19 de março de 2018

CONTA-GOTAS...NOTÍCIAS


Assassinato da vereadora Marielle Franco (Psol/RJ), 
na noite de 14/03, quarta-feira, desencadeou 
uma guerra de guerrilha nas redes sociais, expondo o 
que há de pior no debate político - na esquerda e na direita... 
--------------

CIDADANIA - MAIS DE 7.000 ESTUDANTES DA REDE DA PREFEITURA DE
UBERABA PARTICIPAM DE CAMPANHA PARA ELEIÇÃO DOS GRÊMIOS
(FOTOS: NETO TALMELI/SECRETARIA ESPECIAL DE COMUNICAÇÃO)
Palanque nas escolas
PROIBIDOS DURANTE O REGIME MILITAR, GRÊMIOS ESTUDANTIS GANHAM FORÇA EM UBERABA 
Em pauta, o exercício da cidadania e o incentivo ao surgimento de novas lideranças
Cerca de 7.000 estudantes de 30 escolas municipais que oferecem ensino fundamental em Uberaba estão às voltas com a eleição dos respectivos grêmios estudantis – que integram o projeto Grupos de Liderança, formados ainda, pelos Jovens Empreendedores e Agentes de Meio Ambiente. Em pauta, o exercício da cidadania, praticado através de participação na gestão escolar, e de quebra, em ações da comunidade.
Ascenção e queda
No Brasil, o grêmio estudantil tem suas raízes nos movimentos estudantis da década de 1960 e muitos funcionaram clandestinamente durante o regime militar (1964-1985), quando os estudantes foram proibidos de se organizarem. Em 1985 o então presidente da República José Sarney sancionou a Lei 7.398, de 4 de novembro, dispondo sobre a organização de entidades representativas dos estudantes de 1º e 2º graus.
Legalização
A lei assegura “a organização de estudantes como entidades autônomas representativas dos interesses dos estudantes secundaristas com finalidades educacionais, culturais, cívicas esportivas e sociais”. Os movimentos estudantis voltaram a ganhar força, mas os grêmios nunca mais tiveram a amplitude e importância de antes da proibição.
Incentivo
Em Uberaba, a eleição dos grêmios nas escolas municipais se tornou um dos principais projetos do governo Paulo Piau (MDB) – cuja Secretaria de Educação é comandada pela professora Silvana Elias.
Palanques
As plataformas políticas vão desde a retomada de aulas práticas em laboratórios, implantação de veículos de comunicação nas escolas até a implantação de medidas socioeducativas, como forma de punição, em casos de indisciplina. Na Escola Municipal Frei Eugênio, por exemplo, a eleição movimentou a instituição por mais de duas semanas, com nove chapas concorrentes.

CONFERÊNCIA - VICENTE FLÁVIO E ANTÔNIO FABRÍCIO, PRESIDENTE DA OAB/MG,  NO
ESTANDE DA SUBSEÇÃO DE UBERABA (FOTO: DIVULGAÇÃO)
LÍDER DA OAB DE UBERABA ASSUME COORDENAÇÃO DO COLÉGIO MINEIRO DE PRESIDENTES
Estande na Conferência Estadual da Advocacia Mineira divulgou as potencialidades de Uberaba
Presidente da 14ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil/OAB de Uberaba, Vicente Flávio Macedo Ribeiro, assumiu a Coordenação do Colégio de Presidentes da OAB em Minas – escolha que aconteceu durante a XVI Conferência Estadual da Advocacia Mineira, em Juiz de Fora. Evento é realizado a cada três anos e em 2018 o tema foi "Advocacia, Acesso à Justiça e Efetividade".
Destaques
Agronegócio, religiosidade e o bairro de Peirópolis foram destaques no estande da 14ª subseção, oportunidade em que material informativo fornecido pela Prefeitura de Uberaba e pelo Geopark foi distribuído durante a conferência. Colégio de Presidentes tem reunião programada para agosto, em Belo Horizonte.


Mineirices (Parte 1)
Pelo menos no noticiário, o “sim” do senador Antonio Anastasia para se candidatar a governador de Minas Gerais respinga em Uberaba. Deputado federal majoritário na cidade e no Triângulo Mineiro, membro e ex-presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) – gestão 2015/2016, líder da bancada do PSD em 2017, o deputado federal Marcos Montes é citado como preferido do próprio Anastasia para ser o vice.
Boca de siri
Claro que isso depende de uma série de fatores, entre eles, que o PSD feche coligação com o PSDB de Anastasia, e outro, que o cogitado aceite a incumbência. Marcos Montes mantém silêncio sobre o assunto.

MINAS EM PAUTA - MARCOS MONTES COM ANASTASIA,
COM ALCKMIN E COM MÁRCIO LACERDA (FOTOS: INTERNET)
Mineirices (Parte 2)
Não é de hoje que as articulações políticas relacionadas às eleições de Minas Gerais andam a todo vapor no entorno do deputado federal majoritário do Triângulo Mineiro. O assunto foi abordado durante encontro de Marcos Montes com o senador tucano Antonio Anastasia - quando conversavam sobre projetos mineiros no Senado, e Anastasia ainda se recusava a disputar o cargo.
Dia 20/12/2017 o deputado recebeu o principal líder do PSB em Minas Gerais, o ex-prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda. Pré-candidato a governador, Lacerda procurou o parlamentar em Uberaba - principal base de Marcos Montes. Encontro foi solicitado por ele com uma pauta bem definida: a sucessão majoritária no Estado e a participação do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba na disputa de 2018.
Antes disso, dia 25/08/2017, Marcos Montes recebeu o presidente nacional do PSDB, governador de São Paulo, Geraldo Alckmin - pré-candidato à Presidência da República, também em Uberaba. O paulista sondava a possibilidade de o PSD se coligar ao PSDB - em níveis nacional e estadual.
Em Minas Gerais, o PSD elegeu 57 prefeitos, 49 vice-prefeitos e 460 vereadores em 2016 para o mandato 2017/2020. O partido saiu das eleições entre as principais forças políticas do país.

---------------



Nenhum comentário:

Postar um comentário