16 de outubro de 2016

CONTA-GOTAS...NOTÍCIAS

A SAGA DO "GIGANTE GUERREIRO" - COMO ESTÁ SENDO CHAMADO O CACHORRO RESGATADO
NO BAIRRO RURAL DA BAIXA, É APENAS UM EXEMPLO DAS AÇÕES DA
GUERREIRA DENISE MAX NA LUTA PARA SALVAR VIDAS.
DA ESQUERDA PRA DIREITA: DENISE RESGATA O CACHORRO EM UM BURACO NA BAIXA;
LEVA O CÃO PARA O VETERINÁRIO (FOTO SEGUINTE MOSTRA O ESTRAGO NO ROSTO DO ANIMAL);
E FINALMENTE EXIBE O "GIGANTE GUERREIRO" CURTINDO A VIDA NA SUPRA
#Gigante #Guerreiro resgatado na Baixa!!! 
#Compromisso #com #a #causa
Com o destaque acima, a vereadora reeleita Denise Max postou no Facebook um vídeo com o "Gigante Guerreiro" se divertindo na Sociedade Uberabense de Proteção aos Animais, a Supra, poucos dias após ele ter sido restado pela própria Denise em um buraco no bairro rural da Baixa.
A reação foi imediata. "Parabéns", "Deus ilumine você", "Você é abençoada" - são algumas das expressões usadas pelos internautas que acompanhavam a situação do cachorro, tão dócil quanto o seu imenso tamanho.
Filiada ao PR, 61 anos de idade, a principal ativista das causas dos animais em Uberaba, fundadora e líder da Supra (onde estão mais de 600 bichinhos resgatados) saiu das urnas em 2012 como primeira suplente da coligação PMDB/PR, e assumiu a vaga com a eleição do então vereador Tony Carlos (PMDB) para deputado estadual.
Agora, em 2016, se reelegeu na segunda colocação para a legislatura 2017/2020. O cargo de vereadora deu parte da visibilidade, através de vários projetos de proteção aos animais em Uberaba, entre eles, o que prevê punição para quem comete maus-tratos, além da criação de departamentos especializados tanto na prefeitura quanto na Câmara.
Mas, Denise Max é exemplo mais do que evidente de duas forças: a própria causa dos animais e as redes sociais.
Morando na própria ONG e investindo grande parte do salário de vereadora na causa, Denise fez uma campanha pobre. Arrecadou R$ 8,7 mil e gastou R$ 6,6 mil. Apostou nas redes sociais, especialmente no Facebook, para pedir votos.
Afinal, criou uma rede de proteção aos animais dentro da rede social, ora festejando uma vida salva ou uma doação, ora xingando e chorando uma morte ou um abandono, oscilando entre extremos, e atraindo cada vez mais adeptos para a causa.
Hoje, com certeza impulsionados pela mobilização da vereadora, muitos admiradores se tornaram seguidores e assumiram a missão de resgatar, denunciar, salvar, colaborar - enfim, de movimentar a causa.
------------------
A CARA DA CÂMARA DE UBERABA
Legislatura 2017/2020
A CARA DA PRÓXIMA LEGISLATURA - DE ACORDO COM AS FOTOS ESCOLHIDAS E ENVIADAS
POR ELES PARA A JUSTIÇA ELEITORAL JUNTO COM OS PEDIDOS DE REGISTRO
CÂMARA DE VEREADORES NÃO REPRESENTA UBERABA EM SUA TOTALIDADE
Expectativa é de que a legislatura 2017/2020 trate do assunto com a responsabilidade que ele merece, aprovando uma representativa à altura da cidade
Não é por acaso que uma boa parcela das lideranças políticas e comunitárias de Uberaba defende o aumento do número de cadeiras no Poder Legislativo Municipal – hoje com apenas 14 vereadores, quando chegou a ter 19 na década de 1980. O motivo é óbvio: com 325.279 habitantes – segundo estimativa 2016 do IBGE, Uberaba não é contemplada com vereadores em suas várias regiões/bairros. Os números não mentem. Vale dar uma conferida no resultado das eleições de 2 de outubro de 2016.

OPÇÃO POR CANDIDATOS A VEREADOR VARIA DE REGIÃO PRA REGIÃO
Os mais votados nas zonas eleitorais 276ª e 347ª não foram eleitos para a legislatura 2017/2020
Duas das quatro zonas eleitorais de Uberaba “elegeram” candidatos a vereador que ficaram fora da legislatura 2017/2020.
O atual vereador Edmilson de Paula (PR) foi o mais votado na 276ª Zona Eleitoral com 1.761 votos. Ele saiu das urnas dia 2 de outubro de 2016 com um total de 2.934, na condição de 1º suplente da coligação PR/PSB. Conquistou portanto, outros 1.173 votos nas demais zonas eleitorais,
Já Varciel Borges Rodrigues (PTB) venceu na 347ª Zona com 1.348 votos. Somou um total de 1.837 votos e é o 1º suplente do PTB. Varciel obteve apenas 489 votos distribuídos entre as zonas 276ª, 277ª e 326ª.



Os mais votados nas zonas eleitorais 326ª e 277ª estão na próxima legislatura
O candidato mais votado da legislatura 2017/2020 saiu das urnas com um total de 4.983 votos. O atual vereador Franco Cartafina (PHS) foi vitorioso na 326ª Zona Eleitoral, onde recebeu 2.258 votos. Os demais 2.725 votos foram obtidos nas zonas 276ª, 277ª e 347ª. Conforme lembrado na edição anterior deste blog, Franco foi o lanterninha nas eleições de 2012, saltando para o topo agora, em 2016.
E o mais votado entre os eleitores da 277ª Zona Eleitoral foi o atual vereador Ismar Vicente (PSD) – reeleito na terceira colocação. Ismar recebeu 1.996 votos na 277ª, e somou 4.077 no total. Sua votação foi a mais equilibrada entre as quatro zonas eleitorais. Os demais 2.081 votos foram divididos entre as zonas 276ª, 326ª e 347ª.



COMPOSIÇÃO PARCIAL DAS ZONAS ELEITORAIS POR BAIRROS
(Composição dá apenas uma ideia da localização dos bairros, uma vez que a cidade é muito mais abrangente do que este delineamento)
276ª Zona Eleitoral de Uberaba 
Abrange os bairros Abadia, Amoroso Costa, Centro (parcial), Cartafina, Costa Telles I, América, Lourdes, Manoel Mendes, Ponte Alta, Residencial 2000 e Capelinha do Barreiro.
277ª Zona Eleitoral de Uberaba 
Abrange os bairros Boa Vista, Estados Unidos, Fabrício (parcial), Frei Eugênio, Vila Arquelau e Vila Militar.
326ª Zona Eleitoral de Uberaba 
Abrange os bairros Centro (parcial), Fabrício (parcial), Mercês, Planalto, Santa Maria, São Benedito, Tutunas, Universitário, Alfredo Freire e Baixa.
347ª Zona Eleitoral de Uberaba 
Abrange os bairros Centro (parcial), Cidade Jardim, Jockei Parque, Vallim Melo, Volta Grande, Parque Gameleira (parcial), Induberaba, Maracanã, Santa Clara, Leblon, Parque das Américas, Parque Bom Retiro, Parque São Geraldo, Vila São Cristóvão (parte do Induberaba), São Benedito, Jardim Metrópole, Jardim Itália, Chica Ferreira, Recreio dos Bandeirantes.
----------------

#XôCorrupção! #XôPropina #ÉticaNaPolítica #ÉticaNasEmpresasPrivadas
"Ser honesto é um bom negócio" - é o tema de palestra que o promotor de Justiça José Carlos Fernandes vai proferir dia 28/10. O palestrante é coordenador do Grupo de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Uberaba, secretário-geral do Ministério Público de Minas Gerais e um dos idealizadores da campanha de combate ao pagamento de propinas. Evento será gratuito e patrocinado pelas entidades que abraçaram a campanha, cujo principal objetivo é conscientizar o empresariado para que não ofereça e não pague propina.

-------------------

PREFEITO REELEITO DEFINE ORÇAMENTO CONSERVADOR PARA O INÍCIO DO SEGUNDO MANDATO
Apesar da expectativa de melhorias em 2017, o governo preferiu montar uma orçamento mais condizente com 2016
Prefeito reeleito Paulo Piau (PMDB) encaminhou para a Câmara de Vereadores a primeira Lei de Diretrizes Orçamentárias/LDO a ser aplicada no seu segundo mandato.  Com valor total muito próximo da lei de 2016, a LDO de 2017 prevê receitas/despesas na ordem de R$ 1,2 bilhão.
Equipe econômica optou por uma proposta conservadora, levando em conta a crise por que passa o país e suas consequências nos municípios – que enfrentam quedas tanto na arrecadação dos próprios tributos quanto na participação de impostos federais e estaduais.
Educação e saúde vão receber recursos acima do previsto constitucionalmente, e portanto, acima de 25% e 15%, respectivamente. Em termos de valores os maiores vão para a saúde (R$ 271,3 milhões); educação (R$ 217,5 milhões); Centro Operacional de Desenvolvimento e Saneamento de Uberaba/Codau (R$ 192,8 milhões); serviços urbanos (R$ 99,6 milhões); obras (R$ 84,5 milhões).
Para o primeiro exercício da nova legislatura da Câmara estão previstos R$ 21,8 milhões. O prefeito reeleito também está cumprindo o Orçamento Impositivo aprovado pela Câmara, destinando 1,2% da receita corrente líquida para as emendas parlamentares – maioria delas na saúde.
---------------------

REUNIÃO ENTRE ISMAR MARÃO, AGNALDO SILVA, JOÃO RIPPOSATI E MARCOS MONTES EM QUE ELES DECIDIRAM PELO LANÇAMENTO DE CANDIDATURA À PRESIDÊNCIA DA CÂMARA
Uma coisa é uma coisa...outra coisa é outra coisa
PRINCIPAL ALIADO NA REELEIÇÃO DO PEEMEDEBISTA PAULO PIAU, O PSD DE MARCOS MONTES QUER A PRESIDÊNCIA DA CÂMARA DE UBERABA
Nenhuma surpresa... Saído das urnas dia 2 de outubro com a segunda maior bancada de vereadores para a legislatura 2017/2020, o PSD de Marcos Montes anuncia que está na disputa pela presidência da Câmara de Uberaba.
O próprio deputado federal, fundador  e presidente da legenda na cidade fez o anúncio no fim de semana, após reunir-se com os vitoriosos das urnas: o atual vereador e vice-prefeito eleito, João Ripposati, o vereador reeleito Ismar Vicente Marão e o vereador eleito para primeiro mandato, Agnaldo Silva.
Dois assuntos dominaram a reunião, que aconteceu no escritório regional de Marcos Montes, em Uberaba - sua principal base política e domicílio eleitoral, onde é majoritário e foi prefeito em duas gestões.
O primeiro deles foi para acertar os ponteiros quanto ao posicionamento em relação ao governo Paulo Piau (PMDB) – tanto nos meses que ainda restam do primeiro mandato, quanto na gestão 2017/2020. O grupo reforçou o apoio do PSD.
Por outro lado, os pessedistas decidiram que, independe da candidatura apoiada por Paulo Piau, o PSD vai de candidato próprio para o comando do Legislativo Municipal.
Somos aliados, defensores, apoiadores, mas vamos trabalhar para que um dos dois vereadores, Ismar ou Agnaldo, seja o próximo presidente” – diz  Marcos Montes.
De acordo com ele, Ismar e Agnaldo têm seu total apoio para se lançarem na disputa. “Aquele que apresentar a melhor performance será o meu candidato”, disse o presidente do PSD, se referindo à conquista de votos e apoios entre os colegas da legislatura 2017/2020.
Paralelas
Vale lembrar que apesar de ter feito a maior bancada para 2017/2020 – em número de vereadores e de votos, o PR do deputado federal Aelton Freitas apoiou a candidatura do principal adversário de Paulo Piau nas eleições de 2016: o deputado estadual Antônio Lerin (PSB). Dificilmente, portanto, Paulo Piau e aliados darão apoio ao partido.
No que se refere ao PMDB do prefeito reeleito, ressalte-se que a bancada sai em segundo lugar com três vereadores, mas enquanto os dois mais votados são novatos, o terceiro – Luiz Dutra, ocupa hoje, exatamente a presidência da Câmara. Por isso mesmo já enfrenta dificuldades entre os colegas da próxima legislatura, que pregam mudança no comando da Casa.

FRANCO CARTAFINA “PRESERVA” TÍTULO DE MAIS NOVO DA CÂMARA
Na disputa pela presidência da primeira mesa diretora da legislatura 2017/2020, um nome merece reflexões à parte: o mais votado, vereador reeleito Franco Cartafina (PHS). Apesar do partido ser aliado do próximo governo e de ele já ser vereador, uma eventual candidatura a presidente encontra um forte empecilho – fomentado por ele mesmo.
Franco trabalhou todo o mandato realçando sua “juventude”. Faz questão de lembrar que é o mais novo, de assumir funções ligadas à faixa etária, e desta forma, desperta dúvidas quanto à maturidade para o cargo de presidente. E mais: continua sendo o mais jovem dos eleitos para a próxima legislatura.


------------------------

CANDIDATOS DO 1º TURNO TÊM ATÉ 1º DE NOVEMBRO PARA A PRESTAÇÃO DE CONTAS FINAL
Vale para os eleitos, os não eleitos, os que renunciaram, os indeferidos, os substituídos
Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais – TRE/MG, alerta que todos os candidatos a prefeito e a vereador que disputaram as eleições deste ano têm até o dia 1º de novembro de 2016 para apresentar suas prestações de contas à Justiça Eleitoral. O prazo, previsto na Resolução nº 23.463/2015, do Tribunal Superior Eleitoral/TSE, também é válido para os partidos políticos.
O arquivo eletrônico das contas, gerado pelo Sistema de Prestação de Contas Eleitorais – SPCE, deverá ser encaminhado à Justiça Eleitoral pela internet – não há mais entrega de mídia no cartório.
Após o dia 1º de novembro, todo candidato que não prestou suas contas terá a sua quitação eleitoral automaticamente suspensa. Após essa data, a Justiça Eleitoral notificará os omissos da obrigação de prestar contas no prazo de 72 horas.
Permanecendo a omissão, as contas serão julgadas como não prestadas, ficando o candidato impedido de obter certidão de quitação eleitoral durante o período do mandato para o qual concorreu. Nenhum candidato poderá ser diplomado antes que suas contas sejam prestadas.
-------------------------
FAHIM SAWAN PRESIDIA O PDT
PARTIDOS TERÃO QUE DISCUTIR RELAÇÃO COM OS COMANDOS SUPERIORES
Vigência da executiva do PDT encerrou logo depois das eleições. Há muito o que conversar.
Passadas as eleições – vencidas em sua totalidade no 1º turno em Uberaba, é chegada a hora da famosa DR entre os dirigentes partidários municipais e os comandos superiores das legendas.
Primeiro a “discutir relação” será o ex-secretário de Saúde, Fahim Sawan, cujo mandato na presidência do PDT terminou dia 12 de outubro de 2016.
O partido ingressou na candidatura de Wagner Júnior (PTC) a prefeito, compondo a dobradinha com o candidato a vice, Heleno Araújo. PTC e PDT saíram das urnas em terceiro lugar com 21.687 votos – e de quebra com uma choradeira de pessoas que trabalharam para a campanha e se queixam de que ainda não receberam.
E de acordo com os números apresentados à Justiça Eleitoral, a situação não anda nada boa. A candidatura recebeu doações num total de R$ 80,91 mil (nenhuma doação partidária). Contratou despesas totais de R$ 230,66 mil, e só pagou até agora, R$ 49,39 mil. Ainda deve, portanto, R$ 181,27 mil.
Se Fahim Sawan conseguir se sair bem na DR com o comando estadual do PDT, pode até ser reconduzido à presidência.
Próximos com executivas a serem vencidas
PRB – presidido por Vanessa Saud, integrante de um grupo de legendas que se aliou à candidatura do deputado estadual Antônio Lerin (PSB) a prefeito, terá seu comando municipal encerrado dia 2 de novembro.
A coligação (com 14 partidos – ufa!) ficou em segundo lugar, com 34.998 votos – a segunda derrota consecutiva de Lerin para o agora prefeito reeleito Paulo Piau (PMDB).
SAMIR CECÍLIO
Situação, neste caso, também não anda nada boa financeiramente, e já tem gente reclamando de que não recebeu por serviços prestados. A coligação recebeu R$ 433,61 mil em doações (incluindo R$ 150 mil da executiva municipal do PSB e R$ 80 mil do candidato a vice-prefeito, vereador Samir Cecílio, do PSDB).
Problema é que contratou despesas num total de R$ 709,62 mil, e até agora só conseguiu pagar R$ 393,63 mil. Deve, portanto, R$ 312,99 mil.
Tudo indica, por sinal, que a DR será entre o PSDB de Uberaba e os comandos estadual e nacional.
E dia 7 de novembro começa a contar o tempo para a DR entre o advogado e presidente do PV e a turma que manda – lá em Belo Horizonte.
Públio Rocha foi candidato a prefeito, se envolveu numa guerra de guerrilha com o ex-ministro, ex-deputado e ex-prefeito Anderson Adauto (PP) pelo apoio do PT; falou mal das lideranças estaduais e nacionais petistas no horário eleitoral (que tinha tempo do próprio PT); o candidato a vice, Josimar Rocha, que é presidente do PT, renunciou... e ufa!, a candidatura do PV foi por água abaixo.
Pelo menos uma coisa o PV pode comemorar. Conseguiu pagar as contas de campanha e ainda sobrou uma remelinha. As doações somaram R$ 5,17 mil, e as despesas contratadas – de R$ 3,94 mil, foram pagas. Enfim, sobrou R$ 1,23 mil.
Dia 15 de novembro termina o mandato da executiva municipal da Rede – que por ser uma legenda nova, ainda em formatação, não se sabe se o comando estadual vai querer “discutir relação”.
O partido – que chegou a lançar candidato próprio a prefeito, mudou de ideia e indicou o então pré-candidato e presidente da legenda, Herval Kobayashi a vice na chapa liderada por Gledston Moreli, do PPL. A dobradinha saiu das urnas em 5º lugar, com 2.341 votos.
Apesar de ter um patrimônio na ordem de R$ 6 milhões (segundo informação dele próprio à Justiça Eleitoral), Gledston arrecadou R$ 6,9 mil – é isso mesmo! Contratou R$ 18,18 mil, e apesar de fazer campanha se apresentando como empresário capaz de colocar as contas da prefeitura em ordem, simplesmente não pagou nadinha de nada.
E tem mais: dos R$ 6,9 mil arrecadados, Gledston participou com R$ 1,9 mil e seu vice, Herval, com R$ 5 mil. Não. O candidato a vice não é rico, não! É servidor municipal e informou à Justiça Eleitoral não possuir bens.
Ele não apresentou o programa de governo exigido pela Justiça Eleitoral; alegou mal-estar para recusar praticamente todos os convites para debates e entrevistas individuais (apesar de ter acionado a Integração/Globo na Justiça por não ter sido convidado para o debate) – mas, pagou as contas da campanha direitinho. Ex-candidato a prefeito, Luiz Renato de Oliveira Gomes – Froidinho, preside o PRP, cujo mandato termina dia 31 de dezembro de 2016.
A não ser que existam forças ocultas de olho no partido, dificilmente ele vai perder a legenda. Saiu das urnas com 451 votos, com um vice do próprio partido: Juliano Batista. A dobradinha arrecadou R$ 38,5 mil e contratou um total de R$ 32,78 mil em serviços para a campanha – devidamente pagos. Sobraram mais de R$ 5 mil, portanto.
E venhamos e convenhamos: Froidinho fez “seu comercial” com 100% de recursos do próprio bolso.
Tranquila e com a consciência do dever cumprido está a servidora pública federal Simea Freitas – candidata a prefeita pelo PSTU em dobradinha com o PSOL, que emprestou seu presidente, Eustáquio Reis, para candidato a vice.
Presidido pelo advogado Adriano Espíndola, o diretório municipal do PSTU tem vigência até 15 de abril de 2018, e a executiva do PSOL de Eustáquio Reis, até 15 de junho de 2017.
Simea saiu das urnas com 1.352 votos. E o presidente do PSTU ainda levou 256 votos como candidato a vereador. De quebra, o partido, que não teve nenhum voto de legenda em 2012, agora em 2016 conquistou 99 eleitores. PSOL também saltou de zero voto em legenda, em 2012, para 82 em 2016.
A Frente de Esquerda ainda deve R$ 2,5 mil – mas tem o dinheiro pra pagar. Arrecadou R$ 4,95 mil, contratou um total de serviços de R$ 3,12 mil, e pagou R$ 620 até agora.

A SAGA DOS VICES DE ANGELA MAIRINK - ANDERSON ADAUTO,
OSCARINA SILVA E CANDINHA FURTADO
Com seus 12.471 votos “guardadinhos” pela Justiça Eleitoral – esperando o julgamento final do indeferimento do seu registro, Angela Mairink tem a presidência da executiva provisória do PP até 31 de dezembro de 2016. Tudo indica que o maridão, Anderson Adauto, terá que “discutir relação” com os comandos estadual e nacional – mas nada de imediato. Bom... pode ser e pode não ser.
A candidata enfrentou uma saga no fechamento da dobradinha (tem gente jurando que foi urucubaca...).
Impedido por causa da lei da ficha limpa, Anderson Adauto não insistiu, e foi substituído por Oscarina Silva – presidente de um asilo de idosos, que descobriu-se, no final do prazo para troca de vice, que estava impedida por causa de uma condenação.
Nova renúncia pra evitar impugnação, e Angela ainda arriscou com a zootecnista Candinha Furtado – indeferida por causa do prazo expirado. Neste caso, o indeferimento atingiu a prefeitável.
A candidata arrecadou R$ 177,56 mil, contratou serviços na ordem de R$ 186,78 mil, pagou R$ 158,21 mil, e deve, portanto, R$ 28,26 mil.

PAULO PIAU E ALGUNS DOS AMIGOS COLABORADORES, ENTRE ELES, MARCOS MONTES,
MARCO TÚLIO PAOLINELLI, LUIZ GUARITÁ NETO (FOTO: MARCO AURÉLIO FERREIRA CURY)
E dizem que, quem tem amigo não morre pagão... E mais: quando o mundo conspira a favor, tudo dá certo...
Candidato à reeleição, o prefeito Paulo Piau (PMDB) conquistou de vice, o vereador João Ripposati, que, de quebra trouxe com ele, de corpo, alma e coração, o presidente do seu partido, PSD, deputado federal majoritário e ex-prefeito Marcos Montes, e que, por sua vez, trouxe uma militância disposta a fazer das tripas o coração para orgulhar o líder.
O resultado foi sucesso nas urnas e sucesso na arrecadação de recursos para a campanha (vale lembrar que em 2016 não foi permitido doação por parte de empresas privadas!)...
Paulo Piau e Ripposati saíram das urnas com 75.252 votos, 55,30% do total de votos válidos, e portanto, uma goleada no primeiro turno.
E, não bastasse isso, a dobradinha juntou R$ 907,27 mil para investir na campanha (pra matar muita gente de inveja!). Contratou R$ 977 mil, pagou R$ 820,66 – e dizem as más línguas, que os R$ 70 mil restantes já estão garantidos.
O PSD de Marcos Montes e Ripposati entrou com R$ 225 mil; enquanto os amigos trataram de fazer a famosa vaquinha, entre eles, Marco Túlio Paolinelli, Luiz Guaritá Neto, Diamantino Silva Filho, e mais uma dezena de doadores, além de recursos do próprio Paulo Piau.
-------------------
ADVOGADO, SERVIDOR/TÉCNICO DE APOIO JUDICIAL E PRIMEIRO COORDENADOR
DA RECÉM-INSTALADA SALA DA MEMÓRIA DO JUDICIÁRIO DE UBERABA,
ROBERTO RODRIGUES (FOTO ACIMA, À DIREITA), ESTÁ ENTRE OS QUE VÃO
RECEBER PATROCÍNIO DO FUNDO MUNICIPAL DE CULTURA
17 PROJETOS SÃO APROVADOS PARA TEREM ACESSO A RECURSOS DO FUNDO MUNICIPAL DA CULTURA DE UBERABA
Dos 70 projetos inscritos para receberem patrocínio do Fundo Municipal da Cultura de Uberaba, 17 passaram pelo crivo dos avaliadores e vão dividir os R$ 300 mil reservados para 2016. A diretora de Fomento e Patrimônio da Fundação Cultural de Uberaba, Lisete Resende, diz que a Comissão Municipal de Incentivo à Cultura teve dificuldades para avaliar. “O nível de qualidade foi altíssimo” – justifica ela.
De acordo com Lisete, cada projeto passou  por três avaliadores, e, em seguida, por uma assembleia-geral com todos os membros da comissão. “Estamos satisfeitos com o resultado, pois com certeza irá ampliar a agenda cultural da cidade, que é um dos objetivos do edital”, destaca.
Presidente da Fundação Cultural, Antônio Carlos Marques, acrescenta que os projetos aprovados abrangem as áreas de artes integradas, audiovisual, literatura, patrimônio histórico, música, artes cênicas e manifestações culturais populares. “O Fundo Municipal de Cultura é um dos grandes avanços concretizados na atual gestão do  prefeito Paulo Piau, que abraçou a cultura, tornando possível a realização de tantos projetos” – diz Marques.

OS PROJETOS 

Projeto: 2º Hip Hop na Praça
Área: Artes Integradas – atividade de arte-educação
Proponente: Taciana Afonso carvalho de Morais
Resumo: Com a perspectiva de cumprir a lei municipal de número 11.378/2012, o 2º Hip Hop na Praça traz novidades. A proposta é realizar, na praça da Abadia, dois dias de oficinas, de 13h às 17h. Na sexta-feira as oficinas de Graffiti, rap e break dance são abertas ao público em geral, com vagas para alunos das escolas públicas. No sábado, a população mais os grupos de Hip Hop de Uberaba e região terão palestra, seguida de pocket show com o consagrado MC brasileiro, Monge.

Projeto: Diários de uma vida sem fim: a saga de João Martins Borges nas importações de Zebu da Índia
Área: Audiovisual – produção de documentário
Proponente: Museu do Zebu Edilson Lamartine Mendes
Resumo: O projeto visa produzir um vídeo documentário em formato digital, média metragem (aproximadamente 25 minutos) contando a história de João Martins Borges, seu irmão Wirmondes Martins Borges e o primo de ambos, Otaviano Borges Júnior, uberabenses na viagem à Índia, no período de 1914 a 1919, que contribuiu para a introdução do gado Zebu no Brasil. O vídeo documentário utilizará de fontes históricas constantes do rico acervo do Museu do Zebu e de Fabiano Schroden, mesclado com finalização cinematográfica moderna.

Projeto: Induberaba – Entre dois mundos
Área: Artes integradas
Proponente: Carlos Marcos Perez Andrade
Resumo: O projeto “Induberaba – Entre dois mundos”, de Cacá Sankari, visa através das artes integradas como a música, literatura, teatro, artes visuais e patrimônio histórico, expressar um pouco dos aspectos históricos e culturais entre Uberaba/Brasil e Índia, desde o descobrimento à importação do zebu indiano, edificações, costumes, culinária e artes. Produtos culturais como a publicação de livros e edição de CDs serão lançados em um sarau no TEU – Teatro Experimental de Uberaba, com distribuição gratuita e apresentações voluntárias.

Projeto: Na trilha do sabor – contribuição dos imigrantes na gastronomia de Uberaba
Área: audiovisual – produção de documentário
Proponente: Vitor Pereira Ramos
Resumo: A produção de um vídeo documentário sobre a contribuição dos imigrantes na gastronomia de Uberaba, para produção de 500 DVDs. Serão 50 minutos de produção editada, contando a origem, a cultura, pequenas histórias de cada uma das 5 etnias escolhidas: Italiana, Árabe (síria e libanesa), Portuguesa, Alemã e Africana. Um pequeno livreto será impresso com as receitas, e será distribuído junto aos DVDs.

Projeto: Filme longa-metragem Supernova – finalização
Área: audiovisual – produção de filme
Proponente: Guilherme Vianna Tensol
Resumo: “Supernova” é um filme longa-metragem que, há anos, às duras penas e com muito profissionalismo, vem sendo realizado por cineastas uberabenses nas dependências do Sanatório Espírita de Uberaba. Projeto pioneiro em Uberaba, já conhecido dos meios de comunicação locais e de boa parte do segmento cultural da cidade, Supernova configura-se importantíssimo não só para o setor audiovisual como para a cultura uberabense em geral. Atualmente, contudo, corre o risco de, após tanto trabalho e empenho, não ser completado a contento, devido a escassez de recursos por parte de seus realizadores. Este projeto existe para impedir essa tragédia, e possibilitar a conclusão do filme.

Projeto: Memória do Judiciário de Uberaba
Área: Patrimônio Histórico, artístico, cultural – realização de exposição
Proponente: Roberto Rodrigues de Sousa
Resumo: Realização da exposição “Memória do Judiciário de Uberaba”, com o acervo da Comarca de Uberaba, aberta ao público de forma gratuita pelo período de 60 dias, com visitas guiadas para os alunos das escolas públicas e comunidade em geral, em local de fácil acesso, adequado para promover a acessibilidade para pessoas com necessidades especiais, idosos e público em geral. Com ampla divulgação na imprensa local, mailing e redes sociais, e pela distribuição de impressos.

Projeto: Projeto “Artismo” – autismo com arte e cultura
Área: artes cênicas e artes integradas – arte educação e oficinas
Proponente: Instituto Agronelli de Desenvolvimento Social – Iades
Resumo: Este é um projeto piloto de desenvolvimento reflexivo-social por meio do fazer artístico que beneficiará crianças, adolescentes e jovens autistas residentes em Uberaba. As ações propostas têm por objetivo promover o acesso desse público a atividades de arte e cultura, contribuindo para o desenvolvimento de habilidades nesta área e evidenciar a comunidade de Uberaba as múltiplas possibilidades de se trabalhar com o espectro autista por meio de ações culturais.

Projeto: Spotlight II – Despertando Talentos
Área: música, artes cênicas – montagem de espetáculo e realização de oficinas
Proponente: Mariana Gomes Augusto
Resumo: A proponente realizará oficinas de Teatro Musical em duas escolas municipais, sendo 15 alunos de cada escola, de 8 a 17 anos de idade. A oficina contará com oito encontros semanais de duas horas cada. Neste período, os alunos serão preparados e ensaiados para uma participação especial em quatro números musicais no espetáculo “Spotlight II – Despertando Talentos”, em que a proponente será a intérprete principal. O espetáculo ficará em cartaz por dois dias e será composto por números de Teatro Musical.

Projeto: Projeto Cultural Cidadão do Amanhã
Área: folclore, artesanato e demais manifestações culturais populares – realização de oficina
Proponente: Anderson de Oliveira Medeiros
Resumo: Realização de cinco eventos abertos à comunidade e de 120 oficinas gratuitas para 100 crianças e jovens, com atividades teórico-práticas baseadas nas vertentes educacionais da capoeira, para promover a integração social e o exercício da cidadania, possibilitando o desenvolvimento equilibrado dos alunos, tanto físico quanto psíquico, permitindo a preservação e disseminação desta importante manifestação cultural.

Projeto: Estrada – produção de média-metragem cinematográfico
Área: Audiovisual
Proponente: Leonardo Ramalho Lopes
Resumo: Projeto tem como objetivo a realização de um média-metragem cinematográfico de baixo orçamento, com pequenos custos de produção, equipe reduzida e no formato digital. Com o título “Estrada”, esse média-metragem terá na faixa de 45 minutos e se apropriará dos gêneros: Road movie, suspense e terror, com a proposta de apresentar um produto de cinema autoral que possa contribuir positivamente para o cenário cinematográfico de Uberaba – no momento em constante ascensão.

Projeto: Publicação dos livros “Coisas de Uberaba”, “Desemboque: documentário histórico e cultural” e “Registros ferroviários” de Jorge Alberto Nabut
Área: literatura – publicação de livro
Proponente: Jorge Alberto Nabut
Resumo: Publicação dos livros “Coisas de Uberaba”, “Desemboque: documentário histórico e cultural” e “Registros ferroviários” do escritor uberabense Jorge Alberto Nabut. Os dois primeiros lançados originalmente há aproximadamente 30 anos e o último sendo inédito. As obras são importantes registros históricos da cidade de Uberaba e região do Desemboque, sendo fonte de pesquisa para historiadores e estudantes de todo o país.

Projeto: Cirkolando
Área: arte cênicas – apresentação e realização de oficina
Proponente: Mayron Engel Rosa Santos
Resumo: O Cirkolando é um projeto da Cia Uno, que promove espetáculos de circo e oficinas de vivências circenses em praças públicas da cidade de Uberaba. A idéia é compartilhar momentos de alegria e entretenimento, com o objetivo principal de popularizar a arte para todos, buscando a formação de novas platéias, interferindo na paisagem urbana, repensando os espaços de ocupação artística, promovendo a riqueza do encontro entre pessoas, artistas e arte.

Projeto: DVD Luzes – Leslye de Paula
Área: música
Proponente: Leslye Ferreira de Paula Silveira
Resumo: Produção artística de show e gravação de DVD de música autoral com Leslye de Paula e Banda no TEU. Prensagem de mil cópias do DVD para distribuição interativa. Com três shows nos bairros onde geralmente não há muitos eventos musicais. Visando a democratização do acesso à arte e favorecer e incentivar a fruição da arte e cultura junto ao público, bem como fortalecer e ampliar o acervo de Música Popular Brasileira Autoral em Uberaba.

Projeto: Anima Roulets
Área: audiovisual – realização de oficinas
Proponente: Cultura Roulets – Associação de Cultura Meio Ambiente
Resumo: O projeto Anima Roulets consiste em oficinas de animação para o público infanto-juvenil da cidade de Uberaba, utilizado a técnica Stop Motion, e uma mostra ao final do projeto com a participação dos oficinandos e oficineiros, onde serão apresentados todos os trabalhos produzidos durante a realização do projeto.

Projeto: V Concurso de Contos “Meu Livro Minha Arte”
Área: literatura
Proponente: Academia de Letras do Triângulo Mineiro
Resumo: Realização do Concurso de Contos, evento de cunho literário, artístico e cultural, direcionado aos alunos do 2º grau da rede de ensino de Uberaba/MG. Publicação de uma Antologia contendo os contos selecionados. Compõe também a proposta um evento cultural composto por duas palestras, com escritoras reconhecidas nacionalmente na área de literatura juvenil: Thalita Rebouças e Laura Conrado, aberta ao público. O objetivo é estimular a criação literária e ampliar o número de leitores.

Projeto: A Caixa Preta – curta metragem de animação
Área: audiovisual
Proponente: Ricardo Luiz de Oliveira Ferreira
Resumo: O projeto consiste na produção de um curta metragem, utilizando a técnica de animação 3D. O roteiro se baseia no premiado livro “A Caixa Preta”, de autoria de Tiago de Melo Andrade, e fala sobre os malefícios que o excesso de determinadas mídias pode causar. Pretende-se, com a obra, discutir esse tema tão pertinente e atual de forma lúdica, como já é inerente ao gênero de animação. Para tanto, será formada uma equipe multi-artística no intuito de se criar uma linguagem original a partir de formas artísticas tradicionais, como a pintura, aplicadas à tecnologia 3D.

Projeto: Catira em cena
Área: folclore, artesanato e demais manifestações culturais populares tradicionais – realização de oficina
Proponente: Wosley Torquato da Silva
Resumo: Realização de oficinas de Catira, para dar continuidade às aulas de Catira que já são executadas desde 2013, fornecendo aporte financeiro que vai possibilitar a expansão das oficinas para outros bairros com dificuldade de acesso, atendendo a população com pouco equipamento cultural. Haverá evento de encerramento com apresentação dos grupos de Catira formados com os novos alunos, e grupos já veteranos dentro do espaço escola. O objetivo é dar continuidade a esta manifestação cultural, a única originalmente brasileira , preservando nosso patrimônio cultural ao ensinar os jovens.
----------------------




Nenhum comentário:

Postar um comentário