13 de abril de 2014

Conta-Gotas...Notícias

Criminalidade
BANDIDOS RENDEM VIGIAS E ARROMBAM CAIXA ELETRÔNICO NA PREFEITURA DE UBERABA
Um dos caixas eletrônicos - da Caixa Econômica Federal, localizados no interior do Centro Administrativo da Prefeitura de Uberaba, no bairro Santa Marta, foi arrombado na madrugada de sábado para domingo. Os vigias do prédio foram rendidos por bandidos armados e encapuzados que  utilizaram um maçarico para abrir o equipamento. A foto é de Rúbio Marra.
Veja detalhes em NOTA OFICIAL distribuída pela prefeitura.
Basta clicar no link ...https://www.facebook.com/prefeiturauberaba
-----------------
COMPRA DE HELICÓPTERO PARA O COMBATE À CRIMINALIDADE FOI DEFENDIDA DURANTE REUNIÃO NA OAB/UBERABA
PELOS ARES - HELICÓPTERO ACIMA ERA EMPRESTADO PARA UBERABA NA DÉCADA DE 1990, DEPOIS QUE A CIDADE DEVOLVEU O PÉGASUS 06, APELIDADO DE KINDER OVO, E QUE TINHA SIDO CEDIDO PELO ESTADO, MAS QUE FICOU POUCO TEMPO NA CIDADE. 
O PEQUENO HELICÓPTERO (ONDE SÓ CABIAM DUAS PESSOAS) DEU PANO PRA MANGA, 
RENDEU MUITA CONVERSA, PIADAS AOS MONTES, MAS, DE QUEBRA, DEU TEMPO PARA QUE OS JORNALISTAS, PRINCIPALMENTE OS FOTÓGRAFOS, FIZESSEM BELAS IMAGENS
AÉREAS DA CIDADE - NA ÉPOCA, UM TANTO QUANTO TRANQUILA.
A FOTO DO HELICÓPTERO ACIMA MOSTRA O 

REPÓRTER-FOTOGRÁFICO/JORNALISTA PAULO NOGUEIRA.
(FOTO:ACERVO DE PAULO NOGUEIRA)
Num momento em que a empresa Price Induction anuncia o interesse de investir na instalação de uma fábrica de motores de turbina a gás destinada a aeronaves leves na cidade, eis que o tráfego aéreo também é assunto nas conversas sobre o combate à criminalidade em Uberaba.
Sugestão
Durante reunião na 14ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB/Uberaba, foi lembrado que a cidade já teve um helicóptero da Polícia Militar, conseguido pelo ex-prefeito Luiz Guaritá Neto (1993/1996), e que pode ter chegado o momento de o atual governo municipal refletir sobre a possibilidade de adquirir um aparelho.
Prata da casa
(Versão 1)
Houve até quem lembrasse que o atual comandante da 5ª Região da Polícia Militar/base em Uberaba, coronel PM Láercio dos Reis Gomes, tem carreira aeronáutica em seu currículo, com habilitação de piloto de helicóptero.
Campanha
Voltando um pouco no tempo, conclui-se que a ideia – sugerida por diretor da OAB/Uberaba, não vai provocar reação adversa por parte do prefeito Paulo Piau (PMDB). Em sua campanha pela prefeitura, em 2012, ele revelou que, se vencesse as eleições, e tivesse estrutura para isso, iria criar a “patrulha aérea de Uberaba”.
Perdas e danos
Voltando ainda, mais um pouco no tempo, vale lembrar, porém, que o helicóptero Pegasus 06 – apelidado de “kinder ovo”, e cedido para Uberaba durante a administração Guaritá, era de segunda mão, tinha gastos imensos com manutenção, e estragado, acabou devolvido ao Estado.

LONGE É UM LUGAR QUE NÃO EXISTE - ATUALMENTE TRABALHANDO EM BELO HORIZONTE, O PROMOTOR JOSÉ CARLOS FERNANDES NÃO TIRA OS OLHOS E O CORAÇÃO DE UBERABA  
(FOTO: ENERSON CLEITON)
PROMOTOR DE JUSTIÇA APLAUDE INICIATIVA DE MARCOS MONTES EM PROPOR REAÇÃO IMEDIATA À VIOLÊNCIA NA CIDADE
E de Belo Horizonte – de onde acompanha todos os acontecimentos de Uberaba, o promotor de Justiça José Carlos Fernandes Júnior entrou em contato com a colunista de Conta-Gotas...Notícias e de Bastidores/Jornal de Uberaba para cumprimentar o deputado federal majoritário e ex-prefeito Marcos Montes (PSD) pela iniciativa de sugerir uma audiência ou reunião pública, em caráter de urgência, para se debater e definir estratégias para o enfrentamento da criminalidade em Uberaba.
Recapitulando
Em contato telefônico, e posteriormente em ofício, o deputado federal e ex-prefeito sugeriu que a OAB/Uberaba lidere a convocação de uma audiência ou reunião pública para se discutir e tirar estratégias para o enfrentamento da criminalidade.
Justificativa
Na reunião com os diretores da Ordem, Marcos Montes disse que estava entregando, para a entidade, a responsabilidade pelo movimento. “A OAB, por representar praticamente todos os segmentos ligados à segurança pública, e pela sua luta histórica na democratização do país, é a entidade qualificada para assumir o comando deste movimento” – afirmou MM.
A batalha
Na avaliação do promotor José Carlos Fernandes, “o envolvimento da sociedade é imprescindível nessa verdadeira batalha que travamos contra a criminalidade, e por isso, iniciativas como essa, do deputado, devem ser bem recebidas e apoiadas”. José Carlos – que exerceu o cargo de promotor em Uberaba ao longo de quase 16 anos, é hoje, membro do Grupo Especial de Promotores de Justiça de Defesa do Patrimônio Público do Estado de Minas Gerais/GEPP, por designação da Procuradoria-Geral do Estado.
Motivos
Meu coração continua em Uberaba, onde cheguei em 1998, e onde tive uma acolhida majestosa, junto com minha família, e sempre contei com o apoio da sociedade local, inclusive durante os embates jurídicos que travei” – disse Fernandes a Bastidores, explicando que, além das razões óbvias, ele tem motivos de sobra para se preocupar com a criminalidade que tem assustado Uberaba.
Pé da letra
Para o ex-titular da 15ª Promotoria de Justiça de Uberaba e da Coordenadoria Regional das Promotorias de Justiça de Defesa do Patrimônio Público do Triângulo Mineiro, o encaminhamento dado por Marcos Montes na questão da segurança tem seu total apoio. “Espero que sua sugestão seja levada ao pé da letra” – acrescentou Fernandes.
Ação local
Em entrevista à jornalista Luciana Rodrigues – publicada pelo Jornal de Uberaba, Marcos Montes disse que não tem interesse político no assunto, que considera da maior gravidade, e sugeriu que a OAB “não misture a criminalidade nacional, envolvendo projetos em tramitação no Congresso, com a situação específica de Uberaba”. De acordo com, a situação é dramática em todo o país, mas teme que, se se ampliar os debates, o problema de Uberaba não seja tratado com a importância que merece.

PRESENÇAS - Além do presidente Vicente Flávio Macedo Ribeiro, também participaram da reunião com Marcos Montes, os diretores da OAB, Maria Angélica Queiroz Coici (vice-presidente); Eduardo Augusto. Jardim (secretário); Paulo Márcio Miranda (secretário-adjunto), e Rodrigo Santana Basílio de Oliveira (presidente da ala jovem). 
(Foto: Marinho/Assessoria MM)
----------------
UBERABA DEVE SEDIAR FÁBRICA DE TURBINAS PARA AERONAVES
PAULO PIAU ASSINA DOCUMENTO DURANTE ENCONTRO NA FIEMG  
(FOTO: ASSESSORIA FIEMG)
E retomando o assunto, a sede da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais/Fiemg, em Belo Horizonte, foi o local escolhido para a assinatura de documentos entre o governo do Estado, o prefeito Paulo Piau, e empresários, relacionados à consolidação do Parque Tecnológico de Uberaba.
Pelos ares
Durante o evento - liderado pelo secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues, a empresa Price Induction e a Universidade Federal do Triângulo Mineiro/UFTM acertaram a realização de pesquisas aeronáuticas, em conjunto.
De olho
O interesse da Price no Parque Tecnológico de Uberaba se justifica por ele estar instalado na região onde se converge todas as articulações para construir o Centro Nacional de Desenvolvimento de Turbinas a Gás (CNDTG). O centro contará com laboratórios de câmara de combustão, sistemas para turbinas a gás e de materiais e processos de fabricação.
Fincando raiz
A matriz da Price Induction está instalada em Biarritz, cidade localizada no sudoeste da França, na fronteira com a Espanha. A empresa possui uma filial no Brasil, em São José dos Campos, em São Paulo. O principal produto desenvolvido atualmente pela empresa é o motor DGEM 380, de custo reduzido, cujo núcleo central pode servir para outros projetos como o uso em pequenos aviões.
Sinal verde
Por sua vez, o secretário Narcio Rodrigues assinou a ordem de serviço para início imediato das obras estruturais do Parque Tecnológico de Uberaba. Cerca de R$ 14 milhões estão destinados para esta fase de implementação, envolvendo projetos urbanísticos e arquitetônicos, como também, obras de infraestrutura e construção do edifício institucional que abrigará a área administrativa do parque e empresas de base tecnológica.
Estrutura
O projeto será executado em uma área de 1,6 mil metros quadrados, onde já estão instalados a UFTMineiro, o Instituto Federal do Triângulo Mineiro/IFTM, centros de pesquisa da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais/Epamig, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária/Embrapa, Centro de Estudos Ambientais e o escritório de gestão do parque.
Pesquisas
O parque é um complexo organizacional que agrega, num mesmo espaço, empresas de base tecnológica, universidades e outros centros de P&D, de natureza pública ou privada. Especificamente em Uberaba, o complexo atenderá as áreas de biotecnologia, tecnologia da informação, energia, meio ambiente, design e fármacos. O que não o impede de, futuramente, seguir outras linhas de pesquisa.

PEDRO DE OLIVEIRA
Prata da casa
(Versão 2)
Federação das Indústrias do Estado de São Paulo/Fiesp abre as portas dia 28 de abril – entre 14h e 18h (ainda ser definido), para ouvir o ambientalista Pedro Martins de Oliveira. Nascido em Campina Verde, no pontal do Triângulo Mineiro, e radicado há anos em Uberaba, o cirurgião-dentista aposentado e empresário rural vai falar – durante 15 minutos, com direito a prorrogação, sobre o que mais o apaixona: a preservação da baruseira.
Além-fronteira
O projeto de Pedro de Oliveira pode ser conferido no site (www.projetobaru.com.br) e no blog (www.projetobaru.com.br/blog.php), incluindo os detalhes sobre sua luta em defesa do baru – que envolve abaixo-assinado, pedidos de aprovação de projeto de lei no Congresso Nacional, divulgação nas redes sociais, enfim, uma batalha sem fim. Agora, vai pedir o apoio de empresários e ambientalistas na sede da mais poderosa entidade industrial do país: a Fiesp.
ARROZ COM BARU
Baruseira
Fonte de alimento para animais silvestres e seres humanos, a amênoa – ou baru, é encontrada, em destaque, no pontal do Triângulo Mineiro: Campina Verde, Gurinhatã, Santa Vitória, entre outros municípios, e em outros Estados. Sua região natural de ocorrência estende-se pelo Planalto Central, desde o norte de Minas Gerais, passando por Goiás e Mato Grosso, chegando à costa atlântica do Maranhão. A árvore tem geralmente 25 metros de altura, copa densa e arredondada.

----------------

CAMINHOS
Diretor do Foro Eleitoral de Uberaba e titular da 276ª Zona Eleitoral, juiz Lúcio Eduardo de Brito, informa ter recebido ofício de Wagner Júnior comunicando sua desincompatibilização do cargo de presidente da Companhia Habitacional do Vale do Rio Grande/Cohagra. Entretanto, o orienta para que faça o encaminhamento diretamente para a Presidência do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais. Wagner é pré-candidato a deputado estadual, em processo eleitoral 100% submetido ao TRE.
----------------

Prata da casa
(Versão 3)
Coordenador do Parlamento Jovem de Uberaba – leia-se Câmara Municipal, Guilherme Gonzaga Bento, aluno do 9º período do curso de Direito da Universidade de Uberaba/Uniube,vai apresentar trabalho de sua autoria, dia 1º de maio, na Academia Brasileira de Direito Constitucional/ABDConst, em Curitiba/PR. O projeto de iniciação científica – em parceria com o professor André Del Negri, foi aprovado  pelo XII Simpósio de Direito Constitucional da ABDConst. Com o tema “A cultura do segredo e o direito fundamental à informação”, o trabalho tirou nota 18 – de um total de 20.

Jovem na política
E por falar no Parlamento Jovem de Uberaba, as atividades do grupo viraram notícia de destaque na edição 60 do informativo Província Marista Brasil Centro-Norte, distribuído para escolas maristas de várias regiões do país. O informativo revela que, pelo segundo ano consecutivo – 2013/2014, estudantes do ensino médio do Colégio Marista Diocesano de Uberaba estão participando do Parlamento Jovem. E mais: que o colegiado foi instituído através de projeto de um ex-aluno marista, o vereador Franco Cartafina (PRB).
Rede
O informativo comemora a participação dos jovens na vida em comunidade, e lembra que Uberaba vai sediar dia 5 de setembro a primeira edição do Parlamento Jovem Regional Triângulo, com a participação de alunos de Uberaba, Uberlândia, Iturama e Conceição das Alagoas. A etapa estadual acontece dias 1º e 2 de novembro, em Belo Horizonte. Vale lembrar que o Parlamento Jovem de Uberaba é braço do Parlamento Jovem da Assembleia Legislativa de Minas Gerais que, por sua vez, é baseado no Parlamento Jovem Nacional, da Câmara dos Deputados.


CURIOSIDADE HISTÓRICA - Em maio de 1983, o então governador de Minas Gerais, Tancredo Neves, desembarcava em Uberaba para sua primeira visita oficial à cidade, na época administrada pelo seu aliado Wagner do Nascimento (1983/1988). Naquela oportunidade, o neto e assessor especial, Aécio Neves, assumia a presidência do PMDB Jovem de Minas Gerais – o partido do avô.
20 ANOS DEPOIS - Dia 4 de abril de 2003 – agora filiado ao PSDB, Aécio Neves, retornava a Uberaba, também na sua primeira visita oficial no cargo de governador do Estado. Foi recebido pelo seu aliado, o então prefeito Marcos Montes.
EM CASA - O avô, na visita de 1983, ficou três dias em Uberaba, para onde transferiu a sede do governo. Muito à vontade, recebia os uberabenses na prefeitura, administrada pelo seu aliado Wagner do Nascimento, e/ou nas residências dos amigos, entre eles, o então vice-prefeito Frederico Frange.
31 ANOS DEPOIS - A foto de Sandra Satiko revela (à esquerda) uma destas recepções na casa do vice-prefeito, com a presença do então delegado do PMDB Jovem de Uberaba, Luiz Cláudio Campos, que hoje é secretário-geral do PSDB na cidade. PSDB que batalha agora, em 2014, para eleger Aécio Neves presidente da República – cargo para o qual o avô foi eleito em janeiro de 1985, mas que jamais assumiu. Morreu na véspera da posse.
--------------
Atenção, PSTU!
Secretaria Judiciária do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais – TRE/MG, está convocando o PSTU/Uberaba “para gerar e encaminhar novo recibo” para acesso ao sistema de composição partidária. Edital publicado na edição de ontem do Diário da Justiça Eletrônico diz que o objetivo do acesso é corrigir “sobreposição de vigências” do comando da legenda.
Em dobro
Explicação da Secretaria Judiciária é de que o partido enviou a nova vigência para período de 15 de abril de 2012 até 15 de abril de 2016, mas a vigência anterior era de 15 de abril de 2012 até 12 de fevereiro de 2014. Portanto, o diretório voltaria à data de 15 de abril de 2012.
No susto
Presidente do PSTU/Uberaba, advogado Adriano Espíndola, chegou a negar que a legenda estivesse sem comando, alegando que vigência anterior iria até 15 de abril de 2014, mas ontem esta coluna revelou que na verdade houve a dissolução do diretório no dia 12 de fevereiro de 2014, e portanto, dois meses antes do previsto.

Acefalia
E até o fechamento desta coluna, cinco partidos políticos estavam sem comando em Uberaba, um deles, o PSTU – por dissolução do diretório, e outro, o PTN – por destituição da comissão provisória. Até o fechamento da edição desta coluna, ontem, também permaneciam acéfalos o PCB, o PSDC e o PSL, que apesar de abrigar a filiação de um vereador – Kaká Carneiro, está sem dirigentes desde 23 de janeiro de 2014.
Sob comando...
Outras 26 legendas estão devidamente comandadas em Uberaba, algumas com vigência maior, outras por tempo indeterminado e ainda outras muito perto de passarem por mudança ou recondução nos cargos. São eles: PR (tempo indeterminado); PTC (até 8 de fevereiro de 2016); PHS (até 13 de agosto de 2014); PP (11 de junho de 2014); PMDB (25 de novembro de 2014); PTB (30 de junho de 2014)...
E ainda...
DEM (até 15 de julho de 2014); PRB (indeterminado); PPS (5 de maio de 2014); PDT (13 de maio de 2014); PCdoB (21 de setembro de 2015); PT (20 de fevereiro de 2018); PSB (30 de março de 2015); PSDB (31 de março de 2015); PSC (31 de dezembro de 2016); PMN (indeterminado); PRP (indeterminado); PV (7 de junho de 2014); PTdoB (indeterminado); PRTB (10 de agosto de 2014); PSOL (17 de abril de 2014); PSD (indeterminado); PPL (indeterminado); PEN (14 de outubro de 2014); PROS (indeterminado); SDD (30 de abril de 2014).
----------------
Mercadão nosso de cada dia
Governo municipal informa que está em andamento um amplo processo de restauração do Mercado Municipal. Diz a notícia divulgada ontem, que os conselheiros do Patrimônio Histórico e Artístico de Uberaba aprovaram, por unanimidade, o projeto apresentado pelo secretário de Agricultura, Pecuária, Pesca, Aquicultura e Abastecimento, Danilo de Siqueira Campos.
Restauração
Entre as adequações, estão: iluminação externa, segurança, prevenção de incêndio, higienização, implantação de plataforma elevatória, implantação de totem informativo digital, redistribuição dos boxes de permissionários no mezanino, criação do refeitório e sanitários adaptados no mezanino. O projeto também prevê a recuperação do piso externo de paralelepípedo, implantação de sinalização de vagas de estacionamento, carga e descarga. E assim por diante...

O futuro
Formado em Direito, o presidente do PRB/Uberaba e das comissões permanentes de Participação Popular e de Direitos da Criança e do Adolescente, Franco Cartafina, investe no aprimoramento pessoal/educacional/político. Inscreveu-se no curso de especialização em Gestão Jurídica Pública – que acaba de ser criado pela Universidade de Uberaba/Uniube.
O objetivo
De acordo com a Uniube, “a especialização em Gestão Jurídica Pública foi criada especialmente para ampliar a visão do profissional preparando-o para atuar nos processos de planejamento, organização e controle das atividades que dão sustentação administrativa para atividades-fim de órgãos públicos, ONG´s ou mesmo empresas privadas que se relacionam a políticas públicas.”

Jesus toma conta!
Uberaba é a 5ª colocada em arrecadação do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores/IPVA em Minas Gerais – segundo dados divulgados ontem, pelo governo do Estado. São R$ 86,40 milhões relativos a 2014, envolvendo 174.847 veículos. Deste total, R$ 25,73 milhões (55099 veículos) se referem ao pagamento à vista, enquanto R$ 30,67 milhões (119.748 veículos) optaram pelo pagamento em parcelas. O certo é que, em se tratando de IPVA, Uberaba só perde para Juiz de Fora, Contagem, Uberlândia e Belo Horizonte.


O GRITO DOS INOCENTES – A foto foi postada no mural da empresária Mara Beatriz e ganhou mundo no Facebook
-----------------
Cheiro bom
Casa de Apoio Danielle reinaugurou sua sede após uma reforma que durou mais de três meses. Pacientes assistidos pela entidade, acompanhantes e voluntários foram brindados com um jantar e bolo com direito a presentes. Foram distribuídos 70 kits doados pela Bell Soft (creme, condicionador e shampoo). A presidente da Associação dos Voluntários de Combate ao Câncer de Uberaba/Vencer, Zuleica Acedo Lyrio, marcou presença e elogiou o trabalho realizado pela Casa de Apoio Danielle.
Apoio peso pesado
A reforma da sede aconteceu graças à Organização Não-Governamental/ONG Pró-Vida, que doou tinta, eletrodomésticos e utensílios. Nesta edição, a Casa de Apoio Danielle foi a única entidade de Uberaba a receber recursos do Pró-Vida, instituição reconhecida internacionalmente. As informações são da assessoria de imprensa voluntária da Casa Danielle, formada por alunos do 7º período de Comunicação Social da Universidade de Uberaba/Uniube.

Pedaladas
Associação dos Servidores da Universidade Federal do Triângulo Mineiro/Asmed realiza dia 1º de maio - Dia do Trabalho, o 1º Passeio Ciclístico Asmed. A largada será às 8h30, na porta do estacionamento da entidade (praça Thomaz Ulhôa, em frente ao Asilo Santo Antônio). Inscrições podem ser feitas neste endereço até dia 25 de abril e é gratuita para sócios e dependentes. Os participantes receberão uma camiseta e um cupom para participarem do sorteio de uma bicicleta. Mais informações: 3317-1020.

Trabalhadores...
E por falar em trabalhadores, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial/Senai ministrou curso de qualificação e capacitação para os membros da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes/Cipa do Centro Operacional de Desenvolvimento e Saneamento de Uberaba/Codau. Orientações serão agora, repassadas para todos os trabalhadores do Codau – além de várias outras atividades que estão movimentando o tema prevenção em 2014.
...prevenidos
Sob os olhares e ouvidos atentos dos diretores Luiz Molinar Henrique e Olavo Rezende Júnior, o curso abordou uma série de temas, entre eles, as condições de trabalho; os  riscos do processo produtivo; investigação e análise de acidentes e doenças do trabalho; legislações trabalhista e previdenciária sobre segurança e saúde no trabalho; princípios gerais de higiene do trabalho e de medidas de controle dos riscos...

ZPE/Uberaba em debate
Aprovada em março de 2012 pelo Conselho Nacional das Zonas de Processamento de Exportação – CZPE, e poucos meses depois, confirmada em decreto da presidente Dilma Rousseff (PT), a Zona de Processamento de Exportação de Uberaba ganha destaque, inclusive em audiência pública realizada na Câmara Municipal, evento que foi acionado pelo vereador Kaká Carneiro (PSL), vice-líder do prefeito Paulo Piau (PMDB), e relator da Comissão de Desenvolvimento Econômico.
Vox populi
Objetivo principal da audiência foi discutir o Projeto de Lei 60/14, que altera a composição societária no consórcio que irá administrar a ZPE/Uberaba. De autoria do Executivo, o projeto amplia a participação do município, de 5% para 40%, e a Comissão Permanente de Desenvolvimento Econômico da Câmara quer ouvir a comunidade. O presidente da Casa, Elmar Goulart (SDD), planeja colocar o projeto em votação dia 16 de abril.
Concorrências...
Já o objetivo do projeto municipal – assim como de matérias tramitando no Congresso Nacional, é de finalmente viabilizar as ZPE´s, que apesar do sucesso em outros países, não conseguem ser emplacadas no Brasil. As dificuldades impostas pela legislação, inclusive a exigência de exportação de 80% do que é produzido, esvaziaram as concorrências públicas abertas pela administração passada de Uberaba para atrair interessados em participar da implantação.
...desertas
Nenhuma empresa ou consórcio se apresentou para construir e administrar o empreendimento. Alguns empresários chegaram a manifestar interesse, em conversas extraoficiais com representantes da Prefeitura de Uberaba. Entretanto, ignoraram as concorrências para cessão de ações da companhia administradora. Prefeito Paulo Piau quer justamente criar mecanismos que façam a ZPE/Uberaba funcionar.
Tributos
Vale lembrar que as ZPE´s foram criadas criadas para reduzir desequilíbrios regionais e melhorar a posição do país no comércio exterior. São áreas de livre comércio com o exterior, destinadas à instalação de empresas voltadas para a produção de bens e serviços a serem comercializados em outros países. As empresas recebem tratamento tributário específico, com isenções.
Exportações
No caso de Uberaba, além de carnes e da produção de óleo de soja, expectativa do governo federal é de atrair, ainda, investimentos das áreas sucroalcooleira, couro, produtos lácteos, moveleira, químicos e cosméticos. De acordo com os últimos indicativos oficiais – que são de 2010, as principais exportações de Uberaba, naquele ano, foram para o Iraque, Egito, Argentina, México e China.

Vizinhança
Enfim, nada como um dia atrás do outro...Os 16 leitos da Torre 1 restaurados e reinaugurados recentemente pelo Hospital do Câncer de Uberaba, tiveram as obras viabilizadas através de recursos destinados pela Procuradoria/Ministério Público do Trabalho de Uberlândia...Foram mais de R$ 300 mil - dos R$ 614 mil investidos no total.
Recapitulando
Desde a construção, há 53 anos (1º de março de 1961), a Torre I nunca havia passado por restauração completa. Foram reformuladas instalações hidráulicas e elétricas, pisos, paredes e portas, transformando totalmente o andar e equiparando-o ao 6º e ao 7º andares da Torre II, estes inaugurados em 2012, com doação superior a R$ 700 mil por parte da Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração, de Araxá.

NOS TRINQUES – Prefeito Paulo Piau aproveita todas as oportunidades para checar a quantas anda seu coração. Durante a inauguração de academia ao ar livre na Mata do Ipê fez questão de se exercitar. E dias atrás, não perdeu tempo na corrida da saúde da Uniube. Pelo jeito, está tudo em ordem. A 1ª foto é de Enerson Cleiton, e a 2ª foto foi postada por amigo do prefeito em seu mural no Facebook.

COMPANHEIROS COMUNISTAS - Presidente do Partido Comunista do Brasil – PcdoB/Uberaba, Sumayra Oliveira, informa que a legenda tem três pré-candidatos a deputado estadual: Clayton Tomaz da Costaliti, instrutor e coordenador de diversos projetos para a juventude, e militante da cultura Hip-Hop desde 1997; Gustavo Vaz Silva, graduando em História, servidor público municipal e professor na rede estadual; e Wellington Felix Cornélio (Zuzu), advogado, cientista social e professor.
Lista aberta
Os nomes, entretanto, serão amplamente discutidos com a militância na convenção partidária, não configurando uma proposta fechada. Outros filiados também, poderão apresentar seus nomes.

OVO SENDO PESADO NO LABORATÓRIO DO IPEM   (FOTO: GIL LEONARDI)
IPEM/MG FISCALIZA OVOS DE PÁSCOA
O Instituto de Metrologia do Estado de Minas Gerais – Ipem/MG, iniciou a Operação Especial de Páscoa com a intenção de resguardar os direitos dos consumidores mineiros. No período que antecede o feriado, fiscais do Ipem percorrem estabelecimentos comerciais em todo Estado, como supermercados, padarias e lojas de doces, para recolher os produtos típicos dessa época do ano, em especial os ovos de chocolate, e analisar se o peso indicado no rótulo corresponde ao valor real da mercadoria.
Infantis
Os brinquedos ofertados como brindes dentro e fora dos ovos de páscoa também são fiscalizados. O Ipem verifica se os produtos infantis possuem o selo de conformidade do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), com o intuito de coibir possíveis acidentes de consumo com os pequenos.
Caso o consumidor encontre ou suspeite de alguma irregularidade nesses produtos, ele pode relatar o ocorrido na Ouvidoria do Ipem, por meio do telefone 08000-335-335 ou por meio do site www.ipem.mg.gov.br.
Em Minas Gerais, o Ipem possui sede em Contagem e 13 unidades regionais: Uberaba, Belo Horizonte, Caratinga, Curvelo, Divinópolis, Governador Valadares, Juiz de Fora, Montes Claros, Patos de Minas, Passos, Pouso Alegre, Uberlândia.


OBRA DA FÁBRICA DE AMÔNIA COMEÇA EM JULHO
Jornal Diário do Comércio revela que o consórcio Toyo Sepal, escolhido pela Petrobras para construir o empreendimento, já se instalou na cidade e desde o mês passado trabalha na montagem do canteiro de obras. Confira a matéria

ECONOMIA
Fábrica de amônia: obra começa em julho
*Mara Bianchetti, de Uberaba
*A repórter viajou a convite da Fiemg
As obras da tão esperada fábrica de amônia em Uberaba (Triângulo) deverão começar no segundo semestre deste ano. Depois de duas licitações desertas e mais de dois anos de atraso, a novela envolvendo o único grande projeto da Petrobras em Minas Gerais começa a chegar ao fim. O consórcio Toyo Sepal, escolhido pela estatal para construir o empreendimento, por meio de contratação direta, já se instalou na cidade e desde o mês passado trabalha na montagem do canteiro de obras.
As informações são do presidente da regional Vale do Rio Grande da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Altamir de Araújo Roso Filho. Segundo ele, atualmente, a construtora está trabalhando, basicamente, na montagem da infraestrutura necessária para iniciar as intervenções, o que inclui análise das vias de acesso ao terreno e dos locais para instalação dos escritórios, além do tipo de equipamento que será usado para o transporte dos materiais, do fornecimento de insumos e da contração de mão de obra.
"Em um empreendimento deste porte esta etapa dura, em média, três meses. A parte de mobilização dos canteiros deverá ser finalizada em junho e a construção da fábrica de amônia, efetivamente, deverá começar a partir de julho", calcula.
VISITA DA PRESIDENTE
Conforme Roso Filho, a visita da presidente Dilma Rousseff ao município para a assinatura da ordem de serviço que dará o start aos trabalhos era aguardada para fevereiro, mas isso não ocorreu.
Porém, o evento já tem nova data: 2 de maio, quando acontece a abertura da 80ª Exposição Internacional das Raças Zebuínas (ExpoZebu). "Isso nada mais é do que uma formalidade do processo", avalia, lembrando que o projeto, orçado em R$ 2,3 bilhões, integra a segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) e não corre riscos de ser suspenso por questões financeiras envolvendo a Petrobras.
Ainda assim, o presidente da regional da Fiemg admite a possibilidade de o atraso no início das operações da planta ser ainda maior do que o esperado. A previsão inicial, quando foi anunciado o investimento, em 2009, era que a fábrica de amônia fosse inaugurada neste ano, mas uma série de problemas adiou a conclusão do projeto para 2016.
"Entre as preocupações está o fato de o atraso no cronograma retardar também a vinda de outros investimentos para a cidade, já que para viabilizar a fábrica de amônia será construído um gasoduto, ligando Uberaba a Betim. E este, por sua vez, permitirá atrair outras empresas para a região. Daí a importância de tirar esses projetos do papel o quanto antes", ressalta.
EM MOVIMENTO
Mesmo diante das indefinições sobre as datas de construção e de inauguração da fábrica de amônia, a prefeitura segue com o processo de atração de empresas do setor de fertilizantes para Uberaba. No fim de março, o secretário de Desenvolvimento e o prefeito Paulo Piau foram ao interior de São Paulo para negociar a instalação de mais um gigante do segmento para a região. Há informações de que se trata de uma multinacional.
Em relação ao empreendimento da Petrobras, a escolha do consórcio Toyo Sepal se deu por meio de contratação direta e ocorreu depois de duas tentativas frustradas de licitar a fábrica, em virtude de sobrepreço. O projeto, batizado de Unidade de Fertilizantes Nitrogenados (UFN V), deverá produzir 519 mil toneladas de amônia por mês, em um terreno de mais de 1 milhão de metros quadrados, do Distrito Industrial 3 do município do Triângulo.
Quando pronta, a planta irá funcionar 24 horas por dia para a produção da matéria-prima dos fertilizantes. Esta será a segunda etapa de implantação da unidade, uma vez que a primeira, referente à terraplenagem, foi concluída, também com atraso, pela empresa Egesa Engenharia, há cerca de um ano.
-------------
ARTIGO ESPECIAL

Questões do Nosso Tempo
FINANCIAMENTO PÚBLICO DE CAMPANHAS ELEITORAIS
*Guido Bilharinho
I
Pressupõe-se que todo cidadão ao almejar, por meio de eleições, ocupar cargo público no legislativo e no executivo esteja imbuído de espírito público e pretenda exercê-lo para trabalhar para o bem comum e para o progresso e o desenvolvimento de seu Município, Estado ou Nação.
Constitui regra geral que esse cidadão não se abalança a enfrentar campanha eleitoral para ocupar apenas uma única vez o posto para o qual se candidatou. Isso ocorre excepcionalmente, geralmente por desilusão com o sistema eleitoral e administrativo vigente.
A regra, pois, é que todo candidato queira fazer carreira política, galgando cargos cada vez mais importantes ou, quando menos, pleiteando sempre a recondução para a mesma função, normalmente a legislativa.
Contudo, mesmo que persuadido dos melhores propósitos, esse cidadão, candidatando-se, terá não só de secundarizar as atividades privadas, prejudicando muitas vezes seus rendimentos, como assumir gastos com a campanha eleitoral sem nem ao menos ter a certeza de ser eleito.
Ou seja, o candidato terá de pagar – e antecipadamente – para tentar ocupar função pública que deverá (ou deveria) ser exercida para o bem de todos, sendo o único cidadão que paga para trabalhar.
Só que, face aos gastos cada vez mais volumosos das cada vez mais sofisticadas e caras campanhas eleitorais, o eleito, nem bem empossado, além de ter de pagar dívidas contraídas na campanha, tem de se preocupar (e, pior, ocupar) com os gastos da próxima campanha.
Todavia, como os eleitos exercem cargos plenos de poder, obtêm contribuições (a própria lei eleitoral o permite e até incentiva!), que os comprometem (e os submetem) aos desígnios dos patrocinadores, pelo que de paladinos do bem comum forçosamente transformam-se (ou já se originam) em defensores de pretensões particulares, mesmo que legítimas, mas, que deveriam ser atendidas pelas vias regulares.
O eleito é pautado, pois, no exercício do ofício público pelos gastos de campanhas eleitorais e necessidade de fazê-los e pagá-los, tornando-se isso, pois, sua única preocupação ou, pelo menos, a preocupação preponderante e que irá nortear e caracterizar sua atuação, secundarizando, quando não totalmente defenestrando, o interesse público.
Dessa engrenagem não há escapatória, já que mesmo os candidatos mais populares não se eximem de gastos eleitorais.
Esse quadro afasta da política os cidadãos munidos dos melhores propósitos, mas, que não possuem recursos e nem aceitam submeter-se ao guante dos financiamentos eleitorais privados, restringindo-se, pois, o direito democrático de todos poderem se candidatar a cargos públicos preenchidos por meio de eleições. Daí advém, que o SISTEMA atual, em regra, afugenta da política cidadãos dotados dos requisitos indispensáveis ao exercício de função pública, impedindo-os de se candidatarem, ou impõe distorção e desvio desse exercício, que é o que vem ocorrendo no Brasil de maneira generalizada.
A medida, não para solucionar de vez a questão, transformando num passe de mágica o que aí está, já que, como se sabe, não há organização eleitoral e partidária perfeita, mas para alterar profundamente esse quadro inexpressivo, desprezível e inoperante, quando não e também corrupto, é a adoção do fundo eleitoral, no qual os gastos das campanhas são bancados pelo erário público.
II
O financiamento público das campanhas eleitorais com a criação do fundo eleitoral, para ter o alcance necessário, deve, no entanto, ser normatizado por regras rigorosas, que garantam sua eficácia, dentre elas, avultando:
1 – Gestão e aplicação desses recursos exclusivamente pela Justiça Eleitoral, nunca pelos partidos ou pelos candidatos;
2 – Proibição de gastos eleitorais pelos partidos e candidatos, mesmo que sejam com haveres próprios;
3 – Apresentação (gravada ou ao vivo) em rádios e TVs apenas dos próprios candidatos expondo e defendendo programas e ideias, vedada toda apelação de marketing, cenas externas e presenças de terceiros;
4 – Proibição de realização e distribuição de material propagandístico de qualquer natureza pelos candidatos, partidos e por quem quer que os apóiem;
 5 – Impedimento da, já de si inconstitucional, publicidade pública pelo menos nos dois anos anteriores às eleições, independentemente de vir a ser ou não candidato à reeleição o titular de mandato, a não ser excepcionalmente com autorização da Justiça Eleitoral e dentro dos estritos permissivos constitucionais;
6 – Comícios sobre palanques (móveis ou fixos), fornecidos e controlados pela Justiça Eleitoral em convênio com as prefeituras, realizados em lugares previamente designados, disponibilizados gratuitamente e em igualdade de condições a todos os candidatos e partidos;
7 – Instalação pela Justiça Eleitoral em determinadas praças públicas ou outros lugares adequados de painéis, nos quais constarão nomes, fotos, cargos pleiteados, siglas partidárias de todos os candidatos, constituindo, por sua vez, a única matéria permitida para publicação e divulgação pela Justiça Eleitoral em jornais, revistas e internet, nunca pelos candidatos, partidos e apoiadores.
Além de outras providências, restritivas e/ou necessárias (na área da internet, por exemplo), as elencadas acima, mesmo parecendo à primeira vista, sob a permissiva ótica nacional, por demais rigorosas, constituem a única maneira de se democratizar as eleições, permitindo o acesso às disputas eleitorais de cidadãos idealistas que estão alijados das que se ferem sob a atual legislação, que submete o processo eleitoral e os mandatos ao poder econômico face à necessidade de recursos para custeio das caras campanhas eleitorais.
À evidência, que essas medidas, para sua plena efetivação, exigirão também alterações nas leis de constituição partidária, já que os partidos atualmente não passam de feudos dirigidos autocraticamente por suas cúpulas.
Enfim, como afirmou o escritor João Guimarães Rosa, não adianta mudar os jogadores se não se alterar as regras do jogo.
Na organização atual, nem adianta eleger um ou outro bom candidato, porque dados os sistemas partidário e eleitoral vigentes, eles não passarão de minorias que nada poderão fazer. Ao contrário, eles e seus eleitores a estarão avalizando e legitimando para continuar tudo como está, ou seja, no pior dos mundos.
Por fim, sem adoção dessas providências e de outras correlatas e do regime parlamentarista não há a mais remota possibilidade de se governar o país como necessário e indispensável.
__________________________________
*Guido Bilharinho é advogado atuante em Uberaba, foi candidato ao Senado Federal e editor da revista internacional de poesia Dimensão de 1980 a 2000, sendo autor de livros de literatura, cinema, história do Brasil e regional, entre eles, Brasil: Cinco Séculos de História, inédito.
-----------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário