28 de abril de 2013

CONTA-GOTAS...Notícias


FOTOS DA REABERTURA DO MARACANÃ - ESPALHADAS AO LONGO DESTA EDIÇÃO,
SÃO DE AUTORIA DA JORNALISTA UBERABENSE PAOLA LAGE, ASSESSORA NO
GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, E FORAM ENVIADAS POR ELA, COM
EXCLUSIVIDADE, À COLUNA CONTA-GOTAS
Fenômeno e amigos vencem jogo-teste no Maracanã
Protestos, show e até cambistas marcaram o evento que testou 30% da capacidade do Maraca
Com a presença dos operários que trabalham na obra e seus familiares, e ainda de convidados especiais, como a presidente Dilma Rousseff (PT), e vários artistas, um jogo entre os amigos dos ex-jogadores campeões mundiais Ronaldo Fenômeno e Bebeto marcou a reabertura do Maracanã, na noite deste sábado, 27 de abril, após dois anos e meio de reformas.
A equipe de Ronaldo encerrou a partida com placar de 8 a 5 a seu favor.
EVENTO-TESTE ---- A obra - estimada em R$ 860 milhões, está concluídas em 97%. A inauguração oficial só vai acontecer dia 2 de junho, com um amistoso entre Brasil e Inglaterra.
O evento deste sábado– entretanto, permitiu aos organizadores testar equipamentos, instalações e infraestrutura para que sejam feitos eventuais ajustes para o funcionamento pleno do estádio a partir de sua inauguração oficial. Foi usado apenas 30% da arena total.
Um segundo teste está previsto para 15 de maio, com a ocupação de 50% de capacidade.
CONVIDADOS --- Além da presidente Dilma Rousseff, estavam presentes, entre outros, o antecessor e padrinho político, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o ministro do Esporte, Aldo Rebelo (PCdoB), o governador do Estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), e o prefeito da cidade, Eduardo Paes (PMDB).
AGITOS ---- Mas nem só de jogo, shows artísticos e presenças políticas foi o evento de reabertura do Maracanã. Antes de a bola rolar, aconteceram protestos contra a privatização do estádio, manifestação feminista – com seios à mostra, na porta do estádio, e até cambistas tentando vender ingressos a R$ 50, quando o evento era para convidados.
-----------------------
Não bastasse a situação de pobreza, o Haiti ainda foi sacudido por um terremoto em 2010, que deixou três milhões de desalojados e cerca de 300 mil mortos – incluindo mais de dez militares do Brasil e a médica brasileira, fundadora da Pastoral da Criança, Zilda Arns
(Fotos: Folha de S.Paulo, arteblog e jornal O Tempo/Belo Horizonte)
O Haiti é aqui...
Fugindo da pobreza, haitianos encontram trabalho escravo em Uberaba
Reportagens dos jornalistas Sandro Neves e Sabrina Alves – publicadas pelo Jornal de Uberaba (JU) nas edições de 26 e 27 de abril, revelaram que haitianos contratados por empresários da construção civil de Uberaba estão vivendo em situações precárias.
Com salários atrasados, sem moradia, sem refeição integral - como havia sido negociado, os haitianos ainda estariam sendo obrigados a assinarem a rescisão do contrato de trabalho sem receberem os direitos trabalhistas.
Os nomes das empresas não foram divulgados para não atrapalhar as investigações que estão sendo realizadas pelas autoridades competentes” – informam as matérias exclusivas do JU.
Sob a liderança do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Uberaba e Região – Sticmu, 15 haitianos já ingressaram com ação coletiva contra a construtora que os contratou e não cumpria os acordos.
NA JUSTIÇA --- Em entrevista ao jornal, os sindicalistas disseram que um dos objetivos da ação é denunciar o drama vivenciado pelos haitianos.
O presidente do sindicato, José Lacerda Sobrinho, confirmou a situação precária.
Esses trabalhadores não falam nem conseguem ler o português. Não conhecem a nossa legislação e ainda há as diferenças sociais para agravar o problema. Eles foram objeto de manipulação, sendo que também existe o descumprimento das leis trabalhistas”, relatou.
Ainda segundo o sindicato, os haitianos estavam recebendo valores bem inferiores aos combinados anteriormente, sendo que, em alguns casos, os valores eram apenas a metade do combinado. De acordo com Lacerda, nem a alimentação fornecida estava como prevê a legislação. “Eles foram presas fáceis”, acrescentou.
Lacerda destacou que empresas que estão trabalhando com empregados em situação irregular serão descobertas. “A instituição está preparada para fazer o que for necessário para fazer valer o direito do trabalhador”, garantiu.

Adelmo Leão, Marcos Montes, Antonio Anastasia, Paulo Piau,
GERSON MELANDRO, Antônio Lerin, Elmar Goulart, Almir Silva  (Foto: Enerson Cleiton)
Uberaba foi palco de homenagem a quem promove a paz no Haiti
Enquanto o drama dos haitianos se desenrolava, a cidade de Uberaba chegou a ser palco de homenagem relacionada ao Haiti.
Dia 8 de março de 2013, na presença do governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia, várias pessoas/instituições receberam a Comenda da Paz Chico Xavier – entre elas, o comandante militar do Planalto, general Gerson Melandro, representante do Exército Brasileiro – que recebeu a Comenda em nome da Força da Paz no Haiti.
O Brasil comanda a força militar da missão de paz da Organização das Nações Unidas – ONU, no Haiti (Minustah).

Mais de 4 milhões de crianças sobrevivem a duras penas
República do Haiti é um país das Caraíbas que ocupa o terço ocidental da ilha Hispaniola(ou Ilha de São Domingos), possuindo uma das duas fronteiras terrestres da região: a fronteira que faz com a República Dominicana, a leste. Além desta fronteira, os territórios mais próximos são as Bahamas e Cuba a noroeste,Turks e Caicos a norte, e Navassa a sudoeste. A capital é Porto Príncipe. O país tem 9,9 milhões de habitantes, dos quais 4,3 milhões são crianças que enfrentam dificuldades de sobrevivência, desenvolvimento e proteção – especialmente depois do terremoto de 12 de janeiro de 2010.
----------------
EMOÇÃO...
Quem estava lá, garante: depoimento do vice-líder do PSD na Câmara, deputado federal e ex-prefeito de Uberaba, Marcos Montes, na semana passada, em plenário, provocou emoção generalizada. O assunto abordado no momento era o projeto aprovado pela Câmara dos Deputados, que reduz os limites de idade e de tempo de contribuição à Previdência Social para a aposentadoria de deficientes físicos.
EMOÇÃO 2 ...
Na presença de representantes da Associação dos Deficientes Físicos de Uberaba – Adefu, MM agradeceu os companheiros deputados, lembrando que ele próprio é pai de uma filha cadeirante. “Estou extremamente honrado de estar aqui fazendo parte deste momento. E parabenizo minha cidade, Uberaba, a Associação dos Deficientes Físicos de Uberaba - e principalmente minha querida filha, Guta, que é companheira destas pessoas aqui e está extremamente feliz”. 
------------------------
MISSÃO 2014
Tucanos de Uberaba são eleitos no novo diretório estadual do PSDB
O partido se movimenta explicitamente em torno da pré-candidatura de Aécio Neves a presidente da República
Com o sugestivo tema Unidade Por Minas e pelo Brasil e presença das principais lideranças da legenda – entre elas, o governador Antonio Anastasia e o senador Aécio Neves, os tucanos mineiros elegeram sábado, 27 de abril, em convenção, o diretório que vai organizar o processo eleitoral do partido relacionado a 2014. Uberaba não ficou de fora.
Pelo menos dois tucanos da cidade passam a integrar o comando estadual da legenda. O fundador e ex-presidente do PSDB/Uberaba, engenheiro civil Luiz Cláudio Campos, e o vereador veterano, presidente das comissões permanentes de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e de Infraestrutura, na Câmara, João Gilberto Ripposati, ficam, a partir de agora, oficialmente envolvidos com as articulações em torno da pré-candidatura do senador Aécio Neves à sucessão da presidente Dilma Rousseff.
CANETA PREPARADA --- Paralelamente, o presidente reeleito do diretório mineiro, deputado federal Marcus Pestana, já estaria com a caneta na mão para designar a comissão executiva provisória de Uberaba, que vai substituir o diretório municipal – cuja vigência terminou dia 31 de março.
A presidência deve ficar com Luiz Cláudio, que comandava o último diretório, e é amigo pessoal de Pestana. Os dois participaram da fundação nacional do PSDB.
MISSÃO --- A executiva provisória, que está em fase final de formatação, terá a missão de reestruturar o PSDB/Uberaba, inclusive com um amplo recadastramento de filiados.
Vale lembrar que a legenda saiu ferida das eleições majoritárias de Uberaba, em 2012.
O  médico e ex-deputado estadual Fahim Sawan forçou sua candidatura própria, em detrimento da decisão do tucanato de alta plumagem, que optou pelo deputado estadual Antônio Lerin (PSB) – que perdeu para Paulo Piau (PMDB) na disputa do 2º turno.
Fahim se desfiliou e hoje é titular da Secretaria de Saúde do governo de Piau.
ESPECIAL --- Não podemos esquecer que os tucanos mineiros terão uma participação especial nas eleições de 2014, que é a de elegermos o futuro presidente do Brasil” – afirma Luiz Cláudio. Que aliás, já comemora o fato de que, ainda em maio, Aécio Neves vai assumir a presidência do diretório nacional do partido.

A foto histórica de Enerson Cleiton – que ganhou as principais páginas de vários jornais do pais, revelou o encontro entre os dois pré-candidatos a presidente da República em 2014, netos e herdeiros de Tancredo Neves (ex-governador de Minas Gerais) e Miguel Arraes (ex-governador de Pernanbuco), respectivamente, Aécio Neves e Eduardo Campos. Os dois desembarcaram juntos, em Uberaba, dia 19 de outubro, para delírio da imprensa nacional. Pediam votos para o prefeitável Antônio Lerin, do PSB de Campos e apoiado pelo PSDB de Aécio
ATRAÇÃO EXTRA --- E o horário político partidário de 2013 exibido em horário nobre na televisão deveria mudar de nome e se chamar horário eleitoral gratuito de 2014. Governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, apresentou o programa da legenda, e manteve o tom de pré-candidato à sucessão da petista Dilma Rousseff. Vem aí, o PSDB do senador Aécio Neves, obviamente dando o troco. Sem contar a própria Dilma e seu PT, que abriram as torneiras e anteciparam o processo.
------------------
Djalma Santos, Pelé e Gilmar comemoram o título de campeã da seleção brasileira 
na copa do mundo de futebol, na Suécia, em 1958 (Foto: Divulgação)
BOLAS NA REDE
Em tempos de reabertura do Maracanã, o prefeito Paulo Piau acaba de dar duas canetadas esportivas de alto nível. Nomeou para assessorias, em sua administração, o bicampeão mundial de futebol Dejalma dos Santos – conhecido mundialmente como Djalma Santos, e o ex-atleta do Nacional Futebol Clube, José Alves Zanata Borges – que fez fama como Zanata. Djalma assume vaga na Secretaria Municipal de Planejamento, e Zanata, no Gabinete do Prefeito.
MEIA VOLTA
O campeão das copas do mundo de 1958 e 1962 já passou pela administração municipal durante o governo do ex-prefeito Marcos Montes, hoje deputado federal, presidente do PSD/Uberaba e vice-líder do partido na Câmara dos Deputados. Concluídos os dois mandatos de MM, o bicampeão foi “descartado” pelo sucessor, Anderson Adauto (sem partido), e abrigado, na época, pelo então governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), hoje senador e pré-candidato a presidente da República.
ASSESSORIA ESPECIAL
Aos 84 anos de idade, Djalma Santos retorna, agora, ao governo municipal, com a incumbência de ser uma espécie de garoto-propaganda de Uberaba. Já o ex-atleta profissional do Naça (1972 /1980) – que, durante a sua carreira, se graduou em Educação Física e Odontologia, chega ao governo para prestar assessoria direta ao prefeito. Aliás, o cargo que Zanata passa a ocupar diz tudo: assessor especial.
------------------
Várias professoras levaram os filhos para a reunião de avaliação da greve  (Foto: Sandra Beatriz)
Professores municipais e estaduais surpreendem na luta pelo piso nacional
Apesar da adesão surpreendente da rede municipal – várias escolas paralisaram suas atividades 100%, o Sindicato dos Educadores do Município de Uberaba – Sindemu, vai aguardar nova rodada de negociações com o governo municipal antes de fechar questão sobre novo indicativo de greve. Foi o que afirmou o presidente da entidade, Adislau Leite, durante reunião dos manifestantes de Uberaba.
O PIVO --- A greve foi convocada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, em defesa do cumprimento do piso nacional do magistério - que é de R$ 1,567,00 a partir de janeiro de 2013, e em Uberaba teve a coordenação do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação – SindUte, com participação do Sindemu.
ADESÃO --- A presidente do SindUte/Uberaba, Maria Helena Gabriel, afirmou que entre 90% e 92% das escolas estaduais pararam parcialmente nestes três dias de mobilização na cidade e anunciou um indicativo de greve para 5 de junho.
NEGOCIAÇÕES --- Por sua vez, o presidente do Sindemu revelou que tem nova rodada de negociações com a titular da Secretaria Municipal de Educação, Silvana Elias, marcada para terça-feira, 30 de abril, e que a adesão ao indicativo de greve anunciado para as escolas estaduais vai depender do resultado deste novo encontro.
REAÇÃO --- Em entrevistas concedidas ao longo dos três dias de mobilização, Silvana Elias lamentou a participação do Sindemu, lembrando justamente que a pauta de reivindicações da categoria ainda está em aberto. “Ainda não concluímos o processo de negociação e, portanto, não há motivos para greve” – afirmou. Entre as escolas bancadas pela Prefeitura de Uberaba que aderiram 100%, estão: Reis Júnior, Boa Vista, Niza Guaritá e Joubert de Carvalho
---------------------
Um dos vários espaços especiais criados com o novo projeto. Convidados são recepcionados
com coquetel no intervalo do jogo-teste  no Maracanã     (Paola Lage)
--------------------
NA COLA DO ZEBU
ExpoZebu 2013 – que acontece de 3 a 10 de maio, já provoca uma série de agitações aqui e acolá. Exemplo disso é o Shopping Uberaba. A coordenadora de Marketing, Camila Pires, divulga que, para fechar a temporada, o DJ Vinny Depp vai animar o Terraço dia 11 de maio, das 19h30 às 22h30. E de 29 de abril a 10 de maio, outros artistas se apresentarão no Almoço Musical, de 11h30 às 14h30, e no Happy Hour, de 19h30 às 22h30.

ZEBUZEIRA
Aliás, a Universidade de Uberaba prepara exposição de aproximadamente 40 animais (machos e fêmeas) das raças Gir, Guzerá e Sindi... E não se trata de gado de terceiros. É da própria Uniube. O 6º Shopping Zebu Leiteiro Uniube acontece durante ExpoZebu, de 3 a 10 de maio, na Fazenda Escola da Universidade, localizada na BR-050, KM 45, a 26 km de Uberaba. O preço é fixo e o comprador poderá pagar parcelado.

JOVEM RURAL
Por sua vez, o vereador novato Franco Cartafina - presidente do PRB Jovem de Minas Gerais e da Comissão Permanente de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Agronegócio na Câmara de Uberaba, estreou na mesa de debates do Encontro Rural Jovem na ExpoZebu 2013. A terceira versão do encontro aconteceu esta semana com o tema Qual o Agro que Queremos no Futuro? 
INTERNACIONAL
O 3º Encontro Rural Jovem aconteceu na sede da Associação Brasileira de Criadores de Zebu - ABCZ, no Parque Fernando Costa, com a presença do presidente da Rural Jovem do Brasil, Bento Mineiro, e, também, de representantes de associações jovens do Uruguai, Paraguai e Argentina filiadas à Federação das Associações Rurais do Mercosul. Evento teve o apoio de Franco Cartafina e do representante da Rural Jovem em Uberaba, João Vítor, aluno do 4º período de Veterinária da Uniube e integrante do Movimento Uberaba Jovem. A entrada é gratuita.
----------------------
DOBRADINHA
Dobradinha terceira colocada nas eleições majoritárias de Uberaba, o deputado estadual Adelmo Leão (PT) e a servidora municipal Luciene Fachinelli (PSL) não vão repetir a união em 2014, apesar de serem ambos candidatos. Adelmo vai disputar cadeira de deputado federal, enquanto Luciene vai tentar uma cadeira de estadual. Só que o PT trabalha pra lançar chapa pura, apesar de muitos petistas admitirem que gostariam de ver Adelmo/Luciene novamente

SILÊNCIO ESTRATÉGICO --- Diante do silêncio do prefeito Paulo Piau – que não vetou, mas também não sancionou a matéria, o presidente da Câmara, Elmar Goulart (PSL), decidiu promulgar a Lei 11.540, recém-aprovada pelos vereadores, dispondo sobre o couvert artístico em estabelecimentos de Uberaba. 
JUSTIÇA SEJA FEITA
Diz a lei que o estabelecimento comercial que se utilizar do serviço de músicos, comediantes ou outro profissional do meio artístico-cultural, como meio de divulgação da casa e para entretenimento dos clientes deve:
I – fornecer ao artista, sem ônus para o mesmo, alimentação e bebidas não alcoólicas;
II – proporcionar local adequado para o descanso de, pelo menos, 15 minutos, a cada uma hora e 30 minutos de apresentação.
III – e, em caso de fazer a cobrança de couvert artístico dos clientes, é obrigado a repassar, na integralidade, estes valores aos artistas.
--------------------
Djalma e a marca dos pés
(Foto: Divulgação)
NOME E PÉS NO MARACANÃ
O lateral direito Djalma Santos – que se tornou filho adotivo de Uberaba, jogou a primeira partida oficial do Maracanã em junho de 1950, em confronto entre São Paulo e Rio de Janeiro que terminou com vitória paulista por 3 a 1.
Teve o nome gravado na Calçada da Fama do Maracanã em 2000, e, em 2010, deixou as marcas dos pé.
Djalma Santos foi convocado para a seleção brasileira em quatro edições consecutivas de Copas do Mundo, participando dos Mundiais de 1954, 1958, 1962 e 1966. No primeiro título brasileiro, em 1958, Djalma jogou apenas a final, mas foi escolhido como o melhor lateral-direito da Copa. Ele disputou 114 jogos pela seleção brasileira.
----------------
IMORTAL
Academia de Letras do Triângulo Mineiro abriu as portas pela primeira vez para participação do público, em 2013, com um tema que tem tudo a ver: a vida e obra de Mário Palmério - imortal da Academia Brasileira de Letras... Evento aconteceu esta semana, na Biblioteca Municipal, com palestra do jornalista e professor André Azevedo.
Doutor em História pela Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho” - a Unesp, ele baseou a tese que lhe deu o título justamente na vida do fundador da Universidade de Uberaba – Uniube, e que depois se tornou livro. Reunião pública foi também a primeira coordenada pelo novo presidente da Academia de Letras do Triângulo Mineiro, jornalista Jorge Alberto Nabut. 
É lamentável que não se encontre, em cada canto de Uberaba, alguma via pública ou instituição com o nome de Mário Palmério.
----------------------
PSIU! --- Porta-Voz, jornal oficial/virtual do município,  trouxe a nomeação de Roberto de Oliveira para secretário de Infraestrutura de Uberaba na edição do dia 24 de abril, com vigência retroativa a dia 22. Portanto, foram dois dias de silêncio.
1º ESCALÃO
A ascensão já era esperada, mas para médio prazo, já que o próprio Paulo Piau chegou a anunciar a possibilidade de dar status de 1º escalão à Superintendência de Serviços Urbanos - comandada por Roberto de Oliveira. Enfim, o prefeito completa o quadro de seu secretariado - pelo menos até que a Fundação Getúlio Vargas conclua a consultoria que deverá sugerir mudanças profundas na máquina administrativa.
RECAPITULANDO
Roberto da Indaiá – como é conhecido o novo titular da Seplan, é dono de fazer surpresas. Que o diga a turma do PRB! Durante convenção do partido, em junho de 2012, ele quase levou jornalistas, companheiros, amigos, curiosos e até o presidente mineiro da legenda, deputado estadual, Carlos Henrique, ao infarto.
Então presidente do partido, Robertinho abandonou a mesa dos trabalhos, anunciou que estava retirando sua candidatura a prefeito, e ainda, deixando a presidência do PRB. Descobriu-se logo depois que a reação fora motivada pela negativa de Anderson Adauto em apoiar sua candidatura.
ANTECIPAÇÃO --- Ele conquistou o novo cargo na base da competência, do trabalho, da boa vontade, da lealdade” – garantiu um assessor do governo. Responsável pela limpeza urbana, Roberto de Oliveira criou uma página no Facebook para conversar com os internautas, e, em poucos dias já batia recordes de participação popular
--------------------
SEM ARQUIBANCADAS --- Maracanã agora, só tem cadeiras, inclusive na arena  
(Foto: Paola Lage)
----------------
PANE NO TRIBUNAL
E foram tantos os pedidos de vista e tantos tira-põe em sessões de julgamento, que o sistema de acompanhamento informatizado do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais - TRE/MG, amanheceu dia deste, com a informação de que a ação de investigação das eleições de Uberaba havia sido julgada. E mais: que a Corte havia negado provimento ao pedido dos autores. Entretanto, antes que alguém estourasse um champanhe, eis que surgiu a retificação no sistema. Era apenas um erro. Ainda estava valendo o último pedido de vistas do juiz Carlos Alberto Simões.
A NOVELA
E pela 6ª vez a ação foi incluída na pauta de julgamentos do TRE/MG, neste caso para a sessão da tarde/noite de 2 de maio de 2013. O mesmo juiz pediu vistas pela 5ª vez, na última sessão. Pedido de investigação foi impetrado pela dobradinha derrotada no 2º turno de Uberaba - deputado estadual Antônio Lerin e o médico Hélio Massa, ambos do PSB, contra os vitoriosos Paulo Piau e Almir Silva (PR), prefeito e vice-prefeito, respectivamente.
-----------------------
DOSE DUPLA
Enquanto isso, a Associação dos Deficientes Físicos de Uberaba - Adefu, continua fazendo história. Afinal, enviou duas equipes de atletas para torneios estadual e internacional. Liderada pela técnica Andréa Alves Carvalho, a turma do basquete de cadeiras de rodas seguiu para Patos de Minas, onde disputou a 1ª fase do campeonato mineiro (de 26 a 28 de abril). É formada por Salmo, Adriano, Mário, Clarinaldo (Tiririca), Júnior, Lucimar (Dezinho), James, João Nogueira e Henrique.
E três representantes da bocha seguiram para o Canadá, onde disputam o Torneio Internacional Paralímpico de Bocha, em Montreal (de 26 a 30 de abril). São eles: o atleta José Carlos Chagas, o staff Ulisses Lacerda e a técnica Janaína Pessato.
-----------------------
Um dos 33 camarotes "comuns" do Maracanã, já prontos. Outros 45 ainda estão em obras  
(Foto: Paola Lage)
----------------------
ÁREA AZUL DE VOLTA
Área Azul retorna nesta segunda-feira, dia 29 de abril, através Secretaria de Trânsito e Transportes Especiais, Proteção de Bens e Serviços Públicos (Settrans). O programa
- que era gerenciado pela Prefeitura de Uberaba, foi transferido para o Hospital Hélio Angotti, e voltou para a Prefeitura de Uberaba...
OS TÍQUETES
Inicialmente, a fiscalização será feita em apenas alguns pontos, pois, como a Settrans acaba de receber a responsabilidade de gerir a atividade, será necessário contratar mais pessoas. Um estudo estratégico está sendo feito para se reorganizar e melhorar o funcionamento do serviço. A compra dos tíquetes será feita, por enquanto, com o fiscal, no local de funcionamento da Área Azul. E o dinheiro arrecadado será encaminhado, nesse primeiro momento, para programas de Educação no Trânsito.
OS LOCAIS
Segue a relação das vias que inicialmente serão fiscalizas a partir de segunda-feira: rua Tristão de Castro (sentido centro/bairro, pelo seu lado direito, entre a rua São Sebastião e avenida Alberto Martins Fontoura Borges); rua Senador Pena (entre as ruas Governador Valadares e São Sebastião); avenida Leopoldino de Oliveira (no quarteirão formado entre as ruas Senador Pena e prolongamento da João Pinheiro, em ambos os lados); praça Manoel Terra (em torno do Mercado Municipal); rua Artur Machado (5º quarteirão - entre as ruas Presidente Vargas e Padre Zeferino
-------------------
ESTÁGIO EM BAIXA
Presidente da 14ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB/Uberaba, passa aperto com a falta de pessoal para ajudar no atendimento ao público/advogados. É que boa parte dos estagiários simplesmente pediu demissão, ficando um quadro reduzidíssimo de colaboradores. Vicente Flávio Macedo bateu à porta da Seção da OAB/MG em busca de socorro e espera um final feliz para breve.
PLANEJAMENTO
Mas a falta de pessoal para ajudar nos atendimentos da entidade não é a única preocupação que anda queimando os neurônios do presidente da OAB/Uberaba. Com o fim da greve dos servidores da Justiça, Vicente Flávio prevê problemas na retomada dos serviços, que foram acumulados durante a paralisação. Ele tem pedido aos serventuários que façam um planejamento das atividades, de forma que a situação seja normalizada o mais breve possível e sem prejuízos para as partes e os advogados.
------------------

CURIOSIDADE HISTÓRICA 1
Maracanã  foi construído para sediar a Copa do Mundo de 1950
Inauguração do Maracanã em 1950   (Foto: Divulgação)
Localizado na Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro, o Maracanã se destaca entre as exuberâncias turísticas cariocas como o símbolo do futebol no país. O nome oficial Estádio Jornalista Mário Filho é uma homenagem ao falecido jornalista carioca, irmão de Nelson Rodrigues e apaixonado pelo futebol. Mário Filho fundou o Jornal dos Sports e sempre apoiou a construção do maior estádio do mundo.
O Maracanã  foi construído para sediar a Copa do Mundo de 1950, devido ao estado frágil em que se encontrava a Europa no período pós-Segunda Guerra Mundial. Com isso, em 1947, o prefeito do Distrito Federal do Rio de Janeiro, General Ângelo Mendes de Moraes, abriu concorrência pública para o projeto arquitetônico do estádio.
A equipe de arquitetos formada por Waldir Ramos, Raphael Galvão, Miguel Feldman, Oscar Valdetaro, Orlando Azevedo, Pedro Paulo Bernardes Bastos e Antônio Dias Carneiro venceu a licitação.
No ano seguinte, o engenheiro Paulo Pinheiro Guedes iniciou a execução das obras, faltando apenas 22 meses para a abertura da Copa do Mundo.
INAUGURAÇÃO --- Em junho de 1950, o estádio Maracanã foi inaugurado e recebeu milhares de cariocas para assistir às solenidades que tiveram a presença das maiores autoridades e bandas militares. Após a cerimônia de inauguração, houve um amistoso entre as seleções do Rio de Janeiro e de São Paulo que inaugurou o gramado.
DERROTA HISTÓRICA --- Ainda inacabado, o Maracanã sediou os jogos da Copa do Mundo e mostrou a técnica e a criatividade do futebol brasileiro para o resto do mundo. No entanto, apesar da boa atuação, a seleção brasileira não conseguiu erguer a taça de campeão. A derrota para o Uruguai ficou marcada na história do futebol e do imponente Maracanã, que, a rigor, teria sua conclusão em 1965.
Copa de 1950 foi a quarta Copa do Mundo realizada. Estavam previstas as Copas de 42 e 46. No entanto, com a Segunda Guerra Mundial, os dois eventos foram cancelados. A Copa do Mundo contou com 13 países: Bolívia, Brasil, Chile, Espanha, Estados Unidos, Inglaterra, Itália, Iugoslávia, México, Suécia, Suíça, Paraguai e Uruguai.
REFORMAS --- O Maracanã teve sua primeira grande reforma em 1999 com o objetivo de sediar o Mundial de Clubes FIFA em 2000.
Em 2005, fechou os portões mais uma vez para uma nova intervenção quando o Rio de Janeiro conquistou a posição de ser a cidade sede dos Jogos Pan-Americanos em 2007.
Fonte: Várias

CURIOSIDADE HISTÓRICA 2
MÁRIO PALMÉRIO
Mário Palmério         (Fotos: Divulgação)
(A Personalidade)
_1916-1996
A TESE
Título: A consagração do mito Mário Palmério no cenário político do Triângulo Mineiro (1940-1950)
Autor: André Azevedo da Fonseca
Institutição/programa: UNESP/FR/HISTÓRIA
Área de conhecimento: História
Nível: Doutorado
Ano da tese: 2010
Resumo da tese: Na década de 1950 o professor Mário Palmério (1916-1996), futuro autor de Vila dos Confins (1956), foi representado pela imprensa do Triângulo Mineiro como um verdadeiro mito da cultura política regional.
Neste período, como candidato a deputado federal, ele irrompeu como uma espécie de herói salvador nas lutas de representações que procuravam impor um conjunto de ideias para responder às crises sociais, políticas, econômicas e identitárias dessa região historicamente agitada por movimentos separatistas.
Para isso, tal como um personagem de si mesmo, o jovem professor atuou conscientemente durante mais de dez anos para teatralizar uma imagem pública, conquistar distinção social, acumular prestígio e consagrar o seu nome no cenário regional.
Novato na vida partidária, este ator social interpretou os anseios de seu tempo, mobilizou os circuitos de opinião das elites e promoveu uma autopropaganda intensiva para afirmar a vinculação de sua figura a uma série de valores profundamente enraizados na cultura local. Neste período, as crises que perturbavam aquela sociedade fermentavam um campo muito propício para a elaboração de mitologias.
Por tudo isso, em seu discurso, ao invocar o poder das forças históricas em nome da união de seu povo, ao apontar com firmeza o caminho "certo" e "seguro" para a superação das crises, e ao anunciar com entusiasmo a iminente conquista da civilização, da cultura e da prosperidade em sua região, o guerreiro messiânico encenado de modo espetacular pelo candidato Mário Palmério correspondeu à ansiedade dos eleitores por um signo de modernidade capaz de suplantar o monopólio da economia agrária que, naquele momento de instabilidade, parecia definitivamente condenada à bancarrota.
A presente pesquisa procura compreender a ascensão profissional, social e política de Mário Palmério, relacionando as aspirações da cultura regional com a simbologia que este personagem operou naquela sociedade para encenar uma representação sagrada e heróica de sua imagem e de sua trajetória.
TEXTO 2
_Mário Palmério fazia propaganda eleitoral pelo menos desde maio de 1950, antes mesmo da indicação oficial de sua candidatura. Aquela fotografia mágica de Palmério com Getúlio Vargas foi certamente a peça mais memorável da vitoriosa campanha do professor à Câmara Federal. 
Não é difícil imaginar a impressão que os contemporâneos tiveram ao se deparar com a imagem do jovem conterrâneo posando sorridente ao lado de Getúlio Vargas, de botas e bombachas, iluminado pelo sol no pátio da lendária estância Santos Reis. E é claro que essa foi uma das principais imagens empregadas nos panfletos e sobretudo no santinho político que passou a ser distribuído em toda região. 
Milhares de reproduções chegaram às mãos do eleitorado, trazendo no verso as indicações de voto a Antonio Próspero para a prefeitura de Uberaba, a Ovídio de Vito para Assembléia Estadual e a Mário Palmério para a Câmara Federal. Uma curiosa caricatura invocando a imagem do velho Getúlio, de perfil e mãos nos bolsos, completava o verso do santinho político. Mário Palmério costumava autografar as fotos com uma dedicatória do tipo: “Ao prezado companheiro, João Batista Camargo, oferece o Mário Palmério. Uberaba, 21-5-1950.”
*TextoS e foto: “A Construção do Mito Mário Palmério”
*Livro “A construção do Mito Mário Palmério”, obra do professor e jornalista André Azevedo da Fonseca, foi baseado na tese de doutorado em História, concluída por ele com louvor na Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" – Unesp

SOBRE PALMÉRIO --- Ele nasceu em Monte Carmelo (1916) e morreu em Uberaba em 1996, aos 80 anos. Foi político (só na Câmara dos Deputados foram três mandatos); embaixador no Paraguai (nomeado pelo governo João Goulart); escritor (destaque para Chapadão do Bugre e Vila dos Confins); membro da Academia Brasileira de Letras (ocupou a cadeira de Guimarães Rosa); professor; fundador das faculdades de Odontologia (1947), de Direito (1950) e de Medicina (1953) – até chegar na Uniube
--------------------

CURIOSIDADE HISTÓRICA 3
Denominação de ruas
(Dos idos de 1800 a 2012)
Borges Sampaio
(Acervo: Câmara de Uberaba)
Não é de hoje que a Câmara Municipal de Uberaba tem “carinho” especial pela denominação de vias públicas – uma atividade altamente lucrativa em termos de valorização dos autores dos projetos, e, consequentemente, em votos nas eleições.
Lá pelos idos de 1800 o assunto já agitava os vereadores da cidade.
E quem deu o pontapé inicial nas ações que se seguiriam foi o português – nascido na freguesia de Valença do Douro, em 1827, Antonio Borges Sampaio.
O PERFIL
Ele veio para o Brasil em 1844, atrás de trabalho, instalou-se em Santos (SP), empregou-se como caixeiro num estabelecimento que comercializava sal grosso, e posteriormente foi enviado para Uberaba como gerente de uma casa de sal.
Em 1849 fundou a Eloy & Sampaio.
Em 1851, naturalizou-se brasileiro e, no ano seguinte, mudou-se para a rua Arthur Machado, esquina com a praça Rui Barbosa, endereço da primeira casa de Uberaba, construída por Major Eustáquio.
Foi agente do correio, farmacêutico, advogado, promotor, subdelegado de polícia, jornalista, historiador e diretor de Instrução do Distrito de Uberaba.
E, claro, com tanta disposição, se tornou vereador, cargo que ocupou durante 30 anos, entre 1853 a 1883.
Ah, sim! Para se tornar tenente-coronel foi só questão de tempo.
VOLUNTÁRIOS
Em 1855 – achando que já estava passando da hora de morar em uma CIDADE – em vez de VILA, o tenente-coronel português juntou-se ao seu colega vereador e também tenente-coronel Manoel Garcia da Rosa Terra, uberabense de nascimento, e os dois percorreram Uberaba para fazer um recenseamento.
O resultado foi acatado pela Câmara, que o encaminhou à assembleia legislativa provincial requerendo a elevação de Uberaba.
A vitória veio em 2 de maio de 1856.
NOVA EMPREITADA
O recenseamento – apesar de ter resultado na elevação da Vila a Cidade, provocou outra angústia no tenente-coronel e vereador de Uberaba nascido em Portugal. Ele percebeu que Uberaba tinha poucas vias públicas com denominação, o que não condizia com a nova condição de Cidade.
Em artigo escrito e publicado 25 anos depois, Borges Sampaio contou que, em 1855 Uberaba tinha algo em torno de 20 ruas devidamente denominadas.
*Entre elas:
_ Rua do Commercio
_ Rua do Mamede
_ Rua dos Bois
_ Rua Direita ou Grande
_ Rua de Santo Antonio
_ Rua da Alegria
_ Rua do Collegio
_ Rua do Padre Antonio
_ Rua do Pedro
_ Rua de Manoel Antonio
_ Rua de Santa Rita
_ Largo da Matriz Nova
_ Rua do Rancho
Em seu artigo – de 49 páginas, escrito em 1880 e publicado em 1886, Borges Sampaio se queixou de que, até 1879, a Câmara não tinha tomado providências para regularizar a nomenclatura de Uberaba, o que provocava transtornos para a população, especialmente para os comerciantes – como ele, por exemplo, que não tinham uma identificação de endereço.
Mas em 18 de dezembro de 1879 o tenente-coronel parece ter levado uma “rasteira”.
RASTEIRA
Ressalte-se que, em momento algum Borges Sampaio reclama dos companheiros, mas fica evidente, pelo histórico do seu artigo, que a Câmara ignorou sua luta, e aprovou requerimento do vereador alferes Joaquim Rodrigues de Barcellos, criando uma comissão para “o mais breve possível, denominar todas as ruas da cidade e numerar as casas respectivas”.
Na sessão de 24 de fevereiro de 1880 a Câmara instalou a comissão especial formada pelos vereadores alferes Joaquim Rodrigues (autor do requerimento), capitão José Bento do Valle e Quirino Rodrigues de Miranda “para assentar-se sobre as respectivas denominações das ruas”.
Quatro dias depois, como era de se esperar, Borges Sampaio apresentou um extenso trabalho sobre nomenclatura de ruas e pediu para fazer parte da comissão.
Pedido – de acordo com ele mesmo, foi aprovado por unanimidade.
SEM SAÍDA
Pouco tempo depois, Borges Sampaio apresentou um trabalho extremamente detalhado, incluindo estudos historiográficos, biografia dos principais personagens uberabenses da época, pesquisas referentes ao clima e observações meteorológicas.
Quando o tenente-coronel morreu em 1908, seu projeto já tinha sido aprovado por unanimidade pela Câmara – definindo a “nomenclatura das ruas, travessas, becos, colinas, templos e edificios publicos da cidade de Uberaba, provincia de Minas Geraes; precidida de um breve historico do começo, situação, dimensões e hydrologia desta povoação; razões que justificão a nomenclatura”.
Inicialmente chamada de Rua Direita ou Grande, tornou-se
rua Vigário Silva na nomenclatura "desenhada" por Borges Sampaio
(Foto: Acervo do Arquivo Público de Uberaba)
(Autoria desconhecida) 
NOVA MOMENCLATURA
Só de ruas eram mais de 60, e, claro, com homenagens a todos os coronéis de antes e durante o período em que o projeto foi aprovado, além de todos os santos.
Borges Sampaio não esqueceu ninguém, e nem faltou via pública pra tantas homenagens.
Foram denominados ainda, os becos, as travessas e os largos.
*Alguns exemplos:
_ Rua do Major Eustachio
_ Rua do Vigario Silva
_ Rua do Capitão Domingos
_ Rua do Padre Zeferino
_ Rua do Bispo
_ Rua da Imperatriz
_ Rua do Imperador
_ Rua da Princeza
_ Rua Major Barcellos
_ Rua Santo Antonio
_ Rua São Jose
_ Rua Santa Rita
_ Rua São Miguel
_ Rua São Joaquim
Fonte 1
Revista do Arquivo Público Mineiro
Volume: 1
Páginas: 289-338
Ano da publicação: 1896
Título do artigo: Nomenclatura das ruas, travessas, becos, colinas,
templos e edificios publicos da cidade de Uberaba,
provincia de Minas Geraes; precidida de um breve historico do começo, situação, dimensões e hydrologia desta povoação; razões que justificão a nomenclatura.
Autor: SAMPAIO, Antonio Borges
Edição: Imprensa Oficial de Minas Gerais
Local de Publicação: Ouro Preto-MG
Fonte 2
Projeto Memória Vida
Câmara de Uberaba
Sobre Antonio Borges Sampaio
Foto Antonio Borges Sampaio
Prefeito: Henrique Raimundo dês Genettes

CURIOSIDADE HISTÓRICA 4
Henrique Raimundo dês Genettes
Ele trocou a Farinha Podre pelo Triângulo Mineiro e fez a 1ª manifestação separatista
Dês Genettes: a foto é a mesma espalhada por
todos os cantos, mas o nome...haja diferenças!
(Foto: autoria desconhecida)
Francês, diplomado em medicina, Henrique Raimundo dês Genettes mudou-se  para Uberaba em 1853, como médico do Batalhão de Guardas Nacionais.
Homem erudito e orador fluente, exerceu várias funções, auxiliando Fernando Vaz de Melo a fundar, em 1842, o primeiro estabelecimento de instrução secundária em Uberaba (atual Colégio Marista Diocesano).
Em 1859, edificou um colégio para o ensino de português, latim, francês, geografia, aritmética, geometria e retórica (Rua Manoel Borges). Em 1862, participou da construção do Teatro São Luís e escreveu peças para serem ali representadas.
Jornalista, iniciou a imprensa do Triângulo Mineiro e publicou, em 1874, o primeiro jornal de Uberaba e do Triângulo, nomeado de Eco do Sertão.
Além disso, assumiu os cargos de professor, médico, vereador, advogado e inspetor da instrução pública. Apoiou a construção da Santa Casa.
O NOME DA REGIÃO
Henrique Raimundo dês Genettes Deu ao Sertão da Farinha Podre o nome de Triângulo Mineiro e, em 1875, desenvolveu a primeira campanha separatista, desejando anexar a região ao Estado de São Paulo.
Ordenou-se padre em 1876 e, em seguida, foi nomeado vigário. Durante sua gestão, o município vivenciava:
*A reanimação do comércio com a chegada de famílias ricas, uma vez que a guerra civil dificultou a vinda de algodão da Europa.
*A promoção do alistamento de voluntários da Pátria para se incorporarem à Guarda Nacional, tendo em vista a organização do sistema de defesa militar diante da ameaça da invasão do Paraguai.
*A invasão do território do Mato Grosso (atual Estado do Mato Grosso do Sul), pelas tropas do Paraguai, em 12 de fevereiro de 1865.
*A criação de fundo de assistência para garantir o socorro aos soldados feridos em combate ocorre e anunciação da vitória brasileira na Batalha do Riachuelo, durante os conflitos da Guerra do Paraguai.
*A divulgação da vitória brasileira na guerra do Paraguai e realização de festejos pela Câmara e Igreja Matriz, a fiscalização rigorosa sobre o comércio local, pois a abertura de novas empresas exigia a regularização da documentação junto à Prefeitura Municipal, a indicação de Hermógenes Cassimiro de Araújo, filho do Barão da Ponte Alta, para o cargo de administrador da Recebedoria de Ponte Alta (1866).
*O estabelecimento – pela Câmara – de critérios para o alinhamento das ruas, observados a partir das construções das casas, de forma a permitir o arruamento e a canalização de córregos e regos d’água.
*A apresentação sem fardas e sem espadas dos recrutas mineiros aquartelados em Uberaba, provocando embaraços aos vereadores e alguma deserções.
*A implementação do comércio de sal com o Mato Grosso, intensificando o trabalho dos condutores de carros de bois destinados àquele estado. (1867)
OBS.: Note-se a importância deste Porto para a economia local, devido à transferência da “rota salineira” de São João Del Rey, para a região de Uberaba. Ponte Alta era o caminho das tropas, vindas da estrada do Anhangüera, no Estado de São Paulo.
Fonte:
Arquivo Público de Uberaba. Disponível em:
http://arquivopublicouberaba.blogspot.com

BREVE TRAJETÓRIA DE UBERABA - 193 ANOS
De 1660 a 1670 a Região do Triângulo Mineiro recebeu vários nomes: Sertão do Novo Sul, Sertão Grande, Sertão Sul e Geral Grande.
Outro nome recebido foi “Sertão da Farinha Podre”, termo nascido em 1807, quando uma bandeira saiu do Desemboque e invadiu os sertões do Pontal do Triângulo Mineiro até às margens do Rio Grande. Os viajantes deixavam sacos de farinha no caminho para comê-los na volta. Ao retornarem ao local encontravam a farinha apodrecida. Outra explicação para o nome “Sertão da Farinha Podre” seria originária de uma região portuguesa de onde vieram alguns portugueses exploradores.
O nome Triângulo Mineiro ficou conhecido a partir de 1884, denominação idealizada pelo Dr. Raymond Henrique Des Genettes, médico francês, jornalista e político, radicado em Uberaba, por saber que a região situada entre o Rio Grande e o Paranaíba, terminava na junção de dois rios, formando o Rio Paraná, apresentava a forma aproximada de um triângulo...           
Marta Zednik de Casanova
Superintendente de Arquivo Público de Uberaba

Especial
FRANÇOIS DES GENETTES
(1801-1889)
O sábio que fez de tudo um muito
*Por Luiz Ernesto Wanke
*Em 19/04/2011
Ele tinha vários nomes: Dr. Francisco, Padre Henrique, Degenettes.
O nome completo brasileiro foi Raymundo Henrique des Genettes, e o de origem francesa, François Henry Trigant des Genettes.
O leitor já ouviu falar? Pois lhe apresento um francês, naturalizado brasileiro, que cuidou da saúde de nossos cidadãos como médico, da alma de seus paroquianos como sacerdote e da paisagem como naturalista pioneiro.
Levantou as bases geológicas de Minas Gerais e do Planalto Central (antes da Comissão Cruls), mediu pela primeira vez a altura do Pico da Bandeira, descobriu minas de ouro e jazidas de diamantes (como a Bagagem Diamantina, onde viveu em seu famoso lupanar Dona Beija de Araxá e também ali foi achado o diamante Estrela do Sul, até hoje um dos maiores do mundo), foi um liberal ativo e de origem que lutou nas revoluções francesas de 1830 e na mineira de 1842, sendo preso nesta última.
Como político, foi um dos fundadores do Partido Liberal e, em Uberaba, foi promotor público, delegado de polícia, presidente da Câmara Municipal, culminando com o cargo de prefeito.
Escreveu livros e peças teatrais, fundou a cidade de Santo Antônio do Cavalheiro, em Goiás, foi professor e fundou o primeiro colégio em Meia Ponte (Pirenópolis), descobriu a Cidade Perdida (hoje chamada de Cidade de Pedra – a Vila Velha de Pirenópolis), achou fósseis de animais gigantes que descreveu para o Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro e, no final da vida, foi sacerdote da Igreja Católica na região do hoje Distrito Federal.
E por aí vai... Não foi um cara que "fez de tudo um muito", como o definiu o notável historiador Paulo Bertran?
Genettes viveu num Brasil muito jovem, desde 1835, ainda na época do regente Feijó – quando foi expulso do navio francês Minerva por ter matado em duelo um colega oficial de bordo – até sua morte em 1889.
Chegou a ver a abolição, mas não a queda do império.
Como jornalista, foi pioneiro.
Ele mesmo conta: "Em 1874, fundei em Uberaba, a primeira imprensa do sertão, o jornal liberalíssimo O Paranayba, que depois teve seu nome mudado para Echo do Sertão."
Se o leitor tiver muita curiosidade, pode ler raros exemplares na internet.
Um mergulho em busca do ouro
Seu jornal promovia campanhas, principalmente em favor do melhoramento da região, tirando-a da invisibilidade – como dizia – e promovendo seu progresso.
Foi numa dessas campanhas que se mudou o nome primitivo de Sertão da Farinha Podre para Triângulo Mineiro.
O termo "farinha podre" provinha do costume dos viajantes pendurarem sacos de farinha nos galhos das árvores do sertão para, na volta, aproveitá-los. Quando esquecidos, a farinha apodrecia. E a denominação "Triângulo Mineiro" permanece até nossos dias.
Desanimado com o abandono, Genettes também defendeu a independência da região – que já fora de Goiás – e sua anexação à Província de São Paulo.
Era um arguto observador e seu texto próprio de um bom jornalista.
Como no trecho ainda inédito abaixo, tirado de seu diário, quando em 1880 estava no Rio Bagagem em Goiás, perto da vila do Muquém, onde se faziam romarias dedicadas a Nossa Senhora da Abadia (vide o romance O Ermitão do Muquém, de Bernardo de Guimarães):
"O Rio Bagagem nasce nos altos platôs da Serra da Mangabeira, corre para o norte e é um dos tributários do Rio Maranhão. Riquíssimo em ouro foi muito trabalhado, mas para baixo do lugar onde atravessei, as serras se apertam e as águas correm numa bica formando rápidos e uma queda d’água. O senhor Dionísio, sacristão da igreja do Muquém, foi há anos como alguns outros parentes e companheiros, trabalhar de mergulhador.
O mergulho se faz da seguinte maneira: o mergulhador, inteiramente nu, leva consigo um saco de couro cuja boca tem um círculo de ferro ao qual está amarrada uma corda feita de casca de cipó de imbu. Tudo preparado, o mergulhador ata aos pés uma laje e se deixa escorregar por uma corda onde os companheiros seguram, chegando até o fundo do rio. Desata a pedra e com os pés arrasta o cascalho do rio para a boca do saco, dá sinal aos companheiros que puxam a corda e o fazem surgir à flor d´água. Depois, puxam o saco com as pedras.
Assim praticava Dionísio, demorando-se cerca de três a quatro minutos debaixo d´água. Quando finalmente sai, fica sufocado, levando um quarto de hora para se restabelecer. Tiram então o saco da água e derramam o conteúdo sobre o couro para tirar água com areia e apurar o conteúdo da bateia. O resultado da operação foi uma folheta de ouro de 44 oitavas que foi vendida ao senhor José Joaquim da Silva. Era um pedaço de ouro que tive em minhas mãos, arredondado e sobre as arestas tinha um decímetro de comprimento e quatro centímetros de largura. O couro tinha trazido mais de 12 oitavas de ouro em folhetos e pepitas, de diferentes pesos e 15 oitavas em ouro em pó. Num mergulho tinha rendido 71 oitavas de ouro, no valor de duzentos e oitenta e quatro mil reis. Por esta narração é fácil se julgar a riqueza do Rio Bagagem."
"Uma ligação que se prende às raças asiáticas"
Seu senso de observação era notável. O outro trecho abaixo, foi retirado pelo autor de seus manuscritos – diário de viagens – quando, em 1836, fazia a viagem inaugural no Brasil, do Rio até Ouro Preto, onde trabalhou e viveu até a Revolução de 1842. Naquela ocasião, Genettes desviou-se do seu caminho para visitar uma tribo de índios coropós, bem no nordeste de Minas, na altura das nascentes do Manhuaçu, ainda virgem da influência dos brancos:
"Durante os poucos dias que estive com os coropós encontrei os seguintes vislumbres de religião: acreditam num espírito bom que eles chamam de Araia e num mau que chamam de Entzone. Também que os coropós acreditam na transmigração da alma, outra crença vinda da Ásia.
Na primeira palavra que me fiz repetir muitas vezes encontro um vocabulário verdadeiramente sânscrito. Uma exclamação, porém escapada de uma menina vem me confundir:
`Tao´!, brada.
Ignoro o significado, me dirijo ao coropó civilizado (seu guia, que falava português) e lhe pergunto o significado. O índio me olha admirado e me pergunta quem me ensinou este nome. Respondi que ouvi, mas não notei de quem. Então, meu guia com olhar misterioso responde:
`Tao tububiscu... Tao é Deus e tebubiscu é trovão... Logo, Deus do Trovão!´"
Fico absorto, três letras me puseram fora de mim: Tao em ecualdunak (dialeto basco de origem sânscrita) é o nome venerado de Deus, o jeová dos hebreus é o Tezeu do sânscrito, ou antes, o Zeus e o Theos do Gregos. Finalmente, como conhecemos, é o Deus onipotente. Guilherme de Humboldt diz ter encontrado em dialeto dos índios palavras ecoares e não é possível encontrar mais notável prova. Estou convencido que não foi a influência da civilização porque os padres não sabem ou não usam este nome para significar Deus. Então de onde vem este conhecimento? Duas palavras nativas e primitivas voaram nas asas do vento através do Pacífico, sobrepujaram os Andes e vieram se estabelecer sobre as florestas do continente? Impossível! A explicação que encontro é a de que através de tantos séculos há uma ligação hoje desconhecida que se prende às raças asiáticas. Esperemos: o tempo e o estudo hão de me ilustrar."
Um tema "heterodoxo e muito perigoso"
Com respeito a este magnífico texto, há que se fazer alguns comentários:
1) pesquisei e achei o termo correspondente para Araia no sânscrito e nesta língua – a mais primitiva da humanidade – esta palavra significa "espírito nobre".
2) Embora não cite o nome, tudo leva a crer que o guia de Genettes era Guido Pocrane, o índio coropó que o sertanista Guido Marlière aculturou, deu seu nome e era seu braço direito (hoje, ambos, Marlière e Pocrane, são nomes de municípios em Minas Gerais). Mas por que Marlière entrou nesta história? É que Genettes na ocasião estava hospedado na Fazenda Guidoval – de Marlière – e dali partiu para visita à aldeia coropó.
3) A hesitação e o espanto do índio guia era de receio por causa da reação provável de Genettes, já que esse índio tinha sido convertido ao catolicismo e estava esclarecendo dúvidas sobre a religião primitiva da tribo.
4) Este episódio foi o estopim para que – eu e meu filho Marcos Luiz – concluíssemos que nossos índios tinham resquícios do taoismo – portanto, sendo de origem chinesa – e escrevêssemos o livro Brasil Chinês. Claro que não foi somente este episódio, mas sim, uma longa pesquisa de dez anos até acharmos uma prova definitiva: um geoglifo pré-colombiano e desenhado em cima de montanha, num deserto norte-americano, reproduzindo exatamente o ideograma chinês shan, no estilo kaishu, também significando montanha, um dos elementos de reverência religiosa do povo chinês desde a antiguidade até hoje.
Em 1875, morreu sua mulher e, desolado, Genettes foi ser padre no Planalto Central. Vendeu seu jornal, abdicou dos cargos que tinha em Uberaba, mas seu espírito jornalístico continuou em plagas goianas. Publicava seus escritos nos jornais Província de Goiás e Publicador Goiano. O carro-chefe de suas ideias, nesta época, era o que chamava "Estudos Pré-Históricos" e trouxe a Genettes muitos aborrecimentos devido à oposição de seu bispo, que achava o tema "heterodoxo e muito perigoso". Dos apontamentos que tenho, o mais importante foi a teoria de que a Lua teria sido arrancada da Terra por um asteroide que se chocou a ela em tempos muito remotos. Amostras de rochas trazidas pela Apolo 16 confirmaram a hipótese de Genettes. Outra observação foi da notável horizontalidade dos montes goianos, determinada – segundo os mesmos estudos – por um cometa que passou muito perto da Terra e, pelo atrito e gravidade, derreteu as calotas polares, elevando os níveis do mar até a altura daquelas montanhas, nivelando-as.
"Apenas um simples e obscuro erudito"
Papéis velhos servem também para reformar a História. Por exemplo, com respeito às citadas jazidas de diamante da Bagagem Diamantina, Genettes escreveu:
"Em 1849, descobri a Bagagem Diamantina, onde me demorei com o comendador Joaquim Machado de Morais. Nomeado engenheiro dos terrenos diamantíferos, fui eu quem mediu e dividiu o terreno em lotes, fornecendo ao governo da província o mapa topográfico e uma memória sobre o diamante que ainda deve existir no arquivo da Província de Minas Gerais." Pois bem, a História não guardou o nome de Genettes como o descobridor dessas jazidas. Mas a referida memória sobre o diamante ainda existe no Arquivo Público de Minas Gerais sob o título de "Diamantes na Bagagem", Imprensa Oficial de Minas Gerais – Belo Horizonte –Volume 4 – Data: 1899. Enfim, se este artigo não servir para nada, pelo menos se resgate a importância de Genettes como o verdadeiro descobridor dessas jazidas.
Foi um sábio? Quanto a isto deixamos que ele mesmo se defenda:
"Não sou um sábio, sou apenas um simples e obscuro erudito que trabalha por amor à ciência, esforçando-me para levantar um canto do véu da natureza e melhor conhecer o Pai celeste, que se revela a nós pela perfeição de sua obra. Gostaria de levar uma pedrinha ao edifício glorioso."
Os manuscritos de Genettes foram comprados em 1978 num pacote de documentos históricos, pelo autor e seu filho Marcos Luiz, numa loja de coleções de Curitiba.
--------------------





Nenhum comentário:

Postar um comentário