito civil público para apurar a devastação das dezenas de árvores.
 ---------------------
DÍVIDA PÚBLICA ---- Mandato do deputado estadual Adelmo Leão (PT) convida para o lançamento do livro “Dívida Pública do Estado de Minas Gerais: A Renegociação Necessária” e do caderno de estudos “A Dívida Pública em Debate: Saiba o que ela tem a ver com a sua vida”. Adelmo é o presidente da Comissão Especial da Dívida Pública, na Assembleia, e coordenador do núcleo mineiro da Auditoria Cidadã da Dívida.
O EVENTO ---- Editado pela Auditoria Cidadã da Dívida Pública, o livro é de autoria de Fabrício Augusto de Oliveira e Cláudio Gontijo – que, junto com a coordenadora da Auditoria, Maria Lúcia Fatorelli, atuarão como debatedores no evento. Lançamento e debate estão programados para 29 de novembro, quinta-feira, a partir das 19h, no teatro da Assembleia Legislativa de Minas Gerais.
-------------------
NO VERMELHO
Quem se submete a um teste político neste momento é o economista João Franco, que disputou uma guerra de guerrilha com o presidente da Câmara, Luiz Dutra, pela presidência do PDT/Uberaba. Venceu a briga com apoio de lideranças estaduais e nacionais, mas foi alertado de que, seu futuro no comando da legenda, dependeria das eleições de 2012. A comissão executiva provisória pedetista acaba de entrar no vermelho – cor com que a Justiça Eleitoral anota os partidos sem comando.
PODERES ---- Resta agora, ficar de olhos e ouvidos voltados para Belo Horizonte, ou seja, para o comando estadual do PDT, a quem cabe definir a nova executiva provisória de Uberaba. A recondução – ou não, de João Franco à presidência, vai expor o humor da direção mineira em relação aos movimentos de Franco durante a campanha de 2012.
POLÍTICA
(Um mundo estranho)
Vale lembrar que o PDT presidido por João Franco teve uma participação pra lá de esquisita nas eleições 2012: enquanto a legenda participava da campanha do ex-prefeitável Fahim Sawan (na época, filiado ao PSDB), o próprio Franco coordenava a campanha do derrotado no 2º turno, Antônio Lerin, do PSB.

LAÇOS ---- Aliás, Lerin e Franco se tornaram quase um só. É justamente o agora ex-presidente do PDT/Uberaba quem coordena, em nome de Lerin, a ação de investigação proposta na Justiça contra o eleito Paulo Piau.
 ----------------------
JUSTIÇA MANDA REPRESENTAÇÃO 
CONTRA PIAU PARA O ARQUIVO
Poucas horas após negar a quebra de sigilo bancário solicitada pelo candidato derrotado no 2º turno das eleições, deputado estadual Antônio Lerin (PSB), contra o prefeito eleito Paulo Piau, o juiz eleitoral Fabiano Rubinger determinou o arquivamento de outra tentativa de processar Piau.
Com respaldo do promotor de Justiça Eleitoral Emmanuel Carapunarla, o juiz titular da 276ª Zona Eleitoral mandou para a gaveta a representação proposta pelo advogado Bruno Mauad, que acusava o prefeito eleito de compra de votos.
EM NOME DE LERIN
O defensor da coligação que deu sustentação política à candidatura de Lerin a prefeito protocolou a representação logo após as eleições de dia 28 de outubro.
Os argumentos e “provas” são basicamente os mesmos que subsidiam Ação de Investigação proposta mais recentemente – dia 12 de novembro, por Lerin e o seu candidato a vice, o médico Hélio Massa, também do PSB.
No caso específico da representação, nem o Ministério Público nem a Justiça Eleitoral se convenceram.
Ao mandar a petição para o arquivo, o juiz critica o procedimento, afirmando que os representantes legais de Lerin e Massa “não tomaram cuidados mínimos no sentido de repassar à Justiça Eleitoral informações prévias dignas de confiança”.
EM TRAMITAÇÃO
Enquanto isso, Paulo Piau e o vice-prefeito eleito, vereador Almir Silva, preparam defesa na Ação de Investigação proposta pelo escritório Ribeiro Silva Advogados Associados – com sede em Uberlândia, em nome de Lerin e Hélio Massa.
Os advogados Arnaldo Silva Júnior, Rodrigo Ribeiro Pereira e Juliana Degani Paes Leme pediram a quebra do sigilo bancário de Paulo Piau – que foi negado pelo juiz, além da condenação dele e de Almir Silva, por abuso de poder econômico e captação ilícita de votos.
TRANSPARÊNCIA
A Conta-Gotas, o prefeito eleito disse que está tranquilo quanto ao pedido de investigação, lembrando que se trata do mesmo assunto julgado na representação arquivada.
Não tenho nada a temer; tudo na minha vida é feito com ética, com lisura e com transparência” – afirmou Paulo Piau.

---------------------
NETO DO CASAL CARTAFINA DIZ QUE 
VAI ATUAR COM INDEPENDÊNCIA
HERANÇA POLÍTICA --- Franco e os avós Terezinha e Silvério Cartafina
Herdeiro de dois conhecidos nomes da política de Uberaba, o mais jovem vereador da legislatura 2013/2016 da Câmara Municipal, Franco Cartafina Gomes - 26 anos completados na semana passada, está com a corda toda.
Já conversou com o prefeito eleito Paulo Piau propondo a criação da Secretaria Municipal de Juventude e afirma que pretende reforçar a reivindicação ainda antes da posse que acontece dia 1º de janeiro.
E mais: apesar do orgulho que sente do casal de avós, garante que pretende seguir caminhos próprios, independentes.
PASSADO E PRESENTE
O neto do ex-prefeito Silvério Cartafina Filho e da ex-vereadora Terezinha Cartafina saiu das urnas com 2.049 votos e pronto – segundo ele, para exercer um trabalho que vai aliar o passado honrado dos avós com os projetos modernos e arrojados de sua própria iniciativa.
Solteiro, Franco Cartafina iniciou suas articulações políticas enquanto estudava.
Foi presidente do Diretório Acadêmico do curso de Direito da Universidade de Uberaba – Uniube, em duas ocasiões, e ocupou cargo também, no Diretório Central dos Estudantes – DCE.
O FUTURO ---- Franco é filiado ao PRB e foi candidato pela coligação que deu sustentação política à campanha do deputado estadual Adelmo Leão (PT), terceiro colocado nas eleições majoritárias do 1º turno. Sobre seu futuro político, disse que deixará o tempo e as circunstancias políticas falarem por ele.
O futuro vereador elegeu três prioridades: a juventude de Uberaba, as políticas públicas em saúde e a habitação. “Serei um fiscal incansável destas áreas” – destaca.
LABUTA --- E por falar em habitação, o vereador eleito deixa claro que - mesmo sendo herdeiro de família tradicional, não é nenhum mauricinho. Conta que trabalha duro ao lado da mãe, Ana Keila Cartafina, de quem é sócio na empresa Patrimônio Imobiliária. E mais: revela que o trabalho tem lhe dado experiência na área habitacional. "Aprendi o quanto o poder público ainda precisa fazer para que a população mais pobre tenha acesso à casa própria" - destaca.
 ---------------------
Marcos Montes
PLENÁRIO ---- De 7 de fevereiro a 14 de novembro de 2012 - incluindo o período das eleições municipais, a Câmara dos Deputados realizou 78 sessões plenárias. Envolvidos até o último fio de cabelo da cabeça com a campanha, os três deputados federais de Uberaba tiveram participação diferenciada.
MARCOS MONTES
O presidente do PSD e coordenador da candidatura majoritária do deputado estadual Antônio Lerin compareceu em 71 sessões (91%) e justificou as sete ausências.
AELTON FREITAS
O presidente do PR e apoiador do prefeito eleito Paulo Piau, e claro, do vice eleito, vereador Almir Silva, compareceu em 59 reuniões (75,6%) e só não justificou uma ausência.
PAULO PIAU
O prefeito eleito marcou presença em 42 sessões, e portanto, obteve um índice de 53,8% de frequência. E mais: justificou 29 ausências do plenário, enquanto sete continuam pendentes.
SÓ PRA LEMBRAR --- A partir de janeiro de 2013, Uberaba terá uma bancada de dois deputados federais.
---------------------

AS MAGDAS DA VIDA ---- Venhamos e convenhamos: ministros e secretários de Estado deviam, sim, tratar de fazer a parte que lhes cabe para resolver os problemas dos municípios, em vez de ficarem palpitando em assuntos polêmicos. Prefeito Anderson Adauto (sem partido) voltou de Belo Horizonte com "aval" do secretário de Estado da Saúde, Antônio Souza Marques, para abrir o Hospital Regional fora de época. O secretário "parabenizou" o prefeito pela ideia - informa o governo municipal.
UBERABA QUER SOLUÇÃO ---- A antecipação do funcionamento do Hospital Regional - que ainda está em obras e longe de serem concluídas, tem sido questionada por gregos e troianos que entendem de construção civil. O secretário de Estado da Saúde deveria trocar o "parabéns" para uma decisão que ele não irá se responsabilizar futuramente, por recursos - muitos recursos, para a aquisição de leitos em hospitais particulares e melhorias no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM.

EXPERTS ---  Ouvi vários construtores sobre o assunto e eles são unânimes em afirmar que o Hospital Regional de Uberaba não está e nem estará, ainda em 2012, em condições de entrar em funcionamento. Um dos maiores da região diz que, só se fosse muito maluco, pra entregar uma obra de um hospital sem sua conclusão. "Não tem capitalismo selvagem que justifique uma coisa desta" - comentou o construtor, que também é engenheiro. Opinião mais do que compartilhada pelo engenheiro e perito João Eurípedes Sabino.

Samuel Pereira
------------------------
AÇÃO CORRETA ---- Enquanto isso, o vereador reeleito Samuel Pereira (PR) - relator da Comissão de Saúde da Câmara Municipal, luta por uma audiência com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha. Em pauta, as consequências da lotação do Hospital de Clínicas da UFTM. Além de Samuel, integram a Comissão de Saúde da Câmara os vereadores Cléber Ramos (PMDB), Itamar Ribeiro Rezende (DEM) e José Severino (PT).
NA FILA --- Aliás, Samuel Pereira é mais um que contesta a antecipação da abertura do Hospital Regional com o objetivo de "socorrer" o Hospital de Clínicas. "Me preocupa esta questão, pois uma estrutura daquele porte merece o tempo devido para sua conclusão, ou seja, sem pressa, para que seja entregue à comunidade, realmente, em condições de uso. Uma obra daquele porte não pode ser apressada e entregue de um dia para outro" - pondera o vereador.
----------------------
TEMPOS MODERNOS ---- Chapa "OAB No Caminho Certo" - apoiada pelo atual presidente da 14ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil/OAB Uberaba, Helder Batista, levou sua campanha para o YouTube. O vídeo da chapa situacionista mostra as ações da atual diretoria, da qual faz parte a candidata à presidência, Cleonilda Ferreira, além de depoimentos dela e de Helder Batista - entre outros. Na quentérrima eleição para o futuro comando da entidade, a disputa entre as três chapas tem chamado a atenção.

ROSA CHOQUE --- E vale um destaque para a forte presença das mulheres na eleição da OAB/Uberaba: a ala situacionista – apoiada pelo atual presidente, Helder Batista, tem a diretora financeira da entidade, Cleonilda Ferreira, como candidata à presidência, e Ricardo Perdigão como candidato a vice, pela chapa “OAB no Caminho Certo”. A chapa “Inovação” tem Jussara Melo Pedrosa de presidente e Richard Maciel de vice; enquanto Vicente Flávio Macedo (presidente) e Maria Angélica (vice) formam a chapa “OAB pra Você”, com apoio do atual vice, Leuces Teixeira.
--------------------

ALFINETES ---- Maldadinha: E Anderson Adauto escolheu para coordenar a sua equipe de transição o titular da Secretaria Municipal de Governo, advogado Rodrigo Mateus, que guerreou com Piau pela vaga do PMDB; enquanto Piau indicou para sua equipe dois membros da comissão interventora do PMDB - Maurides Dutra (presidente) e Fernando Carlos de Menezes, que deu um chega pra lá no prefeito e no seu candidato Rodrigo.

CINTURA ---- Ex-prefeitável Adelmo Leão conseguiu sair ileso dentre os mortos e feridos da guerra de guerrilha que foi a eleição municipal de 2012. Três releases chegaram dias atrás, à imprensa, um deles, da assessoria do prefeito Anderson Adauto, anunciando que Uberaba recebeu recursos de R$ 220 mil, "fruto de emenda parlamentar do deputado"; e os outros, da assessoria do próprio Adelmo e da assessoria do prefeito eleito, informando que Paulo Piau e Adelmo se reuniram em Belo Horizonte, quando acertaram ações conjuntas para Uberaba. Tudo devidamente acompanhado de foto.
--------------------
LANÇAMENTO DA HORA
E a Universidade de Uberaba - Uniube, trabalha com algumas alternativas de datas para o lançamento da obra "A Construção do Mito Mário Palmério". Mais provável, por enquanto, é que o evento aconteça dia 30 de novembro, uma sexta-feira. De autoria do professor André Azevedo da Fonseca, com 307 páginas e respaldo da editora Unesp, o livro passeia pela história cultural do fundador da Uniube, Mário Palmério.
LEITURA
A obra pode ser conferida no site da Editora Unesp - www.editoraunesp.com.br, que está anunciando sua novidade literária. Aliás, pelo site é possível fazer o download gratuito da versão digital. E mais: com permissão para fazer cópia. Para os que preferem a edição impressa, a obra custa apenas R$ 27 mais o frete. E pode ser encomendada através do link http://www.lojasingular.com.br/a-construc-o-do-mito-mario-palmerio_9788539302680.html
--------------------
NÃO SEI, NÃO VI, NÃO ESCUTEI
Comentário feito pelo deputado estadual Antônio Lerin ao Jornal da Manhã surpreendeu muita gente. Ele disse que não sabia de nada sobre a ação de investigação proposta contra o vitorioso Paulo Piau. Segundo Lerin, a ação corre por conta do PSB nacional e à sua revelia. O problema é que a ação é assinada por ele.

 O ABONO ---- Vereadores Samuel Pereira e Almir Silva informam que estão atentos quanto à emenda orçamentária que prevê o pagamento de um abono natalino de R$ 200,00, ainda em 2012, para os servidores da Prefeitura de Uberaba. Os dois fizeram o comentário com base em nota divulgada pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Uberaba – SSPMU, cobrando uma data, do governo, para liberação dos recursos.
COBRANÇA --- A emenda foi aprovada no final de 2011, com anuência do governo – lembraram Almir Silva e Samuel Pereira, ressaltando que a assessoria de orçamento da Prefeitura chegou a garantir que R$ 1,6 milhão seria reservado para o pagamento do abono em 2012. “Vamos cobrar o cumprimento da emenda, que foi aprovada, por unanimidade, na Câmara” – afirmaram.

CULTURA
Agenda da Fundação Cultural de Uberaba está recheada de realizações e apoios. Tem pra todos os gostos. Vale conferir: rua Tristão de Castro, 64, Centro, telefone: 3331-9219.

NA MIRA --- Prefeito eleito Paulo Piau pode se preparar para uma “perseguição sem trégua” na área da saúde. É que, em conversas preliminares com vereadores eleitos de primeiro mandato, fica evidente que eles estão só esperando tomar posse para darem início à tal de “fiscalização na saúde”. Alguns, como Kaká Carneiro, do PSL, e Franco Cartafina, do PRB, garantem que vão fazer marcação cerrada nos postinhos de saúde – dia sim, e outro também.

CÂMARA DE UBERABA ANTECIPOU 
REFORMA POLÍTICA
Tony Carlos
E a cerimônia de posse dos eleitos de 2012 e da eleição da mesa diretora da Câmara Municipal de Uberaba para a legislatura 2013/2016 – que acontece dia 1º de janeiro, terá um ingrediente extra para quem defende a democracia e a transparência na política.
Ao contrário do que acontece no Congresso Nacional e nas Assembleias Legislativas e Câmaras Municipais em geral, o voto secreto é coisa do passado na Câmara de Uberaba.
A iniciativa, aprovada em 2006, foi dos então vereadores Tony Carlos (PMDB), Marilda Ribeiro Resende (PT), e Marcelo Borges (PMDB) – que assinou a proposta antes de deixar a Câmara onde ocupou cadeira por alguns meses.
XÔ, VOTO SECRETO! --- E desde então, o voto secreto foi extinto, em Uberaba, das eleições de mesa diretora; de vetos do prefeito; de julgamento de vereadores (processos de perda de mandato).
Desta forma, sem qualquer prejuízo para as articulações de bastidores de praxe, os vereadores de Uberaba expõem seus votos e os motivos, sem qualquer subterfúgio.
Dia 1º de janeiro de 2013, portanto, o público que acompanhar a cerimônia saberá quem votou em quem, qual o motivo, e poderá tirar suas próprias conclusões sobre a eleição da próxima mesa diretora.
COM REFORMA AQUI --- Emenda à Lei Orgânica de Uberaba – com basicamente o mesmo teor do projeto em tramitação no Congresso Nacional, foi aprovada em dois turnos, em outubro de 2006. Na época o presidente era Tony Carlos, enquanto Marilda era a vice-presidente.
Tony colocou a matéria em votação mesmo enfrentando oposições internas e externas.
Exemplo foi o prefeito Anderson Adauto, então aliado de Tony, que chegou a conceder entrevistas contra a ideia, e defendendo o voto secreto em pelo menos algumas propostas.
SEM REFORMA LÁ ---- No mesmo ano da aprovação da emenda de Uberaba, um projeto acabando com as votações secretas foi aprovado em primeiro turno na Câmara dos Deputados.
Está engavetado desde então. A votação do segundo turno vem se arrastando porque encontra resistência de vários partidos da Casa, inclusive dos presidentes, que defendem que algumas votações devem ser mantidas secretas. 
------------------------
ETANOLDUTO E GASODUTO 
TOMAM RUMOS DIFERENTES
Entre março e julho de 2013 Uberaba será movimentada com as obras de construção do etanoltudo – o primeiro duto do mundo implantado para  transporte exclusivo de etanol.
A informação, divulgada por Alberto Guimarães, presidente da Logum, ganhou as páginas econômicas dos principais jornais brasileiros, entre eles, O Globo e o Estado de São Paulo, o Estadão.
A Logum é a responsável pela construção e futura operação do etanolduto, que a partir de 2016 deverá transportar o álcool de cana por quase 1,5 mil quilômetros, envolvendo quatro estados: Goiás, Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro.
INAUGURAÇÃO E OBRAS
O trecho inicial – entre as cidades paulistas de Ribeirão Preto e Paulínia, será inaugurado e entrará em pré-operação em março do ano que vem, segundo o empresário.
De acordo com ele, o início da construção do segundo trecho - entre Ribeirão Preto e Uberaba, estava previsto para novembro, mas, por problemas técnicos e por causa das chuvas, ficou para março de 2013.
E a partir de julho – de acordo com o presidente da Logum, terão início a obras em terras mineiras, neste caso, abrangendo o trecho entre Uberaba e a cidade goiana de Itumbiara. Em seguida acontecem as obras que vão levar o etanolduto até o destino final: em Jataí.

O GASODUTO ---- Em contrapartida, as informações sobre o gasoduto são preocupantes. Alertado sobre elas, o prefeito eleito corre contra o tempo para tentar reverter a notícia de que haverá atrasos no cronograma de implantação do projeto e da construção da fábrica de amônia na cidade. Paulo Piau planeja mobilizar “meio mundo” para que as previsões de atrasos não se concretizem.
Ele deve, inclusive, nos próximos dias, pedir audiência com o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, o mineiro Fernando Pimentel, do PT – legenda que, por sinal, o apoiou no 2º turno das eleições. Seu objetivo é reunir pesos pesados de Minas Gerais para uma reunião com a presidente da Petrobras, Graça Foster, sem esquecer a possibilidade de um pedido de audiência com a presidente da República, Dilma Rousseff.
CONJUNTURA --- Vale lembrar que não existem culpados desta situação, a não ser a conjuntura econômica que está levando a Petrobras a rever os novos projetos na área de energia e gás.
Dos investimentos previstos na ordem de 230 bilhões de dólares, pelo menos 27 bilhões de dólares estariam correndo risco de atrasos. Entre os projetos nesta situação, encontram-se justamente o gasoduto e a fábrica de amônia em Uberaba.
PROTOCOLO ---- Em 2011, Dilma Rousseff participou da assinatura do protocolo de intenções entre a Petrobras; a Companhia Energética de Minas Gerais - Cemig; e o governo de Minas Gerais com vistas à implantação da Unidade de Fertilizantes Nitrogenados (UFN V) – a fábrica de amônia, e ao ramal do gasoduto em Uberaba.
A fábrica terá capacidade de produção de 519 mil toneladas/ano de amônia e tornar o Brasil autossuficiente no insumo, que é usado na agricultura e na indústria. A construção do gasoduto até Uberaba tem o objetivo de atender à fábrica de amônia.
----------------------------

ATENÇÃO!
Fotos desta edição:
Enerson Cleiton, Grasiano Souza, 
jmonline, Jornal de Uberaba,
Divulgação STF, Divulgação Câmara
---------------------------


------------------------






Nenhum comentário:

Postar um comentário