6 de junho de 2013

CONTA-GOTAS...Notícias

A PEDIDO DOS ALUNOS DO 1º ANO DE MEDICINA DE BARRETOS
(Inclusive minha sobrinha Lígia Caetano Carneiro )
***************************************************

Através de texto lido pelo ator Reynaldo Gianecchini, o Hospital de Câncer de Barretos, SP, acaba de lançar uma campanha pela implementação de voos comerciais na cidade. Objetivo é facilitar o acesso dos pacientes, familiares e médicos ao hospital.
Tem gente que viaja seis horas, 20 horas, e até vários dias para chegar ao Hospital de Câncer de Barretos, e bem perto, a oito quilômetros do hospital, tem um aeroporto, mas sem voos comerciais” – afirma Gianecchini.
Maior que o Aeroporto Santos Dumont --- mas, acredite: sem avião!” – lamenta ele.
É possível ter um voo pra Barretos? Vamos convencer uma companhia aérea que sim, que é possível!” – complementa o ator, que recentemente superou um câncer no sistema linfático.
A campanha inclui acessar o site http://www.voocontraocancer.com.br/ e manifestar apoio.

---------------------

Ministro Fernando Pimentel - "nomeado" padrinho de megaprojeto de Uberaba, fez campanha
para Paulo Piau, inclusive pedindo votos no Calçadão da Artur Machado, conforme
mostra o flagrante de Grasiano Sousa
PREFEITO DE UBERABA DIZ QUE VIAGENS PROMOVEM O DESENVOLVIMENTO
Em apenas um dia, em Brasília, Paulo Piau 
foi recebido por quatro ministros de Estado
Uberaba volta a ter um trânsito republicano com o governo do Estado, e esta é uma condição que beneficia o município. Comentário foi feito pelo prefeito Paulo Piau (PMDB), nesta quinta-feira, 6 de junho, através de entrevista por telefone – gravada e divulgada pela assessoria de imprensa da Prefeitura de Uberaba.
Ele estava em Belo Horizonte, onde acabara de cumprir uma extensa agenda em setores do governo estadual.
Na capital, Paulo Piau acompanhou decisão importante da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais – Codemig, principal motivo da comemoração. A companhia oficializou a doação de área para a Petrobras construir a fábrica de amônia de Uberaba – no Distrito Industrial III/Bairro Industrial.
A reaproximação com o governo do Estado tem sido, por si mesma, uma conquista muito importante” – avaliou.
O PADRINHO ---- E falando em fábrica de amônia, o prefeito passou o dia anterior, 5 de junho, em Brasília, numa série de articulações, inclusive no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior – comandado pelo mineiro e petista Fernando Pimentel.
Ele é o padrinho da nossa fábrica de amônia” – comentou Paulo Piau, lembrando que esta “função” já foi de outro mineiro: o ex-vice-presidente da República, José Alencar.
QUEM FICA PARADO É POSTE
O prefeito aproveitou a entrevista para defender suas viagens a Belo Horizonte e Brasília. “É muito importante a presença do prefeito em Uberaba, mas as viagens também são imprescindíveis” – disse ele. Paulo Piau lembrou que, só na ida a Brasília, dia 5, esteve com quatro ministros.
Além de Fernando Pimentel, manteve contato ainda com os ministros do Turismo, Gastão Vieira; da Saúde, Alexandre Padilha, e da Cultura, Marta Suplicy.
 “Deixamos vários projetos encaminhados” – afirmou o prefeito.

PARCEIROS - Local onde o rio Claro deságua no Córrego da Saudade - um afluente do rio Uberaba
(Foto: Divulgação/Codau)
RIOS VÃO SOMAR 1.700 LITROS DE ÁGUA POR SEGUNDO NO ABASTECIMENTO DE UBERABA
Ainda assim, outras ações estão sendo desenvolvidas com o objetivo de dar tranquilidade à Uberaba do futuro
Assim que a adutora do rio Claro entrar em funcionamento, na sua capacidade máxima, o abastecimento de Uberaba vai atingir uma vazão de 1.700 litros de água por segundo – que é a soma dos atuais 900 l/s do rio Uberaba com os 800 l/s liberados na semana passada pelo Instituto Mineiro de Gestão das Águas – Igam, na outorga definitiva do rio Claro.
REFORÇO ---- Ainda assim, o presidente do Centro Operacional de Desenvolvimento e Saneamento de Uberaba – Codau, engenheiro e ex-prefeito Luiz Guaritá Neto, não está satisfeito. Ele acredita que, para oferecer uma boa estrutura para o futuro, o Codau terá que investir em projetos extras. Uma das alternativas em estudo é a construção de barragens, que receberiam e armazenariam as águas das chuvas, de forma a complementar o abastecimento em períodos de seca, quando os níveis dos rios Claro e Uberaba ficam baixos.
APOIO --- Além disso, não basta – segundo Luiz Neto, investir apenas no aumento da vazão. A captação precisa de uma estrutura de apoio. Diante disso, o Codau já está construindo uma terceira Estação de Tratamento de Água – ETA, enquanto o complexo atual, com as ETA´s I e II, está sendo modernizado.

ADUTORA DO RIO CLARO ENTRA EM OPERAÇÃO EM 2015
Incluindo os prazos para a liberação das licenças ambientais e realização de licitações, as obras no rio Claro devem entrar em operação em 2015. Por enquanto, o Codau aguarda a conclusão do processo de pedido das licenças ambientais para dar prosseguimento ao projeto de captação no rio Claro. Documento será enviado para a Caixa Econômica Federal, a quem caberá dar o sinal verde para a abertura da primeira licitação, neste caso, para a compra da tubulação que vai compor a adutora. Detalhe: além da Caixa, o Tribunal de Contas da União também terá acesso à documentação.
1ª LICITAÇÃO --- Projeto e planilha de preços já estão na CEF – guardiã dos R$ 53 milhões conseguidos a fundo perdido junto à União para serem investidos nas obras. Os recursos estão assegurados no Programa de Aceleração do Crescimento 2 – o PAC/2, através do Orçamento da União, e cerca de R$ 30 milhões serão usados na compra da tubulação (35 km de tubos de 800 mm em ferro fundido). Expectativa é de que, até no final de julho de 2013, esta fase já esteja chegando ao final.
AS OBRAS --- Adquirida a tubulação para a implantação da adutora, terá início um novo processo licitatório, neste caso, para a realização das obras. Previsão é de que a concorrência aconteça em setembro de 2013, e que as obras sejam iniciadas em dezembro deste ano, ou após o período chuvoso. Tempo de execução das obras de implantação da adutora: 18 meses. Em outras palavras, a adutora entrará em funcionamento com sua capacidade máxima no final do primeiro semestre de 2015.
Traçado da adutora do rio Claro
Segue o caminho da Ferrovia Centro-Atlântica - FCA/Uberaba, até a estação de Itiguapira, passando pela comunidade da Serrinha.
---------------
PATERNIDADE ---- Ex-presidente e cogitado pra reassumir o PSDB de Uberaba, engenheiro civil e estatístico Luiz Cláudio Campos, mandou e-mail comentando notícia  sobre o “Mutirão do Direito a Ter Pai” - evento que a Defensoria Pública de Minas Gerais vai realizar em outubro na cidade, para promover reconhecimento de paternidade, seja de forma espontânea, ou através de investigação – inclusive com exames de DNA.
O EXEMPLO
Diz Luiz Cláudio que a campanha  “Mutirão do Direito a Ter Pai” merece o apoio de toda pessoa ou instituição pública e privada. E compara: “Existe um exemplo que já ultrapassa dois milênios, que é o maior de todos os exemplos em relação ao direito e à importância da paternidade. Jesus - concebido pelo Divino Espírito Santo, teve o carpinteiro José, o esposo de Maria, como seu pai aqui na terra. Este é o principal ensinamento e reconhecimento da importância emblemática da figura paterna.”
---------------
SÓ PRA CONTRARIAR  --- Esta é a principal foto da galeria de imagens do site www.canaluec.com.br,
e mostra o placar do jogo Uberlândia X Uberaba, dia 16 de março de 2013, no Parque do Sabiá,
em partida válida pela 6ª rodada do módulo II de 2013
UBERABA X UBERLÂNDIA
(Cada uma na sua...)
Região Metropolitana do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba – proposta pelos prefeitos de Uberaba, Paulo Piau, e de Uberlândia, Gilmar Machado (PT), continua rendendo opiniões as mais variadas. Através de e-mail, o estudante Aleff Madruga, ex-peemedebista, e agora envolvido com a criação da Rede Sustentabilidade da ambientalista Marina Silva, comenta: “Acredito que será melhor e mais viável lutarmos para a criação de duas regiões metropolitanas: a de Uberaba e a de Uberlândia”.
(Do contra...)
Vale lembrar que a primeira oposição pública à ideia da criação da RM do Triângulo/Alto Paranaíba partiu do próprio líder do prefeito na Câmara, vereador Tony Carlos (PMDB) – defensor apaixonado da transformação do Triângulo em Estado. Tony teme que, na criação de uma RM, Uberlândia assuma a liderança e acabe “engolindo” Uberaba politicamente. Partiu dele também, a sugestão de se criar duas RM´s – uma de Uberaba e outra de Uberlândia.
(Marketing...)
Por sua vez, o leitor Jair Dikman mandou e-mail em que comenta o tratamento dispensado a Uberaba e Uberlândia pela revista Guia Quatro Rodas - da Editora Abril.
Notei a ausência de Uberaba na edição de 2013 e, inclusive enviei um e-mail à Prefeitura de Uberaba/Secretaria de Turismo, citando tal fato” – revela Dikman.
Diante do espaço destinado a Uberlândia, ele comenta: “Tudo leva a crer que nossa rival, no mínimo tenha agido através de seu departamento de marketing, para que a cidade fosse divulgada em destaque.”
Ainda segundo ele, meses atrás o governo de Uberlândia divulgou matéria de várias páginas na revista Veja, com o objetivo de promover a cidade em âmbito nacional. “Que sirva de exemplo também” – afirma Dikman.
(Diferença...)
O Guia Quatro Rodas - que divulga, anualmente, o melhor em hotéis, restaurantes e atrações turísticas, além do mapa rodoviário do país, dá tratamento diferenciado às duas maiores cidades do Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba. 
(Uberaba no mapa...)
No que se refere à edição de 2013, Uberaba está lá, devidamente citada no mapão rodoviário encartado na revista. Nem podia ser diferente, já que o mapa traz TODAS as cidades brasileiras. Porém, ao longo das 956 páginas divulgando 4.750 hotéis, 3.000 restaurantes e 4.200 atrações turísticas, sabem quantas vezes Uberaba é citada? Acertou quem respondeu NENHUMA. Em contrapartida, Uberlândia tem lugar garantido na divulgação de seus hotéis, restaurantes e atrações...
(Outras cidades...)
Por sua vez, a edição de 2012 divulga nove hotéis e três atrações turísticas de Uberaba: ExpoZebu, Museu dos Dinossauros e Parque Ubatã. Um pequeno resuminho colocado nas páginas extras em espaço intitulado +Cidades (tradução: “Outras”). Uberlândia aparece na parte principal da publicação, com dezenas de hotéis, restaurantes e atrações.
(O preço das diárias...)
Abrindo cada assunto na edição de 2012, estão informações sobre a cidade em questão. Eis a íntegra dos dados sobre Uberaba: “Chico Xavier viveu aqui, e muitos de seus seguidores visitam a cidade. Durante a ExpoZebu as diárias dos hotéis aumentam consideravelmente”.
(A capital...)
Eis a íntegra dos dados sobre Uberlândia : “Mais conhecida como a capital do Triângulo Mineiro, Uberlândia tem perfil de cidade de negócios. Prova disso é a gigantesca estrutura para eventos do Center Convention, localizado em um complexo que engloba também um hotel e um shopping center. Nos fins de semana os moradores curtem o Parque do Sabiá, maior área de lazer do município”.

A FILA CRESCE... Enquanto o Guia Quatro Rodas critica o valor das diárias dos hotéis durante o evento, o futuro presidente da Câmara de Uberaba – mandato 2016, vereador Kaká Carneiro (PSL), lamenta que a ExpoZebu não tenha mais seus famosos e tradicionais shows artísticos. E assim, acaba de lançar a campanha “Volta com os shows, ABCZ!” Na abertura da ExpoZebu 2013, o deputado federal e vice-líder do PSD na Câmara dos Deputados, Marcos Montes, também pediu a mesma coisa para a Associação Brasileira dos Criadores de Zebu.

Márcio Nobre e Elmar Goulart defendem parceria entre as câmaras de Uberlândia e Uberaba
(Foto: Rodrigo Garcia)
PRESIDENTE DA CÂMARA DE UBERLÂNDIA DEFENDE PESQUISA DE OPINIÃO SOBRE A REGIÃO METROPOLITANA NOS 66 MUNICÍPIOS DA JURISDIÇÃO
A proposta de criação da RM Triângulo/Alto Paranaíba – envolvendo as duas cidade, não é a única ação que está correndo por fora na histórica disputa entre Uberaba X Uberlândia. Os presidentes das duas câmaras municipais também estão praticando a política da boa vizinhança. Márcio Nobre (PSDC), de Uberlândia, visitou Elmar Goulart (PSL) esta semana, quando chegaram à conclusão de que têm enfrentado problemas similares.
ESPAÇO FÍSICO --- Com apenas 14 vereadores, a Câmara de Uberaba corre atrás de um espaço mais amplo para atender à demanda, enquanto a Câmara de Uberlândia – com 27 vereadores, busca a mesma coisa.
APROXIMAÇÃO --- Márcio Nobre e Elmar Goulart – que se conheceram agora, em 2013, avaliaram que as duas representações legislativas têm muito a ganhar se se tornarem aliadas. Ambos defenderam que a histórica rixa entre Uberaba e Uberlândia deveria ficar no passado.
A POLÊMICA ---- Entretanto, quanto à proposta de criação da Região Metropolitana do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, o presidente da Câmara de Uberlândia não pareceu muito animado. Até defendeu que, em vez da RM, seja criada uma região integrada, que – segundo ele, poderia englobar também Araguari e Araxá, esta última, por sugestão de Elmar.
VOX POPULI --- E finalmente alguém fala alguma coisa recheada de senso nesta história de RM. Márcio Nobre defendeu – e Elmar Goulart concordou, que seja feita uma pesquisa com a população dos 66 municípios que integram as macrorregiões de Uberaba – Triângulo Mineiro, e de Uberlândia – Alto Paranaíba. O povo daria a palavra final.
-------------
DESABAFO --- Professor Rowlian Dantas – nascido e criado em Uberaba, se diz indignado com a falta de segurança pública na cidade. Conta que, dia 3 de maio, estava com o pai no Hospital São Domingos, quando seu carro foi furtado - Parati track field 2007/2008 preta, placas DVR 2737, ainda faltando dois anos e meio para concluir o pagamento. “Se não bastassem a dor e o desespero pela situação de meu pai, que sofreu um AVC transitório, também senti na pele a indignação e a sensação de insegurança” – desabafou.
DESABAFO 2 --- Rowlian Dantas revela que, até quinta-feira, 6 de junho, não tinha notícia de seu veículo, e como não tem seguro, ficou sem meio de transporte para trabalhar. Sem contar o que tinha no interior do carro: roupas, chaves, materiais de construção para sua casa, diários escolares, tênis, medicamentos e compras que ele tinha feito naquele dia. “Tudo conquistado com meu suor e trabalho, para que, em alguns segundos, fosse levado por desocupados e bandidos” – afirma ele. O pior – segundo o professor, “é que toda hora se tem notícia deste tipo de crime em Uberaba”.
--------------
Foto captada do jornal Tribuna do Ceará
OS PARTIDOS EM UBERABA...
Das 28 legendas existentes oficialmente em Uberaba, oito estão sem comando e aguardam definições e publicação de novas diretorias. O PSDB do senador mineiro e presidenciável 2014, Aécio Neves, está acéfalo desde 31 de março, quando o ex-diretório perdeu a validade. Em vez de se convocar uma convenção para eleger novo diretório, o partido deve ficar, pelo menos durante algum tempo, com uma executiva provisória. O ex-presidente Luiz Cláudio Campos é cotado para ser reconduzido ao cargo. Missão: fortalecer a legenda para as eleições do ano que vem.
SUSPENSE --- Outra situação especial envolve o PPS e o PMN. Na verdade, as duas legendas ganharam nova roupagem. Em recente fusão, transformaram-se em Mobilização Democrática. No caso de Uberaba, o nome mais cotado para comandar a MD é  Alaor Carlos de Oliveira Júnior, ex-presidente do PPS.  O PMN, por sua vez, era comandado por Marcos Acácio, com a colaboração do ex-vereador Jorge Ferreira – que também integrava a executiva provisória. Radicalmente antagônicos na prática política, PPS e PMN de Uberaba têm chances de protagonizarem uma boa celeuma na definição do comando da Mobilização Democrática.
EXPECTATIVAS ---Sob o comando de Marcelo Oliveira - por força judicial, desde o processo eleitoral de 2012, o PT do B teve a comissão provisória destituída, a exemplo do que aconteceu com o PTN, que era presidida por Flávio Pires. PHS – que era presidido por Ailson Queiroz, e o PSDC – que tinha Hermany Júnior no comando, também estavam sem comando até ontem. O mesmo acontece com o PCB – Partido Comunista Brasileiro, que não deve ser confundido com o PCdoB – o Partido Comunista do Brasil, que tem diretório comandado por Sumayra Oliveira, a presidente da Fundação Cultural de Uberaba.
QUESTÃO DE TEMPO --- Também está sem direção o PSB do deputado estadual Antônio Lerin – 2º colocado nas eleições majoritárias de Uberaba em 2012, e – até prova em contrário, com força suficiente pra liderar as articulações do novo comando.

ELEIÇÕES 2012 --- E o juiz do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais – TRE/MG, Carlos Alberto Simões, pediu vistas, na noite de 6 de junho, pela 15ª vez, da ação que investiga o resultado das eleições majoritárias de Uberaba. O primeiro pedido de vistas – em 11 de abril, aconteceu após o relator da ação, juiz Maurício Soares, ter anunciado seu voto, que é pelo arquivamento da denúncia. Nova data de julgamento foi marcada pela 16ª vez, para 11 de junho. Ação é movida pelo deputado estadual Antônio Lerin (PSB) com o objetivo de tirar o prefeito Paulo Piau do cargo. Os dois disputaram o 2º turno, e Lerin acusa Piau de ter comprado votos pra vencer
--------------
PERDIZES USA ARCA DE NOÉ PARA VENCER

A cidade mineira/triangulina com cerca de 15 mil habitantes, distante cerca de 124 quilômetros de Uberaba, se mobiliza para arrecadar recursos para voluntários do Hospital Hélio Angotti
X Leilão Beneficente Arca de Noé, em prol da Associação dos Voluntários de Combate ao Câncer de Uberaba – Vencer, acontece neste dia 8 de junho, sábado, a partir das 13h, no Parque de Exposições Olegário Coelho Prado, em Perdizes. O evento é promovido pelo Lions Clube de Perdizes com apoio do Sindicato Rural, da Câmara e da Prefeitura Municipal de Perdizes.
RESULTADO ANTERIOR --- Na última edição, foram arrecadados R$ 72 mil em dinheiro e outros R$ 6 mil em alimentos. “O dinheiro foi usado para manter os projetos da instituição, como a compra de cestas básicas e de medicamentos para os pacientes em tratamento no Hospital do Câncer de Uberaba”, conta a presidente da Vencer, Zuleika Acedo Lyrio. A meta deste ano é superar o valor arrecadado no ano passado.
PRODUTOS EM LEILÃO --- Entre os produtos que serão leiloados estão bezerros, novilhas, vacas, cavalos, galinhas, cães, porcos e outros animais; produtos de uso agrícola; alimentos em geral; eletrodomésticos e eletrônicos; joias, peças de decoração e de arte. “É preciso que toda a comunidade local participe deste evento solidário, seja doando ou comprando”, explica a coordenadora de eventos da Vencer, Alexandra Moura Leitão.
INFORMAÇÕES ---- Para fazer doações para o leilão, basta procurar a sede da Vencer, que fica na rua Governador Valadares, 629, no centro de Uberaba. Outras informações pelos telefones (34) 3314-8183 e 3333-1952. Associação dos Voluntários de Combate ao Câncer de Uberaba foi fundada há 14 anos, em 1998. A instituição atende aos familiares e  pacientes carentes com câncer, fornecendo apoio assistencial e material.
-------------------
EMPRESAS DE TRANSPORTE COLETIVO DE UBERABA AGEM ALÉM DA IMAGINAÇÃO
Relacionamento entre o governo municipal e as empresas de transporte coletivo de Uberaba não anda dos melhores. As concessionárias Líder e Piracicabana foram acionadas pela Secretaria Municipal de Planejamento para que liberem o uso do cartão de estudante nos finais de semana e feriados. O descumprimento sujeitará as empresas ao pagamento de multa.
A OUTRA VERSÃO ---Não consegui usar meu cartão no último fim de semana” – disse um estudante a Conta-Gotas.
FLAGRANTE --- Pior ainda. Ao realizar a Operação Escola Segura, a Guarda Municipal de Uberaba apreendeu esta semana, um ônibus da empresa Líder que transportava cadeirantes amarrados por cordas. Segundo o chefe de policiamento, Mário Nelson Lorena Emerenciano, o veículo foi autuado por falta de credenciamento, além do uso de cordas no lugar de cintos de segurança.
CONTRATO --- A empresa possui contrato com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social para ceder o veículo que, de acordo com o contrato datado de 2011, deve ser adaptado e com capacidade para atender até oito passageiros cadeirantes. 
SINDICÂNCIA E SUSPENSÃO --- Indignado, o prefeito Paulo Piau determinou a abertura de sindicância para apurar responsabilidades no caso do ônibus apreendido na Operação Escola Segura, aplaudiu a ação da GM e suspendeu o contrato entre a Líder e a Secretaria de Desenvolvimento Social.
A OUTRA VERSÃO --- O proprietário da empresa, André Barsam, recebeu a notificação, admitiu que, de fato o ônibus não estava credenciado, mas negou que pessoas estavam amarradas por cordas. Segundo ele, “o auto de infração foi claro ao dizer que as cadeiras estavam amarradas e não as pessoas.” Em nota enviada à Prefeitura Municipal, a empresa disse que as cordas eram um suplemento aos cintos de segurança.

ENQUANTO ISSO...
Durante uma operação de rotina denominada Pente Fino, a Guarda Municipal de Uberaba foi surpreendida no Albergue Municipal. Os GM´s encontraram diversas armas brancas com dez pessoas que estavam instaladas no local, incluindo facas, canivetes, tesouras e estiletes, além de seis maricas, que são cachimbos artesanais utilizados no consumo de drogas como o crack.
O coordenador do programa Motopatrulhamento da Guarda Municipal, Wunder Resende, responsável pela operação, destacou que como normalmente são instaladas cerca de 40 pessoas no albergue, ocorrem muitos desentendimentos e brigas. “Com um público tão itinerante, essas operações são realizadas regularmente no intuito de manter a segurança, tanto dos usuários, quanto dos funcionários da instituição”.

Rio Uberaba apresenta níveis baixíssimos em períodos de seca, conforme
o flagrante de Enerson Cleiton
RIO UBERABA NÃO PERDE A MAJESTADE
Em meio às articulações ao redor da liberação do rio Claro para ajudar no abastecimento do município, o rio Uberaba não é esquecido. Afinal, ele pode até estar dividindo a coroa com a vedete do momento, mas, com certeza, não deixa de ser importante para a vida dos uberabenses.
MOVIMENTOS --- Conselho Gestor da Área de Proteção Ambiental – APA, do Rio Uberaba, tem novo presidente: o servidor Olavo Rodrigues da Silva – nomeado por Paulo Piau. Outro movimento do atual prefeito em relação à APA/Rio Uberaba foi a publicação do decreto 743, de 28 de maio de 2013, que revogou o decreto 2.519, de 3 de março de 2011, e restabeleceu o decreto 2.547, de 1º de março de 2007.
Em outras palavras, ele revogou o Regimento Interno do Conselho Gestor da APA/Rio Uberaba, aprovado em 2011, e restabeleceu o antigo Regimento Interno de 2007.
ABRANGÊNCIAS --- Regimento Interno de 2007 é mais abrangente e profundo do que o de 2011 – que na verdade, reduzia os poderes do Conselho Gestor. Um bom exemplo está logo no início dos dois textos. De acordo com o Regimento Interno agora em vigor, o Conselho Gestor da APA/Rio Uberaba é órgão colegiado, normativo, propositivo, deliberativo, consultivo, mobilizador. O Regimento Interno de 2011 ressaltava apenas a condição de órgão colegiado, deliberativo, consultivo.
COMPETÊNCIA ---- Cabe ao Conselho Gestor da APA/Rio Uberaba deliberar sobre diretrizes, políticas, normas regulamentares e técnicas, padrões e outras medidas de caráter operacional, para preservação e conservação do meio ambiente e dos recursos ambientais, bem como sobre o desenvolvimento direto e indireto da APA/Rio Uberaba, especialmente no que tange a política da água e a forma de sua aplicação pelo governo municipal.
LEGISLAÇÃO --- Criada através da lei estadual 12.183, de 21 de janeiro de 1999, a Área de Proteção Ambiental da Bacia Hidrográfica Rio Uberaba tem por objetivo conciliar as atividades humanas com a preservação da vida silvestre, a proteção dos recursos naturais e a melhoria da qualidade de vida da população humana, da fauna e da flora. Em 2005, a APA foi recriada através da lei municipal 9.892, de 28 de dezembro (inclusive sanando um erro na delimitação de sua área e de competência municipal), e em 2006, o decreto municipal 1.317 de 2 de fevereiro, criou o Conselho Gestor da APA/Rio Uberaba.
ESTRUTURA --- O Conselho Gestor da APA/Rio Uberaba é formado pela diretoria executiva (presidente; 1º e 2º vices; 1º e 2º secretários; 1º e 2º tesoureiros); pelo plenário e pela secretaria executiva técnica. A diretoria executiva é indicada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Turismo, aprovada pela plenária do Conselho Gestor, e não tem direito a voto – prerrogativa exclusiva dos conselheiros, grupo formado por representantes da sociedade civil, de órgãos públicos e da população residente na área de abrangência da APA.

Em 2010, a Ferrovia Centro-Atlântica - FCA/Uberaba, disponibilizou para a Prefeitura de
Uberaba, imagens do satélite Ikonus, da Bacia Hidrográfica do Rio Uberaba. As imagens
foram solicitadas à FCA pelo Conselho Gestor da Apa/Rio Uberaba, através da
Promotoria do Meio Ambiente 
Ex-presidente da APA defende recuperação e preservação do rio Uberaba
“Ele é o nosso futuro” – afirma José Sidney
Presidente da APA/Rio Uberaba de 2008 a junho de 2012, o engenheiro agrônomo e conselheiro pelo Instituto de Engenharia e Arquitetura do Triângulo Mineiro, José Sidney da Silva, faz uma série de considerações e defende várias ações em e-mail enviado a Conta-Gotas.
1º - Revogar a lei estadual n° 13.183, de 21 de janeiro de 1999, que criou a área da APA/Rio Uberaba, pois ela inclui na APA toda a Bacia Hidrográfica do Rio Uberaba, abrangendo outros municípios. Isso conflita com a lei municipal 9.892, de 28 de dezembro de 2005, que tornou a APA somente municipal
2° - Os conselheiros devem terminar a segunda revisão do plano de manejo da APA, com base em novo diagnóstico ambiental detalhado de toda a área da APA - feito por técnicos habilitados. Após diagnóstico, programar as novas expedições nas outras microbacias e concluir a revisão, ajustando ao Plano Diretor e ao Código Municipal de Meio Ambiente, dando suporte ao licenciamento ambiental municipal
3° - O governo precisa priorizar a recuperação e preservação do rio Uberaba como um todo, começando pela nascente que está localizada dentro da APA/Rio Uberaba. No plano de governo do atual prefeito Paulo Piau - que tive a oportunidade de coordenar e colaborar tecnicamente, colocamos ações desta natureza
4° - Captar água no rio Claro e a abertura de novos poços profundos do aquífero guarani são alternativas para médio prazo, mas precisamos recuperar e preservar o nosso rio Uberaba. Ele é o nosso futuro na solução de abastecimento de água. Não devemos nos acomodar e aguardar que dentro de 20 ou 30 anos, ao chegarmos a 600 mil habitantes, tenhamos que pedir nova outorga de água ao Instituto Mineiro de Gestão das Águas – Igam.

Para os anais do Triângulo...
UBERABA E UBERLÂNDIA --- NA VISÃO DE CAETANO VELOSO
Em seu artigo semanal no espaço de Cultura do jornal O Globo, o linguista, compositor e cantor Caetano Veloso repercutiu – na edição de domingo, 2 de junho, o show que apresentou em Uberlândia dia 30 de maio. Eleito pela revista Rolling Stones Brasil como o melhor disco nacional de 2012, Abraçaço é a nova turnê de Caetano, que estreou dia 21 de março no Rio de Janeiro.

"De repente me vi no centro do Brasil. Vim fazer uma apresentação em Uberlândia e, misteriosamente, entre cidades brilhando na noite de céu claro, apenas Uberlândia estava sob neblina tão densa que o aeroporto estava fechado. Tivemos de aterrissar em Uberaba. As cidades trazem à cabeça o prefixo “uber”, com o qual, é claro, seus nomes nada têm a ver, sendo Uberaba palavra indígena que, vejo no Google, significa “água cristalina”. Em outra busca, “água brilhante”. Lembrei-me logo de um amigo paraguaio que vive na Bahia e está sempre nas festas de Santo Amaro. Ele me corrige a pronúncia de Ypacaraí na gravação que fiz dos “Recuerdos” para o disco “Fina estampa”: o Y guarani é pronunciado como um U francês, só que com os lábios menos arredondados. É um U francês com menos bico. Esse U é a água, “beraba” é que é “brilhante”. No lugar onde achei “água brilhante”, o nome da cidade vem descrito como tendo se originado do tupi Y’beraba. A gente sempre soube que I, em tupi, é água. Esse Y deve ser uma vogal intermediária entre o I e o U, como no guarani paraguaio.
Uberlândia, no entanto, palavra inventada a partir do começo do nome da outra, juntou “uber” a “lândia”, ecoando uma inexistente (mas não impossível) palavra inglesa “uberland”. Há uma explicação que diz ser “uber” uma corruptela de “úbere”, conotando fartura. Mas a cidade tem tudo para merecer (também) o sentido que “uberland” sugere. Para quem vem de uma cidadezinha recolhida no Recôncavo Baiano, as cidades do Triângulo Mineiro parecem superurbes. Uma amiga mineira se disse curiosa sobre como reagiriam os “caubóis” de Uberlândia ao nosso “Abraçaço”. Na verdade, havia até mesmo uma sensação de cosmopolitismo no ar da sala durante o show.
Filhos de fazendeiros ricos, muitos jovens do Triângulo têm intimidade com festivais da vanguarda pop da Europa. Alguns foram estudar em universidades de primeira no primeiro mundo. E, se na própria Uberlândia a música sertaneja (agora sobretudo e sua vertente “universitária”) é que reúne as plateias mais multitudinárias, a juventude de Araguari é especializada em rock (com bandas indie locais). E Araguari é colada a Uberlândia. Assim, a plateia de “Abraçaço” tinha um jeito de plateia informada e atualizada. Os muitos casais adultos eram educadamente receptivos ao que tínhamos a oferecer — e ninguém parecia estar frustrado por “O leãozinho”, “Sozinho” ou “Você é linda” não constarem do repertório. E a garotada que já dançava um pouco, lá no fundo, desde o começo — e que veio, em pequenas representações, sentar-se no chão perto do palco — conhecia as músicas novas.
Ronaldo Lemos tinha me dito que há em Uberlândia uma igreja projetada por Lina Bo Bardi, a igrejinha do Espírito Santo do Cerrado (lindo nome), que, segundo ele, era a obra favorita da arquiteta italiana-brasileira que foi tão importante para mim e para Bethânia (sem falar em Glauber e todo o resto) na Bahia. Mas não tive tempo de ir ver nada: o atraso que a neblina provocou me pôs para correr do avião para o carro e deste para o palco. A sofisticação nascida da abundância dessa uber-teta (que fica na parte do mapa de Minas que corresponde ao nariz de Getúlio — que, quando eu era menino, nós víamos esse mapa como um retrato do fundador do Brasil moderno) se manifestou numa menina que estuda medicina, toca guitarra, já teve uma banda e conhece todos os grupos de rock da atualidade, além dos que se mantêm atuais pela sua importância histórica.
Escrevo estas palavras ao chegar a Goiânia. Voei de Uberlândia para cá, passando por cima de Brasília. Tendo tido de ir a Uberaba e encontrado com nativos de Araguari, fiquei com a impressão de ver muito do Centro do Brasil. O Centro. Saímos aqui para tentar comer num japonês que é tido como um dos melhores que há fora de Tóquio, mas este estava tão cheio (e com garotos e garotas bonitos sentados à porta, que nos pediram, a mim, a Ricardo Dias Gomes, Marcelo Callado e Pedro Sá, que tirássemos fotos com eles) que nós tivemos que ir à (excelente) churrascaria de Chitãozinho e Xororó. Tudo deu o gosto exato de onde estávamos. Mais que tudo, a conversa que tive com um casal maduro de Uberlândia, que se sente atraído pela novidade política que é Eduardo Campos, teme que a permanência de Dilma signifique a permanência daquilo que Mangabeira chama de “presidencialismo de coalizão” (embora ele seja pró-Dilma e descarte as opções). Era uma conversa “de centro”. Essa palavra, em política, ficou, no Brasil, muito desqualificada. Mas eu gosto quando se pode dizer que alguém é de “centro-esquerda”, “centro-direita”, “centro”. Às vezes assim a conversa fica mais clara."
---------------
CURIOSIDADE HISTÓRICA
(Basta clicar na foto para vê-la integralmente 
numa única tomada)

-------------------


Nenhum comentário:

Postar um comentário