9 de outubro de 2016

CONTA-GOTAS...NOTÍCIAS

AVÓ E EX-VEREADORA TEREZINHA CARTAFINA PARTICIPA DE CARREATA COM FRANCO CARTAFINA
DE LANTERNINHA AO TOPO
Entre as curiosidades saídas das urnas em 2016 em Uberaba está a situação do vereador Franco Cartafina. Ele saltou da lanterninha, em 2012 – quando recebeu 2.047 votos (eleito por média, no PRB), para o primeiro lugar em 2016.
O herdeiro político dos avós, o ex-prefeito Silvério Cartafina, e a ex-vereadora Terezinha Cartafina, saiu das urnas com 4.983 votos, desta vez pelo PHS.
E ainda ajudou o partido a eleger um segundo vereador para a legislatura 2017/2020: o lanterninha de 2016, Cleomar Marcos, com 1.460 votos (eleito por média).

Rasteira
Único vereador de Uberaba eleito pelo PRB em 2012, Franco Cartafina levou uma rasteira do comando estadual da legenda. Então presidente do PRB/Uberaba e coordenador do PRB Jovem de Minas Gerais, ele adormeceu nos cargos e amanheceu fora deles. Se transferiu para o PHS.
Moral da história: Parece que alguém pisou na bola, né?

QUEDA LIVRE!
PT SOFRE DERROCADA NAS DUAS MAIORES CIDADES DO TRIÂNGULO MINEIRO/ALTO PARANAÍBA
Em 2014, as duas cidades deram maioria de votos para Dilma Rousseff nos dois turnos
Na maior cidade da mesorregião Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba, o atual prefeito Gilmar Machado, do PT, saiu das urnas com um triste terceiro lugar, e pior que isso: com meros 10,28% dos votos. O ex-deputado federal recebeu 35.727 votos dos uberlandenses.
Reeleito no primeiro turno, o deputado federal Odelmo Leão (PP), ex-prefeito da cidade em duas gestões, recebeu 250.390 votos (72,05%).
A segunda colocação ficou com Alexandre Andrade (PSB), com 57.807 votos (16,63%). Maria Aparecida Machado, do PSOL, obteve 1.945 (0,56%), e Gilberto Cunha, do PSTU, saiu das urnas com 1.638 (0,47%).
Dos 478.250 eleitores de Uberlândia, 385.705 foram às urnas dia 2 de outubro.

Legenda
Os votos de legenda também foram sintomáticos na maior cidade do Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba. O PP recebeu 8.200 votos, e o PT, 2.133. Nas eleições municipais de 2012, o PT saiu das urnas com 14.131 votos de legenda.

Eleições 2014
Vale ressaltar que, em 2014 Dilma Rousseff (PT) venceu Aécio Neves (PSDB) nos dois turnos em Uberlândia. No turno final, a petista saiu das urnas com 201.050 votos (56,49%), contra 154.828 (43,51%) de Aécio.
O governador Fernando Pimentel (PT) – eleito no primeiro turno, recebeu 54,22% dos votos em Uberlândia, conta 38,69% do segundo colocado, Pimenta da Veiga (PSDB).

DISPUTADO A TAPAS POR CAUSA DO TEMPO NO HORÁRIO ELEITORAL, O PT FICOU ALIJADO EM UBERABA
Em Uberaba - segunda maior cidade do Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba, o PT acabou fora da disputa majoritária após uma tremenda guerra de guerrilha interna.
Contrariando o comando estadual, o presidente da legenda, Josimar Rocha, assumiu a condição de vice na chapa liderada pelo advogado Públio Rocha (PV). Questão foi judicializada, e o comando estadual acabou vencendo.
O PT – sem vice, se coligou com o PP, apoiando a candidatura da então prefeitável Angela Mairink, esposa do ex-ministro de Lula, ex-deputado federal e ex-prefeito Anderson Adauto, que lutou pela parceria para ter acesso ao tempo do PT no horário eleitoral.
No final, Públio Rocha renunciou e o registro de Angela foi indeferido.

Legenda
O PT despencou para a 9ª colocação no ranking dos votos de legenda. Recebeu 211 votos agora, em 2016. Perdeu para o PMDB (líder no ranking com 3.736), PTC, PP, PTB, PR, PDT e PSD.
Em 2012, o PT de Luiz Inácio Lula da Silva ficou na segunda colocação, com 1.834 votos de legenda, atrás apenas do PMDB, com 2.639 votos.
A cidade decidiu as eleições no primeiro turno em 2016, com a reeleição do prefeito Paulo Piau (PMDB). Ele obteve 75.251 votos (55,30%). Uberaba tem 224.864 eleitores, sendo que 176.383 (78,44%) compareceram às urnas dia 2 de outubro.

Eleições 2014
A ex-presidente petista Dilma Rousseff também venceu Aécio Neves em Uberaba nos dois turnos. No primeiro turno, ela recebeu 69.777 votos (44,33%), enquanto o tucano ficou com 52.664 votos (33,46%). No segundo turno, a petista saiu das urnas em Uberaba com 96.177 votos (57,60%), contra 70.789 votos de Aécio (42,40%).
Fernando Pimentel recebeu 56,59% contra 37,02% de Pimenta da Veiga.



MARCOS MONTES CUMPRIMENTA ODELMO LEÃO (À ESQ.)
E FESTEJA COM RIPPOSATI E PAULO PIAU
PSD COMEMORA EM UBERLÂNDIA E UBERABA
Principal vitorioso nesta história toda é o coordenador da legenda no Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba, Marcos Montes
E por falar em Uberlândia e Uberaba, as duas vitórias de primeiro turno envolvem o PSD – que tem o engenheiro Paulo Sérgio de vice do prefeito eleito Odelmo Leão e o vereador João Ripposati de vice do reeleito Paulo Piau, respectivamente.
Nos dois casos, as dobradinhas foram articuladas pelo vice-líder do PSD na Câmara, coordenador da legenda na região, deputado federal Marcos Montes.
O partido, que em 2012 não elegeu vereador em Uberlândia e teve 142 votos de legenda naquela cidade, agora em 2016 elegeu um vereador e recebeu 188 votos de legenda.
Em Uberaba – domicílio eleitoral e principal base de Marcos Montes, o salto de qualidade foi ainda maior. Em 2012 o PSD nem lançou candidato a vereador e não obteve nenhum voto de legenda.
Agora, em 2016, a legenda elegeu dois vereadores e recebeu 273 votos de legenda, ficando acima de siglas mais antigas, tipo o PSDB por exemplo.
Vale lembrar que o PSD de Uberaba – fundado e presidido por Marcos Montes, atraiu dois vereadores ao longo da atual legislatura: o próprio Ripposati, que bateu asas do PSDB, e Ismar Vicente (ex-PSB), reeleito em 2016 como o terceiro mais votado. E o PSD também elegeu o líder cooperativista Agnaldo Silva, ligado ao segmento rural – lembrando que Marcos Montes é presidente da Frente Parlamentar Mista da Agropecuária (FPA).

Força política
Com registro aprovado em setembro de 2011, o PSD, portanto, nem completou cinco anos de existência, e saiu das urnas com mais de oito milhões de votos no primeiro turno, como uma das quatro maiores forças políticas do país, e a terceira maior força em número de prefeitos. Elegeu 539 prefeitos, além de 4.638 vereadores para a gestão 2017/2020.


HÁ CONTROVÉRSIAS!
Entrevista Jornal da Manhã
Gisele Barcelos
Mesmo sem representante do PSDB na próxima legislatura da Câmara Municipal, o presidente do ninho dos tucanos, Karim Abud Mauad, afirma que o partido saiu do processo eleitoral em boas condições e fortalecido (em Uberaba)”...

BORA CONFERIR...
O PSDB de Uberaba saiu das urnas agora, em 2016, sem vereador eleito, e com 184 votos de legenda. Em 2012, o partido recebeu 1.043 votos de legenda.
E agora, "perdeu" a chance de reeleger o único vereador que conquistou na atual legislatura - Samir Cecílio, que saiu das urnas, pelo PR, em 2012, como o vereador mais votado dos últimos tempos – com 7.883 votos.
Entregue nas mãos do deputado federal novato, Caio Narcio – filho e sucessor político do ex-deputado Narcio Rodrigues, o PSDB de Uberaba perdeu centenas de tucanos históricos (em uma única debandada).
A executiva indicada por Narcio/Caio, se recusou a apoiar a reeleição do prefeito Paulo Piau (PMDB), apesar da aliança PMDB/PSDB em nível nacional, e de tentativas feitas pelo comando tucano estadual. Optou por indicar Samir Cecílio de candidato a vice na chapa liderada por Antônio Lerin (PSB).
Eleito deputado estadual em 2014 com 36.916 votos - sendo 18.208 de Uberaba, Lerin saiu das urnas em segundo lugar na disputa majoritária de 2016, com 34.998 votos (25,72%).
Em 2012, Lerin saiu do primeiro turno com 32.961 votos, e do segundo turno com 75.541 votos – quando perdeu para Paulo Piau.
--------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário