17 de abril de 2018

CONTA-GOTAS...NOTÍCIAS

Prata da casa
INSPEÇÃO DA OPAQ NA SÍRIA TEM “PLATEIA” ESPECIAL EM UBERABA
-------
São os amigos do diretor de inspeção da instituição, Marcelo Kós, ex-engenheiro químico na Fosfertil/Uberaba. Ele tem por função cuidar do planejamento e da execução de todas as inspeções conduzidas pela organização – que recebeu o Nobel da Paz durante outra ação na Síria, neste caso em 2013
----------------
Pelo menos uma geração de uberabenses está de olhos e ouvidos voltados com atenção especial para os últimos acontecimentos da Síria. Motivo de tanto interesse é o cientista Marcelo Kós Silveira Campos – director Inspectorate Division na empresa Organisation for the Prohibition of Chemical Weapons/OPCW, ou em bom português, diretor da Divisão de Inspeção da Organização para a Proibição das Armas Químicas/Opaq.
Responsável por coordenar a atuação da equipe de inspeção da Opaq que está investigando o uso de armas químicas na Síria, o engenheiro químico Marcelo Kós é do Rio de Janeiro, mas se mudou para Uberaba na década de 1980, onde trabalhou durante longo tempo na Fosfertil, oportunidade em que fez muitos amigos e conheceu, na empresa, a advogada Débora Cavalcanti, com quem se casou.
A Fosfertil - principal produtora brasileira de matéria-prima para fertilizantes, foi privatizada e em tempos mais recentes comprada pela Vale, que, por sua vez, foi adquirida pela Mosaic.
A Opaq, que ganhou o Prêmio Nobel da Paz em 2013 - quando Marcelo Kós já era diretor da divisão de inspeção, está na Síria investigando se houve mesmo uso de armas químicas contra a população, denúncia que motivou os bombardeios dos Estados Unidos, França e Inglaterra ao país do Oriente Médio.
 Sou madrinha de casamento de alguém que integra uma instituição Nobel da Paz, um cientista que está a serviço da humanidade, trabalhando pelo fim das armas químicas e a favor de um mundo melhor” – comemora a madrinha de casamento de Marcelo, a arquiteta urbanista uberabense Maria Paula Meneghello.
A arquiteta e vários dos amigos que ainda residem em Uberaba já não sabem dizer quantas revistas e jornais leram nos últimos dias e quantas horas têm ficado na frente da televisão, acompanhando os noticiários sobre a Síria e a movimentação da Opaq naquele país.
Criada há mais de 20 anos, a instituição é responsável por tentar erradicar o uso desse tipo de armamento no planeta. A sede – com seus  laboratórios secretos fica em Haia, na Holanda.

GERADOR DO HC/UFTM
(FOTO: JOÃO PEDRO VICENTE/HC)
Prevenção
HOSPITAL DE CLÍNICAS DA UFTM INVESTE EM GERADOR DE ENERGIA
Um dos diferenciais do novo equipamento é a total proteção oferecida às instalações do HC contra picos de energia
Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro – HC/UFTM adquiriu um novo grupo-gerador de emergência para garantir o abastecimento em casos de interrupção no fornecimento de eletricidade. O equipamento, movido a diesel, tem potência de 1100 KVA e substitui um modelo antigo, com capacidade três vezes inferior.
Um dos diferenciais é a total proteção oferecida às instalações do HC contra picos de tensão após quedas de energia. O equipamento possui bacia de contenção que retém 100% do óleo em caso de eventuais vazamentos.
Foram investidos R$ 442 mil, recursos do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais - Rehuf. Além de garantir a iluminação e o funcionamento de todo o HC, o equipamento possibilita economia aproximada de R$ 240 mil ao ano em consumo de eletricidade, pois pode ser utilizado em horário de ponta, das 17h30 às 20h30, durante o qual a tarifa contratada junto à concessionária de energia é mais elevada.

GRUPO DE DANÇA UDS (FOTO: ANDRÉ SANTOS/SECRETARIA ESPECIAL DE COMUNICAÇÃO)

Alerta
ENTIDADE COMEMORA DIA INTERNACIONAL DO JOVEM  TRABALHADOR PARA ATRAIR EMPRESÁRIOS 
Presidente da Feti/Probem disse que a parceria entre os trabalhadores mais experientes e os jovens aprendizes torna a empresa mais eficiente, inovadora, e antenada com o presente e o futuro
Grupo de dança UDS - Urban Dance Style, especializado em soul, funk, pop, hip-hop, e um vídeo produzido pela Secretaria Especial de Comunicação foram algumas das atrações que emocionaram o público durante as comemorações do Dia Internacional do Jovem Trabalhador, em Uberaba.
Cine Teatro Vera Cruz abriu as portas na noite de 13/04, sexta-feira, para a comemoração, que reuniu os aprendizes da Fundação de Ensino Técnico Intensivo – Feti/Uberaba e seus familiares e amigos, além de atrair um grande número de representantes das empresas e instituições parceiras.
Lembrada anualmente em 24 de abril, a data foi criada pela Organização Internacional do Trabalho – a OIT, “com o objetivo de reforçar aos empregadores a ideia de que os jovens profissionais podem acrescentar muito com suas novas ideias, e contribuir para a evolução das empresas”, explicou o presidente da Feti, professor Eduardo Callegari.
Evento de Uberaba foi antecipado para se adequar à maioria dos participantes, principalmente os homenageados.
Os primeiros meses de 2018 nos surpreenderam com números significativos, principalmente levando em conta que o Brasil ainda sofre o impacto da pior crise econômica de sua história, mas, com certeza, estamos trabalhando sem descanso para melhorarmos as estatísticas da Feti”, disse ele.
Segundo o presidente da Feti, em dois meses (fevereiro e março), oito jovens que tiveram o convênio encerrado foram efetivados nos locais onde exerciam suas funções de aprendizes. Enquanto isso, 60 empresas contrataram 128 novos aprendizes que concluíram os cursos do Departamento de Iniciação Profissional e estão sob orientação do Departamento do Bem-Estar do Menor (Probem).
Destas contratantes, cinco assinaram convênio com a Feti em 2018 – revelou Eduardo Callegari.
De acordo com ele, é de projetos como os da Feti que surgem os novos talentos. Lembrou que, a parceria entre os trabalhadores mais experientes e os jovens aprendizes torna a empresa mais eficiente, inovadora, e antenada com o presente e o futuro.

NA FETI/PROBEM OS JOVENS PASSAM POR UMA MARATONA DE CURSOS
(FOTO: NETO TALMELI/SECRETARIA ESPECIAL DE COMUNICAÇÃO)
1º BALANÇO DE 2018
Foram "efetivados" em 2018 nas empresas onde eram aprendizes, os jovens Geovanna Marchesin (Sicoob); Ana Carolina dos Santos (Instituto Uberabense de Cardiologia); Rafael Faria (Eletrofiltros); Adiler Calisto Barros (A Eletrowatts); Hiugner Bruno Silvério (Minas Peças); João Vitor Cavalcante (Eletrocerâmica); Rai Volff de Paiva (Henrique Distribuidora); Daniel da Cruz Silva (Comércio de Doces Zebu).
Contratantes – Entre as empresas que contrataram jovens aprendizes da Feti em 2018 estão Duratex; C&A; Ouro Fino; Algar; Valmont; Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ); Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM); Ideal Tintas; Triângulo Eletrofiltros; Quibo Indústria e Serviços; A Eletrowatts;  Bravo Serviços Logísticos; Gontijo; Hospital da Criança; Instituto Uberabense de Cardiologia Invasiva; Centro de Diagnóstico por Imagem (Panclinic); Prevemo Medicina Ocupacional; UFTM; Zebu Carnes Supermercados; Lojas Havan; Ríver Auto Peças; Supermercados NBC; Agronelli; Construtoni; Fertigan; LG Guarato; Uniodonto; Supermercado Sousa e Silva; Uberserra; Panificadora SaborReal; CCM Indústria e Comércio de Produtos Descartáveis; Consube Agropecuária; Certrim; Copari; Eletrometalúrgica; Fundação de Ensino e Pesquisa de Uberaba (Funepu); Unipac; Global Distribuidora de Cosméticos; Henrique Distribuidora de Perfumaria; Indústria Nacional de Componentes Elétricos (Incel); Ipserv; Magazine Luiza; Terra Agrícola Peças e Implementos.
Novos convênios - As novas empresas são Magazine Luiza; Ríver Auto Peças; Terra Agrícola Peças e Implementos; Uberaba Rações e Ferragens (Agrocampo); Instituto de Previdência dos Servidores Públicos Municipais de Uberaba (Ipserv).
---------------
Lei seca 2018
MOTORISTA BÊBADO QUE PROVOCAR ACIDENTE COM VÍTIMA AGORA VAI PRA CADEIA
A partir de 19 de abril de 2018, quinta-feira, entram em  vigor as nova regras previstas pela Lei 13.546/17, aprovada em dezembro de 2017, e que alteraram o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). São penas mais duras e até cadeia para motoristas bêbados. Agora, quem cometer homicídio ou provocar lesão grave ou gravíssima enquanto estiver dirigindo sob efeito de álcool ou de outra substância psicoativa pode ir preso e cumprir pena maior.
Sem leão
Para quem não comete nenhum crime de lesão à vida no trânsito, as penas do CTB continuam iguais. Isso inclui desde aqueles condutores que, ao serem parados nas blitze de alcoolemia, se recusam a fazer o teste do bafômetro até os que aceitam. Mesmo sem fazer o teste, o condutor pode ir parar na delegacia (veja ao lado).
Nos dois casos, os motoristas terão que pagar a multa de R$ 2.934,70. A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) será recolhida e outro condutor habilitado terá que  retirar o carro do local.
Se o teor de álcool ficar entre 0,05 mg/l e 0,33 mg/l, o motorista vai responder administrativamente. Se for maior do que 0,34 mg/l, ele deve ser levado imediatamente a uma delegacia e vai responder também por crime de trânsito, cuja pena é de seis meses a três anos.
Com lesão
Lei 13.546 sobe para cinco a oito anos de prisão a pena para o homicídio culposo (sem a intenção de tirar a vida) causado sob efeito de álcool ou outras substâncias psicoativas. Até agora, a reclusão era de dois a quatro anos. No caso de lesão corporal grave ou gravíssima, a pena, que era de seis meses a dois anos, passa a ser de dois a cinco anos. A lei vale apenas para acidentes que tenham vítimas, e não em qualquer caso de embriaguez ao volante.
A elevação das penas significa que não será mais possível que a autoridade policial arbitre uma fiança de imediato, permitindo ao motorista responder em liberdade pelo crime. O delegado deverá lavrar o flagrante e encaminhar o caso ao Judiciário. O juiz poderá arbitrar uma fiança.


LEI Nº 13.546, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2017


Altera dispositivos da Lei no 9.503, de 23 de setembro de 1997 (Código de Trânsito Brasileiro), para dispor sobre crimes cometidos na direção de veículos automotores.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1o  Esta Lei altera a Lei no 9.503, de 23 de setembro de 1997 (Código de Trânsito Brasileiro), para dispor sobre crimes cometidos na direção de veículos automotores.

Art. 2o  O art. 291 da Lei no 9.503, de 23 de setembro de 1997 (Código de Trânsito Brasileiro), passa a vigorar acrescido dos seguintes §§ 3o e 4o:

“Art. 291. .......................................................................

..............................................................................................

§ 3o  (VETADO).

§ 4o  O juiz fixará a pena-base segundo as diretrizes previstas no art. 59 do Decreto-Lei no 2.848, de 7 de dezembro de 1940 (Código Penal), dando especial atenção à culpabilidade do agente e às circunstâncias e consequências do crime.” (NR)

Art. 3o  O art. 302 da Lei no 9.503, de 23 de setembro de 1997 (Código de Trânsito Brasileiro), passa a vigorar acrescido do seguinte § 3o:

“Art. 302.  ......................................................................

..............................................................................................

§ 3o  Se o agente conduz veículo automotor sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência:

Penas - reclusão, de cinco a oito anos, e suspensão ou proibição do direito de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor.” (NR)

Art. 4o  O art. 303 da Lei no 9.503, de 23 de setembro de 1997 (Código de Trânsito Brasileiro), passa a vigorar acrescido do seguinte § 2o, numerando-se o atual parágrafo único como § 1o:

“Art. 303.  ......................................................................

§ 1o ................................................................................

§ 2o  A pena privativa de liberdade é de reclusão de dois a cinco anos, sem prejuízo das outras penas previstas neste artigo, se o agente conduz o veículo com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool ou de outra substância psicoativa que determine dependência, e se do crime resultar lesão corporal de natureza grave ou gravíssima.” (NR)

Art. 5o  O caput do art. 308 da Lei no 9.503, de 23 de setembro de 1997 (Código de Trânsito Brasileiro), passa a vigorar com a seguinte redação:

“Art. 308.  Participar, na direção de veículo automotor, em via pública, de corrida, disputa ou competição automobilística ou ainda de exibição ou demonstração de perícia em manobra de veículo automotor, não autorizada pela autoridade competente, gerando situação de risco à incolumidade pública ou privada:

..............................................................................” (NR)

Art. 6o  Esta Lei entra em vigor após decorridos cento e vinte dias de sua publicação oficial.

Brasília, 19 de dezembro de 2017; 196o da Independência e 129o da República.

MICHEL TEMER
Alexandre Baldy de Sant’Anna Braga
-----------------


Nenhum comentário:

Postar um comentário