3 de outubro de 2016

CONTA-GOTAS...NOTÍCIAS


NEM FREUD EXPLICA...
Autor do primeiro pedido de registro divulgado oficialmente pela Justiça Eleitoral, o empresário Luiz Renato de Oliveira Gomes - conhecido por Froidinho, do PRP, fez um barulhão na porta da TV IntegraçãoGlobo porque não foi convidado para o debate entre os candidatos a prefeito de Uberaba.
E mais: no dia anterior ao debate, ingressou na Justiça Eleitoral de Uberaba com ação cautelar contra a decisão da TV, perdeu, e recorreu ao Tribunal Regional Eleitoral – onde perdeu de novo.
Não deu pra entender. Ele se recusou a ir a todos os debates e sabatinas para os quais foi convidado, e não bastasse isso, foi o único que nem apresentou o programa de governo à Justiça Eleitoral.



MILIONÁRIO SAI COM DÍVIDA
Gledston Moreli (PPL) foi um dos primeiros a lançar a candidatura a prefeito, e não arredou pé da ideia. Esperava-se que fosse investir pesado nesta vontade pessoal. Afinal, é o mais rico de todos, segundo informações dele mesmo à Justiça Eleitoral: possui R$ 6 milhões 870 mil em bens pessoais.
Ainda segundo informações da própria campanha, ele aplicou R$ 1,9 mil do próprio bolso, e o candidato a vice, Herval Kobayashi – que nem declarou possuir bens, investiu R$ 5 mil na campanha. Portanto, arrecadou R$ 6,9 mil. Está no vermelho, já que contratou serviços num total de R$ 14,3 mil.



OS PALPITEIROS 
Neste caso, o candidato não teve relação direta – mas sim, indireta com o assunto. Nem bem surgiu o assunto de que o vice do prefeito Paulo Piau (PMDB) seria o vereador João Ripposati (PSD), e lá foram os desentendidos de política conversar fiado.
Teve gente do governo (nomes não divulgados) que andou dizendo para jornalistas que Ripposati não iria somar nada, pois não tem o perfil arrojado que o PMDB esperava para a dobradinha. E agora?


PROGRAMA DE GOVERNO PREVÊ FORA TEMER!
A candidata do PSTU, servidora pública Simea Freitas, iniciou seu programa de governo, apresentado à Justiça Eleitoral, com letras garrafais: “FORA TEMER. FORA TODOS ELES”!
Recebeu 1.352 votos, sendo a penúltima colocada – Froidinho teve apenas 451. Foi bem votada.





PESCARIA DIFÍCIL
Postagem de um internauta eleitor na página do PMDB de Uberaba: “O deputado estadual Antônio Lerin (PSB) precisa melhorar na pescaria, pois não consegue pegar piau de jeito nenhum!”





TODO MUNDO NOTOU
Dizem as más línguas que o candidato Wagner Júnior (PTC) perdeu o segundo lugar nas eleições durante o debate da TV IntegraçãoGlobo... exatamente no momento em que deu uma ajeitadinha no cabelo e questionou o mediador: “Cadê a câmera? Não estou vendo!”







NÃO FOI DE TÁXI
Angela Mairink (PP) podia ter melhorado sua votação se tivesse convencido os taxistas. Bastava entrar no carro pro motorista desabafar: “Onde já se viu uma mulher ser candidata pro marido dela virar prefeito!” Até parecia que os taxistas tinham combinado.







ENQUANTO ISSO...
À revelia dos “paralelos”, que avaliavam que o vereador João Ripposati não somaria votos para o prefeito Paulo Piau – o próprio candidato, e os presidentes do PMDB, professor Fernando Hueb, e do PSD, deputado federal Marcos Montes, faziam das tripas o coração para concretizarem a dobradinha. Os três sabiam que seria vitória certa.
Fernando Hueb - na foto ao lado, junto com Ripposati e Piau, foi, aliás, um dos principais defensores da aliança. Em depoimento postado na rede social, após a divulgação do resultado, o presidente do PMDB agradeceu os votos na reeleição, assegurando que a segunda gestão de Paulo Piau será ainda melhor que a primeira.
E conclamou os adversários a unirem força em defesa de Uberaba.

ALGUMAS DECLARAÇÕES DO PREFEITO REELEITO APÓS A CONFIRMAÇÃO DA VITÓRIA
_ Nós temos um governo novo. Um governo  montado com pessoas diferentes do passado. Um governo, agora com o caminhão mais leve, mais tranquilo, e com poucos partidos e muitas lideranças.
_ A composição do novo secretariado será baseada na busca de técnicos das respectivas áreas. Existem profissionais na equipe atual que se encaixam no perfil e podem ser mantidos.
_Não estou dizendo que a gente vai mudar tudo, de forma nenhuma.
_Segurança pública e saúde  serão as duas bandeiras da próxima administração.
_A eleição passou e 100% dos uberabenses têm obrigação com essa cidade.
_A oposição tem o papel de ser crítica, mas precisa ser construtiva. Espero que oposição não seja violenta e nem fale mal de Uberaba.
_O Hospital Regional será aberto ainda no atual governo. Só estou esperando o governo federal publicar a portaria em que garante apoio financeiro para a manutenção do hospital.


QUASE 67% DOS VEREADORES QUE DISPUTARAM A REELEIÇÃO SAÍRAM VITORIOSOS DAS URNAS
A renovação na Câmara de Uberaba não indica 
necessariamente mudanças provocadas pelo eleitorado
Apesar de muitas avaliações estarem circulando por aí, nada que se refira à eleição proporcional de Uberaba merece 100% de certeza. Dos 14 vereadores, cinco não disputaram a reeleição - Paulo César Soares, Elmar Humberto Goulart e Afrânio Lara, todos do PMN; e os candidatos a vice, João Gilberto Ripposati (PSD) e Samir Cecílio (PSDB). Qualquer análise sobre a performance deles na disputa de vereador seria precipitada.
Desta forma, apenas nove foram às urnas pela reeleição. E seis garantiram a vitória: Franco Cartafina (PHS); Denise Max, Samuel Pereira e Kaká Carneiro, do PR; Ismar Marão (PSD); Luiz Dutra (PMDB). Ou seja, 66,6% dos que disputaram a reeleição foram vencedores.
Assim, dos vereadores que tentaram reeleger-se apenas três foram derrotados: Edmilson de Paula (PR); Marcelo Borges (PR); Cléber Ramos (PP).

EM MEIO A SUSPEITAS DE INFIDELIDADE, PR ELEGE QUATRO VEREADORES; PSB DE LERIN NÃO CONSEGUIU CADEIRA NA CÂMARA
Fonte de polêmicas aos montes, o PR fez  a maior bancada de vereadores de Uberaba para a legislatura 2017/2020. Reelegeu os atuais vereadores Denise Max, Samuel Pereira e Kaká Carneiro, e trouxe de volta o ex-vereador e atual vice-prefeito Almir Silva. Apesar de integrar a coligação da base do prefeitável Antônio Lerin, nada indica que a vitória dos quatro tenha relação direta com a candidatura majoritária.
PELO CONTRÁRIO...
Ao longo da curta campanha (felizmente), o que não faltou foi ameaça da cúpula do PR de processar e cassar os vereadores candidatos que não estavam muito ligados à fidelidade. Suspeitas eram de que os vereadores, e mais o vice-prefeito, estavam torcendo mesmo, era pela vitória de Paulo Piau. O partido chegou a criar uma comissão de ética pra passar “medinho” nos infiéis.
E não é só isso. Da coligação fechada entre o PR e o PSB de Lerin, nenhum do PSB foi eleito. Pra se ter uma ideia da situação, os dois primeiros suplentes da coligação PR/PSB também são do PR: Edmilson de Paula e Marcelo Borges.

EXATO MOMENTO EM QUE MARCOS MONTES CONFIRMOU QUE A REELEIÇÃO
ESTAVA GARANTIDA. PERCEBEU A DIFICULDADE DE PAULO PIAU PARA SE
DESVIAR DOS ABRAÇOS DE DEZENAS DE AMIGOS E ALIADOS, ENQUANTO CAMINHAVA
PARA A CAMINHONETE DA ÚLTIMA CARREATA, NA VÉSPERA DA ELEIÇÃO.
(FOTOS: MARCO AURÉLIO FERREIRA CURY)

PRESIDENTE DO PSD, EX-PREFEITO
SAI FORTALECIDO DAS URNAS
Nem toda unanimidade é burra... Até os adversários reconhecem que, entre os principais fortalecidos nas eleições de Uberaba, está o deputado federal Marcos Montes. Presidente da Frente Parlamentar Mista de Agropecuária (FPA), vice-líder do governo Michel Temer (PMDB) e da bancada do PSD na Câmara, fundador e presidente do PSD de Uberaba e majoritário na cidade, o ex-prefeito em duas gestões “sai” das urnas vitorioso.
Ao lado da esposa, Marília Andrade Cordeiro, e da militância do PSD, o deputado federal entrou de corpo, alma e coração na campanha do prefeito Paulo Piau (PMDB) à reeleição. Chegou a lançar a ideia de candidatura própria – do vereador João Ripposati, mas desistiu diante do reconhecimento de que o momento exigia uma candidatura mais “experiente”, desde que fosse antenada com a ética na política. Assim, “nasceu” a dobradinha ficha limpa: Paulo Piau e Ripposati.
Num país em crise ética profunda e com a população exigindo política limpa, a parceria se confirmou acertada.
Mas, a vitória do deputado não se deu apenas na disputa majoritária. O PSD conquistou votos de legenda suficientes para manter a bancada de dois vereadores. Reelegeu Ismar Marão, o terceiro mais votado, e elegeu Agnaldo Silva.
A diferença é que a bancada desta vez foi decidida através do voto popular. A bancada que encerra a legislatura em dezembro de 2016 foi definida na base de mudança de partido. João Ripposati bateu asas do PSDB e Ismar Marão deixou o PSB.
Ao tirar Ripposati da briga pela Câmara, o presidente do PSD enfrentou dúvidas por parte de alguns companheiros - temerosos de que, sem a votação dele, o partido poderia  não fazer legenda suficiente para eleger vereador.
Lançamento
Nas redes sociais tem gente lançando Marcos Montes a governador. E o próprio Paulo Piau – em sua primeira entrevista coletiva, logo após a confirmação de sua vitória, foi explícito, ao se dirigir ao deputado:  “Nós queremos te ver lá em cima, lá no governo do Estado, no governo federal, representando Uberaba em instâncias maiores. Esse é o compromisso que temos com Marcos Montes”.

JUSTIÇA SEJA FEITA...
Pelo menos três institutos de pesquisas apanharam que nem saco de pancada injustamente...Vox Populi, Ibope e PHD – em que pesem algumas diferenças, acertaram em cheio a vitória do prefeito Paulo Piau com larga diferença em relação aos adversários.
PHD chegou a prever a vitória em primeiro turno, enquanto os números do Vox Populi e do Ibope indicavam um caminho pavimentado pra esta possibilidade.
Cada divulgação de uma pesquisa mostrando liderança isolada da reeleição recebia uma bordoada de críticas nas redes sociais, no horário eleitoral gratuito e na Justiça Eleitoral- tanto por parte dos candidatos adversários quanto de seus apoiadores.
E sobrou injustiça também para quem publicava, inclusive o Jornal de Uberaba e o Jornal da Manhã.


PAULO PIAU E RIPPOSATI LEVAM VITÓRIA NO 1º TURNO
As 671 urnas das eleições municipais de Uberaba confirmaram o que já vinha sendo indicado nas pesquisas: o prefeito Paulo Piau (PMDB) foi reeleito no primeiro turno.. Com 75,251 votos (55,30%), ele bateu o antigo adversário, com quem disputou o segundo turno em 2012. O deputado estadual Antônio Lerin (PSB) nunca desceu do palanque desde então, e não perdia a oportunidade para colocar em dúvida o resultado das eleições anteriores.
Agora em 2016, sem direito a uma segunda chance, Lerin saiu das urnas também em segundo lugar, com 34.998 votos (25,72%), seguido por Wagner Júnior – cuja campanha foi pautada pela lembrança do pai, ex-prefeito e ex-deputado federal Wagner do Nascimento, com 21.687 votos (15,94%).

ANGELA RECEBE 12.471 VOTOS, APESAR DO REGISTRO INDEFERIDO
Destino dos votos depende do julgamento final. Coligação diz que vai continuar recorrendo
A “quarta colocação” no resultado das eleições majoritárias de Uberaba ficou com Angela Mairink – esposa do ex-ministro de Lula (PT), ex-prefeito e ex-deputado federal Anderson Adauto – e cuja campanha foi 99,99% pautada no marido. Ela recebeu 12.471 votos – que não foram computados pela Justiça Eleitoral. O destino dos votos depende do julgamento final do processo que indeferiu seu registro por causa da indicação da candidata a vice fora do tempo hábil.
A coligação PP/PT garante que continuará recorrendo do indeferimento do registro, justificando que "os argumentos jurídicos são fortes: boa-fé e publicidade ampla da substituição da vice".  Qualquer que seja o resultado do julgamento, não fará diferença no resultado das eleições - que deram vitória a Paulo Piau no primeiro turno.
Ainda assim, a coligação diz que "recorrerá principalmente em respeito aos eleitores que acreditaram no projeto de Angela para Uberaba".

Lanterninhas
Gledston Moreli (PPL) ficou em quinto lugar, com 2.341 votos (1,72%).
Em seguida ficou Simea Freitas, do PSTU, servidora pública e única representante da esquerda (em aliança com o PSOL). Ela obteve 1.352 votos (0,99%). A sétima colocação ficou com Froidinho (PRP), com 451 votos (0,33%).

JUSTIÇA ELEITORAL EXPLICA QUE CANDIDATO SÓ SERÁ DIPLOMADO SE ESTIVER COM O REGISTRO DEFERIDO
A diplomação dos candidatos eleitos deverá ocorrer até o dia 19 de dezembro e é condição para tomar posse
Site oficial do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais – TRE/MG, traz com destaque matéria sobre candidatos que disputaram as eleições de domingo, 02/10, com registro indeferido com recurso.
De acordo com o texto, os candidatos com o registro indeferido e que tenham ingressado com recurso ficam com os seus votos computados em separado, até que haja decisão final no processo.
Caso haja o deferimento de seus registros, os votos serão validados. Entretanto, mesmo que tenham recebido votação suficiente para serem eleitos, somente terão seus votos contabilizados e poderão ser diplomados se tiverem seus registros aprovados pela Justiça Eleitoral.

ABSTENÇÃO E VOTOS NULOS E BRANCOS REPETIRAM SITUAÇÃO NACIONAL
Dos 224.684 eleitores aptos ao voto em Uberaba, 176.383 foram às urnas neste domingo, 02/10, para escolher prefeito, vice e 14 vereadores. Portanto, um comparecimento de 78,44% contra uma abstenção de 21,56% (48.481 faltosos).
Dos que compareceram, 136.080 validaram o voto, enquanto 32.299 (18,31%) anularam o voto  e 8.004 (4,54%) votaram branco.
Em todo o Brasil, abstenção e votos nulos e brancos ficaram acima da média.
--------------------
PROMOTORES PEDEM PROVIDÊNCIAS CONTRA DERRAME DE SANTINHOS DE CANDIDATOS
Promotores eleitorais de Uberaba - que também atendem Delta, Campo Florido, Veríssimo e Água Comprida, saíram das eleições de domingo nada satisfeitos com os candidatos de um modo geral, que apesar dos apelos, não pouparam sujeira nas ruas das cidades.
Juntos, tomaram uma série de medidas, incluindo um requerimento dirigido ao Judiciário pedindo a busca e apreensão de todo o material gráfico oriundo das "sobras de campanha" relativo aos comitês eleitorais dos candidatos.
Em documento divulgado para a imprensa, os promotores revelam que, o "derrame de santinhos", notadamente em Uberaba, nas seções eleitorais de maior movimentação, inclusive nos
bairros mais afastados, levou o Ministério Público a ajuizar, só no dia da eleição, mais de 40
representações contra candidatos, partidos e coligações, cujos materiais foram encontrados nas ruas, em frente às seções eleitorais.
Eles querem a aplicação da multa por propaganda irregular, que variam  de R$ 2 mil a R$ 8 mil. E mais: fizeram acordo com a Polícia Militar para que realizasse a lavratura de ocorrências policiais onde os santinhos/materiais gráficos fossem encontrados, para futura apuração de crime, neste caso, prevendo detenção de seis meses a um ano, com a alternativa de prestação de serviços à comunidade pelo mesmo período, e multa no valor de cinco mil a quinze mil UFIR.
"Desta forma, o Ministério Público Eleitoral espera contribuir para que tenhamos eleições cada vez mais limpas, sem a sobrecarga dos serviços de limpeza urbana dos municípios, advinda da prática de condutas irregulares por parte de candidatos e coligações" - dizem os promotores de Justiça.
------------------


Nenhum comentário:

Postar um comentário