26 de novembro de 2015

CONTA-GOTAS...NOTÍCIAS

Novos tempos
SEM DOAÇÃO DE EMPRESAS, PARTIDOS E CANDIDATOS TERÃO QUE ADAPTAR-SE EM 2016
Cada moedinha será uma “fortuna”
As eleições para prefeito e vereador no ano que vem serão realizadas sob novas regras e a principal delas é a proibição de que empresas façam doações aos candidatos.
Elas serão financiadas exclusivamente por doações de pessoas físicas e pelos recursos do Fundo Partidário, usado para a manutenção dos partidos e abastecido com dinheiro público. Outra mudança é que as doações não poderão mais ser feitas diretamente aos candidatos, mas sim aos partidos, que, por sua vez, redistribuem o dinheiro entre as diversas candidaturas da legenda.
Para equilibrar as contas, os partidos terão as seguintes alternativas: cortar gastos, multiplicar as doações de pessoas físicas ou elevar o valor do Fundo Partidário - ou, ainda, tentar promover uma combinação dessas três medidas.
Nada será fácil. Ressalte-se que as doações de pessoas físicas não têm tradição no Brasil, e aumentar esta participação será uma complicação sem precedentes. Em 2012, doações de pessoas físicas cobriram apenas 20% do total de gastos dos candidatos a prefeito e a vereador – incluindo aí, as contribuições de candidatos que custearam as próprias campanhas.

ADELMO LEÃO, PAULO PIAU, WAGNER JR., FAHIM SAWAN, EDSON SANTANA E ANTÔNIO LERIN
CANDIDATOS A PREFEITO GASTARAM R$ 8,5 MILHÕES EM 2012
Incluindo recursos próprios, colaboração de amigos e familiares, contribuições dos respectivos partidos políticos e apoio de empresas – principalmente construtoras, os seis candidatos que disputaram as eleições majoritárias de Uberaba em 2012 arrecadaram e gastaram juntos, ao longo de toda a campanha, R$ 8,5 milhões.
De acordo com o que foi encaminhado pelos próprios candidatos a prefeito na prestação de contas à Justiça Eleitoral, o eleito Paulo Piau recebeu R$ 2,5 milhões do seu partido – o PMDB, enquanto o 2º colocado, que foi com ele para o turno final, deputado estadual Antônio Lerin, contou com R$ 1 milhão do PSB. Os dois usaram recursos do próprio bolso, mas tiveram que complementar a arrecadação com a ajuda de amigos empresários.
Candidatos que ficaram pra trás, no 1º turno, Wagner Júnior arrecadou R$ 225,384 mil e gastou o mesmo valor; Fahim Sawan (ex-PSDB) arrecadou R$ 581,450 mil e gastou R$ 574,488 mil; Adelmo Leão (PT)  arrecadou R$ 503,171 mil e gastou R$ 552,632 mil; Edson Santana (PPS) arrecadou R$ 11,980 mil, e gastou R$ 1,680 mil.

Economia
13º DEVE CHEGAR AO BOLSO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE UBERABA ATÉ DIA 20 DE DEZEMBRO
O comércio da cidade “torce” 
para que as previsões deem certo
Servidores municipais de Uberaba devem receber o 13º salário entre dias 11 de dezembro (na Câmara) e 20 de dezembro (na Prefeitura). Ao todo, vão ter acesso ao benefício cerca de 9.000 trabalhadores,  entre funcionários da ativa, aposentados e pensionistas. No caso da Câmara, também está garantido um abono de Natal de R$ 600,  que será liberado dia 18 de dezembro através de créditos no Cartão Alimentação. A Prefeitura ainda não sabe se terá condição de pagar o abono de R$ 200 negociado no ano passado com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Uberaba (SSPMU).

UBERABENSES TRATARAM DE DISTRIBUIR, NAS REDES SOCIAIS, IMAGENS
DO DEPUTADO MARCOS MONTES EXIBIDAS NA GLOBO NEWS; TAMBÉM NÃO FALTARAM
FOTÓGRAFOS PARA REGISTRAREM O TÊTE-À-TÊTE ENTRE MM E O SENADOR AÉCIO NEVES
Matando saudades...
EX-COMPANHEIROS DE PALANQUE, SENADOR E DEPUTADO FEDERAL APROVEITAM SESSÃO HISTÓRICA E COLOCAM PAPO EM DIA
Deputado federal majoritário, ex-prefeito e presidente do PSD/Uberaba, o vice-líder do bloco parlamentar PSD/PR/PROS na Câmara, Marcos Montes, atravessou o prédio histórico do Congresso Nacional para acompanhar na tarde/noite de 25/11, quarta-feira, no Senado Federal, a sessão – também histórica, que deliberou sobre a prisão do senador Delcídio Amaral (PT/MS).
Ali, se encontrou com o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves, de quem foi coordenador na campanha presidencial de 2014 no Triângulo Mineiro. E enquanto a sessão fervilhava, os dois ex-companheiros de palanque aproveitavam pra colocar o papo em dia – ora, lamentando mais um episódio que denigre o já combalido mundo político; ora refletindo sobre os entreveros que provocaram a revoada dos históricos do PSDB/Uberaba para o PSD presidido por Marcos Montes.

NESTOR CERVERÓ E DELCÍDIO AMARAL:
A MONTAGEM DE FOTOS MAIS REPRISADA NAS REDES SOCIAIS
FAZENDO HISTÓRIA...
Mas, voltando ao motivo da sessão especial, ressalte-se que o líder do governo no Senado, Delcídio Amaral, conseguiu ser o único senador preso durante o exercício do mandato ao longo da república brasileira. Foi detido pela Política Federal por ordem do Supremo Tribunal Federal, sob a acusação de ter sido flagrado armando a fuga e o silêncio do ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró, de forma a evitar que ele assinasse delação premiada na Operação Lava Jato.
A sessão histórica aconteceu para cumprir a Constituição Federal: cabe ao Senado decidir se a prisão de um senador deve ou não ser mantida. Inicialmente, o plenário aprovou que a votação fosse aberta. No caso da tarde/noite de 25/11, aconteceram dois embates...
O primeiro embate - voto secreto X voto aberto, foi a favor da transparência. Por maioria absoluta, o plenário decidiu pelo voto aberto. Em seguida, por 59 votos a favor e 13 contra, o Senado manteve a prisão do senador.
"É lamentável que o Congresso Nacional esteja enfrentando uma situação tão humilhante e parabenizo os senadores pela decisão; não se trata de julgar o líder do governo: isso é função da Justiça. Se trata sim, de reconhecer que as denúncias precisam ser apuradas” – refletiu Marcos Montes em sua página no Facebook.
O deputado federal do PSD, por sinal, tem defendido a mesma coisa nos casos dos pedidos de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) e de cassação do mandato do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB/RJ). “Não importa quais sejam os resultados; o importante é que se façam as apurações e que se dê respostas ao Brasil” – diz ele.

PT/Uberaba
FOGUEIRA POUCA É BOBAGEM
Não chame para o mesmo palanque das eleições de 2016 o presidente do diretório municipal do PT de Uberaba, Josimar Rocha (FOTO 1), e o ex-presidente e atual secretário-executivo do Fórum Regional de Governo Triângulo Sul/sede Uberaba, Sebastião Severino (FOTO 2)!
Adversários na disputa pelo comando do PT/Uberaba, os dois, que já não se entendiam, entraram em rota de colisão, e não conseguem mais, falar a mesma língua – a não ser quando os assuntos são o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (FOTOS 1 e 2)a presidente Dilma Rousseff e seu antecessor e chefe de todos, Luiz Inácio Lula da Silva.
E tem mais: o embate não se restringe aos bastidores do partido. Ganhou as redes sociais, inclusive expondo uma nova disputa, desta vez, pelo direito de ser o candidato a prefeito caso o PT decida lançar candidatura própria em 2016.

OAB/Uberaba
COM 66% DOS VOTOS, PRESIDENTE É RECONDUZIDO
E por falar em fogueira, a 14ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil vai continuar sob o comando do advogado Vicente Flávio Macedo. A oposição – liderada por Euseli dos Santos, convenceu 350 colegas de que a OAB precisava de uma Nova Ordem. Outros 757 advogados apostaram na OAB Mais Forte.
Dos 1.824 profissionais aptos ao voto, 1.147 compareceram às urnas. Destes, 40 ficaram em cima do muro. Foram 11 votos em branco e 29 nulos.
Desde que se formou em Direito, há 25 anos, Vicente Flávio tem cadeira cativa na OAB/Uberaba. Integrou a Comissão de Esportes, a OAB Jovem, o Conselho, a Tesouraria. Com 727 votos, dos 1.342 registrados, ele assumiu a presidência no triênio 2013/2015. Agora, é reeleito para a gestão 2016/2018. Saltou de 54% para 66% dos votos.
ESTADUAL - O advogado Antônio Fabrício de Matos Gonçalves foi eleito o novo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Minas Gerais. Pela primeira vez, desde a instituição das eleições diretas na OAB/MG, a eleição contou com chapa única, denominada Advogado Valorizado em Minas e no Brasil.

Modo de fazer
PRODUÇÃO ARTESANAL DE SINOS É DECLARADA PATRIMÔNIO DE UBERABA 
Produção de sinos em Uberaba agora é patrimônio do município. Decreto do prefeito Paulo Piau (PMDB) oficializou a decisão do Conselho do Patrimônio Histórico e Artístico de Uberaba de aprovar o registro da atividade – uma das seis do mundo que produzem o equipamento artesanalmente. Por ser um patrimônio imaterial o reconhecimento acontece através de registro – em vez de tombamento, como é denominado em caso de bens materiais.
Modos de fazer
A atividade – comandada pelo artesão José Donizettte da Silva, foi declarada patrimônio imaterial na categoria modos de fazer. Trata-se de prerrogativa destinada a uma atividade que é transmitida de geração para geração, garantindo sua preservação, além de ser elemento importante na composição da identidade da sociedade em que está inserida. Mais de 6.000 sinos passaram pelas mãos de José Donizette, que checa cada detalhe da produção que dura no mínimo 20 dias.
Tradição
A fábrica de Uberaba é rica em tradição, já que a forma de fazer os sinos segue a mesma linha adotada pelos antepassados da família – quando ainda residiam na Itália. A fábrica, por sinal, continua em família. João Donizette conta com o reforço de parentes, além de funcionários contratados.
O que são
São bens imateriais: os modos de criar, fazer e viver; as criações científicas, artísticas e tecnológicas; as obras, objetos, documentos, edificações e demais espaços destinados às manifestações artístico-culturais; os conjuntos urbanos e sítios de valor histórico, paisagístico, artístico, arqueológico, paleontológico, ecológico e científico.
São registrados, entre outros, a Roda de Capoeira e Ofício dos Mestres de Capoeira do Recôncavo Baiano; a produção artesanal de queijo de Minas Gerais; a Festa do Divino Espírito Santo de Pirenopólis/GO.
Em Uberaba, já existiam dois bens imateriais registrados: a Banda do 4º Batalhão de Polícia Militar de Minas Gerais e a festa no bairro rural da Baixa – de São José e Nossa Senhora da Conceição.

CIDINHA COIMBRA E GRAÇA CARRICONDE
1º comando
PSICÓLOGA E SINDICALISTA SÃO PRESIDENTE E VICE DO PMB
Recém-criado Partido da Mulher Brasileira/PMB oficializa o primeiro comando da legenda em Uberaba, confirmando o nome da psicóloga Aparecida da Graça Coimbra – Cidinha Coimbra, na presidência. A vice-presidência ficou com Maria das Graças Batista Carriconde – presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas e Farmacêuticas de Uberaba e Região/Stiquifar. Nilce de Freitas é a secretária-geral, Caetana D´Amico Santos assumiu a tesouraria, e Alzineusa Amaral da Rocha é a 1ª suplente.

COMANDO DE ESTREIA TEM LONGEVIDADE RARA
O comando de estreia do PMB/Uberaba assume com uma longevidade rara: a vigência do grupo só termina em 30 de abril de 2019. É a segundo maior tempo, já que o atual diretório do PTC vai até 4 de agosto de 2019.
Fora as comissões que possuem prazo indeterminado (PR, PMN, PRP, PSD, PROS), todos os demais comandos têm vigência com tempo inferior aos do PTC e PMB.
Seguem o PT (até 20 de fevereiro de 2018); o PMDB (16 de agosto de 2017); o PSDB (17 de maio de 2017); o PSL (1º de março de 2017); o PSC (31 de dezembro de 2016); o PEN (14 de outubro de 2016); o PHS (21 de maio de 2016); o PRB (3 de maio de 2015); o PSB (30 de abril de 2016); o PSTU (15 de abril de 2016); o PV (10 de março de 2016); o PP (27 de fevereiro de 2016); o PTB (30 de janeiro de 2016); o SD (31 de dezembro de 2015); o PRTB (31 de dezembro de 2015); o PT do B (31 de dezembro de 2015); o PSDC (6 de dezembro de 2015); o PDT (29 de novembro de 2015).
VALE LEMBRAR, entretanto, que em se tratando de partidos políticos nem tudo é o que parece... Ainda recentemente dois vereadores perderam o comando dos respectivos partidos que presidiam em Uberaba. Cléber Ramos e Franco Cartafina dormiram presidindo o PROS e o PRB, respectivamente, e amanheceram fora do cargo.

Paciência de Jó...
VEREADORES AGUARDAM “JANELA” PARA MUDANÇA PARTIDÁRIA
Pelo menos três vereadores de Uberaba tentam superar a angústia da espera e aguardam a “janela” aprovada na minirreforma eleitoral de 2015 para mudar de legenda sem o risco de perda da cadeira que ocupam na Câmara.  A reforma aprovada este ano pelo Congresso Nacional permite que os políticos troquem de partido, sem risco de perder o mandato por infidelidade partidária, durante os 30 dias que antecedem o prazo mínimo de filiação partidária exigido para disputar a eleição. Esse prazo foi reduzido de um ano para seis meses.
Ou seja, agora os políticos têm que se filiar a um partido para disputar eleições a apenas seis meses da data de votação, e podem trocar de partido livremente nos 30 dias que antecedem esse prazo. Entre os vereadores que podem aproveitar a “janela” estão Cléber Ramos e Franco Cartafina.
Teve, porém, quem já mudou, mediante acordo interno com os dirigentes partidários. O presidente da Câmara, Luiz Dutra, deixou o SD e se filiou ao PMDB, enquanto João Gilberto Ripposati trocou o PSDB pelo PSD.
PEDRO DE OLIVEIRA (PROJETO BARU) E EDSON CUNHA (FLORA DO CERRADO)
COM KARINA BRUNO (COORDENADORA DO EVENTO) E MÁRCIO SILVA (COOPERACE ORGA);
AO LADO, IMAGENS DO BARU OU CASTANHA DE BARU OU CUMARU OU CASTANHA DE BURRO
OU VIAGTRA DO CERRADO OU COCO BARATA OU COCO FEIJÃO - DEPENDENDO DA REGIÃO
ONDE A AMÊNDOA AINDA INSISTE EM EXISTIR
Vitória
PROJETO BARU CONQUISTA O SELO VERDE E PRÊMIO CHICO MENDES
Projeto Baru e Flora do Cerrado - parceiros em projeto ambiental e sustentável, venceram o Prêmio Selo Verde de Sustentabilidade da Fundação Internacional Chico Mendes. Na edição de 26 de fevereiro deste ano Conta-Gotas...Notícias anunciava, em primeira mão, que o projeto acabara de entrar na concorrência do prêmio por causa da luta em defesa da preservação do baruseiro.
Cirurgião-dentista aposentado, empresário rural em Uberaba e Campina Verde e coordenador do Projeto Baru, Pedro de Oliveira tem sido incansável na divulgação e fortalecimento do projeto, trabalhando em abaixo-assinado, em pedidos de aprovação de projeto de lei no Congresso Nacional, em divulgação nas redes sociais, e até já fez voo rasante em reunião da mais poderosa entidade industrial do país: a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo/Fiesp. Os empresários fizeram silêncio absoluto para ouvir o discurso do ambientalista.
RISCO DE EXTINÇÃO...
Fonte de renda para muitas pequenas comunidades, e de alimento para animais silvestres e seres humanos, a amêndoa - ou baru, é uma conhecida espécie que está correndo risco de extinção. É encontrada no cerrado, com destaque no pontal do Triângulo Mineiro e em outros Estados. Sua região natural de ocorrência estende-se pelo Planalto Central, desde o norte de Minas Gerais, passando por Goiás e Mato Grosso, chegando à costa atlântica do Maranhão.
PREMIAÇÃO
Realizada sob as diretrizes do Programa de Certificação do Compromisso da Responsabilidade Socioambiental/Procert, a premiação foi  instituída pelo Instituto Internacional de Pesquisas e Responsabilidade Socioambiental Chico Mendes, “com o objetivo de reconhecer, estimular e certificar o compromisso com as boas práticas socioambientais através da difusão de exemplos que tenham como princípio a sustentabilidade, a justiça social e o respeito à vida”.
----------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário